• Like
Catálogo de Cursos UFS
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Catálogo de Cursos UFS

  • 422 views
Published

Catálogo dos cursos oferecidos pela Universidade Federal de Sergipe.

Catálogo dos cursos oferecidos pela Universidade Federal de Sergipe.

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
422
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
5
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 2Oportunidades Foto: Acervo UFS Catálogo de Cursos 2012AmpliadasA Universidade Federal de Sergipe vem nos últimosanos ampliando significativamente o número de va-gas ofertadas no vestibular. Das cerca de 2.000 vagasoferecidas em 2005, nos nossos cursos presenciais,passamos para 5.490 em 2012. O esforço da UFS emrealizar sua expansão busca ampliar as oportunidadesde ingresso nos cursos que oferece.A ampliação das oportunidades para nossos candida-tos e futuros alunos não se deu, entretanto, apenaspela ampliação de vagas. Vários cursos novos foramcriados. E três novas cidades do interior, Itabaiana, La-ranjeiras e Lagarto, também foram contempladas no Josué Modesto dos Passos Subrinhoprocesso de expansão, cada qual com um campus. Reitor da Universidade Federal de SergipeEm 2012, o desafio de ampliar as oportunidades paranossos jovens se apresenta também com a consolida-ção do programa de ações afirmativas para estudan-tes de escolas públicas, e dentro destas, para gruposétnicos, além da reserva especial de uma vaga, emcada curso, para pessoas com deficiência.O compromisso da UFS com a criação de mais vagasvem sendo acompanhado da melhoria e ampliaçãodo seu corpo docente e também de sua infraestruturafísica. Atualmente, nós temos 1.069 professores efeti-vos, dos quais 684 são doutores e 337, mestres. Váriasobras estão em fase de execução, de planejamentoe de contração, que estão mudando radicalmente oporte de nossa universidade.Para você, que como nós, sonha com uma UFS cadavez melhor, e por isso quer ingressar nela e fazer partede sua história, apresentamos este Catálogo de Cur-sos, através do qual você poderá conhecer um poucomelhor nossa UFS e os vários cursos ofertados. Boa es-colha e boa sorte no processo seletivo!
  • 2. 3UFS: Graduação UFSSonho PossívelOriginariamente europeia e surgida no período de-nominado Idade Média, a instituição universidadecultivou e repassou o saber humano acumulado, de-sempenhando um considerável papel social e políticodesde a sua criação.Na América Latina, países colonizados pela Espanha re-ceberam suas primeiras instituições de ensino superiorno século XVI. No Brasil, a primeira universidade foi cria-da apenas no século XX, ou seja, no período republica-no. Um ponto em comum marcou o surgimento dessasinstituições nos países latinos: o ensino superior tinhacomo princípio contemplar a elite, sendo o principal Paulo Heimar Soutomeio de acesso aos postos políticos e burocráticos. Pró-Reitor de Graduação da UFSEm pleno século XXI, a educação superior pública bra-sileira mudou substancialmente: à luz de um regimedemocrático, tem como propósito assegurar a inclu-são cada vez maior de estudantes em um ensino pau-tado na qualidade, geração e difusão de conhecimen-tos científico-tecnológicos, que visam garantir a buscada construção de um país com melhores indicadoressociais e perspectivas positivas para toda a sociedade.A Universidade Federal de Sergipe, fruto de seus esfor-ços para a ampliação de cursos que atendam às múlti-plas demandas locais, regionais e nacionais, integra obloco das instituições que visam fomentar bases cientí-ficas e tecnológicas rumo ao desenvolvimento nacionale à construção de uma sociedade cidadã e democrática.Assim, a você que almeja ser integrante da nossa institui-ção, apresentamos este Catálogo de Cursos que dispo-nibiliza algumas informações acerca das opções de for-mação profissional ofertadas, acreditando que os dadosaqui contidos o auxiliarão na escolha desta importanteetapa da vida: integrar e vivenciar um dos cursos da UFS.Boa escolha, bons estudos e êxito no vestibular da Uni-versidade Federal de Sergipe.
  • 3. 4Vestibular 2013 Catálogo de Cursos 2012A educação, consagrada pela Constituição Federal de1988 como um direito social (CF, Art. 6º), é um fatoressencial à conquista de outros direitos e à vida digna,assim como à transformação da sociedade.Pensando nisso foi que a Universidade Federal de Sergi-pe assumiu um compromisso com a expansão da ofertae do acesso à educação superior pública. Preocupada emconsolidar a inclusão social, nossa instituição mantém-sefirme na busca por oferecer um ensino de graduação deexcelência acadêmica e por adotar e aprimorar medidasque favoreçam o acesso dos jovens à formação superior.Nesse sentido, o Vestibular da UFS sofreu algumas im-portantes modificações nos últimos anos. Em 2008, foiinstituído o Programa de Ações Afirmativas – conheci-do como política de cotas. Consequentemente, desde Manoel Leite Torreso Vestibular 2010, a UFS reserva anualmente vagas para Coordenador do Concurso Vestibularestudantes oriundos de escolas públicas e, dentro des-tas, para discentes pertencentes a determinados gru-pos étnicos. Nossa política de cotas também garante areserva especial de 1 (uma) vaga, em cada curso oferta-do, para estudantes portadores de deficiência.Para o Vestibular 2013, nossa universidade utilizará as pro-vas do Exame Nacional do Ensino Médio 2012 como suasprovas de conhecimentos gerais para todos os seus cursos.Assim, para concorrer a uma das vagas de nossos cursos degraduação, o candidato deverá estar inscrito no Enem 2012.Destaque-se que a UFS não aderiu ao Sistema de Se-leção Unificada (SISU). Portanto, a Coordenação deConcurso Vestibular (CCV) continuará responsávelpela inscrição, processamento das notas, classificaçãodos candidatos obedecendo aos critérios estabeleci-dos no Programa de Ações Afirmativas da UFS e di-vulgação do resultado do Vestibular. Contudo, todasas operações relacionadas à realização das provas deconhecimentos gerais (Enem 2012) – como confecção,aplicação e distribuição – ficarão a cargo do MEC.Dessa forma, para participar do Vestibular 2013 da UFSo candidato precisará efetuar duas inscrições: uma noEnem, outra na CCV.
  • 4. 5Pessoas com deficiência Cotas Graduação UFSCada curso ofertado pela instituição destina, anual- Retirando-se a vaga para candidatos com deficiên-mente, 1 (uma) de suas vagas a candidatos que pos- cia, 50% das vagas de cada curso serão ofertadas asuem algum tipo de deficiência que deverá estar de estudantes das redes públicas municipais, estaduaisacordo com os decretos 3.298/1999, 5.296/2004, e e federais de ensino. Destas, 70% serão destinadascom a Súmula no 44 da AGU/2009. Os candidatos que àqueles que se declararem negros, pardos ou índios,desejarem concorrer a estas vagas deverão compare- correspondendo a 35% do total de vagas oferecidascer à Divisão de Assistência ao Servidor – DIASE, antes pela instituição.do início das inscrições do Vestibular, para serem ava-liados pela Junta Médica oficial da UFS. Para concorrer à vaga pela política de cotas sociais, o estudante deverá ter cursado todo o ensino médio ePara se adequar às necessidades desses estudantes e ao menos 4 anos (consecutivos ou não) do ensino fun-promover a acessibilidade, a UFS iniciou reformas em damental na rede pública. A comprovação de conclu-suas instalações. Adaptação dos banheiros, constru- são dessa trajetória escolar deverá ocorrer no ato dação de rampas e instalação de elevadores são algumas Matrícula Institucional.das mudanças em andamento. Faz-se necessário ressaltar que a política de cotas é optativa, podendo o estudante da rede pública parti- cipar do processo junto aos demais candidatos.
  • 5. 6Campus Lagarto Assim, o Campus de Lagarto oferece aos estudantes Catálogo de Cursos 2012 uma formação profissional pautada no princípio de articulação entre ensino, pesquisa, extensão e as- sistência, referenciada na coletividade e no Sistema Único de Saúde, que lhes permitirá desenvolver asComo parte do processo de expansão e interiori- habilidades e competências necessárias à atuaçãozação do ensino superior público e de qualidade, como profissionais de saúde dinâmicos, críticos ea Universidade Federal de Sergipe iniciou suas transformadores da realidade em que serão inseridos.atividades no Campus de Lagarto. Essa iniciativalevou em consideração características sociais, po-líticas, econômicas e culturais de Sergipe e pre-tende contemplar demandas existentes na regiãoCentro-Sul do Estado.O Campus de Lagarto oferece 8 cursos de graduação,todos eles voltados para a área de saúde (Enfermagem,Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Nu-trição, Odontologia e Terapia Ocupacional).A partir do compromisso com uma nova visão de for-mação profissional para a saúde, forão projetadas algu-mas atividades diferentes das desenvolvidas nos demaiscampi da UFS. Nesse sentido, turmas pequenas, promo-ção de vivência precoce em práticas na comunidade eutilização de metodologias ativas de ensino-aprendiza-gem são marcas da graduação no Campus de Lagarto.As atividades de ensino ocorrerão através de ciclosanuais, que funcionam como disciplinas, e não pordisciplinas – como ocorre nos outros campi. O cicloé um componente curricular (assim como disciplinas,blocos, módulos e atividades acadêmicas específicas),porém, difere dos demais por ser composto de subu-nidades que funcionam articuladamente.A estruturação didática dos cursos em ciclos anuaisdeve-se à opção pela organização curricular pauta-da na Aprendizagem Baseada em Problemas (APB)– uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem.Com o pressuposto de que o estudante é agente ati-vo da aprendizagem, a APB centra o ensino no dis-cente, atuando o professor como facilitador do pro-cesso de ensino-aprendizagem. Integrando a ABP ,os ciclos incluirão em suas subunidades atividadesde Aprendizagem Auto-dirigida (AAD). Essas ativi-dades acadêmicas são caracterizadas também pormomentos não presenciais, que permitem a buscado conhecimento de forma autônoma, nos diversoscenários de aprendizagem.
  • 6. 7 Graduação UFSSimulação em 3D do Auditório do Campus de Lagarto Simulação em 3D do Centro de Simulações do Campus de Lagarto Projeto do Campus Universitário de Lagarto (em execução)
  • 7. 8Cursos de Os cursos a distância oferecidos por esta universidade Catálogo de Cursos 2012 foram projetados para ter a mesma qualidade acadê-Graduação à mica daqueles ofertados presencialmente. Têm ma- triz curricular, ementas, duração do semestre letivo eDistância do curso idênticas às das respectivas graduações na modalidade presencial e seus projetos pedagógicos obedecem às diretrizes curriculares nacionais estabe- lecidas pelo MEC. Eles também preveem algumas ati-A UFS integra o Sistema Universidade Aberta do Bra- vidades presenciais obrigatórias, como avaliações (osil (UAB), instituído em junho de 2006, que visa ao sistema de avaliação abrange avaliações presenciais,desenvolvimento da modalidade de educação supe- são três no total e realizadas aos sábados e domingos,rior a distância. O projeto UAB em Sergipe é uma e avaliações a distância em todas as disciplinas), está-parceria entre o Governo Federal, Prefeituras, Gover- gios obrigatórios, defesa de trabalhos de conclusão deno do Estado e UFS. Nessa parceria, cabe à UFS a curso e práticas relacionadas a laboratórios de ensino,oferta de cursos superiores a distância (com seus ma- quando for o caso.teriais didáticos, professores e tutores) e aos demaisparceiros do projeto, a estruturação física dos espaços O estudante que ingressa através do CESAD é um alu-para realização das atividades didático-pedagógicas. no regular da Universidade Federal de Sergipe com a particularidade de realizar vestibular em seu próprioEmbora tenha sido acolhida pela legislação educa- município e de participar das aulas através de umcional brasileira somente há poucos anos (LDB/1996, ambiente virtual de aprendizagem, cujo acesso podeart. 80), a educação a distância (EaD) tem grande po- ocorrer em seu pólo. Assim, seu diploma é expedidotencial para a formação de profissionais e para a di- e validado da mesma forma que o dos alunos presen-minuição das diferenças de oportunidades de escola- ciais da instituição e tem validade nacional.rização. Essa modalidade educacional caracteriza-sepela mediação didático-pedagógica dos processos de Atualmente, há 8 opções de cursos de graduação naensino e aprendizagem através de meios e tecnolo- modalidade a distância (7 licenciaturas e 1 bacharela-gias de informação e comunicação, com estudantes e do), distribuídas em 14 municípios das diversas micror-professores desenvolvendo atividades educativas em regiões sergipanas. A tabela ao lado relaciona os cursoslugares ou tempos diversos. Ela fundamenta-se em ofertados por pólo com a respectiva quantidade de va-teorias e modelos pedagógicos gerais da educação gas disponíveis. Para ingressar em um desses cursos, opresencial, mas guarda peculiaridades quanto à me- candidato deverá se submeter ao vestibular para a mo-todologia do processo de ensino-aprendizagem. dalidade EaD, que tem calendário próprio. As provas são realizadas em caráter presencial e simultaneamenteEm novembro de 2006, a UFS criou o Centro de Edu- para as vagas ofertadas em todos os pólos.cação Superior a Distância (CESAD), órgão respon-sável pela implantação e gestão da UAB em Sergipe.A partir daí, foram institucionalizados pólos regionaisde ensino de graduação a distância em alguns mu-nicípios do interior sergipano. Em cada um dessesmunicípios há um pólo de apoio presencial, ondeos discentes têm acesso a biblioteca, laboratório deinformática e atendimento de professores-tutores,realizam práticas laboratoriais, entre outras ativida-des acadêmicas. Trata-se de oferecer ao estudanteda EaD a possibilidade de acessar as tecnologias dainformação e da comunicação em laboratórios próxi-mos de sua moradia, garantido, assim, mais interaçãocom os tutores, professores e colegas de curso.
  • 8. Ciências Biológicas (Lic.)Ciências Biológicas (Lic.) Física (Lic.)Geografia (Lic.) Geografia (Lic.) Geografia (Lic.) História (Lic.)História (Lic.)Letras Português (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.)Matemática (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Matemática (Lic.) Física (Lic.) Química (Lic.) Letras Português (Lic.) Química (Lic.)Ciências Biológicas (Lic.)Física (Lic.)Geografia (Lic.)História (Lic.)Letras Português (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.)Matemática (Lic.) Geografia (Lic.)Química (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.)Geografia (Lic.) Física (Lic.)História (Lic.) Geografia (Lic.)Letras Português (Lic.) História (Lic.)Matemática (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Química (Lic.) Física (Lic.) Geografia (Lic.)Geografia (Lic.) História (Lic.)Letras Português (Lic.) Letras Português (Lic.)Matemática (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.) Administração Pública (Bach.)Ciências Biológicas (Lic.)História (Lic.) Física (Lic.) Física (Lic.)Matemática (Lic.) Geografia (Lic.) Geografia (Lic.)Química (Lic.) História (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Química (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.) Física (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Química (Lic.) No intuito de contemplar os objetivos propostos pela Universidade Aberta do Brasil, 50% das vagas são desitnadas aos candidatos que atu- am como professores da rede pública de ensino. Os outros 50% das vagas são destinados aos concluentes do ensino médio ou equivalentes.
