Teclado Virtual Silábico-Afabético:   Uma Proposta de Tecnologia Assistiva em Ambiente Telemático para Ensinagem da Alfabe...
Pré-Projeto de Pesquisa <ul><li>Paradigma de um sistema educacional inclusivo; </li></ul><ul><ul><li>http://inclusaoja.com...
Objetivo Geral <ul><li>Desenvolver uma opção tecnológica assistiva que contribua no processo educativo do desenvolvimento ...
Objetivos Específicos <ul><li>Descrever os recursos tecnológicos computacionais disponíveis para o ensino da linguagem esc...
Referencial Teórico <ul><li>Alfred Adler; </li></ul><ul><li>Lev Vygotsky; </li></ul><ul><li>Reuven Feuerstein; </li></ul><...
PROCEDIMENTOS <ul><li>Levantamento teórico e desenvolvimento do escopo do AD/VA (2011/1); </li></ul><ul><li>Descrição meto...
Necessidade própria de um aplicativo que diminuísse o desgaste físico frente as TA’s
Mousekey – ponto de partida Aplicativo desenvolvido por Cláudio Dusik
Acionamento do Mousekey
Roller mouse Roller mouse Mouse trackball
Switch mouse
Jouse Webcam Mousetouch
Aprimoramentos necessários <ul><li>Interface carregada e sem proposta pedagógica; </li></ul><ul><li>Inacessível a Web; </l...
Eduquito: AVA com ferramentas acessíveis para Inclusão Sociodigital Lucila Maria Costi Santarosa  – Coordenação geral e do...
<ul><li>Desenvolvimento: NIEE/UFRGS </li></ul><ul><li>Apoio financeiro: CNPq – MCT </li></ul><ul><li>SEESP-MEC </li></ul><...
<ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Acessibilidade </li></ul><ul><li>Plataforma </li></ul><ul><li>Funcionalidades </li></ul...
Objetivo <ul><li>Espaço virtual de  inclusão digital  para que  todos   possam exercer sua cidadania em iguais condições d...
Entendida como sinônimo de aproximação -  um  meio  de  disponibilizar a cada usuário  interfaces que respeitem suas  nece...
Acessibilidade <ul><li>Ao computador (TA) </li></ul><ul><li>Ao navegador </li></ul><ul><li>Às  páginas WEB </li></ul>HOGET...
Potencializar a acessibilidade à WEB <ul><ul><li>Significa que nenhum obstáculo pode ser imposto ao usuário face as suas c...
<ul><li>As necessidades que a “Acessibilidade Web” pretende abordar incluem necessidades visuais, motoras/mobilidade, audi...
Acessibilidade <ul><li>Retirada de recursos não acessíveis do Teleduc (no qual o ambiente foi inspirado) </li></ul><ul><li...
Eduquito – Plataforma <ul><li>Utilização unicamente de softwares livres </li></ul><ul><li>Cliente: navegador(IE, Firefox.....
Funcionalidades – Usuários <ul><li>Categorias de usuário: </li></ul><ul><ul><li>Mediador </li></ul></ul><ul><ul><li>Coorde...
Funcionalidades  - Ferramentas
O Ambiente – Tela inicial
Tela de Entrada: Projetos
Áreas de Atividades
O Projeto
Agenda de Atividades
Midiateca
Informações Urgentes
Quadro de Avisos
Fórum
Chat Escrito
Chat Falado - Evoc
Correio
Grupo de Trabalho
Quem Sou
Meu Diário de Bordo
Espaço de Produção
Configuração
Administração
Teclado de sinais
Oficina Multimídia
Novo Mousekey <ul><li>Mudança de linguagem de programação: de Visual Basic para Java </li></ul><ul><li>Mudança na interfac...
Nova Interface em Nível 1
Nova Interface em Nível 2
Considerações finais <ul><li>O ambiente proposto, com  acessibilidade a PNE,  apresenta-se como uma  alternativa  para o p...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Mousekey 2011

1,073 views

Published on

Qual a concepção de interface em AVA considerando os aspectos pedagógicos que devem nortear softwares educativos?

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,073
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
13
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mousekey 2011

