Your SlideShare is downloading. ×
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Analise de Negócios em Ambientes Ágeis
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Analise de Negócios em Ambientes Ágeis

278

Published on

Analise de Negócios em Ambientes Ágeis

Analise de Negócios em Ambientes Ágeis

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
278
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Análise de Negócios em Ambientes ÁgeisMarcelo Neves
  • 2. Marcelo Neves éespecialista em software eanálise de negócios.Atualmente participa doprojeto do IIBA que estáescrevendo a nova versãodo BABOK – O Guia para oCorpo de Conhecimento deAnálise de Negócios.e-mail: marcelo@an202.comtwitter: @marcelonevesSite: www.an202.com
  • 3. Manifesto ÁgilEstamos descobrindo maneiras melhores de desenvolversoftware, fazendo-o nós mesmos e ajudando outros afazerem o mesmo. Através deste trabalho, passamos a valorizar:Indivíduos e interações mais que processos e ferramentasSoftware em funcionamento mais que documentação abrangenteColaboração com o cliente mais que negociação de contratosResponder a mudanças mais que seguir um planoOu seja, mesmo havendo valor nos itens à direita,valorizamos mais os itens à esquerda.
  • 4. 3 princípios ágeis que são reforçados pela análise de negócios
  • 5. 1º. Princípio ÁgilPessoas de negócio e desenvolvedores devemtrabalhar diariamente em conjunto por todo oprojeto.
  • 6. 2º. Princípio Ágil O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face.
  • 7. 3º. Princípio Ágil Simplicidade - a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado - é essencial.
  • 8. Análise em Projetos Ágeis• É diferente• Mais colaborativo• Focado na facilitação• Não tem como objetivo produzir documentos
  • 9. Vamos codificare vamos ver no que vai dar?
  • 10. Vamos comparar o que faz um analista de negócios tradicionalcom um analista de negócios ágil?
  • 11. Tradicional ÁgilParticipa das sessões de Desenha, facilita e participa naproject charter para definir definição da visão do produtovisão, glossário, riscos e partes e do roadmapping do produto.interessadas. Ajuda o cliente a entender os papéis e temas. Ajuda o cliente a entender requisitos que entregam valor. Esses requisitos podem ter a forma de funcionalidades, estórias, épicos, casos de uso e etc.
  • 12. Tradicional ÁgilPlaneja como elicitar os Utiliza técnicas face-a-face erequisitos. colaborativas e evita entrevistas, questionários quePlaneja, desenha e facilita exigem muito tempo deworkshops de requisitos. interpretação e está sujeita a erros. Planeja e facilita visão do produto e workshops de planejamento.
  • 13. Tradicional ÁgilDefine o escopo mais Ajuda o cliente a definir a visãocompleto possível por utilizar e escopo de alto nível.requisitos e seus modelos. Ajuda o cliente e o time aPede ao cliente para priorizar desenvolverem estórias.os requisitos. Se o cliente nãoestá presente faz a priorizaçãoele mesmo.
  • 14. Tradicional ÁgilEstabelece baseline de Ajuda o cliente e o time arequisitos, documenta estabelecerem backlog do produtoprocessos de controle de e define o mínimo necessário paramudança e gera matrizes de cada item do backlog.rastreamento de requisitos. Ajuda o cliente e o time a definir somente os requisitos suficientes para satisfazer as expectativas. Ajuda o time a determinar um simples e significativo conjunto de requisitos e organização.
  • 15. Tradicional ÁgilParticipa e agenda reuniões de Define uma simples e nãocontrole de mudança. obstrusiva forma de rastrear estórias com o objetivo de capturar métricas que serão úteis para reutilização e eficiência do desenvolvimento.
  • 16. Perguntas
  • 17. Obrigado!

×