  • 9. Ciências Ciências CiênciasSumário Agrárias Biológicas edaSaúde Exatas e da Terra 13 Engenharia Agrícola 21 Ciências Biológicas 33 Ciências da Computação 14 Engenharia Agronômica 22 Ecologia 34 Engenharia da Computação 15 Engenharia de Alimentos 23 Educação Física 35 Estatística 16 Engenharia de Pesca 24 Enfermagem 36 Física 17 Engenharia Florestal 25 Farmácia 37 Física - Astronomia 18 Medicina Veterinária 26 Fisioterapia 38 Física Médica 19 Zootecnia 27 Fonoaudiologia 39 Geologia 28 Medicina 40 Matemática 29 Nutrição 41 Química 30 Odontologia 42 Química Industrial 31 Terapia Ocupacional 43 Sistemas de Informação
  • 10. Ciências Ciências Engenharias Linguística, Humanas Sociais Letras e Aplicadas Artes45 Arqueologia 54 Administração 71 Engenharia Ambiental 81 Artes Visuais46 Ciências da Religião 55 Arquitetura e Urbanismo 72 Engenharia Civil 82 Dança47 Ciências Sociais 56 Biblioteconomia e Documentação 73 Engenharia de Materiais 83 Letras48 Filosofia 57 Ciências Atuariais 74 Engenharia de Petróleo 84 Música49 Geografia 58 Ciências Contábeis 75 Engenharia de Produção 85 Teatro50 História 59 Ciências Econômicas 76 Engenharia Eletrônica51 Pedagogia 60 Comunicação Social - Audiovisual 77 Engenharia Eletrotécnica52 Psicologia 61 Comunicação Social - Jornalismo 78 Engenharia Mecânica 62 ComunicaçãoeSocial - Publicidade 79 Engenharia Química Propaganda 63 Design - Gráfico 64 Direito 65 Museologia 66 Relações Internacionais 67 Secretariado Executivo 68 Serviço Social 69 Turismo
  • 11. 12 Catálogo de Cursos 2012 13 Engenharia AgrícolaCiências 14 Engenharia Agronômica 15 Engenharia de AlimentosAgrárias 16 Engenharia de Pesca 17 Engenharia Florestal 18 Medicina Veterinária 19 Zootecnia
  • 12. 13Engenharia Ciências Agrárias Graduação UFSAgrícolaTECNOLOGIA A SERVIÇO DOCAMPOA criação do Curso de Graduação em EngenhariaAgrícola da UFS surge da necessidade de aperfeiço-amento tecnológico que atravessa as exploraçõesagrícolas de forma peculiar no estado de Sergipe eem boa parte da região Nordeste. Neste sentido, oprojeto pedagógico do curso fundamenta-se na con-cepção de que o profissional de Engenharia Agrícoladeve ter ampla visão técnico-científica, capacidadede liderança e de trabalho em equipe.Com a consolidação do processo de modernização daagricultura brasileira, o mercado de trabalho para oengenheiro agrícola se abre e projeta este profissionalcomo um dos que deverão apresentar mais destaqueno cenário das profissões de futuro.A área de atuação do profissional inclui diagnóstico,avaliação de impactos ambientais e sociais, planeja-mento e projeto relacionados a sistemas que envolvemenergia, transporte, estruturas e equipamentos nas áre-as de irrigação e drenagem, construções rurais e ambi-ência, eletrificação, máquinas e implementos agrícolas,agricultura de precisão, mecanização, automação e oti-mização de sistemas, processamento e armazenamen-to de produtos agrícolas, incluídos também o manejo etratamento de resíduos gerados pelos processos agrí-colas, agropecuários e agroindustriais.De acordo com o professor Silvestre Rodrigues, osprofissionais de Engenharia Agrícola têm se inseridoprincipalmente nos centros urbanos, em empresas Bachareladovinculadas ao setor agrícola como – os fabricantesde máquinas e implementos agrícolas, equipamen- Turno: matutinotos para irrigação e outros setores da indústria. Isso Campus: São Cristóvãotem deixado um leque amplo de possibilidades detrabalho em áreas rurais. Duração: 5 anos Oferta: 50 vagas
  • 13. 14Engenharia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Agronômica Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosPOR UMA AGRICULTURA Oferta: 50 vagasSUSTENTÁVELO poeta agricultor Wendel Berry disse que “comer éum ato agrário”. Até o alimento chegar à sua mesa, elepercorre uma cadeia produtiva. Você já pensou nis-so? Se você é daqueles que se preocupam com essasquestões, está inclinado ao Bacharelado em Engenha-ria Agronômica. Nesse curso, o aluno compreenderáa questão agrícola dentro de uma visão globalizantedo homem nas suas relações com a natureza. Vai en-frentar os desafios provocados por mudanças sócio--tecnológicas na agricultura, sem deixar de lado osagroecossistemas prevalecentes no Nordeste e, emparticular, em Sergipe. dade e de utilizar racionalmente os recursos disponíveis,A humanidade vem se preparando para a fronteira de sem deixar de conservar o meio ambiente.um novo desenvolvimento. Atualmente, a propostaaceita em todo o mundo é seguir na direção da susten- O engenheiro agrônomo formado pela UFS terá com-tabilidade, que visa atender às necessidades do pre- petência e habilidade para projetar, coordenar, ana-sente sem comprometer as possibilidades das futuras lisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificargerações de atenderem suas próprias necessidades. técnica e economicamente projetos agroindustriais, do agronegócio e da agricultura familiar; realizar vis-O Curso de Engenharia Agronômica da UFS pretende torias, perícias, avaliações, arbitramentos, laudos eformar profissionais comprometidos com a transforma- pareceres técnicos; e produzir, conservar e comercia-ção social, com a construção de uma sociedade verda- lizar alimentos e outros produtos agropecuários.deiramente justa, igualitária, livre e solidária de formaeconômica e sustentável e, neste sentido, propor um O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)novo modelo de agricultura no Brasil. estima haver um contingente de quatro milhões de pe- quenos agricultores no Brasil. Para cada grupo de 300Os conhecimentos teóricos e práticos oferecidos durante famílias, seria necessário 1 engenheiro agrônomo. Oua graduação permitirão ao estudante absorver e desen- seja, há grande demanda de profissionais qualificadosvolver tecnologias, ter capacidade de identificar e resolver para trabalhar com essas formas de plantio sustentável.problemas em atendimento às demandas da sociedade, Os dados do Instituto Nacional de Colonização e Refor-considerados aspectos políticos, econômicos, sociais, am- ma Agrária (INCRA) em Sergipe indicam a existência debientais e culturais, e ser capaz de compreender e traduzir um público de 171 assentamentos instalados que de-as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comuni- mandam assessoria de um engenheiro agrônomo.
  • 14. 15Engenharia de Bacharelado Ciências Agrárias Graduação UFSAlimentos Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosFAÇA A DIFERENÇA: SEJA UM(A) Oferta: 50 vagasENGENHEIRO(A) DE ALIMENTOSHoje em dia nos deparamos com uma grande varie-dade de alimentos, disponíveis de forma in natura ouindustrializados. O responsável por fazer com que es-ses alimentos cheguem à casa do consumidor, semperder a qualidade, é o engenheiro de alimentos.Engenharia de alimentos é a aplicação dos princí-pios de Engenharia no armazenamento, processa-mento e distribuição de alimentos e bioprodutos. Ocurso requer uma formação sólida em Engenharia,associada a uma formação fundamental em químicae ciência dos alimentos. Engenheiros de Alimentospodem fazer valiosas contribuições em várias áre- Sanitária (Anvisa) e os serviços de inspeção de âmbi-as da cadeia alimentar: Projeto de equipamentos to estadual”, afirma Ana Carolina Aquino, mestre empara o processamento, manipulação, embalagem e Ciência e Tecnologia de Alimentos pela UFS. “Há ain-armazenamento de alimentos; aumento de escala da a atuação do engenheiro nas áreas de pesquisa ede produção de protótipos de processos e produtos ensino e extensão”, acrescenta.alimentícios; desenvolvimento de novos produtos eprocessos; vendas e assitência técnica; regulamen- Entre os discentes, o curso tem conseguido atendertação e proteção à saúde pública. às expectativas. “Confesso que antes de entrar na UFS não sabia a tão variada área de atuação de um en-Segundo o Prof. Marcelo Carnelossi, o curso de En- genheiro de alimentos, após entrar passei a conhecergenharia de Alimentos da UFS visa formar um profis- melhor quando iniciei o projeto de extensão propor-sional, habilitado em Engenharia de Alimentos, com cionado pelo PIBIX e acompanhando os projetos desólida formação técnico-científica e profissional de iniciação científica”, ressalta Liliane Mota.forma interdisciplinar, que o capacite a absorver edesenvolver novas tecnologias na área de Alimentos O curso de Engenharia de Alimentos é essencial-estimulando a sua atuação crítica e criativa na identi- mente prático, com diversas disciplinas práticas emficação e resolução de problemas de modo a atender Laboratório. Atualmente, o curso dispõe de quatroàs demandas da sociedade. Laboratórios, onze professores, todos com Doutora- do, e com linhas específicas de pesquisa na área de“O engenheiro de alimentos tem uma ampla área de alimentos. Essas pesquisas propiciam aos discentesatuação. Suas atividades podem ser desenvolvidas no a imersão em uma ambiente de pesquisa desde osetor de controle de qualidade de indústrias privadas segundo ano do Curso.produtoras de alimentos, bem como em órgãos fis-calizadores, como a Agência Nacional de Vigilância
  • 15. 16Engenharia de limitações. Aluno da primeira turma, Jara participou Catálogo de Cursos 2012 do programa de Educação Ambiental em Comunida-Pesca des Costeiras, uma parceria entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renová- veis (Ibama) e a UFS. “Fizemos um levantamento de todo o pescado e verificamos quais as necessidades dos pescadores”, explica.GESTÃO PESQUEIRA O engenheiro de pesca também é capaz de coordenarCOM RESPONSABILIDADE grupos de pesquisa, desenvolver consultorias, emitirAMBIENTAL laudos, pareceres, realizar perícias e atuar como técni- co no âmbito da profissão.É o setor da engenharia voltado para o cultivo, a cap-tura e a industrialização de peixes e frutos do mar.Segundo a professora Ana Rosa Araújo, a formaçãoacadêmica é focada na gestão dos usos pesqueiros,tanto de pesca de captura quanto da aquicultura,através do cultivo de organismos aquáticos. “Gerir osrecursos pesqueiros com responsabilidade ambientalé um grande desafio. O Curso de Engenharia de Pescada UFS tem como orientação profissional formar en-genheiros comprometidos com uma prática susten-tável”, reforça a professora.O engenheiro de pesca estuda a aplicação de méto-dos e tecnologias para localizar, capturar, beneficiar econservar peixes, crustáceos e moluscos. Para o pro-fessor Mário Thomé, o mercado tem basicamente trêsvertentes: produção de alimentos, de pescado, comopeixes, crustáceos (camarões e caranguejos) e molus-cos (ostras, sururu, mexilhões e vieiras); gestão pes-queira e manejo dos ecossistemas aquáticos; e pro-cessamento, tanto da parte de aqüicultura como dagestão da pesca em si, ou seja, transformação dessespescados em subprodutos.Na avaliação de Mário Thomé, Sergipe ainda é muitodeficiente na área de gestão pesqueira. Não há, porexemplo, um órgão local responsável pelos recursospesqueiros. Ele acredita que o compromisso dos seis Bachareladoprofessores do curso é formar profissionais que darãoinício a essa prática no estado, “cuja área costeira é Turno: vespertinopromissora e pouco aproveitada”. Campus: São CristóvãoUm desses desbravadores será Victor Jara, que, em- Duração: 5 anosbora tenha visto o curso nascer, não se abalou com as Oferta: 50 vagas
  • 16. 17Engenharia das tecnologias mais eficientes para a redução dos fenô- Ciências Agrárias Graduação UFS menos e gases relacionados ao Efeito Estufa. Tem aindaFlorestal influência crucial na quantidade e na qualidade de água superficial e subsuperficial, manejo da fauna silvestre e re- cuperação de áreas degradadas.DA PRODUÇÃO A Logística compreende desde o suprimento de madei- ra, planejamento, construção e manutenção de estradasÀ CONSERVAÇÃO até a colheita e transporte de madeira. Quanto à Tecno- logia de Produtos Florestais - hoje a área mais ampla da Engenharia Florestal – abrange tanto os produtos ma-A graduação vai possibilitar a associação deireiros (celulose, papel, energia, móveis, construçõesdos meios de conservação naturais etc.) como os produtos não madeireiros (óleos, resinas,com a produção, buscando uma prática recreação, proteção ambiental etc.).sustentável e evitando assim agressõesao meio ambiente Essa diversidade de linhas temáticas, por outro lado, torna-se benéfica, pois permite ao profis- sional da Engenharia Florestal, ao ingressar noO curso de Engenharia Florestal da UFS tem como objeti- mercado de trabalho, atuar em uma grande varie-vo principal dotar os futuros profissionais de conhecimen- dade de áreas, tais como: indústrias de base flo-tos e ferramentas que lhes permitam trabalhar a produção restal (celulose, siderurgia, serrarias etc.); órgãosde bens e serviços de um patrimônio florestal aliada à sus- públicos federais (IBAMA, EMBRAPA etc.), estadu-tentabilidade ambiental, econômica e social. ais (Secretarias de Estado etc.), municipais, como por exemplo, na arborização e paisagismo urbano,O currículo básico dos cursos de Engenharia Flores- como docente, dedicando-se ao ensino, pesquisatal no Brasil possibilita a formação tanto na área de e extensão; e como autônomo, envolvendo desdeprodução de bens quanto na área de conservação a consultoria, prestação de serviços e produção deda natureza. Para isso, o estudante da UFS dispõe de bens diversos (madeireiros e não madeireiros).grandes linhas temáticas que envolvem: Silvicultura,Manejo Florestal, Gestão Ambiental, Logística e Tec-nologia de Produtos Florestais.A Silvicultura, que compreende o cultivo de árvores paradiversos fins, está relacionada à produção de sementes ede mudas, preparo de áreas, plantio, manutenção do plan-tio, fertilização e proteção florestal, colheita, transporte esuprimento de indústrias.O Manejo Florestal, que contempla tanto as florestas na-turais quanto as plantadas, está associado a áreas especí-ficas, como: dendrometria, inventário, planejamento, ad-ministração e economia florestal, com fins de sustentabi-lidade ou manejo sustentável, incluindo a biotecnologia, Bachareladogenética e melhoramento florestal. Turno: matutinoNa Gestão Ambiental, a ênfase se dá às áreas de preserva- Campus: São Cristóvãoção ambiental, envolvendo não só as diferentes modali-dades de Unidades de Conservação, mas também estra- Duração: 4,5 anostégias de sequestro de carbono, que se mostra como uma Oferta: 50 vagas
  • 17. 18Medicina Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Veterinária Turno: integral Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosMÉDICO VETERINÁRIO: O Oferta: 50 vagasMELHOR AMIGO DOSANIMAIS algum tempo. Este desejo foi contemplado e a primei- ra turma ingressou no primeiro semestre de 2010.A Medicina Veterinária pode ser considerada umaprofissão jovem no Brasil, uma vez que as primeiras O objetivo do curso é formar profissionais com conhe-escolas foram criadas em 1910, na cidade do Rio de cimentos para desenvolver ações direcionadas à áreaJaneiro. Desde então, o médico veterinário vem ga- de Ciências Agrárias, no que se refere à Produção Ani-nhando destaque em diversos setores da sociedade. mal, Produção de Alimentos, Saúde Animal e ProteçãoAtualmente, essa profissão é uma das mais importan- Ambiental. Segundo os professores Eduardo Caldastes do Brasil e do mundo devido ao seu amplo leque e Anselmo Santos, a medicina veterinária é a ciênciade competências, que vão desde a prevenção e cura que trata dos animais, desde a prevenção, o controle,das afecções de diversas espécies animais, produção e a erradicação até o tratamento das doenças, trauma-inspeção de alimentos, defesa sanitária, saúde públi- tismos ou qualquer outro agravo à sua saúde; além doca, ensino técnico e superior, pesquisa, extensão rural controle da qualidade dos produtos e subprodutos deaté a preservação ambiental. origem animal para o consumo humano, e do relevan- te papel nos sistemas de produção, que lhe permitemA profissão tem permanecido em alta no contexto atuar não só na produção de proteína animal para osocioeconômico mundial em razão do aumento da abastecimento do mercado interno e externo, maspopulação e da diminuição das áreas agrícolas, que também no planejamento e execução das atividadesresultam em crescente demanda por uma produção relacionadas à defesa sanitária animal.agropecuária eficiente, rápida e lucrativa, que res-peite a sanidade e o bem-estar animal. Estas atri-buições do Médico Veterinário são de grande im-portância e relevância na área de produção animal,principalmente em países com fortes característicasagropecuárias, como o Brasil.Mas, apesar disso, a relação de profissionais médicosveterinários por habitantes ainda é baixa. Dados doMinistério da Saúde mostram que o estado de Sergi-pe é o terceiro menor do país em número de médicosveterinários por habitantes (0,10/1.000 habitantes),estando na frente apenas dos estados de Alagoas e doAmazonas. Em primeiro lugar ficou Mato Grosso doSul, com 0,94 veterinários/1.000 habitantes, seguidodo Rio Grande do Sul (0,62) e de Mato Grosso (0,51).Diante de tantas competências e da grande deman-da, a criação do Curso de Medicina Veterinária na UFStornou-se um anseio da comunidade sergipana já há
