Clipping do Varejo 05122011

352 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
352
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
42
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Clipping do Varejo 05122011

  1. 1. ing do VarejoClipp
  2. 2. Caros Leitores Caros Leitores, De 30 de janeiro a 2 de fevereiro de 2012, realizaremos mais uma edição do curso sobre NOVAS TENDÊNCIAS DO VAREJO. Esse curso oferece em seu conteúdo, as novidades apresentadas no maior evento sobre varejo: - o Retail Big Show promovido pela NRF em Nova York. Trata-se de uma oportunidade única para quem deseja: 1 - atualizar-se sobre o que acontece no varejo em níveis global e local; 2 - utilizar informações para planejamento estratégico; 3 - desenvolver visão inovadora e promover mudanças em sua empresa O conteúdo é baseado em bibliografia atualizada, especializada e adaptadaRicardo Pastore, Prof. Msc especialmente para este programa. As novidades do evento de N.Y.Coordenador do Núcleo de apresentadas pelas grandes empresas de tecnologia, de varejo e de consultoriaEstudos do Varejo - ESPM serão apresentadas em primeira mão. Imperdível! O PDF com o programa pode ser encontrado no http://goo.gl/pfps7 Aguardo vocês! Abraços, Ricardo Pastore
  3. 3. Super & HipervendAS doS SupermercAdoS creScem 4,71% em outuBro, diz ABrASAs vendas do setor de supermercados cresceram 4,71% em outubro na comparação com setembrodeste ano, segundo dados divulgados hoje pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras).Na comparação com outubro do ano passado, o aumento nas vendas foi de 1,46%.No acumulado do ano, o avanço foi de 3,92%.O preço da cesta Abras Mercado, que analisa 35 produtos com alto nível de consumo, feita emparceria com a GFK, subiu 1,15% em outubro na comparação com setembro.A inflação se mostra forte quando o preço da cesta é comparado com outubro de 2010: subiu8,11%, passando de R$ 286,70 para R$ 309,95.Os alimentos que puxaram o aumento do preço, na comparação com setembro, foram cebola(5,08%), carne dianteiro (3,98%) e batata (3,18%). Contribuíram para combater a inflação o tomate(-4,18%), xampu (-2,41%) e biscoito maisena (-2,09).(Valor Econômico – 30/11/2011)
  4. 4. Shopping CenterSonAe SierrA BrASil inveSte r$ 4 milhõeS em AçõeS de nAtAlA Sonae Sierra Brasil, gestora de dez shopping centers no país, terá três campanhas publicitáriaspara o Natal 2011. Com investimento total de mais de R$ 4 milhões, as campanhas destacam aemoção do Natal. Os shoppings Boavista, Campo Limpo, Penha e Plaza Sul, em São Paulo; FrancaShopping, em Franca (SP); Tivoli Shopping, em Santa Bárbara D’Oeste (SP); Pátio Brasil, em Brasília(DF); e Uberlândia Shopping, em Uberlândia (MG), realizam uma campanha institucional baseada noconceito de que todo presente carrega uma história. Já os shoppings Parque D. Pedro, em Campinas(SP), e Manauara, em Manaus (AM), investem em anúncios focados na promoção de Natal. Em SãoBernardo do Campo (SP), o Shopping Metrópole apoia sua campanha na divulgação da expansão,inaugurada no final de novembro, e nas histórias que os visitantes viveram no shopping.(Mercado & Consumo - 30/11/2011)
  5. 5. Economia38% doS conSumidoreS de BAixA rendA uSArão 13° pArA fAzer comprASPesquisa realizada pelo Data Popular mostra que o público de baixa renda receberá R$ 8,5 bilhõescom o pagamento do 13° salário, representando o equivalente a mais de cinco meses de BolsaFamília.A pesquisa ainda revela que 55,7% dos brasileiros de baixa renda destinarão a maior parte doseu 13° ao pagamento de dívidas, 37,7% a compras de final de ano e viagens, enquanto 4,9%destinarão uma parcela à poupança. Apenas 1,7% já receberam o valor antecipadamente.Ainda segundo o estudo, os trabalhadores da baixa renda reservarão pouco dinheiro para usarfuturamente.(Supermercado Moderno – 02/12/2011)
