Sistema Operacional - Aula003
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Sistema Operacional - Aula003

on

  • 333 views

 

Statistics

Views

Total Views
333
Views on SlideShare
332
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

1 Embed 1

http://pronatec.atwebpages.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Sistema Operacional - Aula003 Sistema Operacional - Aula003 Presentation Transcript

  • Aula 003 Sistemas Operacionais PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  • PRONATEC Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
  • 16 O SO E O TECLADO • Periférico de entrada mais usado • Ao ser pressionada uma tecla internamente gera um interrupção para o SO que busca nos seus registradores internos o scan code (código da tecla) • Uma subrotina interna do SO analisa o scan code e o converte em ASCII code - American Standard Code for Information Interchange = Código padrão americano para troca de informações • Código ASCII dos principais caracteres: • a..z = códigos ascii de 97..122 • A..Z = códigos ascii de 65..90 • 0..9 = códigos ascii de 48..57 • Todos os outros símbolos se encaixam em valores de 1 a 255 que ocupam exatamente um byte
  • 17 Controle do Mouse • O mouse tem controle semelhante ao do teclado feito por uma interrupção ao SO que processa a mesma lendo os códigos dos registradores enviados pela interface do dispositivo • O mouse envia duas coordenadas: X,Y para posicionamento da tela onde se encontra o cursor e um código de estado dos dois botões e scroll
  • 18 REDE e o SO • Em informática REDE são dois ou mais computadores conectados de forma a permitir que troquem informações, compartilhem recursos: arquivos, impressoras, internet • A rede mais simples é a ligação de duas máquinas ponto a ponto conectadas através de cabo crossover entre suas placas de rede ou pelas portas seriais • As placas de rede são dispositivos ligados diretamente à placa mãe por slots pci • Atualmente já existem placas de rede adaptadas para portas USB no padrão sem fio: Wireless (WiFi) as quais pegam o sinal de roteadores WiFi chamados Hotspot • Redes ponto a ponto tem como característica não possuir um servidor dedicado o que a torna menos segura que a rede cliente-servidor, uma vez que tudo é permitido • Já na rede cliente-servidor um computador é promovido a ser o “mestre” entre todos os outros fazendo autenticações de entrada dos usuários na rede e regulamentando o uso dos recursos disponíveis, esse é o Servidor da Rede. • Em uma rede cliente-servidor podemos ter diversos servidores: de impressão, de autenticação, de domínio, de arquivo, de internet. • Os Windows: 98, Milenium, XP, Vista e Seven são sistemas operacionais desktop (locais) e portanto não são servidores dedicados • Um “Servidor Dedicado” é um computador que presta somente para a função de servir algum(uns) recurso(s) e mais nada, ele geralmente não é usado diretamente • Os Windows: NT, 2000, 2003 e 2008 são especificamente projetados para serem usados como servidores dedicados de redes locais • Os Linux também tem versões de distribuição para servidores e estações. Servidores: OpenSUSE, Debian, RedHat. Os desktop: Kurumin, Ubuntu
  • 19 Sistema de Arquivos • O endereçamento lógico dos dados no disco é uma sequência, o SO pede qual bloco (cluster) deseja ler e a controladora de disco se encarrega de traduzir para o CHS (Cylinder,Head,Sector) físico • Esse processo de “esconder” torna o SO capaz de interagir com a maioria dos discos do mercado e facilita para o usuário a recuperação da informação • O disco sai de fábrica “virgem” sem nada ter sido gravado nele, então a primeira coisa a se fazer é a Formatação Lógica do hd. • A formatação lógica faz com que se perca o acesso aos dados existentes no hd mas com softwares de recuperação alguns dados ainda poderão ser recuperados • Sistema de arquivos nada mais é que a forma de armazenar os dados e recupera-los do hd de um modo eficiente pelo Sistema Operacional
