0
http://egovernment.no.sapo.pt

          Sistemas de Informação da Administração Pública


          Governação dos Sistem...
Objectivo da imagem organizacional


          Acumular uma imagem
          positiva exclusiva e perdurável
          que...
As quatro perguntas chave de
                             Lasswell (1948)

     Quem                                      ...
Os 6 W da Comunicação
                        Who                                            When

                 Quem? ...
Modelo de transmissão
                   de Shannon e Weaver (1949)




                                                  ...
Modelo interactivo
                      de Wilbur Schramm (1954)


            Campo de Experiência                      ...
Representações mentais
                   Modelo de comunicação de A. Moles
                                              ...
Objecto
    (Charles Peice)
                                                       (Saussure)




  Referente
  (Ogden & R...
Os “olhos” da nossa cultura

                                                                   Cultura




Sistemas de In...
O equilíbrio perceptivo do Cérebro
                  Lado                                              Lado
              ...
Um Organograma
não é uma
Organização




                Imagem
                  real                                    ...
Produção da Imagem




                                                                                    Coeficiente de ...
Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
Produção da Imagem

        Organização                                                Audiência


             O que se d...
Tipos de imagem organizacional


                    Imagem                                          Imagem
              ...
Tipos de imagem organizacional

                                                Imagem
                                   ...
Canal Preferencial de Comunicação


     Visual                     Auditivo                  Cinestésico       Inespecífi...
Modelos de Comunicação
                                                                                  Face a face e
   ...
Fases da Comunicação

                       Entendimento              Questionamento             Aceitação               ...
Escrever para a Era Digital
                             (Exemplo)




Sistemas de Informação da Administração Pública / |...
Escrita Promocional
             Caracterizado pelo recurso a linguagem de marketing

•     O Douro, Património da Humanid...
Texto Conciso
Caracterizado por uma redução do texto para cerca de metade do tamanho

• A região do Douro, no norte de Por...
Uso de Listas
        Adequado para apreensão imediata (“scannable layout”)



A região do Douro, no norte de Portugal, é ...
Escrita Objectiva
Usando uma abordagem neutra em vez de subjectiva, elogiosa ou
            exagerada (fora isso, igual à ...
Versão Combinada
Recorre simultaneamente à concisão, apreensão, objectividade




 O Douro é Património da Humanidade. Par...
Apresentação eficaz em
                   PowerPoint

                                                                    ...
Para uma apresentação eficaz


           Tamanho                                            Progressão


      Consistênc...
Escreva em                             Grande


Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal   28
Escreva em Grande (Texto)

          •   Isto é Arial 12

          •   Isto é Arial 18                           Demasiad...
Escreva em Grande
                            (Como Calcular)

        • Olhe a uma distância de 2 metros
                ...
Mantenha a Simplicidade




Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal   31
Mantenha a Simplicidade (Texto)


       • Demasiadas cores
       • Demasiados Tipos de Letra e Estilos
       • A regra ...
Mantenha a Simplicidade (Texto)

Tecnologia Institucional:
 Um complexo processo integrado envolvendo
 pessoas, procedimen...
antenha a Simplicidade (Texto)
  Tecnologia Institucional :
          Um processo
          envolvendo pessoas, procedimen...
Queda de folhas observada
                                      Christchurch                 Dunedin   Wellington
        ...
Queda de folhas observada
                                      (em milhões)

                In 106               Christc...
Queda de Folhas
   50
                                                                                                    ...
Queda de Folhas
    50
                                                                                  Wellington
      ...
antenha a Simplicidade (Imagens)

                       • Demasiadas imagens podem distrair

                 • As imagen...
Mantenha a Simplicidade (Som)


       • Efeitos sonoros podem ter efeitos
         distractivos
       • Utilize som, ape...
Mantenha a Simplicidade
                 (Transição)

       • Este tipo de transição não valoriza a
         mensagem
   ...
Mantenha a Simplicidade (Animação)

                                                       2m




                        ...
Mantenha a Simplicidade (Animação)

                                                        2m




                       ...
Mantenha a Clareza




Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal   44
Mantenha a Clareza (Maiúsculas)


