Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
589
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.     Ai que prazer Não cumprir um dever, Ter um livro para ler E não o fazer! Ler é maçada, Estudar é nada. O sol doira Sem literatura. (não) ler mais                                                          
  • 2. O rio corre, bem ou mal, Sem edição original. E a brisa, essa, De tão naturalmente matinal, Como tem tempo não tem pressa... Livros são papéis pintados com tinta. Estudar é uma coisa em que está indistinta A distinção entre nada e coisa nenhuma. Quanto é melhor, quando há bruma, Esperar por D. Sebastião, Quer venha ou não! Grande é a poesia, a bondade e as danças... Mas o melhor do mundo são as crianças, Flores, música, o luar, e o sol, que peca Só quando, em vez de criar, seca. O mais do que isto É Jesus Cristo, Que não sabia nada de finanças Nem consta que tivesse biblioteca... Liberdade, Fernando Pessoa
  • 3. Ler, para quê?Ler, para quê? Para saber, conhecer;Para saber, conhecer; Para me instruir, descobrir;Para me instruir, descobrir; Para pesquisar, interpretar…Para pesquisar, interpretar… Ou será:Ou será: Para sonhar, pensar;Para sonhar, pensar; Para colorir, construir;Para colorir, construir; Para imaginar, desenhar;Para imaginar, desenhar; Para sentir, exprimir…Para sentir, exprimir… Ou simplesmente:Ou simplesmente: Para me emocionar…Para me emocionar… É para tudo istoÉ para tudo isto E um pouco mais.E um pouco mais. Lê e descobre-te na leitura!Lê e descobre-te na leitura! Bernardete OliveiraBernardete Oliveira
  • 4. O que é ler?O que é ler? Ler éLer é descodificar, compreender e assimilardescodificar, compreender e assimilar umauma mensagem escritamensagem escrita . E a. E a imagemimagem? Também se lê?? Também se lê? Quando lês,Quando lês, podes fazer uma primeira leitura rápida,podes fazer uma primeira leitura rápida, demorando-te mais no título, no primeiro e nodemorando-te mais no título, no primeiro e no último parágrafos.último parágrafos. Podes fazer uma segunda leitura, mais atenta,Podes fazer uma segunda leitura, mais atenta, a fim de perceberes asa fim de perceberes as informações dadas, sublinhando as ideias mais importantes ou tomando notas.informações dadas, sublinhando as ideias mais importantes ou tomando notas.
  • 5. Tipos de LeituraTipos de Leitura  Leitura silenciosaLeitura silenciosa Fazes uma leitura silenciosa, quandoFazes uma leitura silenciosa, quando lês um texto só para tilês um texto só para ti..  Leitura expressivaLeitura expressiva Nas aulas, por vezes, tens deNas aulas, por vezes, tens de ler em voz altaler em voz alta. Deves respeitar os. Deves respeitar os sinais desinais de pontuaçãopontuação e transmitir correctamente ae transmitir correctamente a entoação das frasesentoação das frases..  Leitura orientadaLeitura orientada QuandoQuando lês um texto ou um livro de acordo com um guiãolês um texto ou um livro de acordo com um guião , estás a praticar a, estás a praticar a leitura orientada.leitura orientada.  Leitura para informação e estudoLeitura para informação e estudo Como frequentas a escola e ainda estás a aprender muitas coisas novas, é necessárioComo frequentas a escola e ainda estás a aprender muitas coisas novas, é necessário que faças pesquisas e queque faças pesquisas e que recorras a dicionários, enciclopédias,recorras a dicionários, enciclopédias, prontuários, gramáticasprontuários, gramáticas e outras obras que te ajudem a estudar.e outras obras que te ajudem a estudar.  Leitura recreativaLeitura recreativa Fazes uma leitura recreativa quandoFazes uma leitura recreativa quando lês uma obra nos teus tempos livreslês uma obra nos teus tempos livres , sem, sem qualquer intenção de estudo, apenas peloqualquer intenção de estudo, apenas pelo prazer da leituraprazer da leitura..
