Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

12 11-16

255 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

12 11-16

  1. 1. Uma forma de impedir que a Minas Arena não tenhaumaMargemOpe- racional abaixo de R$ 2,59milhõesmensaises- tá prevista no contrato da PPP do Mineirão. Se isso ocorrer mais do que 60 meses não consecuti- vos,aconcessionáriade- ve pagar multa de R$ 8 milhões (com os devi- dos reajustes). O coordenador do Nú- cleodeOperaçõesEspor- tivas Gerente do Projeto de Infraestrutura Espor- tiva da Secopa, Rodrigo Reis, acredita que essa situação não irá ocorrer. “Se a Minas Arena co- meçaraadministrarare- ceitanumpatamarmíni- mo, com baixa qualida- dede prestação deservi- ços, os indicadores de qualidadeentramemce- na e, consequentemen- te, os repasses (do Go- verno do Estado) serão menores. Além disso, a Minas Arena não garan- tirá retorno aos acionis- tas”, aponta. Ainda há a previsão de outras multas de até R$ 10 milhões por conta do descumpri- mento de serviços. INDICADORES O desempenho da Mi- n a s A r e n a n o Mineirão será medido por indicadores que, por sua vez, determi- narão sua eficiência. Um deles será medido pela satisfação dos fre- quentadores do estádio, como torcedores, im- prensa, comerciantes, etc. Há ainda avaliações relativas à manutenção da estrutura predial, dentre outros. 6,667 BrunoMoreno bmoreno@hojeemdia.com.br Os técnicos da Secreta- ria de Estado Extraordi- nária da Copa (Secopa) trabalham diariamente com muitos números, mas um deles, em parti- cular,temumespaçoga- rantido em seus sonhos: R$ 4,81 milhões. Esse é o número “mágico” do novo Mineirão. Se a Mi- nas Arena, consórcio que irá administrar o es- tádio até 2037, alcançar uma margem operacio- nal mensal com esse va- lor, o Governo de Minas paradepagarpelarefor- ma do estádio e pode até receber. A margem operacio- nal mensal corresponde ao fluxo de caixa livre gerado pela Minas Are- na,considerandoarecei- ta total mensal prove- nienteda exploraçãoco- mercial, descontando- se os custos operacio- nais associados. Entretanto, para al- cançar esse número, a Minas Arena terá que se superar e atingir um cenário pouco prová- vel. A situação prevista pela Secopa é que a margem operacional se- ja de R$ 2,8 milhões, ou seja, R$ 2,01 milhões a menos que a situação em que o Governo dei- xa de repassar recursos da parcela variável. Na situação menos fa- vorável,areformadoes- tádio pode custar R$ 677 milhões aos cofres públicos, enquanto, na melhor das hipóteses, atésairdegraça.Aprevi- são, com base na mar- gem operacional de R$ 2,8 milhões, no entanto, é que o custo ao erário sejadeaproximadamen- te R$ 460 milhões. RETORNOGARANTIDO O formato da Parceria Público-Privada (PPP) estabelece que a Minas Arena (também respon- sável pela reforma do estádio) irá receber dois tipos de repasses distintos por parte do governo do Estado, pa- ra cobrir o investimen- to estimado de R$ 657 milhões. Um dos repasses será por dez anos, para pa- gar os R$ 400 milhões do empréstimo feito pe- la Minas Arena com o BNDES, dentro do pro- grama Procopa Arenas. A primeira parcela, a ser paga, em fevereiro de 2013, será de R$ 7,7 mi- lhões. Já a última, em fe- vereiro de 2023, de R$ 4,2 milhões. O outro repasse será va- riável e levará em consi- deração, principalmente, os indicadores de quali- dade da Minas Arena e o desempenho financeiro de sua administração. En- tretanto, congelando os indicadores no nível má- ximo de satisfação, se o negócio render até R$ 2,59 milhões por mês, o governo completará com R$ 1,11 milhão para al- cançar R$ 3,7 milhões, que foi o lance apresenta- do pela Minas Arena na licitação da PPP. Ao mesmo tempo, a partir da margem opera- cional mensal de R$ 2,59 milhões (70% dos R$ 3,7 milhões), todos os ganhos serão dividi- dos com o governo do Estado. Por isso, o núme- ro mágico é R$ 4,81 mi- lhões, justamente a so- ma entre os R$ 2,59 mi- lhões da margem opera- cional com o dobro do repasse estimado (R$ 1,11 milhão + R$ 1,11 milhão). Multa de R$ 8 mi para desempenho ruim MILHÕES DE > Se o consórcio Minas Arena apresentar margem operacional com esse valor, Estado deixa de pagar pelo estádio NÚMERO MINEIRÃO–GovernodeMinaspretendeentregarareformadoestádioaosbelo-horizontinosnodia21dedezembro Número mágico do novo Mineirão é R$ 4,81 milhões reaisfoiolanceda empresadeauditoria Ernst&Youngparafazer afiscalizaçãodos indicadoresdoMineirão pelosprimeirosquatro anosdagestãodaMinas Arena Na situação menos favorável, a reforma do estádio pode custar R$ 677 milhões aos cofres públicos, enquanto, na melhor das hipóteses, até sair de graça MAURÍCIO DE SOUZA hojeemdia.com.br 09BeloHorizonte,sexta-feira,16.11.2012 HOJEEMDIAEconomia

×