    • O USO EXCLUSIVO DE LETRAS
      MAIÚSCULAS DIFICULTA A LEITURA

    • É aconselháv...
Mantenha a Clareza (Tipos de Letra)




Simples                  Z                                     Mais complexa   Z
 ...
Mantenha a Clareza (Tipos de Letra)


  • As fontes com “serifas” dificultam a leitura no
    monitor
  • Um tipo de letra...
Mantenha a Clareza (Numeração)

     Use números em listas com sequências específicas.
        Por exemplo:

     Como se ...
Mantenha a Clareza (Marcas)


                Use marcas em listas sem
                • Prioridades
                • Seq...
Mantenha a Clareza (Cores)


        • Use cores contrastantes
        • Claro sobre escuro e escuro sobre claro
        •...
Mantenha a Clareza (Contraste)

• Use cores contrastantes
• Claro sobre escuro e escuro sobre claro

                     ...
Mantenha a Clareza (Contraste)


   • Use cores contrastantes
   • Claro sobre escuro e escuro sobre claro
   • Use combin...
Mantenha a Clareza (Contraste)
       Mantenha a Clareza (Contraste)




• Use cores contrastantes
• Claro sobre escuro e ...
Mantenha a Clareza (Cores)


       • Use cores contrastantes
       • Claro sobre escuro e escuro sobre claro
       • Us...
Mantenha a Clareza (Cores)


       • Use cores contrastantes
       • Claro sobre escuro e escuro sobre claro
       • Us...
Mantenha a Clareza (Tamanho)
O tamanho traduz importância




Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vid...
Mantenha a Clareza (Tamanho)



 O Tamanho traduz Importância




Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís...
Apresentação
                                     Progressiva




Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís...
Os Códigos governam os Sinais que, juntos, convertem-se em Textos
                                                        ...
Consistência




Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal   60
Consistência

• As diferenças atraem a atenção
• As diferenças realçam a importância
• Use os efeitos para atrair e não pa...
Consistência


    As diferenças atraem a atenção
 • As diferenças realçam a importância
 • Use os efeitos para atrair e n...
Consistência


      As diferenças atraem a atenção
      As diferenças realçam a importância
      Use os efeitos para at...
Consistência


• As diferenças atraem a atenção
• As diferenças realçam a importância
• Use os efeitos para atrair e não p...
Consistência


• As diferenças atraem a atenção
• As diferenças realçam a importância
• Use os efeitos para atrair e não p...
Consistência


• As diferenças atraem a atenção
• As diferenças realçam a importância
• Use os efeitos para atrair e não p...
Consistência


• As diferenças atraem a atenção
• As diferenças realçam a importância
• Use os efeitos para atrair e não p...
Sumário

         • Tamanho
         • Simplicidade
         • Clareza
         • Progressão
         • Consistência
Siste...
Boas apresentações devem ter

 • A comunicação sempre presente
 • Texto para apoiar a comunicação
 • Imagens para simplifi...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Siap 2009 2 It Governance 7 ComunicaçãO

314

Published on

ISCAD - SIAP
Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação “IT Governance"
”7 - Comunicação Organizacional

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
314
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Siap 2009 2 It Governance 7 ComunicaçãO"