  1. 1. Teclado Virtual Silábico-Afabético: Uma Proposta de Tecnologia Assistiva em Ambiente Telemático para Ensinagem da Alfabetização e Letramento de Alunos com Dificuldades Motoras Cláudio Luciano Dusik Orientadora: Lucila Santarosa Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU)
  2. 2. Pré-Projeto de Pesquisa <ul><li>Paradigma de um sistema educacional inclusivo; </li></ul><ul><ul><li>http://inclusaoja.com.br/2011/05/24/sem-inclusao-eu-nao-seria-o-que-sou/ </li></ul></ul><ul><li>Adequações que possibilitem a efetiva educação de alunos com deficiência (NEE); </li></ul><ul><li>Tecnologias assistivas visam diminuir as barreiras de acesso ao currículo escolar; </li></ul><ul><ul><li>devemos considerar as tecnologias inacabadas e ampliar cada vez mais sua variedade de recursos </li></ul></ul>
  3. 3. Objetivo Geral <ul><li>Desenvolver uma opção tecnológica assistiva que contribua no processo educativo do desenvolvimento da linguagem escrita. </li></ul>
  4. 4. Objetivos Específicos <ul><li>Descrever os recursos tecnológicos computacionais disponíveis para o ensino da linguagem escrita; </li></ul><ul><li>Contribuir com o aprimoramento de AVA/ADA e refletir sobre a ação mediadora; </li></ul><ul><li>Refletir sobre os fundamentos de defectologia e do pensamento inclusivo nas implicações educacionais; </li></ul><ul><li>Descrever a relação entre pensamento e linguagem e a interação entre aprendizado e desenvolvimento; </li></ul><ul><li>Descrever a estrutura das operações com signos, a internalização das funções psicológicas superiores e o ensino da linguagem escrita viva (não mecânica). </li></ul>
  5. 5. Referencial Teórico <ul><li>Alfred Adler; </li></ul><ul><li>Lev Vygotsky; </li></ul><ul><li>Reuven Feuerstein; </li></ul><ul><li>Jean Piaget; </li></ul><ul><li>Pierre Lévy; </li></ul><ul><li>José Moran; </li></ul><ul><li>Paulo Freire; </li></ul><ul><li>Emilia Ferreiro; </li></ul><ul><li>Ana Teberosky; </li></ul><ul><li>Maria Teresa Mantoan; </li></ul><ul><li>Hugo Beyer; </li></ul><ul><li>Liliana Passerino; </li></ul><ul><li>Lucila Santarosa </li></ul>
  6. 6. PROCEDIMENTOS <ul><li>Levantamento teórico e desenvolvimento do escopo do AD/VA (2011/1); </li></ul><ul><li>Descrição metodológica (2011/1); </li></ul><ul><li>Aperfeiçoamento do teclado virtual “Mousekey” (desenvolvido pelo autor) (2011/1); </li></ul><ul><li>Adaptação ao Edukito (2011/2); </li></ul><ul><li>Experimentação e testagem funcional (2011/2); </li></ul><ul><li>Aplicação do AD/VA com Amostragem para descrição do estudo de caso (2012/1); </li></ul><ul><li>Descrição do estudo de caso, conclusões, finalização do estudo (2012/2) </li></ul>
  7. 7. Necessidade própria de um aplicativo que diminuísse o desgaste físico frente as TA’s
  8. 8. Mousekey – ponto de partida Aplicativo desenvolvido por Cláudio Dusik
  9. 9. Acionamento do Mousekey
  10. 10. Roller mouse Roller mouse Mouse trackball
  11. 11. Switch mouse
  12. 12. Jouse Webcam Mousetouch
  13. 13. Aprimoramentos necessários <ul><li>Interface carregada e sem proposta pedagógica; </li></ul><ul><li>Inacessível a Web; </li></ul><ul><li>Não permite ajustes </li></ul>
  14. 14. Eduquito: AVA com ferramentas acessíveis para Inclusão Sociodigital Lucila Maria Costi Santarosa – Coordenação geral e do NIIEE – Professora Orientadora do PPGEDU e PGIE / UFRGS- Pesquisadora 1 A CNPq Lourenço de Oliveira Basso – PPGIE/UFRGS- Bolsista CNPq- Doutorando PGIE
  15. 15. <ul><li>Desenvolvimento: NIEE/UFRGS </li></ul><ul><li>Apoio financeiro: CNPq – MCT </li></ul><ul><li>SEESP-MEC </li></ul><ul><li>Filosofia da acessibilidade a PNE. </li></ul>SOFTWARE LIVRE
  16. 16. <ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Acessibilidade </li></ul><ul><li>Plataforma </li></ul><ul><li>Funcionalidades </li></ul><ul><li>Apresentação do Ambiente </li></ul><ul><li>Considerações finais </li></ul>
  17. 17. Objetivo <ul><li>Espaço virtual de inclusão digital para que todos possam exercer sua cidadania em iguais condições de convivência e crecimento pessoal. </li></ul><ul><li>Favorecer a interação / comunicação / navegação: ferramentas acessiveis a PNE para a aprendizagem e desenvolvimento cognitivo e socio-afetivo. </li></ul><ul><li>Ambientes de aprendizagem por projetos : o sujeito construindo conhecimento na perspectiva individual e coletiva . </li></ul>