  • 18. 19Zootecnia Bacharelado Ciências Agrárias Graduação UFS Turno: matutinoA CIÊNCIA DA Campus: São CristóvãoPRODUÇÃO ANIMAL Duração: 5 anos Oferta: 50 vagasO Curso de Zootecnia da UFS obteve a nota máxima deste as melhores oportunidades estão nos sistemas dedo ENADE em 2011, em sua primeira avaliação com- produção de bovinos leiteiros, ovinos, caprinos, peixes,pleta (ingressantes e concluintes do curso). Obteve a camarões e, atualmente, a produção apícola começa a semelhor nota, entre os cursos de Zootecnia, da região desenvolver. No sul do Brasil e nos estados de Mato Gros-Nordeste e a terceira melhor nota do Brasil. Isso de- so do Sul, Rondônia e Maranhão surgem empregos emmonstra o elevado nível do curso, alta capacidade e fazendas para atuar em sistemas de produção animal,eficiência dos seus professores e, principalmente, a tanto no planejamento como na execução de diferenteselevada qualidade dos formandos. Portanto, a Zootec- projetos de criação de animais. No extremo sul do Brasilnia da UFS coloca no mercado de trabalho profissio- ainda se destacam grandes empresas como Sadia, Perdi-nais altamente qualificados para exercerem suas ativi- gão e Seara que absorvem bom número de zootecnistas.dades e contribuírem efetivamente com a sociedade. No Sudeste existe um bom campo de trabalho para os Zootecnistas principalmente no estado de Minas GeraisO objetivo do Curso de Zootecnia da UFS é formar onde se destacam os sistemas de produção de bovinosprofissionais habilitados e com elevada capacitação leiteiros e as inúmeras indústrias de beneficiamento dotécnica na área de produção animal para atender às leite como os laticínios que acabam absorvendo umdemandas da sociedade quanto a excelência na quali- grande número desses profissionais. O segmento da car-dade e segurança dos produtos de origem animal. ne orgânica, área pet com ênfase na alimentação de cãesPara que o objetivo acima seja atingido o curso oferece for- e gatos, área de bem estar animal e zoológicos são exem-mação teórica e prática a fim de capacitar o futuro zootec- plos de áreas em expansão que devem aumentar a de-nista a estudar e adotar técnicas de produção animal para manda de profissionais da Zootecnia nos próximos anos.que se obtenha produtos de alta qualidade, tais como car- Nas áreas urbanas os zootecnistas são absorvidos porne, leite, ovos e pele, além dos derivados desses produtos. multinacionais e empresas que possuem laboratóriosO Zootecnista é um especialista em criações de ani- de pesquisa e biotecnologia, por empresas de infor-mais domésticos de interesse comercial (bovinos, bu- mática para desenvolver softwares gerenciais especí-balinos, ovinos, caprinos, peixes, suínos, aves, coelhos, ficos para a área e diversos programas de formulaçãoeqüinos, abelhas, rãs, animais silvestres entre outros), e estatísticas. No setor público, cresce a contrataçãoporém também pode atuar na área de preservação de de profissionais em prefeituras para as áreas de pro-espécies de animais silvestres ou em zoológicos. É ca- dução e fiscalização de produtos de origem animal, napacitado para atuar no planejamento e na execução área de ensino (nas universidades e nas escolas agro-de projetos de toda a cadeia produtiva, desde o geren- técnicas), pesquisa (Embrapa e empresas estaduais deciamento da criação até o aprimoramento genético pesquisa) e de fiscalização agropecuária (Ministério dados rebanhos. Esse profissional é altamente especia- Agricultura e órgãos estaduais de fiscalização).lizado na área de alimentação e nutrição de animais,podendo formular e controlar a qualidade das dietas eformar e/ou manejar pastos e forrageiras. É apto aindaa avaliar, classificar e tipificar produtos e co-produtosde origem animal. Também é de sua competênciaformalizar registros genealógicos, exposições, provase avaliações funcionais e zootécnicas, bem como ge-renciar programas de melhoramento genético animal.O mercado de trabalho é amplo e se diferencia de acor-do com as necessidades de cada região do país. No Nor-
  • 19. 20 Catálogo de Cursos 2012 21 Ciências Biológicas 22 EcologiaCiências 23 Educação Física 24 EnfermagemBiológicas 25 Farmácia 26 Fisioterapia 27 Fonoaudiologiae da Saúde 28 Medicina 29 Nutrição 30 Odontologia 31 Terapia Ocupacional
  • 20. 21Ciências Biológicas Bacharelado | Licenciatura Ciências Biológicas e da Saúde Graduação UFS Turnos: matutino, vespertinoBIOLOGIA: e noturno Campi: São Cristóvão e ItabaianaA CIÊNCIA DA VIDA Duração: 4 anos Oferta: 30 vagas (Bach. matutino)Na modalidade a distância, a Licenciatu- 40 vagas (Lic. vespertino)ra em Biologia é ofertada na cidades de 40 vagas (Lic. noturno)Arauá, Areia Branca, Brejo Grande, Estância, 50 vagas (Lic. vespertino/Itabaiana)Laranjeiras, Itaporanga, Poço Verde, Portoda Folha, São Domingos, Lagarto (colônia13), Propriá e Nossa Senhora da Glória,para cada pólo são oferecidas 50 vagasO biólogo é um profissional cuja área de atuação é bas-tante ampla. De modo geral, investiga a origem, evolução,estrutura e o funcionamento dos seres vivos. Os conheci- no. Recentemente, por conta das novas demandas dementos e as descobertas das pesquisas biológicas podem aprendizado, ambas as opções de curso tiveram suasser aplicados, por exemplo, na cura de doenças, preserva- grades curriculares reformuladas e atualizadas, a fim deção do meio ambiente, desenvolvimento da agricultura, qualificar melhor seus profissionais.pecuária, indústria e vários outros setores da sociedade.O mercado de trabalho para biólogos vem crescendo de A aluna de licenciatura Neildes Souza Santana jáforma rápida, principalmente nas áreas de atuação que percebe os desafios que irá enfrentar. “Uma das difi-envolvam biotecnologia e questões ambientais. culdades é ter de ensinar Química e Física no 9º ano do ensino fundamental. Como deve ser essa aula?”,Para aqueles que se interessam em cursar Ciências Biológicas, questiona a futura professora.a UFS oferece duas possibilidades de graduação: a licencia-tura e o bacharelado. A primeira tem por objetivo habilitar Segundo Luciano Carlos de Menezes, graduado des-biólogos para serem professores das disciplinas de Ciências de 2006, o maior desafio do biólogo é ser aceito noe Biologia, no ensino fundamental e médio da Educação Bá- mercado de trabalho. É comum, em nosso estado, quesica. Já o bacharelado habilita profissionais principalmente profissionais de outras áreas atuem como professorespara a coordenação, elaboração e/ou execução de projetos de Biologia ou assinem trabalhos técnicos no lugarde pesquisa básica ou aplicada nos vários setores da Biolo- do biólogo, por conseguinte, o Conselho Regional degia. Em ambas as modalidades o profissional formado estará Biologia (CRBio) deveria ser mais atuante em Sergipe.apto a desenvolver projetos de pesquisa, análises laborato- Atualmente o estado faz parte do CRBio (5ª Região),riais e consultorias, emitir laudos e pareceres, realizar perícias seccional que aglomera todos os estados da regiãoe/ou atuar como responsável técnico. Nordeste, com sede em Recife. Embora seja um dos estados que mais formam profissionais em Biologia,De acordo com a professora Silmara de Moraes, os in- a delegacia do conselho mais próxima está em Salva-teressados em seguir essa carreira devem ainda estar dor.de softwares gerenciais específicos para a área. Noatentos ao embasamento humanístico que permite setor público, cresce a contratação de profissionais paracompreender a interação homem, sociedade, ciência as áreas de ensino (nas universidades públicas), pesquisae natureza. Para tanto, o curso é concentrado em qua- (na EMBRAPA e em empresas estaduais de pesquisa) e detro grandes áreas: Botânica, Zoologia, Genética e Ensi- fiscalização agropecuária (no Ministério da Agricultura).
  • 21. 22Ecologia O Curso de Ecologia da UFS tem ingresso único anual Catálogo de Cursos 2012 e para ele são ofertadas 50 vagas através de proces- so seletivo. Sua estrutura curricular soma uma carga horária total de 3.285 horas, correspondentes a 219O ESTUDO DA NATUREZA créditos, distribuídos em atividades acadêmicas obri- gatórias e optativas, que podem ser integralizado em,E DA SUA CONSERVAÇÃO no mínimo, 8 (oito) semestres letivos (4 anos). A estrutura curricular do curso está organizada emA Ecologia é uma ciência recente, que busca estudar núcleos Básico (composto por disciplinas que forne-as interações e relações entre organismos e seu am- cem o embasamento teórico necessário), Profissionalbiente. Dessa forma, vem possibilitando ao ser huma- Essencial (com disciplinas obrigatórias do campo dono compreender a dinâmica da natureza, bem como saber destinadas à caracterização da identidade doo papel do homem nas suas transformações. A Ecolo- profissional) e Profissional Complementar Específicogia é, portanto, essencial para subsidiar programas de (que visa à contribuição do aperfeiçoamento da habi-manejo dos recursos naturais e estratégias de recupe- litação profissional dos formandos).ração de áreas degradadas.O Curso de Bacharelado em Ecologia da UFS visa àformação de profissionais habilitados para atuar notratamento das questões ambientais dos diferentesecossistemas que formam a paisagem brasileira.Embora a profissão ainda não esteja devidamente re-gulamentada, destacam-se, entre as várias atividadesdo bacharel em Ecologia, o planejamento e desen-volvimento de estudos ecológicos, a participação emprojetos sobre a criação de Unidades de Conservação,o desenvolvimento de planos diretores ou de ordena-mento territorial e a avaliação dos riscos e impactosambientais decorrentes das atividades humanas. Pode-rão ser ainda realizadas consultorias para órgãos gover-namentais e não governamentais, subsidiando equipesresponsáveis pelo estabelecimento de políticas públi-cas que visem ao tratamento das questões ambientaise à promoção de eventos e programas em EducaçãoAmbiental relativas às temáticas sobre proteção da bio-diversidade, habitats e ecossistemas, entre outros. Bacharelado Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas
  • 22. 23Educação Física Ciências Biológicas e da Saúde -aprendizagem) e de teorias do desenvolvimento dos Graduação UFS indivíduos em idade escolar. A UFS, atenta ao que acontece nos cenários nacional eFORMAÇÃO HUMANA, regional, investiu também na criação de um Curso de Bacharelado em “Ciência da Atividade Física e do Es-SAÚDE E ESPORTE porte” para atender a toda essa demanda e, portanto, proporcionar melhor qualidade de vida à população. Esse novo profissional é um especialista em atividadesO diferencial do curso da UFS é estimular físicas, nas suas diversas manifestações - ginásticas,a pesquisa e extensão através de projetos exercícios físicos, desportos, jogos, lutas, capoeira, ar- tes marciais, danças, atividades rítmicas, expressivas e acrobáticas, musculação, lazer, recreação, reabilitação,O Curso de Licenciatura em Educação Física da UFS foi ergonomia, relaxamento corporal, ioga, exercíciosfundado em 1975. Ao longo desse período, vem con- compensatórios à atividade laboral e do cotidiano etribuindo com a formação de professores de Educa- outras práticas corporais.ção Física atuantes em múltiplos espaços de interven-ção: nas redes escolares públicas e privadas de ensino Embora haja diferenças entre os campos de atuaçãofundamental e médio em Sergipe, além de academias, do licenciado e do bacharel, ambos devem ter algunsclubes e outros campos. objetivos em comum, como a prestação de serviços que favoreçam o desenvolvimento da educação e daDesde 2007, com a separação da formação em licen- saúde e contribuam para a capacitação e/ou resta-ciatura e bacharelado, o Curso de Licenciatura pers- belecimento de níveis adequados de desempenhopectiva, exclusivamente, tratar das questões afetas e condicionamento fisiocorporal dos seus beneficiá-às múltiplas dimensões do corpo e seus nexos com rios, a fim de proporcionar a obtenção do bem-estara Cultura, compreendendo de modo ampliado a for- e da qualidade de vida, da consciência, da expressãomação de crianças e jovens na Educação Básica. Para e estética do movimento, da prevenção de doenças,tanto, tem se esmerado na construção de diálogos de acidentes, de problemas posturais, da compen-profícuos entre ensino, pesquisa e extensão na for- sação de distúrbios funcionais, contribuindo aindamação dos jovens professores. para a consecução da autonomia, da autoestima, da cooperação, da solidariedade, da integração, da cida-No projeto pedagógico do curso está previsto que o dania, das relações sociais e a preservação do meiolicenciado deverá estar capacitado para o pleno exer- ambiente, observados os preceitos de responsabili-cício profissional no componente curricular Educação dade, segurança, qualidade técnica e ética no aten-Física na Educação Básica (Educação Infantil, Ensino dimento individual e coletivo.Fundamental e Ensino Médio) e Profissional em suasexigências gerais, tais como inserção social da escola,domínio de teorias e processos pedagógicos (ensino- Bacharelado | Licenciatura Turnos: matutino e vespertino Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas (Bach. matutino) 50 vagas (Lic. vespertino)
  • 23. 24Enfermagem Bacharelado | Licenciatura Catálogo de Cursos 2012 Turnos: vespertino e integralA NOBRE ARTE DE CUIDAR Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 4,5 anos Oferta: 80 vagas (vespertino/Saúde)A graduação capacita o aluno para traba- 50 vagas (integral/Lagarto)lhar nas áreas de saúde pública e hospitalarOs altos índices de morbidade da população, isto é, as mação de técnicos e auxiliares”, diz a Enfermeira Louri-sequelas geradas por complicações na saúde, tornam vânia Melo Prado, graduada pela UFS e profissional daindispensável o cuidar e a assistência continuada. É Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em Aracaju.nesse contexto que se insere o enfermeiro, cuja for-mação inclui competências e habilidades inerentes às Também há o curso de Enfemagem Bacharelado nonecessidades dos serviços em hospitais, consultórios, campus de Lagarto, que segue a proposta metodoló-unidades de saúde pública e particulares, empresas e gica dos cursos da Saúde ofertados nesse local.escolas. Na rede pública, a Estratégia da Saúde da Fa-mília absorve cada vez mais enfermeiros, assim comoas áreas de resgate de urgência e emergência e os cui-dados domiciliares.“A essência do trabalho de enfermagem é o cuidar”,destaca a professora Cássia Faro. Segundo ela, a gra-duação ofertada pela UFS capacita o aluno para traba-lhar nas diversas áreas de saúde, quer sejam espaçospúblicos quer sejam privados. “Ao concluir o Cursode Enfermagem, o profissional está apto a prestar as-sistência ao indivíduo na atenção primária de saúdee nos serviços de média e alta complexidade, que sepropõem a promover a saúde, prevenir doenças, tra-tar e reabilitar indivíduos, família e comunidades”.Durante a graduação, o aluno é estimulado a desen-volver atividades de monitoria, participar de projetosde pesquisa, ensino e extensão (PIBIC, PIIC, PIBIX, PETSaúde e Pet Enfermagem), participar de estágios ex-tracurriculares e eventos científicos.Atualmente o vestibular (PSS) oferta 80 vagas no cursode Enfermagem Bacharelado do campus de Aracaju. Oaluno poderá, além do Título de Bacharel em Enferma-gem, ter o de Licenciado em Enfermagem, desde quecurse as disciplinas exigidas no projeto pedagógicodo curso. “O foco principal é a assistência, mas o Enfer-meiro também pode atuar como educador, ensinandonas escolas de enfermagem de nível médio para a for-