  1. 1. http://egovernment.no.sapo.pt Sistemas de Informação da Administração Pública Governação dos Sistemas e Tecnologias da Informação “IT Governance” 7 – Comunicação Organizacional Luís Vidigal Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  2. 2. Objectivo da imagem organizacional Acumular uma imagem positiva exclusiva e perdurável que reforce todas as actividades da organização mediante a obtenção de um consenso público e de uma personalidade própria Uma sociedade consumidora de produtos é uma sociedade consumidora de imagens Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  3. 3. As quatro perguntas chave de Lasswell (1948) Quem Análise do Análise do Controlo Controlo Análise do Diz o Quê Análise do Conteúdo Conteúdo Em que Canal Análise dos Análise dos Media Media A Quem Análise da Análise da Audiência Audiência E com que Efeito Análise dos Análise dos Efeitos Efeitos Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  4. 4. Os 6 W da Comunicação Who When Quem? Quando? Audiência Periodicidade Atitudes Altura do dia What Why O quê? Porquê? Conteúdo Mensagem Finalidade Contexto Objectivos Where hoW Onde? Como? Localização Logística Nº de pessoas Produção Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  5. 5. Modelo de transmissão de Shannon e Weaver (1949) Sinal Fonte de Mensagem Sinal Recebido Mensagem Transmissor Receptor Destinatário Informação Fonte de Ruído Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  6. 6. Modelo interactivo de Wilbur Schramm (1954) Campo de Experiência Campo de Experiência Fonte Codificador Sinal Descodificador Destinatário Mensagem Codificador Descodificador Intérprete Intérprete Descodificador Codificador Mensagem Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  7. 7. Representações mentais Modelo de comunicação de A. Moles Fidelidade Identificação Integração (Imagem mental) (Imagem mental) Codificação Descodificação Mensagem (canal psíquico) Produção Identificação e selecção de sinais dos sinais conhecidos Emissor Receptor Repertório Repertório Emissor Receptor Repertório Comum Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  8. 8. Objecto (Charles Peice) (Saussure) Referente (Ogden & Richards) “Idéia” Percebida Cada sinal de comunicação inclui o que vemos e ouvimos (o Significante) e aquilo que nos aparece ou significa para nós (o Significado) Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  9. 9. Os “olhos” da nossa cultura Cultura Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  10. 10. O equilíbrio perceptivo do Cérebro Lado Lado Esquerdo Direito Lógica Rítmo Raciocínio Música Linguagem Imaginação Númerologia Imagens Análise Côr Linearidade Formas Digitalidade Fantasias Abstracção Criatividade Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  11. 11. Um Organograma não é uma Organização Imagem real Pública t m çã o n mic i nA sdrainistratio Pd Aubli Imagem formal Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  12. 12. Produção da Imagem Coeficiente de acesso Imagem Penetração psicológica Audiência Nível de esquecimento Tempo Mensagens voluntárias Mensagens não voluntárias Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  13. 13. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  14. 14. Produção da Imagem Organização Audiência O que se diz que se faz Outros Eu Organização O que realmente se faz Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  15. 15. Tipos de imagem organizacional Imagem Imagem Objectiva Prospectiva O que é O que deseja Imagem Global Imagem Imagem Subjectiva Pública Como é percebida Generalizada a um grupo social Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  16. 16. Tipos de imagem organizacional Imagem Transmitida Imagem Imagem Desejada Percebida Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  17. 17. Canal Preferencial de Comunicação Visual Auditivo Cinestésico Inespecífico Ver Ouvir Sentir Achar Imagem Tom Toque Saber Brilhante Ruidoso Quente Entender Claro Acorde Macio Aprender Impreciso Amplificar Suave Bom Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 17
  18. 18. Modelos de Comunicação Face a face e quadro branco Conversação Eficácia da Comunicação face a face Videoconferência Conversação Opções de telefónica Modelação Gravação Vídeo Correio electrónico • Proximidade física Gravação áudio • Proximidade temporal Opções • Amistosidade Documentais Papel Fria Riqueza do Canal de Comunicação Quente Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal Alistair Cockburn - 2002
