Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mercado Público de Hidrolândia

1,389 views

Published on

Mercado Público de Hidrolândia

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Mercado Público de Hidrolândia

  1. 1. Mercado Público de Hidrolândia TRABALHO DE PESQUISA: PROFA. FÁTIMA CHAVES
  2. 2. Quando Hidrolândia ainda era Cajazeiras e as residências estavam quase que limitadas ao Quadro da Igreja, o local onde hoje estar situado o Mercado Público era conhecido e chamado pela pequena população de “Lá em Cima”, por se tratar de um lugar um pouco alto.
  3. 3. Com o passar do tempo, durante os Festejos Religiosos, que aconteciam entre 01 a 15 de agosto, os vendedores começaram a construir ali suas barracas, para comercializar vários tipos de mercadorias e alimentos. As barracas eram feitas de Jaramataia.
  4. 4. A partir dos anos de 1940 do século passado (XX), construções de quartos de comércio, foram iniciadas, formando o quadro do Mercado. Vale ressaltar que as construções eram feitas por particulares, que adquiriam o terreno e edificavam seus comércios. Os quartos de comércio, as bodegas, como eram chamados, tinham paredes baixas e uma porta que dava acesso para a parte de dentro do Mercado. Os mesmos não foram construídos ao mesmo tempo. Demorou em torno de uns 03 anos para que o quadro do mercado fosse fechado. Na parede do fundo, vemos as marcas das portas que davam acesso para o interior do Mercado Público.
  5. 5. Os quartos de comércio que ficam para o lado Oeste, ou seja, que ficam de frente para o lado do Galpão dos Feirantes, foram os últimos a serem construídos. Isso devido ao fato de que naquele lado, o movimento no comércio era mais fraco. O movimento comercial se concentrava no lado Leste, onde hoje é a Rua Geci Maciel de França.
  6. 6. Os primeiros comerciantes foram: * Senhor Wilson Liliu; * Senhor Pedro Magalhães (Pepeu); * Senhor Pedro Paulo; * Senhor Antônio Gerardo; * Senhor Eusébio; * Senhor Caboquim; * Senhor Bitião; * Senhor Ortan Ferreira; * Senhor Manoel Cid; * Senhor João Varela; * Senhor Tonozo; * Senhor Moraes. Senhor Pepeu com seu neto. Ao fundo vemos o quarto de comércio da esquina, onde ele comercializava. Foto de 1987 Senhor Antônio Gerardo e sua esposa Dona Helena
  7. 7. Alguns comerciantes foram construindo gradativamente, alpendres em suas mercearias, para o lado de dentro do mercado. As crianças que moravam próximas ao Mercado Público brincavam correndo, entrando e saindo pelas portas que davam acesso para o seu interior. Nesta foto podemos ver o terreno que no passado era um campinho de futebol e hoje é onde estar construído o Galpão dos Feirantes. Senhor Pedro Paulo Timbó e sua filha Fátima Aragão Timbó - foi uma das crianças que brincou de entrar e sair do Mercado pelas portas das mercearias.
  8. 8. Quando José Maria Catunda, foi eleito prefeito de Santa Quitéria – (1947 a 1951), o Senhor Luiz Camelo Sobrinho (Seu Caboquim), foi eleito vereador e entrou com um Projeto junto a Câmara dos Vereadores para que fosse construída a parte interna do Mercado Público. O Projeto foi aprovado e o Mercado público ganhou uma cobertura de telha sustentada por 10 colunas de aproximadamente 1 metro quadrado, piso de cimento grosso e boxes com balcões de cimento para que a carne – que até então não tinha um lugar certo para ser cortada e vendida -fosse comercializada.
  9. 9. Era dentro do Mercado também, debaixo dos alpendres, que as vendedoras de café, chá, pão, bolo. broa e tapioca ficavam. Entre elas: Vitalina e Dona Fransquinha do Senhor Pedro Julião. Senhor Pedro Julião
  10. 10. Na gestão do Prefeito Pedro Correia – (23/03/1959 a 25/03/1963), o Senhor Luiz Camelo Sobrinho - Seu Caboquim - foi nomeado delegado, cargo que hoje corresponde ao de Secretário de Segurança Pública Municipal, e todos os dias ao entardecer seu filho Luiz Carlos Timbó – Carrim – era encarregado de conferir e fechar as portas internas das mercearias, medida que foi adotada para evitar arrombamentos e roubos. Filhos do Sr. Caboquim: Carrim, Inácio, Arimatéa e Clécio.
  11. 11. Na administração do Prefeito João Paiva Rodrigues – (25/03/1971 a 01/01/1973), foi iniciada uma reforma na parte interna do Mercado Público tendo sido concluída na administração do Prefeito Wilson Martins – 01/01/1973 a 01/01/1977.
  12. 12. Ao término da reforma o Mercado Público estava com: * 14 boxes; * 04 cantinas; * 08 pedras para açougue; * Banheiros sanitários: * Cobertura com estrutura metálica. Boxes
  13. 13. Entre os anos de 01/01/1983 a 01/01/1989, na primeira gestão do Prefeito Walter Marinho, uma reforma foi feita no Mercado e o mesmo ficou assim:
  14. 14. Entre os anos de 1989 a 1993, no período da primeira Gestão do Prefeito Afrânio Martins, o Mercado Público passou por outra reforma, e o corredor que dava acesso a frente dos boxes de venda de carne, foi fechado, ficando o acesso pelas laterais.
  15. 15. A História do Mercado Público de Hidrolândia é uma parte significativa da nossa história. Conhecer esta história e valorizá-la é nosso dever de cidadão, assim como a preservação dos nossos prédios históricos.
  16. 16. Fonte de Informações: Luís Carlos Timbó – Carrim , Maria Fátima de Aragão Timbó e Didia Timbó. Fonte de Pesquisa: Facebook: Hidrolândia Hidrolândia Cajazeiras

×