  • 24. 25Farmácia Ciências Biológicas e da Saúde qualidade físico-químico e microbiológico de medi- Graduação UFS camentos e cosméticos, e toxicologia. Criado há quase uma década, o Curso de Farmá-A SABEDORIA DA cia do campus de São Cristóvão, cuja duração é de aproximadamente 5 anos e com funcionamentoMISTURAS CURATIVAS vespertino, oferta 80 vagas para ingresso. No cam- pus de Lagarto, o curso funciona em período inte- gral e oferta 50 vagas para ingresso.Quando utilizado de maneira incorreta, um medica-mento pode causar sérios danos à saúde de uma pes-soa. Os motivos desse uso indevido são inúmeros, masum, em especial, pode ser destacado: a ausência deprofissionais habilitados para a orientação dos consu-midores em drogarias e farmácias. Porém, enganam--se aqueles que acreditam que o trabalho do farma-cêutico se resume à dispensação correta dos remédiosreceitados pelos médicos.O graduado em Farmácia tem competências paraatuar em farmácias hospitalares; farmácias com ma-nipulação e homeopatia; indústrias farmacêuticas,nas etapas de aprovação, registros e controle de me-dicamentos, cosméticos e correlatos; no gerencia-mento de sistemas de farmácia; em instituições depesquisa e laboratórios de medicamentos, cosméti-cos e de análises clínicas e toxicológicas, e ainda nosórgãos de regulamentação e fiscalização sanitária edo exercício profissional.A estrutura curricular do Curso de Farmácia funda-menta-se nas contribuições das ciências exatas, bio-lógicas, humanas, sociais e clínicas. No campo dasexatas, o estudante precisa ter afinidades com cálcu-los, pois são explorados conteúdos de matemática,química, estatística, física e física industrial. Já nasciências biológicas, são estudadas disciplinas ligadasà morfologia, fisiologia, imunologia, microbiologia,parasitologia, genética, bioquímica e farmacologia. BachareladoNo tocante à ética, são abordados temas de legis-lação, administração, economia e assistência farma-cêutica, que formam a base humanística e social da Turnos: vespertino e integralgraduação. Os conteúdos clínicos são abordados nas Campi: São Cristóvão e Lagartodisciplinas das áreas de análises clínicas e farmácia Duração: 5 anosclínica. Destacam-se ainda disciplinas específicas Oferta: 80 vagas (vespertino/Sãocomo: farmacobotânica, farmacognosia, farmacotéc-nica, química farmacêutica, tecnologia e controle de Cristóvão) 50 vagas (integral/Lagarto)
  • 25. 26Fisioterapia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turnos: matutino e integralFISIOTERAPIA: SUA VIDA Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 5 anosEM BOAS MÃOS Oferta: 50 vagas (matutino/Saúde) 50 vagas (integral/Lagarto)O fisioterapeuta atua diretamente nãosó no tratamento e reabilitação da capa- públicas e particulares, nos centros de reabilitação, am-cidade funcional do paciente, como na bulatórios, consultórios, hospitais de atendimento ge-prevenção de lesões. ral, creches, asilos, academias, clubes com equipes es- portivas e ainda pode prestar atendimento domiciliar e consultoria a empresas e indústrias.Quem sofre um acidente, um derrame cerebral (AVC)ou passa por determinadas cirurgias, certamente Na graduação ofertada pela UFS, há professores dou-vai precisar do acompanhamento de um profissio- tores que participam também do programa de Pós-nal de saúde que o ajude a recuperar as funções dos -Graduação em Ciências da Saúde, o que oferece aomembros e sistemas do corpo durante o processo de bacharel a possibilidade de continuar sua formaçãoreabilitação. O profissional em questão é o fisiotera- no mestrado e no doutorado. No curso também sãopeuta, que atua diretamente não só no tratamento desenvolvidas atividades de pesquisa sob a orienta-e reabilitação da capacidade funcional do paciente, ção desses doutores, nas diferentes esferas da pes-mas também na prevenção de lesões. quisa científica, seja de caráter epidemiológico,seja de experimentação animal e humana. Quanto às ati-O Curso de Fisioterapia da UFS visa formar profissio- vidades de extensão, também fazem parte do curso enais generalistas, aptos a promover, proteger e recu- têm o objetivo de aperfeiçoar a formação e estender àperar a saúde, tendo o movimento humano como o população o conhecimento adquirido na UFS.principal objeto de trabalho. Por isso, na graduação,o aluno aprende a ter uma visão ampla do estudo domovimento humano, em todas as suas formas de ex-pressão e potencialidades, quer nas alterações pato-lógicas e cinético-funcionais, quer nas suas repercus-sões psíquicas e orgânicas.Segundo informações do Núcleo de Graduação em Fi-sioterapia, o curso prepara o estudante para atuar emambulatórios e hospitais, em áreas como traumatolo-gia e ortopedia, reumatologia, geriatria, neurologiaadulto, pediatria, disfunções crânio-mandibulares, saú-de do trabalhador, ergonomia, dermatologia e estética,prótese e órtese, saúde coletiva e terapia intensiva.Nesse vasto campo de atuação, o bacharel em Fisiotera-pia participa desde a elaboração do diagnóstico físico efuncional até a escolha e execução dos procedimentosfisioterapêuticos pertinentes a cada situação. No mer-cado, ele se insere, portanto, em clínicas especializadas
  • 26. 27Fonoaudiologia Bacharelado Ciências Biológicas e da Saúde Graduação UFS Turnos: matutino e integralPARA FALAR E OUVIR BEM Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas (matutino/Saúde)Profissional da área da saúde responsável pela habi-litação e reabilitação das alterações da comunicação 50 vagas (integral/Lagarto)humana, o fonoaudiólogo pesquisa, previne, diag-nóstica e trata os problemas de audição, linguagem,motricidade oral e voz. O curso ofertado pela UFS é oprimeiro de Sergipe e sua criação articula-se com aspotencialidades e as demandas efetivas do estado.Segundo informações do Núcleo de Graduação emFonoaudiologia, o profissional egresso da UFS deve-rá ser um agente de transformação social, que contri-bua para desmistificar a concepção do fonoaudiólogocomo profissional liberal apenas. Ele pode atuar nãosó em clínicas e consultórios particulares, mas tam-bém em hospitais, escolas, empresas e outras unida-des do serviço público de saúde e educação.Na graduação, as disciplinas que integram a gradecurricular estão estruturadas para a formação de umprofissional que tenha como base um aprendizadoteórico-prático abrangente, que privilegia a vivênciado “fazer fonoaudiológico”. Nesse sentido, um núcleode disciplinas, como anatomia, psicologia e linguís-tica, visa propiciar a formação básica para a compre-ensão do ser humano, seu organismo, suas relaçõessociais, seu psiquismo e sua linguagem; os núcleos deconhecimentos específicos e profissionalizantes de-senvolvem as competências e habilidades necessáriasao exercício da profissão de fonoaudiólogo. A partirdesse ensino generalista, o aluno poderá singularizar--se sem, no entanto, perder de vista a complexidadede sua atuação clínico-terapêutica.Após o bacharelado, para aqueles que desejam se-guir carreira acadêmica, a UFS oferece pelo menosquatro mestrados em áreas afins: Ciências da Saúde,Letras (na linha de pesquisa voltada para linguísti-ca), Educação e Psicologia.
  • 27. 28Medicina rado), em que é possível desenvolver pesquisas tanto Catálogo de Cursos 2012 na área básica como na área clínica. O campo de atuação é amplo, seja na esfera privadaA SAÚDE ou na pública, pois o trabalho não se restringe ao con- tato direto com pacientes. Pode-se fazer pesquisas naCOMO PROFISSÃO área, analisar exames, administrar centros de saúde, ensinar, entre outras atividades. Em Sergipe, o Depar- tamento de Medicina da UFS aponta como possíveisDentre os objetivos, a graduação na UFS locais de trabalho, na esfera pública, os laboratóriosvisa formar médicos aptos a desenvolver do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) doações de prevenção, promoção, proteção Campus de São Cristóvão, o HU, o Hospital de Urgên-e viabilização da saúde, tanto em nível in- cia Governador João Alves Filho, a Maternidade Nossadividual quanto coletivo Senhora de Lourdes e as unidades de saúde da família da capital e do interior.No topo dos cursos mais concorridos da UFS, Me-dicina constitui-se em uma das graduações queajudaram na criação da primeira, e até então única,universidade pública de Sergipe. A tradição da fa-culdade, implantada no início da década de 1960,projeta-se no mercado sergipano, quando verifica-do que boa parte dos profissionais que atuam hojeem hospitais, unidades básicas de saúde e clínicasespecializadas é egressa dessa universidade. Em2011, comemoramos o cinquentenário da fundaçãodo curso de Medicina da UFS.O objetivo primordial do curso é formar médicos ap-tos a desenvolver ações de prevenção, promoção,proteção e viabilização da saúde, tanto no âmbitoindividual como no coletivo. Dedicação é qualidadenecessária ao discente durante a graduação, não sóporque o Bacharelado em Medicina tem duração deseis anos, mas também pela complexidade das disci-plinas de sua grade curricular, que proporcionam umaformação generalista, humanista, crítica e reflexiva.Ao graduar-se, o médico poderá cursar a residênciamédica em determinada área. Na seleção de 2010, oHospital Universitário (HU) ofertou vagas para treze Bachareladoáreas: clínica médica, clínica cirúrgica, pediatria, obste-trícia e ginecologia, infectologia, medicina de família e Turno: integralcomunidade, nefrologia, pneumologia, dermatologia, Campi: Saúde (Aracaju) e Lagartoendocrinologia, radiologia, cardiologia e coloproctolo-gia. Ademais, o profissional poderá optar pela carreira Duração: 6 anosacadêmica, e, para isso, a UFS oferece Pós-Graduação Oferta: 100 vagas (Saúde)stricto sensu em Ciências da Saúde (mestrado e douto- 60 vagas (Lagarto)
  • 28. 29Nutrição Ciências Biológicas e da Saúde Graduação UFS cência (ensino, pesquisa e extensão); nutrição esportiva (academias, clubes esportivos); gerenciamento de proje- tos e elaboração de informes técnicos de produtos ali- mentícios; treinamento técnico de indivíduos; controleNUTRIÇÃO: SINÔNIMO de qualidade de alimentos e atuação na área de marke- ting e de estudos experimentais (indústria de alimentosDE QUALIDADE DE VIDA e desenvolvimento de produtos). Na UFS, o curso teve início em 2007. Além das disci- plinas comuns a todos os cursos relacionadas à saúde, como bioquímica, anatomia e fisiologia, entre outras,O nutricionista cuida da alimenttação das os estudantes da graduação têm acesso a conteúdos epessoas e o resultado desse trabalho se atividades extraclasse, que não só possibilitam sua in-expressa na saúde e bem-estar de uma serção em projetos de pesquisa e extensão, mas tam-determinada comunidade ou da popula- bém proporcionam formação humanística, ética e o desenvolvimento de habilidades e competências paração em geral sua atuação na promoção da saúde e reabilitação. Na área da pesquisa, há o Núcleo de Estudos em Ali- mentos, Nutrição e Saúde (NUPANS), cujos membrosCiência que estuda a composição dos alimentos e as são docentes das diversas áreas da nutrição, que buscamnecessidades nutricionais do indivíduo, a Nutrição produzir, a partir das necessidades locais, conhecimen-tem sido estudada desde a Antiguidade. Hipócrates tos que possam ser úteis à melhoria da qualidade da ali-(460 a.C. - 377 a.C.), considerado o Pai da Medicina, por mentação e nutrição da população sergipana.da famíliaexemplo, afirmava: “Deixe seu alimento ser o seu remé- da capital e do interior.dio e o seu remédio ser o seu alimento”. Essa máxima,ainda seguida pelos nutricionistas, já evidenciava osbenefícios e a importância da nutrição na vida humana.Uma alimentação saudável, associada a um estilo devida saudável, é premissa fundamental para a manu-tenção do bom estado de saúde. O aumento da pre-valência de obesidade e diabetes, as políticas públicasvoltadas para a alimentação e nutrição e a crescentepreocupação dos indivíduos em manter uma alimenta-ção saudável demonstram a necessidade do profissio-nal de nutrição em uma equipe de saúde. O nutricionis-ta é um profissional que está envolvido em todas as áre-as do conhecimento em que a alimentação e nutriçãose apresentem essenciais para a promoção, manuten-ção e recuperação da saúde e prevenção de doençasde indivíduos ou grupos populacionais. A formação emNutrição busca o entendimento da relação do homemcom o alimento sob todos os aspectos: fisiopatológicos,psicológicos, culturais, políticos, econômicos e sociais. BachareladoO Curso de Bacharelado em Nutrição da UFS tem for-mação generalista que torna possível ao egresso atuarnas áreas de alimentação coletiva (empresas, restau- Turno: integralrantes, serviço de alimentação de estabelecimentos Campi: Saúde (Aracaju) e Lagartoassistenciais de saúde, escolas e creches); nutrição clíni-ca (consultórios, ambulatórios, hospitais, SPAs); saúde Duração: 4 anoscoletiva (unidades básicas de saúde, ambulatórios de Oferta: 50 vagas (Saúde)especialidades,escolas,creches, gestão de políticas); do- 50 vagas (Lagarto)
  • 29. 30Odontologia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turno: integralA SAÚDE BUCAL Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 5 anosCOMO PROFISSÃO Oferta: 6o vagas (Saúde) 50 vagas (Lagarto)Na UFS o curso é voltado para a formaçãode cirurgiões dentistas e clínicos gerais neralista, e também como especialista, após titulação em cursos de pós-graduação lato sensu.A conhecida frase “saúde começa pela boca” ajuda a Desde 2012, encontra-se em funcionamento oentender o alcance do trabalho desempenhado pelo Curso de Pós-graduação stricto sensu, nível mes-dentista, pois é ele quem se dedica à prevenção, re- trado, com oferta inicial de 11 vagas.cuperação e manutenção da saúde buco-maxilo-facialdas pessoas. Quando executadas de maneira integra-da ao trabalho de outros profissionais da área da saú-de, essas tarefas abrem caminho para melhorar a qua-lidade de vida da população.Nesse contexto, o gostar de lidar com pessoas e ashabilidades manuais são elementos indispensáveis aoperfil de quem se interessa por esta formação profis-sional. Na UFS, o Curso de Odontologia é voltado paraa formação de cirurgiões dentistas e clínicos geraiscapazes de aplicar os princípios técnicos, científicos eéticos nas ações preventivas e curativas.A graduação contempla disciplinas teóricas e práti-cas, de formação básica e específica, e ainda agrega oatendimento clínico, que acontece no Ambulatório deOdontologia localizado no Hospital Universitário (HU),Campus da Saúde “Prof. João Cardoso Nascimento Ju-nior”. Além do curso no município de Aracaju, existeoutra unidade acadêmica localizada no Campus Dr.Antonio Garcia Filho, município de Lagarto.As opções do mercado de trabalho são diversificadas,em face da evolução da Odontologia e da necessida-de de desenvolver atividades integradas a outros pro-fissionais (equipes multidisciplinares). O bachareladogarante a atuação do dentista em serviços públicos eprivados, quer seja na prevenção, quer seja na recupe-ração da saúde oral. Após a graduação, o profissionalpode atuar em diversas áreas trabalhando como ge-
  • 30. 31Terapia Ciências Biológicas e da Saúde Na área educacional, o terapeuta educacional pode Graduação UFS seguir carreira acadêmica ou exercer atividades naOcupacional assistência a crianças com deficiências (físicas, men- tais, auditivas, visuais) em escolas do ensino regular. Registre-se ainda que grande parte dos profissionais – que estão habilitados a atender aos pacientes emRETOMAR A domicílio – atua como prestador de serviços, sem vínculo empregatício.AUTONOMIA O curso é composto por componentes curricu- lares da área de saúde e das ciências sociais eTerapia Ocupacional é o estudo e emprego de ativi- humanas, cujos focos variam entre atenção pri-dades de trabalho e lazer no tratamento de distúr- mária à saúde, nível complementar da atençãobios físicos e mentais e de desajustes emocionais e básica e atividades hospitalares.sociais. O terapeuta ocupacional planeja e organiza ocotidiano dos seus pacientes e utiliza métodos e téc-nicas terapêuticas para promover a autonomia de in-divíduos com dificuldade de integrar-se à vida socialem razão de problemas físicos, psíquicos ou sociais.O profissional elabora planos de reabilitação e adap-tação social, buscando desenvolver no paciente au-toconfiança e orientando-o quanto aos seus direitosde cidadão. Desde atividades simples, como escovaros dentes ou levar alimentos à boca, até atividadesmais complexas, como dirigir um automóvel podemser objeto da atenção do terapeuta.O campo de trabalho para estes profissionais abran-ge os setores público e privado. No público, desta-cam-se as equipes multidisciplinares do Programade Saúde da Família, do governo federal, e as prefei-turas municipais. No privado, diversos hospitais, clí-nicas, instituições geriátricas e psiquiátricas, centrosde convivência e de reabilitação e clínicas de orto-pedia. Uma resolução de junho de 2010 da AgênciaNacional de Saúde aumentou de 6 para 12 o númerode sessões de terapia ocupacional que os planos desaúde devem cobrir por ano. Além de indicar um re-conhecimento da área, isso beneficia o profissionalde clínicas que atendem a convênios médicos. Bacharelado Turno: integral Campus: Lagarto Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas
