Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula 19 a teoria de arrhenius - 3º ano

1,141 views

Published on

Prof. Rodrigo Almeida

Published in: Education
  • Be the first to comment

Aula 19 a teoria de arrhenius - 3º ano

  1. 1. * Arrhenius realizou várias experiências relacionadas a passagem de corrente elétrica em soluções aquosas; * Assim, formulou hipóteses de que tais soluções, quando conduziam a corrente elétrica, deveriam conter partículas carregadas chamadas de íons; * Com base nisso, estabeleceu a Teoria da Dissociação Iônica.
  2. 2. * Segundo esta Teoria, determinadas substâncias, quando dissolvidas em água, eram capazes de dar origem a íons positivos, os cátions, e a íons negativos, os ânions; * Isso pode ser verificado, experimentalmente, com uma aparelhagem bastante simples, na qual caracteriza um circuito elétrico; * O esquema é representado pela figura a seguir, na qual aparece os cátions e ânions.
  3. 3. * Inicialmente, ele testou a condutividade elétrica dos compostos iônicos, e para isso utilizou duas soluções aquosas: uma de sal de cozinha (NaCℓ) e outra de hidróxido de sódio ou soda cáustica (NaOH); * Foi constatada a passagem de corrente elétrica nas duas soluções e associou-se esse fato à existência de íons livres nas soluções; * A esse fenômeno denominou-se Dissociação Iônica.
  4. 4. * Arrhenius ao testar a condutividade elétrica de compostos moleculares, como o açúcar (C12H22O11) e o ácido clorídrico (HCℓ) em solução aquosa, observou que a solução aquosa de açúcar não conduzia corrente elétrica, e que, portanto, nessa solução não existiam íons; * Nesse caso, o açúcar somente se dissolveu na água, originando uma solução molecular.
  5. 5. * Por outro lado, a solução aquosa de HCℓ conduzia a corrente elétrica, o que levou Arrhenius a concluir que nela existiam íons livres; * Como o HCℓ é um composto formado por moléculas, os íons foram formados com a quebra dessas moléculas pela água, o que originou uma solução iônica; * Esse fenômeno é denominado de Ionização.
  6. 6. * A ionização ocorre quando as moléculas do gás clorídrico (HCℓ) reagem com a água, formando íons positivos e negativos; * Normalmente, omite-se a participação da água como reagente quando se escreve uma reação de ionização.
  7. 7. * A função da água na dissociação iônica consiste na separação dos íons já existentes no aglomerado iônico (retículo cristalino); * No fenômeno da ionização, a água age como reagente, sendo sua presença o fator determinante para a formação de íons.
  8. 8. * Estudos posteriores levaram Arrhenius a identificar os íons presentes nessas soluções, a partir daí, elaborou as seguintes definições: - ÁCIDOS são substâncias que, em solução aquosa, sofrem ionização, liberando como cátions exclusivamente os íons H+; * O conceito de Arrhenius pode ser atualizado ao indicarmos a participação da água como reagente, com formação do íon hidrônio ou hidroxônio (H3O+).
  9. 9. * BASES são substâncias que, em solução aquosa, sofrem dissociação iônica, liberando como único tipo de ânion os íons OH- (hidroxila ou oxidrila); * Os hidróxidos dos metais são compostos iônicos e, em solução aquosa, sofrem dissociação iônica; * O hidróxido de amônio (NH4OH), que não é um hidróxido de metal, resulta da ionização em água da amônia (NH3), que é um composto molecular.
  10. 10. * SAL é toda substância que, em solução aquosa, sofre dissociação, produzindo pelo menos um cátion diferente do H+ e pelo menos um ânion diferente do OH-; * Os sais são compostos formados por um aglomerados de íons, e a água provoca, simplesmente, a separação desses íons.
  11. 11. * Para as substâncias moleculares e iônicas conduzirem a corrente elétrica é necessária a presença de íons livres nos sistemas em que elas participam; * A tabela a seguir indica, resumidamente, as condições nas quais essas substâncias têm a capacidade de conduzir a corrente elétrica.

×