  6. 6. MercadoBrf inveSte em novA fáBricA de mArgArinAS em pernAmBucoA Brasil Foods, dona das marcas Sadia e Perdigão, anunciou ontem, 29/11, investimento de R$140 milhões em uma nova unidade de produção de margarina em Pernambuco. Wilson Mello,vice-presidente de assuntos corporativos da empresa, revelou que também já está nos planos dacompanhia a ampliação da fábrica de embutidos, que opera perto do limite da capacidade.A nova fábrica de margarina será construída em um terreno de 38 mil m² em Vitória de Santo Antão,no agreste de Pernambuco, ficando anexa à fábrica de embutidos, inaugurada em 2009, ainda pelaSadia.A empresa pretende produzir anualmentea cerca de 100 mil toneladas de margarina. Esse serádestinado aos mercados do Norte e do Nordeste, onde ocorre o maior consumo per capita do Brasil.Nesta nova fábrica serão produzidas as marcas Qualy, Deline e Claybom.Segundo o vice-presidente, quando estiver em operação, a nova unidade vai incrementar emcerca de R$ 450 milhões o faturamento anual da BRF. Ele explicou que as fábricas da empresa emUberlândia (MG) e Paranaguá (PR), que hoje abastecem com margarina os mercados do Norte eNordeste, terão suas capacidades rapidamente preenchidas após a transferência da produçãopara Pernambuco, motivo pelo qual o crescimento do faturamento será real.(Valor Econômico – 29/11/2011)
  7. 7. MercadomArfrig terá de Se deSfAzer de frigorífico no rio grAnde do SulPara preservar a concorrência entre os frigoríficos, a Seae (Secretaria de AcompanhamentoEconômico) quer que a Marfrig venda unidades de abate de bovinos no Rio Grande do Sul.A recomendação foi enviada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que analisouo arrendamento de plantas industriais da empresa feito pela Marfrig em 2009. Já a Secretaria afirmaque a concentração das duas empresas juntas no Rio Grande do Sul ultrapassa 20%, dificultando aentrada de novos concorrentes no setor e prejudicando as condições de rivalidade pré-existentes.Foi recomendado ao Cade que determine a venda de unidades de abate no RS, correspondentesà participação de mercado que a Marfrig tinha no Estado antes da operação.(Folha de S. Paulo – 30/11/2011)
  8. 8. MercadonAturA BuScA joint venture no reino unido, euA e rúSSiAA Natura está em busca de joint ventures no Reino Unido, Estados Unidos e Rússia, afirmou opresidente da empresa, Alessandro Carlucci, ao jornal britânicoFinancial Times. Segundo ele, aempresa desistiu do seu plano original de estabelecer operações próprias fora da América Latinae agora procura parceiros para negócios, especialmente em mercados onde sua estratégia devendas diretas se mostra popular.“Nós percebemos que há coisas que não sabemos sobre a cultura de outros países, como fazernegócios lá”, afirmou ao FT, segundo entrevista divulgada no site do jornal britânico. Ele cita comoexemplo a Rússia, um mercado considerado promissor, mas do qual não há conhecimento sobre alogística, regulação e língua.Conforme Carlucci, a Natura está mais inclinada a fechar negócios com empresas menores dessasregiões, e não com gigantes do setor de cosméticos, como a francesa L’’Oréal. Para ele, quantomaior a companhia, menor a chance de seguir os valores da Natura. Qualquer potencial parceiroterá de acompanhar a estratégia de sustentabilidade e preservação do meio ambiente perseguidapela empresa brasileira.(Estadão -05/12/2011)
  9. 9. E-Commerceonofre lAnçA lojA virtuAl de eletrônicoSA rede Onofre, que atua no varejo farmacêutico, lança nos próximos dias a sua loja virtual paravender eletroeletrônicos na capital paulista e Grande São Paulo. A operação de comércio on-linejá está em fase final de testes e deve se estender para outros Estados do País. Segundo MarcosArrede, diretor da Onofre Eletro, a intenção é iniciar ainda nesta semana a venda dos produtos pelainternet, e vender 300 itens que cobrem 70% do portfólio do varejo eletroeletrônico.Neste momento, a página virtual da Onofre Eletro opera apenas o sistema de televendas da rede.No mês de agosto, a companhia anunciou