  • 31. 32 Catálogo de Cursos 2012 33 Ciências da Computação 34 Engenharia da ComputaçãoCiências 35 Estatística 36 FísicaExatas e 37 Física Astronomia 38 Física Médica 39 Geologiada Terra 40 Matemática 41 Química 42 Química Industrial 43 Sistemas de Informação
  • 32. 33Ciência Bacharelado Ciências Exatas e da Terra Graduação UFSda Computação Turno: vespertino Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos Oferta: 100 vagasBEM-VINDO AO MUNDO DACOMPUTAÇÃOVocê costuma “googlear” sobre a última tecnologia que pretendem ingressar no curso: “É exigente, mas aoe sabe relacioná-la com outras semelhantes ou con- mesmo tempo estimulante. As disciplinas da matrizcorrentes a ela? Gosta de solucionar problemas que curricular exigem muita abstração matemática. Saibaenvolvam raciocínio lógico, armar estratégias quan- que você precisará estudar bastante e terá professoresdo joga ou fazer sudoku? Utiliza todas as funções do linha dura, mas será muito bem preparado por eles.celular e consegue facilmente descobrir ações aná- Com dedicação, dá pra levar o curso numa boa”, relata.logas em outros aparelhos? Se sua resposta foi po- Para Lauro Sérgio Galvão, aluno da graduação, é fun-sitiva, está inclinado ao bacharelado que fundou o damental saber conciliar estudo e prática. Uma das for-Departamento de Computação, há 19 anos, na UFS. mas de fazer isso é através da Softeam, empresa júniorSegundo a professora Kenia Kodel, a Ciência da Com- de computação que criou pontes entre a universidadeputação é um bom caminho para aqueles que dese- e o mercado de trabalho. Essa iniciativa promove a apli-jam seguir carreira acadêmica especializadana enge- cação prática da teoria e promove a formação atravésnharia de software. O cientista da computação é pre- dos cursos oferecidos no Campus de São Cristóvão. Oparado para resolver problemas, aplicando soluções Departamento de Computação conta com 19 profes-que envolvam computação, independente de qual sores, dos quais 15 são doutores. Há diversas bolsasseja o ambiente (comercial, industrial ou científico). destinadas aos alunos, como monitoria, PIBIC (Iniciação Científica), PIBIT (Iniciação Tecnológica), PIBIX (IniciaçãoA docente Leila Silva acrescenta que o curso da UFS à Extensão) e as provenientes de convênios entre o de-também forma profissionais para o mercado de tra- partamento e empresas.balho e que grandes empresas de desenvolvimentode software, como a Google e a Microsoft, recrutampessoal em universidades brasileiras. Lembra tambémque micro e pequenas empresas que se fundamen-tam em inovação tecnológica geralmente empregamegressos do Bacharelado em Ciência da Computação,como é o caso das inúmeras empresas instaladas noPorto Digital, em Recife. Os bacharéis em Ciência daComputação estão aptos a trabalhar em empresas dedesenvolvimento de software, órgãos governamen-tais que incluam setores de desenvolvimento de sof-tware e instituições de ensino e pesquisa.Segundo Kalil Bispo, egresso do Curso de Ciência daComputação da UFS e mestre pela Universidade Fede-ral de Pernambuco (UFPE), sua escolha teve como justi-ficativa a inclinação pela pesquisa. Kalil orienta aqueles
  • 33. 34Engenharia almente, o Departamento de Computação conta com Catálogo de Cursos 2012 um quadro de 19 professores efetivos, dos quais 15da Computação têm o título de doutor e os demais, o título de mestre. Além disso, dispõe de 4 laboratórios onde os alunos têm acesso a aproximadamente 100 computadores.O ENCONTRODA ENGENHARIACOM A COMPUTAÇÃOSe você tem facilidade para aprender física, matemáti-ca e computação, pode optar pelo curso de Engenha-ria da Computação. Trata-se de um campo da enge-nharia focado no desenvolvimento e na construção decomputadores e seus periféricos.A formação acadêmica proposta por esse curso abran-ge um conjunto de conhecimentos usados no projetode hardware e software de sistemas de computação.Nos primeiros dois anos da graduação, os estudan-tes cursarão disciplinas de física, cálculo, programa-ção e eletrônica que servirão como base para estu-dos mais avançados nos sistemas de computação. Aessa formação básica é acrescentada uma formaçãotecnológica que aplica os conhecimentos básicos nodesenvolvimento tecnológico da computação. Estu-dos complementares e humanísticos completam aformação do acadêmico. Vale destacar que o currículoestá balanceado entre aspectos teóricos, abstratos epráticos, mas, como ocorre em todas as engenharias,o aluno terá uma forte formação em física e matemá-tica. Os campos de atuação do engenheiro da compu-tação são as áreas de projeto de sistemas de hardware,envolvendo os sistemas de comunicação e desenvol-vimento de sistemas de software em menor escala.O egresso do Curso de Engenharia da Computaçãodesenvolve produtos e serviços em áreas como tele-comunicações, redes de computadores, automação esistemas embarcados. As principais empresas que po-dem absorver esses profissionais, tanto em estágios Bachareladocomo em empregos efetivos, são: empresas operado-ras de comunicação (TIM, OI etc.); empresas provedo- Turno: matutinoras de conteúdo para Internet (UOL, Terra, Globo.com Campus: São Cristóvãoetc); empresas de produção e exploração de petróleo(Petrobras); empresas de fornecimento de energia Duração: 5 anoselétrica (Energisa), indústria automobilística etc. Atu- Oferta: 50 vagas
  • 34. 35Estatística Bacharelado Ciências Exatas e da Terra Graduação UFS Turno: noturnoA SISTEMATIZAÇÃO Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosDOS DADOS Oferta: 50 vagasO estatístico trabalha com técnicas de qua-lidade, organização e sistematização douniverso de dados que refletem a realidadeA vida em sociedade está observando rápidas mudan-ças nos hábitos: velocidade da informação, decisõesde ordem econômica e política, entre outras. O esta-tístico, em parceria com outros profissionais, estuda,equaciona e apresenta soluções para atingir a metaestabelecida. Mas o que exatamente faz um bacha-rel em Estatística? Ele trabalha com técnicas de qua-lidade, organização e sistematização do universo dedados que refletem a realidade. Além disso, elaboramodelos, realiza testes de hipóteses para verificar avalidade dos pressupostos e participa de trabalhosem equipe na análise de dados obtidos de experi-mentos ou de levantamento amostral. O professorManuel Luiz Figueiroa explica que o objetivo do Cursode Estatística é formar um profissional que vai manu-sear dados, estabelecer modelos estatísticos para acompreensão de fenômenos sociais e econômicos. “Oestatístico deve compreender os problemas que im-plicam nossa dimensão social, com foco numa visãofuturística e melhoramento da sociedade”.A graduação está organizada de modo a fornecerinstrumentos teóricos e práticos necessários ao de-senvolvimento de habilidades que preparem o profis-sional para planejar e dirigir a execução de pesquisas,análises ou levantamentos e de trabalhos de contro-le estatísticos de produção e de qualidade. Tambémdeve capacitá-lo para elaborar padronizações, efetuarperícias, assinar os laudos respectivos, emitir pare-ceres, assessorar e dirigir órgãos e setores ligados aocampo da Estatística. Além dessas funções, cabe aoestatístico a escrituração dos livros de registro ou con-trole estatísticos criados por lei.
  • 35. 36Física atuam em escolas das redes pública e privada, tanto Catálogo de Cursos 2012 na educação básica como em cursos técnicos ou em cursos preparatórios para concursos.CIÊNCIA QUE JOGA No bacharelado, tem-se toda a formação básica em Fí- sica e o aprofundamento em alguns conteúdos, comoCOM FENÔMENOS teoria eletromagnética, mecânica quântica e mecâ- nica estatística. O objetivo desse aprofundamento é preparar o estudante para o ingresso em programas de pós-graduação. Durante a graduação, os estudan-A Distância na modalidade a distância, a tes são incentivados a participar de programas delicenciatura em Física é ofertada nas cida- iniciação científica ou de iniciação à docência. Essesdes de Arauá, Areia Branca, Estância, La- programas e os de pós-graduação ofertam bolsas deranjeiras, Japaratuba, Poço Verde, São Do- estudo de agências de fomento, como CAPES, CNPqmingos, Propriá e Nossa Senhora da Glória. e FAPITEC. Os pós-graduados têm suas possibilidades de inserção no mercado de trabalho ampliadas.Para cada polo são oferecidas 50 vagas Cabe também dizer que o programa de Pós-Gradua- ção em Física da UFS, que oferta semestralmente va-Na UFS, o Curso de Física é ofertado em duas modali- gas para mestrado e doutorado, este ano completa 16dades: o Bacharelado e a Licenciatura. sendo esta últi- anos de existência. Essa tradição faz do curso o primei-ma ofertada nos campi de São Cristóvão e de Itabaia- ro no ranking de produção científica da UFS.na. O Bacharelado dedica se à realização de pesquisaem instituições de ensino superior e em empresaspúblicas ou privadas. Neste caso, é extremamente im-portante que o indivíduo dê continuidade aos estu-dos em cursos de pós-graduação. Quanto à Licencia-tura, seu objetivo principal é o de formar professoresde Física para os ensinos fundamental e médio. Essesprofissionais também podem atuar na pesquisa em Fí-sica Básica e Ensino de Física. Mas, exatamente, a quetipo de conhecimento se dedica um físico? De formasimples, a Física pode ser definida como a ciência domovimento, uma vez que seus objetos de estudo sem-pre concernem ao movimento de algo ou à disposi-ção, à potencialidade para que tal fato ocorra. Os co-nhecimentos gerados por essa ciência se aplicam aosmais diversos setores, tais como: engenharia, informá-tica, robótica, telecomunicações, medicina, entre vá-rios outros. Para quem pensa em ingressar em alguma Bacharelado | Licenciaturadas modalidades de graduação em Física disponíveisna UFS, é preciso gostar de matemática, ter curiosida-de pelos fenômenos da natureza e, principalmente, Turnos: vespertino e noturnoestar disposto a estudá-los com dedicação. No curso Campi: São Cristóvão e Itabaianade licenciatura, o estudante agrega a formação básica Duração: 4 anosem Física, que inclui mecânica, ótica e eletromagnetis- Oferta: 50 vagas (Bach. vespertino)mo, à parte profissionalizante, que envolve disciplinasrelacionadas às teorias da educação, à prática do ma- 100 vagas (Lic. noturno)gistério e ao estágio supervisionado. Os licenciados 50 vagas (Lic. noturno/Itabaiana)
  • 36. 37Física - (doutorado e pós-doutorado). Museus e planetá- Ciências Exatas e da Terra Graduação UFS rios requisitam o bacharel para desenvolver ativida- des de divulgação científica, e escolas para o ensi-Astronomia no de Astronomia. Consultoria e política científica são vertentes também possíveis para o profissional.ASTRONOMIA: A Astronomia se destaca entre as áreas de pesquisa básica por oferecer o espaço de aplicação dos conhe-O UNIVERSO E SUA ORIGEM cimentos de Física e Matemática de forma atrativa, es- timulante e desafiadora. Além disso, a tecnologia de ponta utilizada no desenvolvimento de pesquisa emO Universo é o laboratório do astrônomo. É um labo- Astronomia, como na construção e uso de telescópios,ratório diferente, que não pode ser tocado ou manipu- satélites e instrumentação, e de métodos computa-lado, mas que se mostra riquíssimo em detalhes quan- cionais, não só prepara o graduando para a carreirado observado através de telescópios. A Astronomia é científica nas fronteiras da ciência, como tambéma ciência que busca entender a origem, a constituição abre portas para uma inserção do profissional na linhae a evolução do Universo como um todo, e uma di- de desenvolvimento de tecnologia. O Brasil participaversidade de fenômenos que ocorrem nos corpos ce- de consórcios internacionais que oferecem acesso delestes. Do vai e vem de astros surgiram os primeiros pesquisadores brasileiros a grandes telescópios, en-passos para a Física. Do entendimento de processos quanto informações de inúmeros outros telescópios efísicos em estrelas e galáxias foram abertos novos ca- satélites espaciais podem ser utilizadas gratuitamenteminhos para a ciência. Diversas teorias fundamentais por qualquer astrônomo independente de sua nacio-foram propostas ou testadas a partir da investigação nalidade e instituição a qual pertence.de fenômenos astronômicos, e outras tantas ainda se- Os estudantes serão incentivados a participar de pro-rão reveladas. O conhecimento obtido através da As-tronomia pode ser utilizado em coisas práticas, como gramas de iniciação em pesquisa científica ao longo daentender o fenômeno de marés, as reações nucleares, graduação. Essas atividades permitem a consolidaçãoo aquecimento da atmosfera terrestre pelo efeito es- de conhecimentos adquiridos e o desenvolvimento detufa, além de tantos outros. Elementos químicos que habilidades necessárias para se tornar um cientista, noscompõem os nossos corpos foram formados por es- passos a serem dados em programas de pós-graduaçãotrelas e o nosso planeta faz parte do que chamamos que podem ser em Astronomia ou em áreas afins.de céu. Portanto, a nossa conexão com o Universo éum fato e entendê-lo é a missão da Astronomia.O curso de Astronomia da UFS destina-se a estudan-tes interessados em adquirir um amplo conhecimen-to sobre a Astronomia Moderna. Para que tenha umaformação adequada aos desafios profissionais queencontrará, o graduando terá acesso a: (i) uma basesólida em Física e Matemática, e em tópicos específi-cos em Astronomia; (ii) um curso multidisciplinar, quepermitirá percorrer trajetórias que atendam a diferen-tes vocações; (iii) um acompanhamento contínuo deum conselheiro acadêmico ao longo do curso. BachareladoO campo de trabalho concentra-se em universidades,institutos de pesquisa e observatórios astronômi- Turno: vespertinocos, no desenvolvimento de atividades de pesquisa,ensino e extensão, e em empresas de desenvolvi- Campus: São Cristóvãomento de tecnologia. Essas atividades são destina- Duração: 4 anosdas preferencialmente a quem tem pós-graduação Oferta: 50 vagas
  • 37. 38Física Médica Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turno: matutino Campus: São CristóvãoFÍSICA A SERVIÇO DA SAÚDE Duração: 4 anos Oferta: 50 vagasProfissional indispensável para o funcio-namento adequado de técnicas, apare-lhos e instrumentos utilizados no campoda MedicinaUm profissional indispensável ao funcionamen-to adequado de técnicas, aparelhos e instrumen-tos utilizados na área biomédica. Assim podeser considerado o bacharel em Física Médica,cujo trabalho se concretiza na utilização da Fí-sica como ferramenta para o desenvolvimento,manutenção e aperfeiçoamento de técnicas dediagnóstico por imagem e terapia.Pode-se dizer que o Curso de Física Médica forma fí-sicos que, em cooperação com profissionais da áreada saúde, atuam na pesquisa de novas técnicas dediagnóstico e tratamento de diversas enfermidades.Entre essas técnicas podemos citar as de Imagem porRessonância Magnética (MRI), a ultrassonografia 4D,a Tomografia Computadorizada, a Tomografia porEmissão de Pósitrons (PET-Scan) e os tratamentosutilizando-se radiofármacos. pesquisa, ensino e desenvolvimento de novas tecnolo- gias. “Como consultor, pode-se trabalhar em três áreas:A graduação é semelhante ao Bacharelado em Físi- radiodiagnóstico, radioterapia e medicina nuclear”, citaca, mas com os três últimos semestres de disciplinas Fábio Alessandro Silva, doutorando em Física Médicaprofissionalizantes ligadas à medicina, biofísica, en- pela UFS e coordenador da unidade de Imagem e Méto-genharia biomédica e proteção radiológica. “O ba- dos Gráficos do Hospital Universitário (HU).charel em Física Médica é, antes de tudo, um bacha-rel em Física. Por essa razão, o aluno precisa gostar No tocante ao controle de qualidade dos equipa-não só de cálculo e de assuntos ligados à Física, mas mentos e instrumentos utilizados para o diagnósticotambém de ir a hospitais e lidar com ambientes de anatômico, o curso também desenvolve projetos deinstituições de saúde”, afirma a professora Ana Maia. pesquisa. “Através de um projeto de iniciação cientí- fica, estou tendo a oportunidade de acompanhar aAlém disso, o profissional da área trabalha para garan- situação dos mamógrafos utilizados em Sergipe, emtir a segurança do uso das radiações em fins médicos parceria com a Vigilância Sanitária”, relata a estudantee, devido às exigências dos órgãos reguladores, como a Camila trindade Oliveira. Muitos projetos de pesquisaAgência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Con- e extensão do curso são desenvolvidos em colabora-selho Nacional de Energia Nuclear (CNEM), o mercado de ção com o HU. Para quem pensa em dar continuidadetrabalho se apresenta promissor. O campo de atuação aos estudos na pós-graduação, a UFS oferece Mestra-abrange os serviços em clínicas e hospitais, consultoria, do e Doutorado em Física e em Ciências dos Materiais.
