Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
Declaracaouniversaldosdireitoshumanos
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

0

Share

Download to read offline

Cepticismoedogmatismo

Download to read offline

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to like this

Cepticismoedogmatismo

  1. 1. Escola Secundária/ 3 de Santa Comba Dão Filosofia CEPTICISMO E DOGMATISMO 2009/2010
  2. 2. DOGMATISMO
  3. 3. DOGMATISMO• O dogmatismo corresponde à posição natural do espírito humano, a qual assenta indirectamente nos seguintes motivos:• 1º - A realidade existe.• 2º - O homem pode conhecer a realidade.• 3º - Não há limites para as capacidades cognoscitivas do sujeito.
  4. 4. Dogmatismo é um termo usado pela filosofia e pela religião.Ou seja, dogmatismo é toda doutrina que afirma a capacidade dohomem de atingir a verdade absoluta e indiscutível.Na religião, corresponde ao conjunto de dogmas e na filosofia é opensamento contrário à corrente do cepticismo que contesta apossibilidade de conhecimento total da verdade.O dogmatismo é a atitude natural do homem face ao mundo onde anoção de um objecto o leva a crer na existência do mesmo, semduvidar.O dogmatismo corresponde à atitude de todo aquele que crê que ohomem tem meios para atingir a verdade não se confrontando com adúvida e não problematizando o conhecimento.
  5. 5. RENÉ DESCARTES: defensor do dogmatismo. René Descartes foi um filósofo e cientistafrancês que viveu no século XVII. Descarte nasceu em 1596, em La Haye,França, e faleceu em 1650, em Estocolmo, Suécia. A sua obra é considerada um dos principaisresponsáveis pela denominada revolução científicamoderna. Formou-se em Direito, porém nunca exerceua profissão. Escreveu a sua obra filosófica maisimportante, as Meditações Metafísicas, ondeconsta o famoso lema “cogito, ergo sum”traduzido como “Penso, logo existo”. Mantinha correspondência com a rainhaCristina da Suécia, considerada sua discípula, queinsistentemente o convidou a transferir-se parasua corte, até que em 1649 ele aceitou. No entanto o frio sueco, quase polar, foi-lhedemasiado agressivo, vindo-lhe a causarpneumonia e o falecimento em poucos dias.
  6. 6. CEPTICISMO
  7. 7. CEPTICISMO• O cepticismo é um corrente de pensamento filosófico que defende a ideia da impossibilidade do conhecimento de qualquer verdade. Criado na Grécia Antiga por Pirro de Élis (filósofo grego).• Os cépticos, defendem que todo conhecimento é relativo, pois depende da realidade da pessoa que o possui e das condições do objecto que está a ser analisado. Os defensores do cepticismo acreditam ser impossível estabelecer o que é real e irreal ou correcto e incorrecto.• Logo, os cépticos defendem a ideia de assumir uma postura de neutralidade em todas as questões, não fazendo julgamentos. Assim, o céptico defende a indiferença total.
  8. 8. PIRRO DE ELIS : Defensor do Cepticismo Pirro de Elis (360-275 a.C.) é considerado o fundador do cepticismo. Segundo ele, não podemos ter posições definitivas sobre determinado assunto, pois mesmo pessoas muito sábias podem ter posições absolutamente opostas sobre um mesmo tema e óptimos argumentos para fundamentar suas posições. Neste caso, Pirro aconselha-nos a suspensão do juízo e a mantermos a nossa mente tranquila (ataraxia).
  9. 9. Trabalho realizado por :• Débora Prata, nº7.• Inês Antunes, nº• Rita Costa, nº18.• Vera Ascenso, nº23. • 11ºC

Views

Total views

1,085

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

296

Actions

Downloads

22

Shares

0

Comments

0

Likes

0

×