  • 20 Sistema de Arquivos (cont.) • Tipos: FAT16, FAT32, NTFS no Windows, EXT3 e ReiserFS para Linux • Para formatar o HD primeiro deve ser feito o “particionamento” definindo em quantas unidades lógicas o disco será dividido (C:, D:, E:..., no Windows; hd0, hd1, hd2,... no Linux) • É conveniente particionar o HD no mínimo em duas unidades, uma para o Sistema Operacional e a outra para Dados e Aplicativos. • Tipos de partição: Primária – é a principal somente ela pode conter o SO para realização da carga inicial (boot). Estendida – usada para conter dados e aplicativos. • Todo particionamento tem no mínimo uma partição primária • Cada partição deve ter sua própria Tabela de Alocação de Arquivos (FAT) que define o seu Sistema de Arquivos
  • 21 Exemplo de Particionamento
  • 22 Particionamento e Formatação • Existem no mercado diversos softwares de terceiros para fazer o particionamento de um hd: Partition Magic, GParted • A maioria dos Sistemas Operacionais já tem disponível um particionador automático na sua instalação, o usuário somente tem que definir como será feito • É conveniente particionar o HD no mínimo em duas unidades, uma para o Sistema Operacional e a outra para Dados e Aplicativos. • Feito o particionamento deve-se proceder com a Formatação Lógica pelo SO.
  • 23 Sistema FAT16 • É um tipo de Sistema de Arquivo antigo, ultrapassado mas ainda em uso em alguns dispositivos móveis como cartões micro-sd • Usa endereçamento de 16 bits e portanto limita o acesso a clusters no máximo de 2 Gigabytes • Usado pelo MS-DOS e sistemas operacionais baseados em caracter da década de 80
  • 24 Sistema FAT32 • É um tipo de Sistema de Arquivo antigo, mas ainda usado em pendrives e memórias flash, o Windows 98 usa esse tipo de sistema • Usa endereçamento de 32 bits e portanto limita o acesso a clusters no máximo de 2 Terabytes • Uma grande limitação desse sistema é não poder ter arquivos maiores que 4 GB, vídeos e ISO´s não serão gravados num HD FAT32 • Usado nos Windows antigos, 95, 98 e Millenium por padrão
  • 25 Estruturas Lógicas FAT16 e FAT32 • Nos FAT16 e FAT32 existe o setor de boot, MBR (Master Boot Record), normalmente o primeiro setor no sistema de arquivos que irá conter o software responsável pela carga do SO (boot). NTLDR no Windows XP, Grub no Linux • Após a formatação é criada a FAT (File Allocation Table) que é a tabela de alocação dos arquivos, contem todas as informações do que está gravado na unidade e como acessa-los. • Sempre que cria, altera ou exclui arquivos a FAT será atualizada pelo SO • O sistema de arquivos é no FAT é sempre uma estrutura em árvore (tree) sendo a pasta inicial a raiz do sistema
  • 26 Sistema NTFS • É um tipo de Sistema de Arquivo mais moderno e de melhor aceitação • Usa endereçamento de 64 bits para os clusters • Tem embutido características de segurança para proteção dos dados • Usado em todos os Windows a partir do XP como padrão • É um sistema mais seguro com tolerância a falhas maior que os antecessores
  • 27 Estruturas Lógicas NTFS • Após a formatação é criada a MFT (Master File Table) que é a tabela mestre de arquivos semelhante a FAT só que mais informações sobre cada arquivo incluindo dados de segurança • A MFT possui mas recursos que a FAT e também evita mais a fragmentação do disco • O sistema de arquivos é no NTFS é sempre uma estrutura em árvore (tree) sendo a pasta inicial a raiz do sistema, semelhante ao FAT
  • 28 Sistema EXT3 • É um tipo de Sistema de Arquivo mais usado nos Sistemas Operacionais LINUX • Possui mecanismos de tolerância a falhas • Modos de operação: Ordered ao final de cada operação a tabela de arquivos é atualizada, Writeback o SO atualiza a tabela em momentos de inatividade, Journal o mais seguro porém mais lento pois faz uma cópia de dados para voltar modificações equivocadas • A estrutura lógica é semelhante a uma estrutura em árvore onde a raiz é o topo • Para o usuário o sistema de arquivos não muda entre Windows e Linux exceto pela forma de apresentação da árvore de diretórios e pela “” no Windows e “/” no Linux