  • 38. 39Geologia Bacharelado Ciências Exatas e da Terra Graduação UFS Turno: matutino Campus: São CristóvãoOS SEGREDOS E Duração: 5 anosRIQUEZAS DA TERRA Oferta: 50 vagasMesmo sem ainda ter formado turma, agraduação em geologia já nasceu estru-turada e com qualificação no ensinoO estudo da Geologia é uma ótima opção para osque se interessam em entender o Planeta Terra, quetêm anseios por vida profissional próxima da nature-za, gostam de conhecer novos lugares e, ao mesmotempo, objetivam contribuir com seu trabalho paraprover a sociedade moderna das matérias-primas ne-cessárias ao desenvolvimento econômico sustentável,pois não se preserva o que não se conhece e fica difícil dados. Para a conclusão do curso, é necessária a con-encontrar algo quando não se sabe o que procura. fecção e defesa de monografia sobre tema específico.O geólogo necessita ter formação generalista e do- A equipe de docentes pesquisadores do Cursomínio de técnicas básicas para realizar trabalhos de de Geologia desenvolve projetos de pesquisa nascampo, serviços e pesquisa voltados à prospecção, ex- áreas de Geologia do Petróleo, Estudos de Baciasploração mineral e desenvolver estudos laboratoriais, Sedimentares, Mapeamento Geológico Básico,além da capacidade de gerenciar projetos. Para forma- Paleontologia, Geologia Estrutural e Petrogêneseção plena desse profissional, o Curso de Geologia da de corpos ígneos e metamórficos. Esses projetosUFS conta com equipe altamente qualificada de pro- são realizados com financiamentos obtidos juntofessores, todos com pós-doutorado e com experiência a empresas e órgãos governamentais, como Petro-em diferentes áreas da Geologia. bras, Serviço Geológico do Brasil, Conselho Nacio- nal de Desenvolvimento Científico e TecnológicoO curso tem duração de 5 anos. Inicia com o estu- (CNPq), FAPITEC e FINEP. Esse ambiente científicodo do Sistema Terra e segue com o aprofundamento dinâmico torna possível aos estudantes a associa-teórico através das disciplinas básicas: mineralogia, ção a projetos e o desenvolvimento de atividadescristalografia, sedimentologia, estratigrafia, petro- de iniciação científica.logias, estrutural, geoquímica, hidrogeologia, pale-ontologia, geomorfologia, sensoriamento remoto, O panorama da economia mundial atual deman-pedologia, geoestatística, geofísica e geologia eco- da grandes volumes de matérias-primas (petró-nômica. Para alcançar bom desempenho nessas dis- leo, gás, ferrosos, não ferrosos e fertilizantes) paraciplinas, é imprescindível ter conhecimentos básicos sustentar o desenvolvimento econômico. No casoem matemática, física e química. particular do Brasil, as descobertas do pré-sal e a necessidade de ampliar as reservas minerais vol-Durante a graduação, os alunos desenvolvem traba- tadas para fertilizantes, alumínio e minerais indus-lhos de campo, cujo objetivo é promover o treinamen- triais garantem um promissor e amplo mercado deto em mapeamento, amostragem e tratamento de trabalho para o geólogo.
  • 39. 40Matemática plina Cálculo I no Campus de Itabaiana. Para futuros Catálogo de Cursos 2012 professores, como Jussara e Clessius, o departamento oferece uma especialização em Ensino de Ciências e Matemática no Campus de São Cristóvão. Esse é o pri-O ENCANTO E A LÓGICA DA meiro passo para garantir o mestrado, que ainda terá seu projeto submetido a análise. Caso seja aprovado,MATEMÁTICA até 2011 ocorrerá a primeira seleção. A novidade representa um estímulo para profissio- nais que estão em sala de aula, como Merielen dosNa modalidade a distância, a Licenciatu- Santos. Graduada pela UFS há nove anos, ela contara em Matemática é ofertada nas cidades que sempre teve inclinação pelos cálculos desde ade Arauá, Areia Branca, Brejo Grande, Es- infância. Sua escolha pela formação de nível supe-tância, Laranjeiras, Japaratuba, Poço Ver- rior em matemática acabou sendo consequênciade, Porto da Folha, São Domingos, Carira, desse interesse. “A qualificação do professor pela UFS é bem vista. Estudem e tentem descobrir suasNossa Senhora das Dores, Lagarto (colô- afinidades na profissão”, aconselha.nia 13), Propriá e Nossa Senhora da Glória.Para cada polo são oferecidas 50 vagasSe você é daqueles que adoram números, está in-clinado para a ciência que estuda as quantidades, oespaço, as relações abstratas e lógicas aplicadas aossímbolos. A Matemática utiliza a lógica na formulaçãode teorias e no teste de hipóteses. Segundo o profes-sor Alan Almeida, coordenador do curso ofertado noCampus de Itabaiana, o bacharelado pretende formarprofissionais qualificados para ingressar diretamenteno mestrado e no doutorado.Já a licenciatura visa à formação do educador paraa segunda fase do ensino fundamental (do 6º ao 9ºano) e para o ensino médio. Na graduação, os futurosalunos vão estudar disciplinas como álgebra, análise,geometria, além de receber uma formação básica emfísica e estatística. Como é o caso do estudante Cles-sius Silva, bolsista de um projeto de iniciação cientí-fica relacionado à álgebra. Embora seja aluno da li- Bacharelado | Licenciaturacenciatura, Clessius pretende dar prosseguimento aosestudos com a pós-graduação. Para o professor FábioSantos, esse perfil de aluno é muito comum, pois há Turnos: vespertino e noturnopossibilidade de cursar disciplinas da outra opção de Campi: São Cristóvão e Itabaianagraduação (licenciatura/ bacharelado). Duração: 4 anos Oferta: 20 vagas (Bach. vespertino)Ambas exigem muito raciocínio e dedicação. “Não éum bicho de sete cabeças como a maioria das pesso- 50 vagas (Lic. vespertino)as acredita, mas é preciso ter muita força de vontade”, 50 vagas (Lic. noturno)diz a aluna Jussara Rosa, que já foi monitora da disci- 50 vagas (Lic. vespertino/Itabaiana)
  • 40. 41Química Ciências Exatas e da Terra no, com ênfase na parte experimental, que abrange Graduação UFS atividades desenvolvidas em laboratórios. A licenciatura, por estar direcionada ao ensino, ofereceCIÊNCIAS DAS uma formação mais humanística e está presente nos Campi de São Cristóvão e de Itabaiana, com currícu-TRANSFORMAÇÕES los semelhantes, mas respeitando-se as diversidades locais. Já o bacharelado, somente no Campus de São Cristóvão, proporciona uma formação mais técnica que permite a realização de análises químicas, bioquímicas,Na modalidade a distância, a licenciatu- bromatológicas, toxicológicas, além da pesquisa e de-ra em Química é ofertada nas cidades de senvolvimento de modelos, métodos e produtos.Arauá, Areia Branca, Estância, Laranjeiras,Japaratuba, Poço Verde, São Domingos, Para o aluno que deseja seguir a carreira de pesquisa-Lagarto (Colônia 13) Propriá e Nossa Se- dor ou a carreira acadêmica, a UFS oferece o Mestra- do em Química, com as seguintes linhas de pesquisa:nhora da Glória. Para cada polo são ofere- análise de traços e química ambiental, e desenvolvi-cidas 50 vagas mento e otimização de materiais.A Química é uma ciência básica, mas com enorme po-tencial de aplicação em diversos setores da atividadeeconômica. É a partir do conhecimento profundo dassubstâncias e das reações produzidas por elas que seoriginam uma série de novos materiais, diversos fárma-cos, fenômenos da engenharia e até a compreensão docomportamento dos poluentes no meio ambiente.Os candidatos que se identificam com essa ciência po-dem optar por desenvolver atividades em indústrias,no ambiente de pesquisa ou em sala de aula. Para isso,a UFS disponibiliza dois cursos diferentes: o de bachare-lado (50 vagas) e a licenciatura (60 vagas), cujas gradescurriculares foram reformuladas, em 2009, para atenderàs recentes demandas da sociedade. Por conseguinte, osegressos do curso estarão aptos a ingressar em qualquerprograma de pós-graduação stricto sensu no Brasil, a tra-balhar em centros de pesquisa e indústrias de diversosfins ou a lecionar na educação básica. Bacharelado | LicenciaturaOs conteúdos estudados durante o curso centrali-zam-se em áreas da física, da matemática e da esta- Turnos: matutino, vespertino e noturnotística com o objetivo de dar ao discente o suporte Campi: São Cristóvão e Itabaiananecessário para compreender os conteúdos de quí-mica. Por isso, na grade curricular há disciplinas de Duração: 4 anosapoio como vetores e geometria analítica, cálculos, Oferta: 50 vagas (Bach. vespertino)estatística básica e física A; enquanto os assuntos 60 vagas (Lic. noturno)de Química estão subdivididos em seis áreas: geral,inorgânica, analítica, orgânica, físico-química e ensi- 50 vagas (Lic. matutino/Itabaiana)
  • 41. 42Química Industrial Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turno: matutinoA TECNOLOGIA E OS Campus: São Cristóvão Duração: 4 anosPROCESSOS INDUSTRIAIS Oferta: 40 vagasO químico industrial atua em indústrias, ór- Essa bagagem permite ao egresso trabalhar no con-gãos e empresas públicas ou privadas que trole de qualidade de matérias-primas, de produtosfazem prestação de servições à sociedade em processamentos e produtos acabados numa in- dústria química, bem como elaborar laudos técnicos e prestar assessoria, de acordo com a sua competência.A Química Industrial constitui a área da Química dedi- Para aqueles que pretendem continuar os estudos nacada à atividade de produção industrial, que demanda pós-graduação, a UFS não oferece mestrado especí-conhecimento de tecnologia de processos, operações fico em Química Industrial, mas há os programas deunitárias, e também contempla atividades de labora- pós-graduação em Química e em Ciência e Engenha-tório que requerem amplo conhecimento de ciência ria de Processos Químicos.química. O químico industrial tem como campo de atu-ação as indústrias, os órgãos e empresas públicas ouprivadas que prestam serviços à sociedade, tais comocompanhias de saneamento básico, proteção e preser-vação do meio ambiente e instituições que trabalhamcom pesquisas ou estudos tecnológicos.Para atuar nesses campos, o graduando em Quími-ca Industrial pela UFS recebe sólida formação emquímica básica (química geral, orgânica, inorgânica,analítica, bioquímica e físico-química) e em químicatecnológica (operações unitárias na indústria química,processos da indústria química, segurança industrial,economia e organização industrial).A proposta curricular do curso contempla a formaçãode um profissional apto a atender às necessidades daindústria química no tocante ao acompanhamento econtrole de processo de produção industrial e à reali-zação de diversos tipos de análises laboratoriais.Entre essas análises destacam-se aquelas requeridas parao acompanhamento e controle das variáveis de processoque visam à garantia das especificações da qualidade doproduto, além de instrumentalizar o aluno para a realiza-ção de pesquisas que contribuam para o desenvolvimen-to tecnológico e de formar profissionais comprometidoscom a ética e a preservação do meio ambiente.
  • 42. 43Sistemas Ciências Exatas e da Terra Segundo o professor Rogério Patrício Chagas, a gra- Graduação UFS duação em SI é focada no planejamento, desenvol-de Informação vimento e exploração de sistemas de informação e automação das organizações. O Departamento de Computação do Campus de São Cristóvão e o Núcleo de Sistemas de Informação do Campus de ItabaianaTRABALHANDO dispõem de subsídios para formar três distintos per- fis: desenvolvedor de sistemas de software, gestor deCOM BYTES E BITS tecnologias da informação e comunicação e gestor de suporte e redes de computadores.O entusiasmo ao decifrar todos os níveis de um vide- Entre os cursos de computação da UFS, Sistemas de In-ogame e a habilidade para configurar as opções dos formação é o que tem maior sinergia com o mercadoprogramas de um computador são comportamentos de trabalho. Pesquisas recentes mostram que de 50% acomuns entre aqueles que escolhem prestar vestibu- 75% das demandas da área de computação estão des-lar para o Curso de Sistemas de Informação (SI). tinadas aos profissionais de Sistemas de Informação. Este profissional é muito procurado porque, além deQuem pretende ingressar nesta graduação deve gos- conhecimentos técnicos em tecnologias da informaçãotar de descobrir e testar novas tecnologias de comuni- e comunicação, tem um domínio abrangente da áreacação, especializar-se em determinadas linguagens de de negócios. Um levantamento feito pela Associaçãoprogramação e tecnologias, planejar atividades e or- Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informaçãoganizar ações para a sua realização. O estudante deve mostra que em 2009 houve um déficit de 100 mil pro-ficar atento para algumas características essenciais a fissionais qualificados na área. Um estímulo para quemqualquer profissional da Computação: o trabalho em se vislumbra graduado em algum dos três cursos dagrupo, o domínio de outras línguas e da Matemática e área de Computação ofertados pela UFS.a constante atualização na área de novas tecnologias,métodos e metodologias que surgem diariamente.O profissional de SI é preparado para planejar, desen-volver e gerenciar cinco principais elementos dentrodas organizações: os dados, o software que processaesses dados e os armazena, o hardware que os su-porta, as telecomunicações responsáveis pela trans-missão deles e, por fim, porém o mais importante, acapacitação das pessoas que utilizam e administramtoda esta tecnologia, a fim de produzir informação econhecimento dentro das empresas. Bacharelado Turnos: matutino e noturno Campi: São Cristóvão e Itabaiana Duração: 4,5 anos Oferta: 50 vagas (noturno) 50 vagas (matutino/Itabaiana)
  • 43. 44 Catálogo de Cursos 2012 45 Arqueologia 46 Ciências da ReligiãoCiências 47 Ciências Sociais 48 FilosofiaHumanas 49 Geografia 50 História 51 Pedagogia 52 Psicologia
  • 44. 45Arqueologia conhecimento, proteção e manutenção do patrimônio Ciências Humanas Graduação UFS público cultural e ambiental. O Núcleo de Arqueologia da UFS desenvolve ati-DESVENDANDO vidades de extensões educativas continuadas em parceria com o projeto “O Museu vai à Escola, a Es-CULTURAS E HISTÓRIAS cola vai ao Museu”, do Museu de Arqueologia de Xingó (MAX), além da exposição arqueológica per- manente na unidade localizada em Canindé do São Francisco, na região de Xingó.O Curso de Arqueologia da UFS visa formar profissio-nais com pensamento crítico e autônomo entre asvárias perspectivas teórico-metodológicas e práticasque compõem a atuação do arqueólogo. É tambémobjetivo da graduação o resgate da cultura materialde populações pré-históricas e históricas, que propi-cie o desenvolvimento da cidadania por meio do co-nhecimento e da vivência em atividades científicas depesquisa, educativas, lúdicas e de extensão.Segundo a professora Olivia de Carvalho, o bacharelem Arqueologia deve ter sólida formação científica,tecnológica e profissional que o capacite a demons-trar habilidades no desenvolvimento do pensamentológico, entendimento e correlação de informações edados. Além da construção de hipóteses explanató-rias, de modelos explicativos e proposição de solu-ções aos problemas advindos da investigação.“O que mais me fascina na Arqueologia é que essa ci-ência dá um retorno direto à sociedade, desperta o co-nhecimento, resgata a cultura e a história de um povo.Ela trabalha de maneira interdisciplinar e abrange umamplo campo de oportunidades para os alunos”, con-ta a aluna Sara Batista, que é monitora da disciplinaAntropologia Física II.O arqueólogo pode atuar em diversos setores da so-ciedade, como órgãos públicos das esferas federal,estadual e municipal (arquivos públicos, bibliotecas,institutos de defesa e gestão do patrimônio cultural eambiental, museus), em empresas privadas, na gestãode patrimônio cultural e ambiental e museus particu- Bachareladolares, ou de forma autônoma, através de empresas deconsultorias científicas. Na avaliação da professora Oli- Turno: vespertinovia de Carvalho, a retomada da Graduação em Arqueo- Campus: Laranjeiraslogia, sobretudo na região Nordeste, abriu um espaço Duração: 4 anospara a formação de profissionais habilitados para atuarem consonância com a legislação federal, que trata do Oferta: 50 vagas
  • 45. 46Ciências Licenciatura Catálogo de Cursos 2012da Religião Turno: noturno Campus: São Cristóvão Duração: 4 anosENSINO RELIGIOSO Oferta: 50 vagasPLURALUm dos fenômenos mais instigantes que tem compos-to a complexa pauta daqueles que buscam um melhorentendimento dos fenômenos sociais é aquele que seexpressa através das manifestações do sagrado.O advento da modernidade ensejou e acelerou o pro-cesso de diversidade no campo religioso. Além disso,o que aparentemente significaria o fim da religião, namedida em que a ciência passaria a assumir a respon-sabilidade no processo de explicação dos homens edas coisas, representou, no campo real, a ampliaçãosubstantiva dessa diversidade religiosa.Uma das implicações da emergência dessas religio-sidades pode ser observada no campo da educação.Considerando que o ensino religioso confessionalapresenta limitações em ambiente de diversidadereligiosa, faz-se necessário que o Estado, através darede pública, ofereça um ensino que permita ao alu-no o conhecimento dessa diversidade e a naturezadessas tradições religiosas.Assim, esse curso faz parte do esforço de refletir sobreos novos cenários do fenômeno religioso no Brasil eem Sergipe. Para tal, se propõe a preparar profissionaispara o exercício da docência e da investigação cientí-fica no campo das ciências da religião, estimulando areflexão metódica e sistemática sobre as manifesta-ções do fenômeno religioso dentro de uma aborda-gem interdisciplinar. Além disso, estimulará o examedas principais contribuições, clássicas e contemporâ-neas, que oferecem premissas, métodos e paradigmasfundamentais para o estudo do sagrado, estudandoos elementos constitutivos das religiões através deseus mitos, ritos e símbolos.