  18. 18. Entendida como sinônimo de aproximação - um meio de disponibilizar a cada usuário interfaces que respeitem suas necessidades. Potencialize a construção de uma sociedade de plena participação e igualdade de oportunidades a todos atores sociais e valorize a diversidade humana. As tecnologias digitais passam a atuar como catalisadoras da inteligência coletiva, tornam-se entidades que propiciam o acolhimento à diversidade. Ao excluirmos usuários podemos estar sendo coniventes com o crime de apartheid neuronal, por não incluirmos todos os atores sociais nos coletivos inteligentes/aprendentes (Assmann,1998). Acessibilidade
  19. 19. Acessibilidade <ul><li>Ao computador (TA) </li></ul><ul><li>Ao navegador </li></ul><ul><li>Às páginas WEB </li></ul>HOGETOP,LUIZA ; SANTAROSA, L. M. C. . Tecnologias Assistiva na Informáticas na Educação Especial:viabilizando a acessibilidade ao potencial individual. Informática na Educação , v. v.5, p. 103-118, 2002.
  20. 20. Potencializar a acessibilidade à WEB <ul><ul><li>Significa que nenhum obstáculo pode ser imposto ao usuário face as suas capacidades sensoriais e funcionais – características do usuários; </li></ul></ul><ul><ul><li>Significa que o sistema deve ser acessível e utilizável, independentemente do software, da comunicação ou do equipamento - características do contexto de interação usuário-tecnologia </li></ul></ul>
  21. 21. <ul><li>As necessidades que a “Acessibilidade Web” pretende abordar incluem necessidades visuais, motoras/mobilidade, auditivas, convulsões e cognitivas/intelectuais. </li></ul><ul><li>Principios de acessibilidade seguem as recomendações </li></ul><ul><li>de regras internacionais: </li></ul><ul><ul><li>GUIA </li></ul></ul><ul><ul><li>SIDAR </li></ul></ul><ul><ul><li>WAI / W3C ( Web Accesibility Iniciative / Word Wibe Web Consortion) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Prioridade 1 – tem que absolutamente satisfazer- Nivel A </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Prioridade 2 – devem satisfazer- Nivel AA </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Prioridade 3 – podem satisfazer- Nivel AAA </li></ul></ul></ul>
  22. 22. Acessibilidade <ul><li>Retirada de recursos não acessíveis do Teleduc (no qual o ambiente foi inspirado) </li></ul><ul><li>Adicionando barra de acessibilidade: </li></ul><ul><li>Agregação de novas ferramentas: EVOC, Teclado Virtual de escrita LIBRAS e Oficina Multimídia </li></ul>
  23. 23. Eduquito – Plataforma <ul><li>Utilização unicamente de softwares livres </li></ul><ul><li>Cliente: navegador(IE, Firefox...) e Internet </li></ul><ul><li>Idiomas: Português – Espanhol - Inglês </li></ul>
  24. 24. Funcionalidades – Usuários <ul><li>Categorias de usuário: </li></ul><ul><ul><li>Mediador </li></ul></ul><ul><ul><li>Coordenador </li></ul></ul><ul><ul><li>Participante </li></ul></ul><ul><ul><li>Administrador </li></ul></ul>
  25. 25. Funcionalidades - Ferramentas
  26. 26. O Ambiente – Tela inicial
  27. 27. Tela de Entrada: Projetos
  28. 28. Áreas de Atividades
  29. 29. O Projeto
  30. 30. Agenda de Atividades
  31. 31. Midiateca
  32. 32. Informações Urgentes
  33. 33. Quadro de Avisos
  34. 34. Fórum
  35. 35. Chat Escrito
  36. 36. Chat Falado - Evoc
  37. 37. Correio
  38. 38. Grupo de Trabalho
  39. 39. Quem Sou
  40. 40. Meu Diário de Bordo
  41. 41. Espaço de Produção
  42. 42. Configuração
  43. 43. Administração
  44. 44. Teclado de sinais
  45. 45. Oficina Multimídia
  46. 46. Novo Mousekey <ul><li>Mudança de linguagem de programação: de Visual Basic para Java </li></ul><ul><li>Mudança na interface, prevendo camadas em três níveis: </li></ul><ul><ul><li>N1: Diferenciar letras de números e outros sinais gráficos, identificar pelo nome as letras do alfabeto e reconhecer os diferentes tipos de grafia das letras. </li></ul></ul><ul><ul><li>N2: Reconhecer sílabas que formam uma palavra e letras com mais de uma correspondência sonora (ex.: “c” e “g”); . </li></ul></ul><ul><ul><li>N3: Editar silabas, palavras e frases. </li></ul></ul>
  47. 47. Nova Interface em Nível 1
  48. 48. Nova Interface em Nível 2
  49. 49. Considerações finais <ul><li>O ambiente proposto, com acessibilidade a PNE, apresenta-se como uma alternativa para o processo de redução da exclusão digital em nossa sociedade </li></ul><ul><li>Modelos de construção/utilização de espaços digitais/virtuais acessíveis a todos. </li></ul><ul><li>Espaços virtuais de produção, interação convivência, aprendizagem e desenvolvimento , que abrem a possibilidade para a criatividade, as trocas e o crescimento individual e coletivo. </li></ul><ul><li>Acessibilidade aos ambientes e ferramentas digitais como ação prioritária para a construção de uma sociedade inclusiva . </li></ul>

×