Dt ws slideshare-oct2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Dt ws slideshare-oct2013

on

  • 173 views

Design Thinking - o que, por quê e como...

Design Thinking - o que, por quê e como...

Statistics

Views

Total Views
173
Views on SlideShare
173
Embed Views
0

Actions

Likes
3
Downloads
8
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Não somos educados para pensar criativamente - Nós fomos ensinados a repetir automaticamente as regras e a priorizar as matérias exatas, fomos preparados para não errar.  <br /> O resultado é que as crianças, que são sempre naturalmente criativas, vão sendo ensinadas a não arriscar. Se não estamos preparados para o risco de errar, nunca chegaremos a uma ideia original. Então essas crianças crescem e vão trabalhar em empresas que também punem os erros. <br /> DT é uma metodologia não linear que trata de usar as habilidades dos dois lados do cérebro. Além de investigar e analisar um problema de uma forma metodológica e racional, como reconhecer padrões, ela incentiva a nossa capacidade intuitiva para desenvolver ideias que possuam significado emocional, bem além do funcional. É uma técnica que se utiliza das habilidades dos designers de serem empáticos, sensíveis, otimistas, de serem experimentadores convictos e capazes de trabalhar com equipes colaborativas e interdisciplinares. Designers costumam aceitar a ideia de que é melhor errar mais cedo para acertar logo depois. Os design thinkers são especialistas em resolução de problemas de qualquer tipo, além de inventores de novos modelos de negócios. <br />
  • É muito arriscado basear-se somente na tecnologia. (e.g. XEROX, Bell Labs) <br /> Ao se concentrar na viabilidade de curto prazo, podem estar trocando a inovação pelo incremento. <br /> <br /> COMUNICAÇÃO: do latim communicare, significa “partilhar algo, pôr em comum”. Implica emissão de sinais (sons, gestos, indícios, etc.) com a intenção de transmitir uma mensagem. Para que seja bem-sucedida, o receptor deve ser capaz de decodificar a mensagem e de a interpretar. Elementos do processo comunicativo: código, canal, emissor & receptor. <br /> A comunicação pode ser afetada pelo ruído, que é uma perturbação que dificulta o normal desenvolvimento do sinal durante o processo . <br /> <br /> INTEGRAÇÃO: A palavra integração tem origem no termo latim integratio. Trata-se da ação e efeito de integrar ou integrar-se (constituir um todo, completar um todo com as partes que faltavam ou fazer com que alguém ou algo passe a pertencer a um todo). A integração implica sempre o esforço coordenado, a planificação conjunta e a convivência pacífica entre os sectores que conformam o grupo. Esta é a única forma onde as partes podem constituir um todo, sem perder sequer a sua individualidade. <br /> <br /> <br /> <br /> <br /> <br />
  • Feasibility: e.g. software engineers <br /> Viability: e.g. business knowledge <br /> Desirability: Psychologists, people from Social Sciences, Artists.
  • DT is all about user-centricity
  • o que é diferente: observar end-user needs + usuarios no ambiente deles <br /> <br />
  • o que é diferente: observar end-user needs + usuarios no ambiente deles <br /> <br />
  • O que é diferente: trabalhar em um ambiente criativo e flexível <br />
  • O que é diferente: Ambiente e Materiais Um ambiente com uma cultura de confiança e do espaço / material de trabalho em equipe criativo.
  • o que é diferente: cultura de prototipação – projeto: restrições (começo, meio e fim) <br /> Meta clara  impoe disciplina e dão oportunidade de avaliar o progresso, fazer correçoes no meio do caminho e redirecionar atividades futuras <br /> <br />
  • Check of DT experiences among training participants. <br /> <br /> ...Busque inspiração dos usuários - porque a necessidade é a mãe da invenção <br /> <br /> <br />
  • Besides the actual DT process as outlined before, there are rules, which apply to the overall DT process and also techniques, which can be used in one or more phases of the process. <br /> All these techniques are no DT inventions. Partly they exist since quite a long time and are commonly used in various context. <br /> DT makes use of them and brings them in a creative problem solving order.
  • Essa abordagem ajuda a garantir que a solução certa seja construída e que as equipes de desenvolvimento estejam equipadas para construir a solução certa. <br /> O esforço inicial para entender e validar o problema evita replanejamentos caros em fases posteriores. <br />