  19. 19. Fases da Comunicação Entendimento Questionamento Aceitação Sustentação • Desconhecimento dos • Medo do • Reconhecimento dos • Mudança objectivos, benefícios desconhecido benefícios pessoais internalizada e âmbito do projecto • Inquietação quanto ao • Valor percebido para • Comportamento de • Expectativas não impacto pessoal a organização suporte Expectativa do realistas público • Questionamento • Curiosidade em usar a • Rumores e boatos quanto ao nova tecnologia envolvimento pessoal Estratégia Promoção da Mudança Desenvolvimento Motivação e suporte Reforço e manutenção • Assegurar que as • Promover canais de • Motivar as pessoas • Reforçar o razões para a comunicação que para deixarem o comportamento/ mudança estejam permitam feed-back método antigo conhecimento claras para todos contínuo entre as adequado à nova • Influenciar as partes organização Objectivos • Iniciar a preparação pessoas para os das pessoas para a novos métodos • Promover e mudança consolidar a nova • Convocar para a cultura Formação e capacitação • Celebrar o sucesso Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  20. 20. Escrever para a Era Digital (Exemplo) Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  21. 21. Escrita Promocional Caracterizado pelo recurso a linguagem de marketing • O Douro, Património da Humanidade reconhecido pela UNESCO, é uma das mais belas paisagens trabalhadas pelo homem que se pode apreciar em todo o mundo e uma das regiões mais memoráveis de Portugal e da Europa. As montanhas em terraços, plantadas com as vinhas do néctar mais sublime que se conhece no mundo, são uma imagem que permanece para sempre na memória de quem um dia, no correr do rio, ao fim de uma tarde num cruzeiro fluvial ou numa das quintas que aceitam hóspedes, tem o privilégio de experimentar um pôr-do-sol sem comparação. Percebe-se finalmente, com a clareza das certezas, porque motivo a palavra usada na língua portuguesa para descrever os lugares com vista é "miradouro". Entre a Régua e o Tua, é ainda possível viajar num comboio a vapor, como em tempos mais elegantes e apreciar os impressionantes panoramas das montanhas de Trás-os-Montes. No alto, enquanto o comboio negoceia a montanha e apita, consegue-se perceber um grupo a saudar a vida com champanhe, num voo de balão. E à noite, numa das Pousadas do Douro, o jantar termina com uma sobremesa conventual e um copo de Vintage, na companhia do seu criador. Paraíso? Sim, em Portugal, a oriente do Porto e a ocidente de Castela. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 21
  22. 22. Texto Conciso Caracterizado por uma redução do texto para cerca de metade do tamanho • A região do Douro, no norte de Portugal, foi reconhecida pela Unesco como Património da Humanidade. A região é dominada por montanhas em terraços, plantadas com as vinhas que estão na origem do Vinho do Porto e dos vinhos do Douro, e que proporcionam imagens e experiências memoráveis. A visita ao Douro pode ser feita por carro ou por cruzeiro, havendo diversas opções quer de percursos automóveis quer de navios e programas. Outras experiências possíveis são os passeios no antigo comboio da linha do Tua e os voos de balão. As alternativas de alojamento incluem quintas que aceitam hóspedes, hotéis de charme e Pousadas regionais e históricas. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 22
  23. 23. Uso de Listas Adequado para apreensão imediata (“scannable layout”) A região do Douro, no norte de Portugal, é reconhecida pela Unesco como Património da Humanidade, pela sua beleza agreste e impressionante que deve muito ao trabalho do homem. Para o viajante, a região oferece: • Memórias perenes de vistas impressionantes • Cruzeiros fluviais de um a seis dias • Passeios de carro ao longo do Douro, por quintas e montes • Viagens no comboio da linha do Tua • Voos de balão • Hospedagem em quintas, hotéis de charme e Pousadas • Provas de vinhos do Douro e de Vinho do Porto • E muito mais... Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 23
  24. 24. Escrita Objectiva Usando uma abordagem neutra em vez de subjectiva, elogiosa ou exagerada (fora isso, igual à primeira) • A região do Douro, no norte de Portugal, encontra-se classificada como Património da Humanidade pela Unesco. A região é caracterizada por montanhas em terraços com plantações de vinha que sobem desde o rio Douro. Este é hoje navegável em toda a sua extensão em Portugal e até Espanha e pode ser percorrido em diversos cruzeiros fluviais de duração variável. São ainda possíveis passeios de automóvel, de comboio a vapor ou em voos de balão. As alternativas de alojamento incluem quintas, hotéis de charme e Pousadas. Muitas quintas estão abertas ao público, no quadro da “Rota do Vinho do Porto”, e proporcionam provas de vinhos do Douro e de Vinho do Porto. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 24
  25. 25. Versão Combinada Recorre simultaneamente à concisão, apreensão, objectividade O Douro é Património da Humanidade. Para conhecer a região, cujas vistas estão na origem do termo “miradouro”, pode explorar as seguintes alternativas: • Cruzeiros fluviais de um a seis dias • Passeios de carro ao longo do Douro • Viagens de comboio entre a Régua e o Tua • Voos de balão • Hospedagem em quintas, hotéis e pousadas • Provas de vinhos do Douro e de Vinho do Porto Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 25
