Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Resíduos de logística reversa final

2,900 views

Published on

www.masterambiental.com.br

  • Be the first to comment

Resíduos de logística reversa final

  1. 1. O que diz a nova legislação sobre os rejeitos?Art. 36. No âmbito da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dosprodutos, cabe ao titular dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejode resíduos sólidos, observado, se houver, o plano municipal de gestão Resíduos deintegrada de resíduos sólidos:... Logística ReversaVI - dar disposição final ambientalmente adequada aos resíduos e rejeitosoriundos dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduossólidos.
  2. 2. Política Nacional de Resíduos Sólidos O que diz a nova legislação sobre os rejeitos? (Lei 12.305/2010) • Art. 33. São obrigados a estruturar e implementar sistemas de logística reversa, mediante retorno dosArt. 36. No âmbito da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dosprodutos, cabe ao titularo uso pelopúblicos de limpeza urbana e de manejo produtos após dos serviços consumidor, de forma independente do serviço público de limpeza urbana ede resíduos sólidos, observado, se houver, o plano municipal de gestão de manejo dos resíduos sólidos, os fabricantes,integrada de resíduos sólidos: importadores, distribuidores e comerciantes de: I -... agrotóxicos, seus resíduos e embalagens, assim como outros produtos cuja embalagem, após o uso, constitua resíduo perigoso, observadas as regras deVI - dar disposição final ambientalmente adequada aos resíduos e rejeitos gerenciamento de resíduos perigosos previstas em leioriundos dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos ou regulamento, em normas estabelecidas pelossólidos. órgãos do Sisnama, do SNVS e do Suasa, ou em normas técnicas;
  3. 3. Política Nacional de Resíduos Sólidos O que diz a nova legislação sobre os rejeitos? (Lei 12.305/2010) Pilhas e BateriasArt. 36. No âmbito da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dosprodutos, cabe ao titular dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo Pneusde resíduos sólidos, observado, se houver, o plano municipal de gestãointegrada de resíduos sólidos:... Óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagensVI - dar Lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista disposição final ambientalmente adequada aos resíduos e rejeitosoriundos dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduossólidos. Produtos eletrônicos e seus componentes
  4. 4. Política Nacional de Resíduos Sólidos O que diz a nova legislação sobre os rejeitos? (Lei 12.305/2010) • § 1o Na forma do disposto em regulamento ou em acordosArt. 36. No âmbito da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de o poder setoriais e termos de compromisso firmados entre vida dos público e o setor empresarial, os sistemas previstosprodutos, cabe ao titular dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejode resíduos sólidos, observado, se houver, o plano municipal de gestão em no caput serão estendidos a produtos comercializadosintegrada de resíduos sólidos: metálicas ou de vidro, e aos demais embalagens plásticas, produtos e embalagens, considerando, prioritariamente, o... grau e a extensão do impacto à saúde pública e ao meio ambiente dos resíduos gerados. • § 2o A definição dos produtos e embalagens a que se refere o § 1o considerará a viabilidade técnica e econômica daVI - dar disposição final ambientalmente adequada aos resíduos e rejeitosoriundos dos serviços públicos de limpeza grau e e de manejo de resíduos logística reversa, bem como o urbana a extensão do impacto à saúde pública e ao meio ambiente dos resíduos gerados.sólidos.
  5. 5. Fonte: Ministério do Meio AmbienteA Logística Reversa
  6. 6. A LOGISTICA REVERSA DOS 6 SETORES NO PARANÁ Embalagens de AgrotóxicosO estado do Paraná é um doslíderes no recolhimento deembalagens de agrotóxicos;O índice é de 98% Fonte: Prog. Desperdício Zero – Sec. De Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
  7. 7. Embalagens de Óleos Lubrificantes Fonte: Prog. Desperdício Zero – Sec. De Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
  8. 8. Lâmpadas O que diz a nova legislação sobre os rejeitos?99% dos elementos constituintes nas lâmpadas são recicláveis: de vida dos Art. 36. No âmbito da responsabilidade compartilhada pelo ciclo produtos, cabe ao titular dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo• O de resíduos sólidos,oobservado, se houver, o plano municipal de gestão vidro, o alumínio e mercúrio são 100% recicláveis.• O integrada de resíduos sólidos: único componente não reciclável é o isolamento baquelítico existente nasextremidades das lâmpadas. ... VI - dar disposição final ambientalmente adequada aos resíduos e rejeitos oriundos dos serviços públicos de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos.
  9. 9. Lâmpadas Fonte: Prog. Desperdício Zero – Sec. De Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos
  10. 10. Outros Resíduos PerigososPILHAS BATERIAS CONTAMINADOS
  11. 11. Pneus - 523 kg de óleo - 110 kg de aço1 tonelada de pneu inservível reciclado rende - 314 kg de “negro de fumo” - 44 kg de gás
  12. 12. Óleos LubrificantesTipos de resíduos sólidos contaminados:- Embalagens plásticas de óleo;- Filtros de óleos usados;- Serragem, estopa,pano e papelão;-Resíduos de caixa separadora de água e óleo. Destinação FinalQuanto à classificação podem ser encaminhados para: Reciclagem; Aterro Industrial; Coprocessamento.
  13. 13. Óleos de CozinhaDevem ser encaminhados às empresaslicenciadas. • O óleo forma um filme sobre a água dos rios e impede a penetração natural da luz solar, o que prejudica os organismos vivos deste ambiente. 1 litro de óleo POLUI 1 milhão de litros de água

×