Dt ws slideshare-oct2013 Dt ws slideshare-oct2013 Presentation Transcript

  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Denise Pilar SAP Labs Latin America UX Março de 2013 – Rio de Janeiro
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Por que Design Thinking? Eu sou o lado esquerdo do cérebro. Sou um cientista. Matemático. Adoro o que é familiar. Eu categorizo. Sou preciso, linear, analítico, estratégico. Sou prático. Sempre no controle.  Sou mestre com palavras e idiomas. Sou realista. Calculo equações e brinco com números. Sou ordem, lógica. Sei exatamente quem sou. Sou o lado direito do cérebro. Sou criatividade. Um espírito livre. Saudade. Sensualidade. Sou o som de gargalhadas. Sou paladar. A sensação de areia fina sob os pés descalços. Sou movimento. Cores vivas. A vontade de pintar uma tela em branco. Sou imaginação sem limites. Arte. Poesia. Eu sinto. Eu sou tudo o que quero ser.
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. De onde vem as boas ideias De onde vem as boas ideias?
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. O que é Design Thinking? O que é diferente? Abordagem exploratória para resolução de problemas complexos, focada na empatia, colaboração e experimentação. Entender o ambiente do projeto Definir o foco Estabelecer um plano
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: Elementos-chave Equipe Multdisciplinar Processo Iterativo Espaço de Design
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: elementos-chave Equipe Multidisciplinar Viabilidade Técnica Viabilidade de Mercado INOVAÇÃO Desejabilidade
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: elementos-chave Processo Iterativo DELIMITAR DIVERGIR PROTOTIPAR INVESTIGAR CONVERGIR VALIDAR Exemplos de Métodos:  Brainstorming  Protótipos em Papel  Mapas de Histórias de Usuário Espaço do Problema Espaço da Solução CRIAR OPÇÕES CRIAR OPÇÕES FAZER ESCO- LHAS FAZER ESCO- LHAS
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: elementos-chave Processo Iterativo Vá até o ambiente do usuário : Busque inspiração A roda foi inventada há aproximadamente 6000 anos... 1. Quando foi publicada a primeira especificação para uma mala com rodas? ( ) 1800 ( ) 1850 ( ) 1900 2. Quando foi lançada no mercado a primeira mala com rodas? ( ) 1912 ( ) 1942 ( ) 1972 3. Quando foi lançado o primeiro design para malas com rodas, que foi bem sucedido? ( ) 1977 ( ) 1982 ( ) 1987    Moral da História: falhe com frequência, falhe cedo
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: elementos-chave Processo Iterativo “ ... fizemos auditorias para analisar o que está impedindo as empresas de ser inovadoras ... é evidente que elas são orientadas a especificações ...”
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: elementos-chave Espaço de Design Há décadas criminalistas utilizam murais e recursos visuais Todos os recursos visuais e pensamentos são visíveis à primeira vista nas paredes para estimular a criatividade
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: elementos-chave Espaço de Design – Laboratório de Ideias
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: O que é diferente? Como Aplicar “ ... tentativa e erro colaborativos tem mais sucesso que o planejamento do gênio solitário...” ABC Nightline – IDEO Shopping Cart
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: O que é diferente? Pesquisa de Campo – Observar!!  Participantes: Perfil-alvo (um por grupo de 5)  Método: Entrevistas  Saber ouvir, não interromper o entrevistado ou completar frases  Não julgar, verificar entendimento  Não induzir  Não fazer perguntas fechadas  Instrumento: Guia de Entrevista (4 questões)  Síntese:  Listar achados  Agrupar  Necessidades  Pontos críticos  Insights  Resumir (who, needs)  Frase ou  Persona ou  história
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: O que é diferente? Resolvendo o Problema prototipar validaradaptar
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: “a necessidade é a mãe da invenção”
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: O que é diferente? Valores - Apoiar a mentalidade certa  Pratique empatia - nos ajuda a entender o próximo  Superar “idéias fixas” - ajuda a ampliar o espaço de solução e gerar novas idéias.  Adote a diversidade - ela abre mais oportunidades.  Busque inspiração se espelhando nas pessoas - porque a necessidade é a mãe da invenção  ...Valorize o trabalho em equipe multidisciplinar - ninguém sabe ou pode fazer tudo sozinho.  Pensamento Integrador - tudo é parte de um sistema  Aceite Ambiguidades - Espere o inesperado para não perder oportunidades.  Falhe logo e com frequência - porque a falha é o trampolim para o sucesso.  Consenso mata a inovação
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Brainstorming de Soluções DEIXE PARA JULGAR MAIS TARDE Construa a partir das ideias dos outros Busque ideias malucas Busque quantidade Seja Visual Uma conversa de cada vez Não perca o foco no tópico BRAINSTORMING – técnica para resolver problemas (criada em 1939) MAS... para que funcione é preciso observar as REGRAS!
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Prototipagem
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Design Thinking: Encontrando o equilíbrio perfeito DESENVOLVIMENTO TRADICIONAL DESIGN THINKING DA ENTREGA ATÉ O MERCADO TEMPO RECURSOSEGASTOS
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. Obrigada! Denise Pilar, PhD Sr. User Experience Researcher SAP Labs Latin America denise.pilar@sap.com "Design não é como as coisas parecem. Design é como as coisas funcionam". (Steve Jobs)
  • © 2012 SAP AG. All rights reserved. DELIMITAR DIVERGIR PROTOTIPAR INVESTIGAR CONVERGIR VALIDAR