  26. 26. Apresentação eficaz em PowerPoint Adaptado de Victor Chen Erau http://www.vetmed.iastate.edu/vetzone/pdfanddocs/Effective_presentation.ppt Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 26
  27. 27. Para uma apresentação eficaz Tamanho Progressão Consistência Simplicidade Clareza Sumário Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 27
  28. 28. Escreva em Grande Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 28
  29. 29. Escreva em Grande (Texto) • Isto é Arial 12 • Isto é Arial 18 Demasiado Pequeno • Isto é Arial 24 • Isto é Arial 32 • Isto é Arial 36 • Isto é Arial 44 Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 29
  30. 30. Escreva em Grande (Como Calcular) • Olhe a uma distância de 2 metros 2m Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 30
  31. 31. Mantenha a Simplicidade Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 31
  32. 32. Mantenha a Simplicidade (Texto) • Demasiadas cores • Demasiados Tipos de Letra e Estilos • A regra 6 x 7: –Até 6 linhas por diapositivo –Até 7 palavras por linha Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 32
  33. 33. Mantenha a Simplicidade (Texto) Tecnologia Institucional: Um complexo processo integrado envolvendo pessoas, procedimentos, idéias, equipamentos, e organização, para analisar problemas, dividindo, implementando, avaliando e gerindo soluções para queles problemas e situações em que a aprendizagem é propositada e controlada Demasiado detalhe ! Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal
  34. 34. antenha a Simplicidade (Texto) Tecnologia Institucional : Um processo envolvendo pessoas, procedimentos e ferramentas para soluções para problemas de aprendizagem Muito mais Simples Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 34
  35. 35. Queda de folhas observada Christchurch Dunedin Wellington January 11,532,234 14,123,654 3,034,564 February 1,078,456 12,345,567 16,128,234 March 17,234,778 6,567,123 16,034,786 April 16,098,897 10,870,954 7,940,096 May 8,036,897 10,345,394 14,856,456 June 16,184,345 678,095 4,123,656 July 8,890,345 15,347,934 18,885,786 August 8,674,234 18,107,110 17,230,095 September 4,032,045 18,923,239 9,950,498 October November 2,608,096 5,864,034 Demasiado 9,945,890 478,023 5,596,096 6,678,125 December 12,234,123 detalhe ! 9,532,111 3,045,654 Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 35
  36. 36. Queda de folhas observada (em milhões) In 106 Christchurch Dunedin Wellington January 11 14 3 February 1 12 16 March 17 6 16 April 16 10 7 May 8 10 14 June 16 0 4 July 8 15 18 August 8 18 17 September 4 18 9 October November 2 5 Muito mais 9 0 5 6 December 12 simples 9 3 Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 36
  37. 37. Queda de Folhas 50 Wellington 45 Dunedin 40 Christchurch 35 30 25 20 15 10 5 Demasiado 0January February March April May June Julydetalhe ! August September October November December Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 37
  38. 38. Queda de Folhas 50 Wellington Dunedin Christchurch 40 30 20 10 0 Muito mais January March May July Simples September November Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 38
  39. 39. antenha a Simplicidade (Imagens) • Demasiadas imagens podem distrair • As imagens não substituem o conteúdo Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 39
  40. 40. Mantenha a Simplicidade (Som) • Efeitos sonoros podem ter efeitos distractivos • Utilize som, apenas quando é absolutamente necessário Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 40
  41. 41. Mantenha a Simplicidade (Transição) • Este tipo de transição não valoriza a mensagem • "Aparecer" e "Desaparecer" é mais aconselhável Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 41
  42. 42. Mantenha a Simplicidade (Animação) 2m Demasiado Distractivo ! Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 42
  43. 43. Mantenha a Simplicidade (Animação) 2m Simples e objectiva Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 43
  44. 44. Mantenha a Clareza Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 44
  45. 45. Mantenha a Clareza (Maiúsculas) • O USO EXCLUSIVO DE LETRAS MAIÚSCULAS DIFICULTA A LEITURA • É aconselhável a utilização de letras maiúsculas e minúsculas Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 45
  46. 46. Mantenha a Clareza (Tipos de Letra) Simples Z Mais complexa Z clara confusa Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 46
  47. 47. Mantenha a Clareza (Tipos de Letra) • As fontes com “serifas” dificultam a leitura no monitor • Um tipo de letra de traço mais simples (sem serifas) facilita a leitura • É difícil ler em Itálico, a partir do monitor • Normal ou negrito facilitam a leitura • Sublinhados podem confundir-se com links • Use cor para dar ênfase Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 47