  • 46. 47Ciências Sociais desde 1997, Verônica se ocupa hoje de atividades Ciências Humanas Graduação UFS na docência, pesquisa e consultoria. “O mercado de trabalho para o bacharel em Ciências Sociais é ra- zoavelmente amplo, mas não é simples ou fácil: oNAS COMPLEXAS TEIAS DAS egresso pode ser professor de instituições de ensi- no superior que não exigem licenciatura, pode as-RELAÇÕES SOCIAIS sessorar políticos e instituições públicas ou organi- zações”, orienta Verônica.O curso visa formar profissionais, ba- Já para o licenciado em Ciências Sociais, o mercado écharéis e licenciados, conscientes de mais amplo devido à recente lei que obriga o estudosuas responsabilidades sociais, políticas da Sociologia no ensino médio. Entretanto, essa situ-e culturais enquanto técnicos, intelec- ação é confusa, pois, juridicamente, apenas a profis-tuais e cidadãos são de sociólogo é regulamentada. O cientista social acaba precisando fazer uma opção entre as três áreas de atuação das Ciências Sociais: Antropologia, Socio-Se você é interessado em compreender as relações so- logia ou Ciência Política.ciais e suas implicações, deve ficar atento à carreira decientista social oferecida pela UFS. O professor Josadac Verônica Marques conta que a obrigatoriedade daSantos explica que o objetivo do curso é formar pro- Sociologia no ensino médio, apesar de legal, não vemfissionais, bacharéis e licenciados, conscientes de suas sendo adequadamente tratada pelas autoridadesresponsabilidades sociais, políticas e culturais como competentes, como a Secretaria de Estado da Edu-técnicos, intelectuais e cidadãos. “Devemos assegurar cação e universidades. A lei permite que outros pro-ao indivíduo, que vai agir e interagir numa complexa fissionais, desde que tenham cursado 120 horas deteia de relações sociais, consciência crítica do mundo Sociologia na graduação, ministrem aulas, a exemplosocial onde vive, dos papéis que vai desempenhar e dos licenciados em Filosofia, História e Letras.das opções político-ideológicas que fará como profis-sional e cidadão”, reforça Josadac. Na UFS, ao concluir o bacharelado ou a licenciatura, o profissional pode dar continuidade aos estudos naO estudante Rafael Aragão orienta aqueles que estão pós-graduação em Sociologia (mestrado e doutora-interessados na graduação. “Nosso curso exige muita do) ou em Antropologia (mestrado).leitura e, logicamente, escrevemos muito. A leitura é es-sencial. Isso contribui para que sejamos um bom cien-tista social, com domínio das mais variadas teorias econceitos, e não fiquemos presos a uma única linha depensamento. Quem tenta ficar na ‘decoreba’ pode atéchegar ao fim do curso, mas dificilmente irá mais lon-ge”, diz Rafael, que é bolsista do Conselho Nacional deDesenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) napesquisa “Os movimentos sociais em Sergipe de 1980 a2000 e seu papel educativo”, sob a orientação da profes-sora Sonia Meire, do Departamento de Educação. Bacharelado | LicenciaturaQuando se trata de pesquisa, a professora VerônicaTeixeira Marques, egressa do Curso de Ciências So- Turno: vespertinociais, reforça a importância no aprofundamento dosestudos. Segundo ela, durante a vivência na UFS, Campus: São Cristóvãosua atividade como bolsista foi responsável por um Duração: 4 anosmelhor encaminhamento profissional. Graduada Oferta: 50 vagas
  • 47. 48Filosofia Licenciatura Catálogo de Cursos 2012 Turno: noturnoQUESTIONAR PARA EDUCAR Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos-EDUCAR PARA QUESTIONAR Oferta: 45 vagasA faculdade de Filosofia é uma das maisantigas na UFS e antecedeu inclusive afundação da universidade em SergipeNa obra Metafísica, Aristóteles, querendo assenho-rear-se do real interesse que move o pensar filosófi-co, observa: “Com efeito, é pelo espanto que os ho-mens começam a filosofar tanto no princípio comoagora”. Espantar-se diante das coisas, interrogá-las,eis as condições próprias do amigo da sabedoria.Onde tudo parece já preestabelecido, onde o mun-do está definido, onde as explicações já estão todasprontas, onde as normas são aceitas sem debate ediscussão; aí está o campo propício ao filósofo e aoexercício do questionamento.Diante dessas considerações, o Curso de Filosofia temos seguintes objetivos: exigências do Conselho Nacional de Educação (CNE), tais como o aumento da carga horária nas disciplinas• Formar um professor capaz de dirigir criticamente de cunho prático e de estágio curricular.uma interrogação ao mundo, reavaliando tendências,pontos de vista e certezas acerca do homem e de suas A origem do curso remonta à fundação da Faculdadeinstituições, das ciências (seus métodos e resultados) e Católica de Filosofia de Sergipe, em 1950, portanto,das próprias conclusões do questionamento filosófico; um dos mais antigos de nossa universidade. Seu cor- po docente é formado por 16 doutores. No departa-• Propiciar o instrumental básico para o filosofar, ob- mento, há vários grupos de pesquisa, que iniciam eservando-se o rigor, a radicalidade e totalidade como orientam os alunos em relação à pesquisa e à exten-marcas da atividade filosófica; são, além de promover anualmente atividades acadê- micas, como seminários e congressos.• Identificar a compatibilidade entre a atividade filosófi-ca e a atividade pedagógica, viabilizando através desta, As chances de inserção dos egressos na educação pú-um modo independente de pensar inerente à Filosofia. blica se tornaram maiores depois da aprovação da lei que torna o estudo da Filosofia obrigatório no ensinoO Curso de Licenciatura em Filosofia ofertado pela médio. “Com a legislação em vigor, o licenciado pas-UFS passou recentemente por uma reforma curricular, sou a ter uma possibilidade real de emprego”, afirma oorientada pelas diretrizes do Ministério da Educação professor Derley Menezes Alves, graduado pela UFS e(MEC), modernizando e adaptando o curso às novas aprovado no último concurso do Estado para o cargo.
  • 48. 49Geografia Bacharelado | Licenciatura Ciências Humanas Graduação UFS Turnos: matutino, vespertino eA GEOGRAFIA NO MUNDO noturno Campi: São Cristóvão e ItabaianaCONTEPORÂNEO Duração: 4 anos Oferta: 20 vagas (Bach. matutino)Na modalidade a distâncua, a licenciatura 40 vagas (Lic. matutino)em Geografia é ofertada nas cidades de 40 vagas (Lic. noturno)Arauá, Areia Branca, Brejo Grande, Estân- 50 vagas (Lic. vespertino/Itabaiana)cia, Laranjeiras, Itaporanga, Poço Verde,Porto da Folha, São Domingos, Carira,Nossa Senhora das Dores, Propriá e Nos- Bacharelado, capazes de pensar e trabalhar o espaço geo-sa Senhora da Glória. Para cada polo são gráfico a partir de um referencial teórico e prático que lhesoferecidas 50 vagas permita compreender a totalidade dos processos respon- sáveis por sua produção e estimule os graduados em Ge- ografia a se engajarem politicamente. Esses profissionais“Centros urbanos modernos não destroem a experi- estarão aptos a desenvolver trabalhos de ensino, de pes-ência humana. O que destrói é a civilização que adota- quisa e de aplicação técnica nos campos gerais e específi-mos”. A frase é de um dos mais inspiradores geógrafos cos da ciência geográfica, bem como no equacionamentodo Brasil, o baiano Milton Santos. Essa sensibilidade e proposição de soluções para problemas relativos aosde perceber o espaço e suas implicações de uma ma- usos dos recursos naturais e implicações sócioespaciaisneira analítica são pré-requisitos para aqueles que se na escala local, regional e nacional. Assim, enquanto a Li-dedicam à Geografia. cenciatura habilita o profissional para o exercício da prá- tica docente no ensino básico (fundamental e médio), oA Geografia é um ramo do conhecimento que vem Bacharelado prepara o técnico (geógrafo) para desenvol-consolidando teoricamente sua posição como ciên- ver atividades focadas no planejamento, na comunicaçãocia centrada na análise espacial da relação sociedade com outros especialistas, interagindo em equipes interdis-natureza a partir de uma concepção científica que ex- ciplinares e na intervenção do espaço.plica o espaço geográfico como produto social, con-dição e expressão da sociedade em cada momentohistórico. Isso demonstra seu caráter interdisciplinaratravés das interfaces com outras áreas do conheci-mento e com possibilidades crescentes de inserçãode seus profissionais no mercado de trabalho. Atual-mente, a evolução dessa ciência se verifica pelo apro-fundamento de suas metodologias e tecnologias derepresentação do espaço, de seu acervo teórico emetodológico direcionado à pesquisa básica (geo-ecologia, teorias das redes geográficas, geografiacultural, econômica e política, recursos naturais etc)e da pesquisa aplicada através dos planejamentos egestão ambiental e territorial, urbano e rural.Os cursos de Graduação em Geografia da UFS buscampreparar profissionais, nas habilitações de Licenciatura e
  • 49. 50História Popular do Nordeste”, “Culturas, Identidades e Reli- Catálogo de Cursos 2012 giosidade” e “Grupo de Estudos do Tempo Presente”. Além desses grupos, existe o “Programa de Documen- tação e Pesquisa Histórica”, que possui um rico acervoA CIÊNCIA DO bibliográfico e documental sobre a História Regional. O Departamento de História mantém um curso de es-HOMEM NO TEMPO pecialização em História.Na modalidade a distância a licenciaturaem História é ofertada nas cidades deArauá, Areia Branca, Brejo Grande, Estân-cia, Laranjeiras, Itaporanga, Poço Verde,Porto da Folha, São Domingos, Carira,Nossa Senhora das Dores, Lagarto (Colô-nia 13), Prorpiá e Nossa Senhora da Glória,para cada polo são oferecidas 50 vagasO que representa a chegada do primeiro negro ao go-verno norte-americano? Quem foi Padre Cícero e qualé a sua representação no ideário popular? Perguntasde pertinência e com o perfil daqueles que pretendemse dedicar à memória e aos fatos históricos ocorridosna sociedade. Desde o aspecto mundial até o local, oresponsável por essas análises é o historiador. Mas oque ele faz no dia a dia?Se você acha que é alguém que conta histórias,pode até estar certo, mas não é tão simples assim. Ohistoriador observa e estuda a vida de uma determi-nada época ou sociedade através de vários aspec-tos: cultural, social, econômico e político. Por essarazão, o Curso de Licenciatura em História da UFSpropõe uma formação não só direcionada à carreiradocente, mas também à pesquisa, a fim de ampliara atuação do licenciado para museus, bibliotecas,arquivos e sítios arqueológicos.Além disso, o curso procura tornar o discente apto aabordar especificamente os temas históricos com a Licenciaturainventividade e o rigor metodológico necessários àinvestigação científica. Como foi o caso do estudante Turnos: matutino e noturnoAaron Sena Cerqueira Reis, contemplado com o prê- Campus: São Cristóvãomio de melhor trabalho na área de Ciências Huma-nas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Duração: 4 anosCientífica (PIBIC), em 2009. Há no Curso de História da Oferta: 50 vagas (matutino)UFS diversos grupos de pesquisa, tais como “História 50 vagas (noturno)
  • 50. 51Pedagogia Licenciatura Ciências Humanas Graduação UFS Turnos: vespertino e noturnoEDUCAR, UMA Campi: São Cristóvão e Itabaiana Duração: 4 anosDECISÃO POLÍTICA Oferta: 50 vagas (vespertino) 50 vagas (noturno) 50 vagas (noturno/Itabaiana)O Pedagogo constitui o seu saber e seu ofí-cio na relação com a infância e adolescência tensão para a comunidade universitária e professores das redes municipal e estadual.“Se a educação sozinha não transforma a sociedade,sem ela tampouco a sociedade muda”. A frase de au- A UFS oferta também o Curso de Licenciatura em Edu-toria de um dos mais importantes educadores do Bra- cação do Campo e da Pedagogia da Terra, direciona-sil, Paulo Freire, atesta a importância do educador. O do aos movimentos sociais e à cultura do campo. Napedagogo é um profissional do campo da educação pós-graduação, o Campus de São Cristóvão dispõe doque pode atuar em diferentes setores sociais e eco- Mestrado e Doutorado em Educação. Já no Núcleo denômicos da sociedade. Seu ofício se liga à formação Graduação em Educação do Campus de Itabaiana, háhumana, seja qual for o local em que atua. um projeto de mestrado em processo de elaboração que deverá ser submetido a aprovação ainda em 2010.A professora Silvana Bretas explica que o pedagogo étambém responsável por atuar na formação de professo-res para o ensino das disciplinas pedagógicas nos cursosde nível médio, mas seu destino principal é o exercício dadocência na educação infantil e nos anos iniciais do ensi-no fundamental, nas atividades de gestão, coordenaçãoe assessoramento pedagógico em órgãos do sistemaeducacional e em espaços não escolares.Com esse perfil de atuação, o licenciado em Pedagogiadeve, antes de tudo, comprometer-se com a formaçãode uma sociedade democrática, através de uma atitu-de ética de solidariedade, honestidade, sentimentode indignação ante as injustiças sociais e humanas, ecom as transformações que beneficiam a maioria dapopulação. Nesse sentido, o desafio do pedagogo/educador é de ser capaz de incorporar à sua práticaprofissional as dimensões do conhecer, analisar, sis-tematizar, propor e superar os desafios existentes narealidade sócioeducacional.Durante a graduação na UFS, os estudantes podem se en-volver em projetos de extensão e pesquisa, seja como vo-luntários, seja como bolsistas. Desde 2007, por exemplo, oprojeto “Compartilhando as diferenças no espaço escolar”oferta anualmente, no Campus de Itabaiana, cursos de ex-
  • 51. 52Psicologia mada pela UFS há dez anos, afirma que as práticas Catálogo de Cursos 2012 da Psicologia estão cada vez mais abertas. Para ela, o atendimento a pessoas que passam por transtornos mentais está em constante processo de reinvençãoDESVENDANDO e as discussões ocorridas durante a graduação foram fundamentais para compreender o acolhimento di-SERES HUMANOS ário realizado no CAPS. Na avaliação da mestranda e também professora substituta da UFS, cada vez me- nos a Psicologia força padrões de atendimento, poisO compositor Noel Rosa e seu parceiro Vadico ironi- a orientação é sempre buscar a autonomia e inserçãozaram na música “Feitio de oração” a célebre frase: do sujeito dentro de suas práticas e vivências. “Que“Quem se acha, vive se perdendo”. Para você que tem tipo de subjetividade estamos ajudando a fomentar?predileção em trabalhar na área das relações huma- Precisamos extrapolar as práticas herdadas da clínica”,nas e suas implicações, sua vocação é ser psicólogo. defende a pesquisadora em Arteterapia.É ele o profissional que samba tentando não perdero passo dos conhecimentos teóricos e práticos paraintervir nas ações das pessoas e em sua história fami-liar e social, sem prescindir das condições políticas,históricas e culturais presentes.Se você imagina que a atuação do psicólogo se limitaao atendimento em consultório, é bom se atualizar comas novas demandas da profissão. O psicólogo está cadavez mais presente em outros contextos, como nas insti-tuições de ensino, nas empresas, organizações públicas,privadas e nos hospitais. Além dessas áreas, há outras emgrande ascensão, como psicologia do trânsito, do espor-te, neuropsicologia e psicomotricidade.O professor Marcelo Ferreri explica que a estruturaçãodo curso na UFS tem como base o tripé ensino, pes-quisa e extensão. Dessa forma, o aluno vai ter acessoa uma abordagem vasta, que possibilite uma melhorescolha da área a que pretende se dedicar.O Departamento de Psicologia da UFS conta comseis grupos de pesquisa formalizados para garantira qualificação discente. O estudante João José Go-mes revela que sua vivência na graduação trouxeum sentimento interessante. “Ser aluno de Psicolo-gia me faz tirar do lugar”, poetiza o aluno. Segundoele, esse (des)encontro é resultado das discussõescríticas dentro do curso. O professor Marcelo Ferre- Bacharelado | Licenciaturari completa esse raciocínio, quando adverte que “oCurso de Psicologia não resolve dramas pessoais de Turno: vespertinoninguém, aliás, acrescenta outros”. Campus: São CristóvãoFuncionária de um dos Centros de Atenção Psicosso- Duração: 5 anoscial (CAPS) de Aracaju, a psicóloga Taísa Belém, for- Oferta: 45 vagas