  • 6. Registos escritos sobre livros e LeiturasRegistos escritos sobre livros e Leituras  Sinopse –Sinopse – texto redigido pelo autor do livro ou um redactortexto redigido pelo autor do livro ou um redactor de uma revista, onde se publicita o livro. Pode aparecer nade uma revista, onde se publicita o livro. Pode aparecer na contracapa esta visão de conjunto. ( vercontracapa esta visão de conjunto. ( ver WWW.presenca.comWWW.presenca.com ))  Resenha ou recensão -Resenha ou recensão - texto que aparece comotexto que aparece como resumoresumo crítico, surgindocrítico, surgindo comentários pessoaiscomentários pessoais ao lado de umaao lado de uma descrição objectivadescrição objectiva do texto ou livro de que se fala. (ver pp. 173;do texto ou livro de que se fala. (ver pp. 173; 34-36 do Manual de Língua Portuguesa)34-36 do Manual de Língua Portuguesa)  Ficha de Leitura-Ficha de Leitura- Deste tipo de registo fazem parteDeste tipo de registo fazem parte informações gerais sobre a obra, anotações particulares e sínteses.informações gerais sobre a obra, anotações particulares e sínteses. (distribuição pelos alunos de dois exemplos de fichas de leitura,(distribuição pelos alunos de dois exemplos de fichas de leitura, uma delas do “Principezinho” de Saint –ExupérY) / (Consultaruma delas do “Principezinho” de Saint –ExupérY) / (Consultar netprof » Portugues 2 ciclo)netprof » Portugues 2 ciclo)
  • 7. Era um livro. O livro tinha uma porta. Ao passá-la, outra porta se abria. E outras. Tantas, inumeráveis. E ainda hoje, quando já ultrapasso os 80 anos, continuo dentro desse livro. E abro portas. E outras portas, para mim, se abrem". Arturo Bembei, relojoeiro pernambucano do século 19
  • 8. Os direitos inalienáveis do leitorOs direitos inalienáveis do leitor 1. O direito de não ler.1. O direito de não ler. 2. O direito de saltar páginas.2. O direito de saltar páginas. 3. O direito de não acabar um livro.3. O direito de não acabar um livro. 4. O direito de reler.4. O direito de reler. 5. O direito de ler não importa o quê.5. O direito de ler não importa o quê. 6. O direito de amar os “heróis” dos romances.6. O direito de amar os “heróis” dos romances. 7. O direito de ler não importa onde.7. O direito de ler não importa onde. 8. O direito de saltar de livro em livro.8. O direito de saltar de livro em livro. 9. O direito de ler em voz alta.9. O direito de ler em voz alta. 10. O direito de não falar do que se leu.10. O direito de não falar do que se leu. Daniel Pennac,Daniel Pennac, Como um RomanceComo um Romance
  • 9. Elementos paratextuaisElementos paratextuais  CAPACAPA  CONTRACAPACONTRACAPA  LOMBADALOMBADA  TÍTULOTÍTULO  ÍNDICEÍNDICE  NOTA DE RODAPÉ NOTA DE RODAPÉ   PREFÁCIO PREFÁCIO   POSFÁCIO POSFÁCIO   BIBLIOGRAFIABIBLIOGRAFIA  http://www.prof2000.pt/users/dani/tipologiatexto/entradaparatexto.ht m
  • 10. Elementos paratextuais e icónicosElementos paratextuais e icónicos de uma obrade uma obra  CAPACAPA Onde se coloca título, autor(es), logótipo da editora, imagem ou imagens e eventualmente outrosOnde se coloca título, autor(es), logótipo da editora, imagem ou imagens e eventualmente outros elementos como número da edição, referências críticas, nome de colecção, etc.elementos como número da edição, referências críticas, nome de colecção, etc. Autor / Título da obra / Editora / Nº da Edição / imagens, ilustrações, fotografias, esquemasAutor / Título da obra / Editora / Nº da Edição / imagens, ilustrações, fotografias, esquemas  LOMBADALOMBADA o título, autor(es), logótipo da editora a superfície, que ligada à lombada, costuma conter texto deo título, autor(es), logótipo da editora a superfície, que ligada à lombada, costuma conter texto de apresentação e alguns ou todos dos elementos atrás referidos.apresentação e alguns ou todos dos elementos atrás referidos.  CONTRACAPACONTRACAPA Fotografia do autor / nome da colecção / Título da obra / Texto de apresentação da obra / EditoraFotografia do autor / nome da colecção / Título da obra / Texto de apresentação da obra / Editora
  • 11. Aspectos paratextuaisAspectos paratextuais que o editor adequa ao tipo de leitorque o editor adequa ao tipo de leitor  a qualidade da encadernaçãoa qualidade da encadernação  o formato do livroo formato do livro  a capaa capa  os recursos gráficosos recursos gráficos  as referências e a ilustraçãoas referências e a ilustração