o início da operação do comércio por telefone e apossibilidade de abertura de uma loja on-line. Em três meses, o televendas de eletroeletrônicosatingiu o pico de duas mil transações ao mês, com tíquete médio de R$ 800, o que leva a uma vendade R$ 1,6 milhão mensais. No anúncio do projeto, a varejista chegou a comentar expectativas de 7mil a 8 mil transações ao mês. A rede prevê que, se repetir essa média mensal ao longo de 2012,pode chegar a mais de R$ 500 milhões em faturamento no ano.A princípio não haverá a comercialização de eletrodomésticos, como refrigeradores e fogões,produtos de grande porte e que podem ser um complicador na hora da entrega. Vinte e cincocaminhões e 25 couriers devem fazer a entrega dos eletrônicos, de forma que cada equipe sejaresponsável por determinados bairros.(Valor Econômico – 29/11/2011)
  10. 10. EconomiaBlAck fridAy BrASileiro rendeu r$ 100 milhõeS Ao vArejo on-lineA versão brasileira do “Black Friday”, cópia da tradicional liquidação do varejo americano, rendeuao comércio eletrônico seu maior faturamento em um único dia. Foram R$ 100 milhões, 88% a maisdo que na mesma data do ano passado, segundo a consultoria e-bit.Ao longo das 24 horas do evento, realizado na última sexta-feira, as varejistas on-line brasileirasreceberam 237 mil pedidos. No ano passado foram 142 mil compras.“Esperamos que o modelo deva ser mantido daqui pra frente, com cada vez mais adeptos. Aindavejo oportunidade de terem ofertas ainda mais agressivas”, afirma a diretora da e-bit, Cris Rother.O gasto médio por compra foi de R$ 425, bem acima da média usual do e-commerce, de R$ 350.A categorias mais vendidas foram informática e eletrodomésticos, cada uma com 12% do total.Os eletrônicos foram 10% das compras. O segmento de moda e acessórios respondeu por 9% dovolume de vendas.(ValorEconômico – 30/11/2011)
  11. 11. TecnologiavendAS de SmArtphoneS no BrASil AvAnçAm mAiS do que no mundoNo mundo, as vendas de smartphones cresceram 69% entre 2010 e 2011, enquanto que no Brasil aalta foi de 80% no período. Foi o que revelou estudo realizado pela GfK Retail and Technology entrejaneiro e agosto deste ano. A GfK fez uma auditoria em aproximadamente 11 mil pontos de vendas,contemplando 52 categorias de smartphones, que, até agosto de 2011, acumularam faturamento noPaís de R$ 50,5 bilhões. Esse montante representa acréscimo de quase 10% em relação ao mesmoperíodo do ano passado. O Nordeste foi a região do País que apresentou o maior crescimento emtermos de vendas desses aparelhos. Por outro lado, a menor evolução foi encontrada no estado deSão Paulo (4,4%), seguido da Grande São Paulo (5,0%) e da região Sul (5,1%).A área de Telecom respondeu pela maior contribuição percentual para o crescimento do faturamentode eletrônicos (24,9%), seguida por ar condicionado (16,2%), eletroportáteis (15,6%), foto (10,4%),linha marrom (10,4%), informática (8,2%) e linha branca (6,6%).Entre os canais analisados, o queapresentou a maior alta no desempenho (21,9%) foi o generalista, impulsionado pela venda deprodutos de telecomunicações, que contribuiu com 7,7 pontos percentuais. Já os especialistasmelhoraram o desempenho em 7,5%, com aumento significativo gerado pelos produtos de linhabranca, que contribuíram com 2,2 p.p. no crescimento do canal. Os produtos que mostrarammelhores desempenhos nas vendas foram televisores de tela fina (18,5%), notebooks (13,1%) esmartphones/celulares (12,8%).(InfoMoney – 29/11/2011)
