Gdi.aula.02a

160 views
130 views

Published on

Data and Information Management

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
160
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gdi.aula.02a

  1. 1. XML (APARECIMENTO) Gestão de Dados e Informação 2013/2014
  2. 2. Sumário: • O aparecimento da linguagem XML: • Constrangimentos • XML vs HTML • XML – Componentes/Linguagens • Normas e Versões 2© Hélder Zagalo, 2013
  3. 3. Constrangimentos (I) Constrangimentos que fomentaram o aparecimento do XML: • A World Wide Web tornou acessível a toda a gente inimagináveis quantidades e variedades de dados. • Essa grande variedade de dados (com inúmeros formatos incompatíveis e proprietários ) veio dificultar a sua transmissão, armazenamento e apresentação visual. 3© Hélder Zagalo, 2013
  4. 4. Constrangimentos (II) Facto: • Os dados devem ser compartilháveis e reutilizáveis. Problemas na sua concretização: • Aplicações tradicionais (baseadas em SGBD’s), não tratam eficientemente as necessidades complexas associadas aos dados baseados em texto; • Os SGBD’s não lidam de forma eficiente com os mecanismos de segurança da internet (firewalls); • Os dados devem sobreviver a mudanças tecnológicas. 4© Hélder Zagalo, 2013
  5. 5. Constrangimentos (III) • Utilizar uma linguagem “não binária” que permita • que os dados sobrevivam a qualquer mudança tecnológica, • que possam atravessar as barreiras organizacionais tradicionais (firewalls) • que os dados possam ser manuseados por qualquer editor de texto • uma riqueza semântica capaz de armazenar todos os tipos de dados existentes ou que venham a existir no futuro • Alternativas existentes? • HTML 5© Hélder Zagalo, 2013
  6. 6. Constrangimentos (IV) • HTML • possui um número reduzido (e fixo) de marcadores • Parágrafos, Imagens, Títulos, Listas, … • não faz a separação entre "dados" e "representação" • RESUMINDO: não possui a riqueza “semântica” necessária! • Criar uma nova linguagem com as seguintes características: • um número (virtualmente) infinito de marcadores • fazer a separação clara entre "dados" e "representação“ • RESULTADO: XML – Extensible Markup Language 6© Hélder Zagalo, 2013
  7. 7. XML versus HTML (I) • Para facilitar todo este processo, o W3C (World Wide Web Consortium) criou a XML (eXtensible Markup Language) que permite criar documentos e bases de dados cujo conteúdo é auto-descritivo, ou seja, os itens distintos de dados em bases de dados podem ser individualmente reconhecidos e, separadamente, extraídos do meio em que normalmente são armazenados e apresentados. 7© Hélder Zagalo, 2013
  8. 8. XML versus HTML (II) • Exemplo da ficha de uma pessoa em HTML • As palavras “nome”, “genero”, “nascimento”, e outros, que são os campos da ficha, não se destinguem do texto seguinte, que são os valores dos campos. 8 <HTML> <BODY> <H3>Identificação do Aluno</H3> <UL> <LI>Nome: Maria da Silva</LI> <LI>Sexo: Feminino</LI> <LI>Nascimento: 24/07/1970</LI> <LI>Endereço: Rua Aveiro, 23</LI> <LI>Cidade: Lisboa</LI> </UL> </BODY> </HTML> © Hélder Zagalo, 2013
  9. 9. XML versus HTML (III) • A mesma informação, mas utilizando uma estrutura na organização dos dados, e não na sua representação, que separa campos e valores. 9 <Aluno> <Identificação> <Nome>Maria da Silva</Nome> <Sexo>Feminino</Sexo> <DataNascimento>24/07/1970</DataNascimento> <Endereço>Rua de Aveiro, 23</Endereço> <Cidade>Lisboa</Cidade> </Identificação> </Aluno> © Hélder Zagalo, 2013
  10. 10. XML versus HTML (IV) • Separando o conteúdo da estrutura de apresentação e de comportamentos específicos da aplicação, é possível efetuar: • Atribuição de valor semântico aos dados, logo, processamento inteligente de documentos; • Apresentação e pesquisa baseada no conteúdo. 10© Hélder Zagalo, 2013
  11. 11. XML – Componentes / Linguagens Formatador Conteúdo: Maria da Silva Rua de Aveiro, 23 24/07/1970 pessoa nome morada Data nasciment o Estrutura Ficha de alunos: Nome: Maria da Silva Morada: Rua de Aveiro, 23 ------------------------------------ Data de Nascimento: Dia: 23 Mês: Julho Ano: 1970 Formato de saída: • Linguagem utilizada na representação do conteúdo • XML • Linguagem utilizada para descrever e validar a estrutura • DTD (Data Type Definition) • XML Schema • Linguagem utilizada para Formatação e apresentação • CSS (Cascading Style Sheet) • XSL (Extensible Style Language) 11© Hélder Zagalo, 2013
  12. 12. Normas e versões • Extensible Markup Language (XML) 1.0 (Fifth Edition) • Estado: W3C Recommendation 26 November 2008 • URL: http://www.w3.org/TR/REC-xml • XML Schema Part 0: Primer Second Edition • Estado: W3C Recommendation 28 October 2004 • URL: http://www.w3.org/TR/2004/REC-xmlschema-0-20041028/ • XSL Transformations (XSLT) Version 2.0 • Estado: W3C Recommendation 23 January 2007 • URL: http://www.w3.org/TR/2007/REC-xslt20-20070123/ 12© Hélder Zagalo, 2013

×