  48. 48. Mantenha a Clareza (Numeração) Use números em listas com sequências específicas. Por exemplo: Como se põe um elefante dentro do frigorífico? 1. Abre-se a porta do frigorífico 2. Põe-se o elefante lá dentro 3. Fecha-se a porta Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 48
  49. 49. Mantenha a Clareza (Marcas) Use marcas em listas sem • Prioridades • Sequências • Hierarquias, ….. Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 49
  50. 50. Mantenha a Clareza (Cores) • Use cores contrastantes • Claro sobre escuro e escuro sobre claro • Use combinações adequadas de cores Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 50
  51. 51. Mantenha a Clareza (Contraste) • Use cores contrastantes • Claro sobre escuro e escuro sobre claro muito contraste • Use combinações adequadas de cores pouco contraste Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 51
  52. 52. Mantenha a Clareza (Contraste) • Use cores contrastantes • Claro sobre escuro e escuro sobre claro • Use combinações adequadas de cores Claro sobre Escuro Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 52
  53. 53. Mantenha a Clareza (Contraste) Mantenha a Clareza (Contraste) • Use cores contrastantes • Claro sobre escuro e escuro sobre claro • Use combinações adequadas de cores Escuro sobre Claro Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 53
  54. 54. Mantenha a Clareza (Cores) • Use cores contrastantes • Claro sobre escuro e escuro sobre claro • Use combinações adequadas de cores Estas combinações de cores não são adequadas Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 54
  55. 55. Mantenha a Clareza (Cores) • Use cores contrastantes • Claro sobre escuro e escuro sobre claro • Use combinações adequadas de cores Estas combinações de cores são adequadas Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 55
  56. 56. Mantenha a Clareza (Tamanho) O tamanho traduz importância Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 56
  57. 57. Mantenha a Clareza (Tamanho) O Tamanho traduz Importância Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 57
  58. 58. Apresentação Progressiva Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 58
  59. 59. Os Códigos governam os Sinais que, juntos, convertem-se em Textos Roland Barths Factos realidade Paradígmas Evento1 Evento2 Evento3 Evento4 Evento5 Evento6 opções X X X Cultura Código do Mediador (convenções , julgamentos) Notícias textos, símbolos, metáforas Demasiada Evento Sintágomas Evento Evento Evento 1 3 6 novo escolhas X informação num Código da Audiência Cultura só clique! (convenções , julgamentos) Factos Audiência Evento3 Evento6 Eventonovo Eventonovo Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 59
  60. 60. Consistência Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 60
  61. 61. Consistência • As diferenças atraem a atenção • As diferenças realçam a importância • Use os efeitos para atrair e não para distrair Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 61
  62. 62. Consistência As diferenças atraem a atenção • As diferenças realçam a importância • Use os efeitos para atrair e não para distrair Este “tick” atrai a atenção Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 62
  63. 63. Consistência As diferenças atraem a atenção As diferenças realçam a importância Use os efeitos para atrair e não para distrair Muitas diferenças causam distracção! Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 63
  64. 64. Consistência • As diferenças atraem a atenção • As diferenças realçam a importância • Use os efeitos para atrair e não para distrair Este efeito realça a importância Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 64
  65. 65. Consistência • As diferenças atraem a atenção • As diferenças realçam a importância • Use os efeitos para atrair e não para distrair Assim torna-se confuso! Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 65
  66. 66. Consistência • As diferenças atraem a atenção • As diferenças realçam a importância • Use os efeitos para atrair e não para distrair Este efeito atrai a atenção Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 66
  67. 67. Consistência • As diferenças atraem a atenção • As diferenças realçam a importância • Use os efeitos para atrair e não para distrair Assim têm um efeito distractivo! Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 67
  68. 68. Sumário • Tamanho • Simplicidade • Clareza • Progressão • Consistência Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 68
  69. 69. Boas apresentações devem ter • A comunicação sempre presente • Texto para apoiar a comunicação • Imagens para simplificar conceitos complexos • Animações para simplificar a transmissão de relações complexas • O visual como apoio, não como um distractivo • Som, apenas quando absolutamente necessário Sistemas de Informação da Administração Pública / | Luís Vidigal 69
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×