  12. 12. Marketing Mixc&A reAlizA deSfile com giSele Bündchen pArA promover coleçãoA C&A promove um desfile com Gisele Bündchen para divulgar o lançamento da terceira coleçãoda marca em parceria com a modelo. A ação será realizada amanhã, dia 1º, em uma passarelamontada nos corredores do Shopping Iguatemi, em São Paulo. Durante o evento, Gisele e mais 15modelos mostrarão os principais hits da coleção para as festas de fim de ano, composta por blusas,vestidos e acessórios.O processo de criação das peças foi acompanhado de perto pela top model, que aposta em looksurbanos, do sofisticado ao estilo clean. As roupas têm estampas de bicho, florais, renda, laise ebrilho. A terceira coleção Gisele Bündchen é composta por 33 modelos de confecção, 11 acessóriose nove calçados que estarão disponíveis em todas as lojas da rede a partir do dia 1º.Para promover a linha, a C&A investiu também em anúncios nas principais revistas e mobiliáriourbano, além de materiais de pontos de venda, decorados com estrelas e fundo vermelho. Emabril, a modelo visitou a loja conceito da marca do Shopping Iguatemi para participar do “garotada vitrine”, em que exibiu peças de sua coleção no espaço reproduzido como um closet por 10minutos. A iniciativa atraiu centenas de consumidores ao local e a expectativa da rede é repetir omesmo sucesso nesta ação.(Mundo do Marketing - 30/11/2011)
  13. 13. Marketing MixStArBuckS quer ABrir 200 lojAS “drive-thru” no reino unido em 5 AnoSA Starbucks, maior rede de cafeteria do mundo, anunciou hoje os planos de abrir 200 novas lojasdo tipo “drive-thru” no Reino Unido nos próximos cinco anos.Com a expansão do formato e também a abertura de novas lojas convencionais, a empresa esperagerar 5 mil novos empregos na região no período. Com isso, espera movimentar o mercado detrabalho jovem, já que metade de seus funcionários tem menos de 24 anos.Em comunicado, a empresa afirma que decidiu ampliar a rede depois de bons resultados do projetode “drive-thru”, lançado em 2008 na cidade de Cardiff, capital do País de Gales. Hoje são noveunidades do tipo.Metade das novas lojas será licenciada para a rede de postos de combustível Euro Garages. OStarbucks tem hoje mais de 700 unidades no Reino Unido.(Valor Econômico – 01/12/2011)
  14. 14. Marketing MixpizzA hut ABre mAiS SeiS lojAS em São pAulo em 2012Após um ano positivo para os negócios, as perspectivas da Pizza Hut para 2012 mantêm-seotimistas. Ao longo de 2011, a rede inaugurou três novos restaurantes, e até o final do ano mais umaunidade será aberta, totalizando 20 estabelecimentos na Grande São Paulo. O investimento nasnovas operações e em reformas contabilizou R$ 5 milhões neste ano.“O ano de 2011 está sendo muito bom para a Pizza Hut tanto do ponto de vista de movimento,faturamento e frequência”, destaca Jorge Aguirre, diretor executivo da Pizza Hut. A expectativa éque o faturamento atinja R$ 80 milhões, o que representa um crescimento de 21% frente a 2010. Aprojeção considera o conceito mesmas lojas, ou seja, o mesmo número de estabelecimentos em2010 e 2011.Com planos de abertura de mais seis restaurantes no próximo ano, o montante aplicado nas operaçõesdeve chegar a R$ 8 milhões, explica Aguirre. “Abrimos unidades de acordo com a demanda domercado, mas tem espaço para crescer muito mais em São Paulo”, afirmou o executivo. Na grandeSão Paulo, a Pizza Hut é administrada desde 1999 pela Internacional Restaurantes do Brasil (IRB),que pertence à Brasil Fast Food Corporation (BFFC).(Brasil Econômico – 02/12/2011)
  15. 15. Marketing Mixlupo plAnejA ABerturA de 80 lojAS Até 2013A unidade do Mooca Plaza Shopping, inaugurada nesta terça-feira (29/11), já está configurada nomodelo segmentado, uma estratégia para 2012.A nova loja Lupo foi feita no estilo três em um, que divide o espaço de forma que as linhas LupoSport, Lupo Lingerie e Lupo fiquem claramente separadas.Com a segmentação, a Lupo planeja abrir 50 lojas Lupo Sport e 30 lojas Lupo Lingerie até 2013.Atualmente, a empresa tem mais de 200 lojas Lupo espalhadas por todo o Brasil.(Brasil Econônico – 29/11/2011)
  16. 16. 05/12/2011 ade de é destinad o à comunidEst e informativo alunos, ex bre varejo, formada porinteresse so empresas ores e fun cionários de alu nos, profess io de Varejo Retail Lab , o laboratór parceiras do da ESPM. e Estud os de Varejo do Núcleo d : Coordenação or: Produzido p astore Pro f. Ricardo P mo João do Car

×