Tema de vida joni

591 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
591
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
90
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Tema de vida joni

  1. 1. Saúde
  2. 2. Hipertensão Arterial A hipertensão arterial (HTA) ou hipertensão arterial sistémica (HAS) é uma das doenças com maior prevalência no mundo moderno e é caracterizada pelo aumento da pressão arterial, medida com esfigmomanômetro ("aparelho de pressão"), tendo como causas a hereditariedade, a obesidade, o sedentarismo, o alcoolismo, o estresse e outras (veja causas de Hipertensão, mais abaixo). A sua incidência aumenta com a idade.
  3. 3. Sintomatologia <ul><li>A hipertensão arterial é considerada uma doença silenciosa, pois na maioria dos casos não são observados quaisquer sintomas no paciente. Quando estes ocorrem, são vagos e comuns a outras doenças, tais como dor de cabeça, tonturas, cansaço, enjoos, falta de ar e sangramentos nasais. </li></ul><ul><li>Esta falta de sintomas pode fazer com que o paciente esqueça de tomar o seu medicamento ou até mesmo questione a sua necessidade, o que leva a grande número de complicações. </li></ul>
  4. 4. Factores de Risco <ul><li>A hipertensão arterial pode ou não surgir em qualquer indivíduo, em qualquer época de sua vida, mas algumas situações aumentam o risco. Dentro dos grupos de pessoas que apresentam estas situações, um maior número de indivíduos será hipertenso. Como nem todos terão hipertensão, mas o risco é maior, estas situações são chamadas de factores de risco para hipertensão. São factores de risco conhecidos para hipertensão: </li></ul>
  5. 5. Idade: Aumenta o risco com o aumento da idade. Sexo: Até os cinquenta anos, mais homens que mulheres desenvolvem hipertensão. Após os cinquenta anos, mais mulheres que homens desenvolvem a doença. Etnia: Mulheres afro descendentes tem risco maior de hipertensão que mulheres caucasianas. Nível socio-económico: Classes de menor nível socio-económico tem maior chance de desenvolver hipertensão.
  6. 6. <ul><li>Consumo de sal: Quanto maior o consumo de sal, maior o risco da doença. </li></ul><ul><li>Consumo de álcool: O consumo elevado está associado a aumento de risco. O consumo moderado e leve tem efeito controverso, não homogéneo para todas as pessoas. </li></ul><ul><li>Obesidade: A presença de obesidade aumenta o risco de hipertensão. </li></ul><ul><li>Sedentarismo: O baixo nível de actividade física aumenta o risco da doença. </li></ul>
  7. 7. Causas <ul><li>HAS primária. Na grande maioria dos casos a Hipertensão Arterial é considerada essencial, isto é, ela é uma doença por si mesma. Em 95% dos casos a causa da doença é desconhecida. Nesses pacientes ocorre aumento da rigidez das paredes arteriais, fato que é favorecido pela herança genética em 70% dos casos. Por essa razão, é preciso verificar o histórico familiar do paciente, uma vez que, se seus pais ou parentes próximos são hipertensos, ele tem grandes probabilidades de desenvolver a doença. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>HAS secundária. Ocorre quando um determinado factor causal predomina sobre os demais, embora os outros possam estar presentes. </li></ul><ul><li>Tratamento: </li></ul><ul><li>Embora não exista cura para a Hipertensão Arterial , é possível um controle eficaz, baseado quer na reformulação de hábitos de vida, quer em medicação, permitindo ao paciente uma melhor qualidade de vida. </li></ul>
  9. 9. Esta informação foi retirada da internet e tratada por Joni Castro

×