  • 52. 53 Graduação UFS 55 Administração 56 Arquitetura e Urbanismo 57 Biblioteconomia e Documentação 58 Ciências Atuariais 59 Ciências ContábeisCiências 60 Ciências Econômicas 61 Comunicação Social - Audiovisual 62 Comunicação Social - JornalismoSociais 63 Comunicação Social - Publicidade e PropagandaAplicadas 64 Design - Gráfico 65 Direito 66 Museologia 67 Relações Internacionais 68 Secretariado Executivo 69 Serviço Social 70Turismo
  • 53. 54Administração nos, orçamento, relações industriais, administração Ciências Sociais Aplicadas Catálogo de Cursos 2012 de material e de produção e organização e métodos e programas de trabalho.PROFISSIONAL PRONTO De acordo com a administradora Danielle Andrade, na escolha do setor de atuação, o profissional deve levar emPARA ADMINISTRAR conta suas afinidades. “Há também a possibilidade de ser consultor, direcionar a formação para a área de pesquisa e ensino ou ainda ser um empreendedor”, destaca.No curso, são enviadas mais que técnicas O desenvolvimento do empreendedorismo é, aliás, umapara o bom andamento de uma instituição característica do curso ofertado no Campus de Itabaiana. Isso porque a prática do “ter seu próprio negócio” é for- temente percebida na região. “Muitos já trabalham paraPlanejar, organizar, gerenciar e assessorar. Essas qua- si mesmos e os jovens acabam absorvendo essa tendên-tro ações não necessariamente resumem a atuação cia”, acrescenta a professora Ivanilda.de um administrador, mas expressam boa parte dastarefas conduzidas pelo profissional formado em Ad- Para ser um bom profissional de Administração, nãoministração. No curso, ofertado pela UFS nos Campi basta dominar os conteúdos em sala de aula. Atividadesde São Cristóvão e Itabaiana, são ensinadas mais que extraclasse, como pesquisa, extensão e participação emtécnicas para o bom andamento de uma instituição empresas juniores, também fortalecem o currículo. Nodos setores privado, público ou não governamental. Campus de Itabaiana, a empresa júnior foi criada recen-A capacidade de análise crítica dessas organizações temente, visto que o curso de Administração ofertadotambém é trabalhada. nesse campus iniciou suas atividades em 2006. Entretan- to, no Campus de São Cristóvão, onde o curso tem tradi-“Nós temos outra preocupação, que é aliar a forma- ção (completará 40 anos em 2010), a empresa júnior foição técnica à formação humanística, pois uma das ca- fundada há 17 anos e oferece ao estudante a oportuni-racterísticas essenciais de um bom administrador é a dade de colocar em prática os conhecimentos acadêmi-de alcançar objetivos através de pessoas e, para isso, cos, desenvolver habilidades gerenciais e vivenciar umsaber trabalhar em equipe é fundamental”, enfatiza a pouco das condições reais do mercado.professora Ivanilda Silva, do Campus de Itabaiana. O curso de Administração tem a duração de 4 a 5 anos e oO campo de trabalho é amplo. Segundo o Conse- seu quadro docente é todo formado por mestres e doutores.lho Federal de Administração, as principais áreas deatuação são finanças, marketing, recursos huma- Bacharelado Turnos: matutino e noturno Campi: São Cristóvão e Itabaiana Duração: 5 anos Oferta: 60 vagas (matutino) 60 vagas (noturno) 50 vagas (noturno/Itabaiana)
  • 54. 55Arquitetura e Bacharelado Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFSUrbanismo Turno: integral Campus: Laranjeiras Duração: 5 anosARQUITETO E URBANISTA DA UFS: Oferta: 50 vagasCONSTRUINDO CIDADANIA EPRÁTICAS SOCIAIS versas disciplinas e áreas do conhecimento e que lhe proporcione o entendimento e a percepção dos an- seios, aspirações e necessidades de indivíduos, gru-O curso de Arquitetura e Urbanismo da UFS apresenta pos sociais e comunidades. Ser arquiteto e urbanista écaracterísticas diferenciadas, a começar por sua locali- também estar atento à cidade, pensar e refletir sobre azação no novo Campus da UFS na cidade de Laranjeiras complexidade das questões urbanas, defender a práti-(SE), abrigado no antigo Quarteirão dos Trapiches, re- ca da justiça social e da conservação e valorização doqualificado com o apoio do IPHAN, através do Progra- patrimônio ambiental e cultural (material e imaterial),ma Monumenta (Ministério da Cultura). Integra uma assim como buscar a utilização racional dos recursoscomunidade acadêmica que possibilita um convívio disponíveis, neste país com grandes demandas empermanente de seus professores e alunos com os de- habitação, educação e qualidade de vida. Este pro-mais cursos, favorecendo a importante troca de expe- fissional deve também estar atento à concepção, or-riências e conhecimentos entre diferentes áreas, assim ganização e construção do espaço público e privado,como se articula com a comunidade local e com os es- interior e exterior, abrangendo o universo e a escalapaços, edificações e referências culturais de Laranjeiras, da cidade, a edificação, a paisagem natural e construí-promovendo uma atmosfera fecunda para a formação da. Na sociedade contemporânea já não há mais espa-complementar dos novos Arquitetos e Urbanistas. ço para o arquiteto-gênio e sua arquitetura de autor, ou seja, aquele que projeta e planeja de acordo comNesse sentido, Laranjeiras constitui-se num laborató- seu próprio ego, neste sentido o arquiteto e urbanistario de pesquisas e atividades acadêmicas, científicas e deve também saber dialogar com futuros e potenciaisde extensão relacionadas às diversas áreas de conhe- usuários e entender suas aspirações.cimento da Arquitetura e Urbanismo. Ao longo dosanos desde a sua implantação, o curso de Arquitetura eUrbanismo tem desenvolvido importantes atividadescom o intuito de contribuir para uma formação sólida,reflexiva e crítica dos seus alunos frente à sociedade.Anualmente, o curso promove a Semana de Arquite-tura e Urbanismo da UFS, cuja programação é com-posta por palestras, debates e oficinas sobre os maisdiversos temas, entre outros, Urbanismo, PatrimônioCultural, Tecnologia e Sustentabilidade. Além disso, apartir do ano de 2010, o curso tem realizado viagensde estudo, atividades coordenadas pelo corpo docen-te e com ampla participação dos alunos que visitam,conhecem e estudam in loco cidades e referências daarquitetura brasileira antiga e contemporânea.O profissional de Arquitetura e Urbanismo deve teruma formação humanista que conecte e integre di-
  • 55. 56Biblioteconomia e Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Documentação Turno: noturno Campus: São Cristóvão Duração: 4 anosQUANDO A INFORMAÇÃO Oferta: 50 vagasCERTA FAZ A DIFERENÇAO bibliotecário atua diretamente na cons-trução do conhecimento registrado, con-tribuindo para o desenvolvimento huma-no, social e intelectual dos indivíduosNum cenário marcado por inovações tecnológicas, agili-zação dos meios de comunicação e usuários de informa- disso, o curso oportuniza uma futura vida acadêmi-ções mais críticos e exigentes, tem-se o reconhecimento ca (Pós-Graduação em Ciência da Informação).do papel do bibliotecário, profissional da informaçãoapto para selecionar, tratar, representar, organizar e dis- De acordo com o coordenador do curso, o professorseminar a informação na sociedade contemporânea. Os Fabiano Ferreira de Castro, com a aceleração de infor-bibliotecários são mais do que organizadores e guardi- mações produzidas no ambiente Web e armazenadasões do conhecimento registrado pela humanidade, não em diferentes estruturas midiáticas, uma vertente tec-podendo se dissuadir do caráter humanista e da nature- nológica, mediada pelas Tecnologias de Informação eza eminentemente social da profissão. Comunicação (TIC), proporciona um novo atrativo aos bibliotecários, por poderem atuar na modelagem e naAtualmente, a atuação do bibliotecário não se restringe ao construção de sistemas e ambientes informacionaisespaço físico de uma biblioteca, mas abrange os variados digitais, ampliando seu escopo de atuação no trata-ambientes que trabalham com a informação registrada, mento, na organização, na gestão e na avaliação dedistribuída em áreas do conhecimento heterogêneas, serviços de informação e conteúdos digitais.sendo esta uma característica multidisciplinar da profis-são, que lhe garante um amplo espectro de trabalho, seja Para Maria Rosa Gomes Doria, acadêmica do 5° perí-no âmbito dos órgãos públicos ou nas empresas privadas. odo do Bacharelado em Biblioteconomia e represen- tante do Centro Acadêmico, “O curso de Bibliotecono-O curso de Biblioteconomia e Documentação visa mia e Documentação apresenta uma grade curricularà formação de profissionais de modo a prepará-los atualizada, com disciplinas totalmente voltadas parapara o fazer biblioteconômico, onde as disciplinas a Ciência da Informação, atendendo às necessidadesdo curso podem ser compreendidas em quatro atuais da área. O quadro de professores é compostoesferas: nível básico (língua portuguesa, inglês, li- por mestres e doutores e eles demonstram compro-teratura e história); nível específico (história dos misso pelo curso, mantendo-nos fascinados pela ativi-registros da informação, história social do conhe- dade biblioteconômica, sempre nos mostrando a im-cimento, das bibliotecas, da Biblioteconomia e da portância e a responsabilidade da nossa área. ComoCiência da Informação, formação de leitores e de a matéria-prima da Biblioteconomia é a informaçãocompetências em informação, geração e organiza- registrada, aprendemos que ela deve ser tratada comção de instrumentos de recuperação da informação profissionalismo, para que seja disseminada de forma- catalogação, classificação e indexação -, serviços precisa e coerente. Acredito que nós, alunos, teremosde provisão e de acesso à informação; nível admi- um futuro promissor, pois nossa formação nos capaci-nistrativo (introdução à administração, marketing e ta para atuarmos em diversos ramos da Bibliotecono-gestão de unidades de informação); nível tecnoló- mia, e, desta forma, estamos preparados para fazer agico (automação de unidades de informação, siste- diferença no mercado de trabalho no Estado de Sergi-mas de informação e base/banco de dados). Além pe, o qual apresenta necessidade dos nossos serviços”.
  • 56. 57Ciências Atuariais Em relação ao mercado de trabalho, a perspectiva Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFS é de crescimento. Os principais setores de atuação são as companhias de seguros, fundos de pensão, empresas de capitalização, previdência social, pe-GESTOR DE rícia técnica-atuarial, auditoria atuarial e planos de saúde. “Existe uma tendência nacional de que osANÁLISE DE RISCOS municípios tenham seus regimes próprios de pre- vidência, o que significa que em Sergipe teremos uma demanda, em curto prazo, de pelo menos 75O curso pode até ser pouco conhecido, mas o resultado profissionais”, diz Kleber Oliveira, ao ressaltar as pos-do trabalho do atuário é facilmente identificado no co- sibilidades de emprego no setor público. Segundotidiano. Afinal, quem nunca ouviu falar em contribuição a lei, todas as previdências públicas são obrigadas aprevidenciária, seguros de veículos e imóveis, planos de contar com serviços de atuários.saúde, títulos de capitalização, entre outros produtos fi-nanceiros? A responsabilidade do profissional formadoem Ciências Atuariais consiste justamente na determi-nação dos preços desses produtos e dos valores que ocontribuinte ou consumidor receberá no futuro.“Basicamente, o atuário trabalha com gestão e análisede riscos, sejam eles riscos de vida, que são aquelesde longo prazo, sejam riscos de não vida, a exemplodos seguros de carros ou de imóveis”, esclarece o pro-fessor Kleber Oliveira. Segundo ele, o profissional daárea tem um perfil interdisciplinar, com capacidade deatuação tanto no setor público quanto no privado.Para aprender a mensurar e a administrar riscos, o es-tudante deve cursar disciplinas ligadas à estatística,matemática, contabilidade, demografia, direito, finan-ças, economia e administração. “Em estatística, o alu-no terá um conteúdo sólido na área de modelagem,probabilidade e amostragem; em economia, concei-tos de micro e macroeconomia e história econômicasão indispensáveis; já em demografia, ele aprende alidar com projeções populacionais e análise de morta-lidade”, destaca o professor.No Brasil, há somente 13 instituições de ensino supe-rior que ofertam a graduação em Ciências Atuariais e,no Nordeste, somente a Universidade Federal do Cea-rá e a de Sergipe formam atuários. Na UFS, o curso foicriado há dois anos e, assim como tem atraído jovens Bachareladoque tomam a profissão como novidade, representaa chance de qualificação para aqueles que atuam no Turno: noturnomercado de seguros. É o caso da estudante Maria Jés- Campus: São Cristóvãosia Vieira. “Acredito que futuramente o conhecimentoadquirido na universidade vai atender às minhas ne- Duração: 4 anoscessidades no mercado em que já atuo”. Oferta: 50 vagas
  • 57. 58Ciências Para o profissional que lida diretamente com a área fi- Catálogo de Cursos 2012 nanceira, econômica e patrimonial de uma instituição,Contábeis o que não falta é espaço no mercado de trabalho. “O campo de atuação é bem amplo, porque, por lei, toda empresa, por mais simples que seja, é obrigada a ter um profissional da área contábil.A CONTABILIDADE Então, emprego nunca faltará a um contador”, res- salta a contadora Clara Regina Góis. Além disso, aA SERVIÇO DA SOCIEDADE exigência de conhecimentos de contabilidade em editais de concursos públicos oferece uma vanta- gem competitiva para os alunos.O campo de atuação é bem amplo, por- Tanto no Campus de São Cristóvão quanto no de Ita-que, por lei, toda empresa, por mais sim- baiana foi implantada a Empresa Júnior, que não sóples que seja, é obrigada a ter um profis- cria oportunidade para os alunos aplicarem na práti-sional da área contábil ca os conhecimentos adquiridos em sala de aula, mas também coloca à disposição da sociedade serviços de qualidade. A professora Edjane Oliveira, coordena- dora da empresa júnior em Itabaiana, diz que “A im-A Contabilidade tem a finalidade de prestar informa- plantação da empresa júnior é um desafio para pro-ções de caráter econômico- financeiro úteis às deci- fessores e alunos, que só vem acrescentar benefíciossões que envolvam o patrimônio das organizações a eles e à sociedade”. Também nos dois campi existecom fins lucrativos ou não e também às pessoas físi- um projeto de extensão, de caráter continuado, quecas. As transformações na sociedade, na tecnologia, e, fornece orientação gratuita às pessoas obrigadas a fa-recentemente, as preocupações ambientais têm con- zer a entrega da Dirf. A professora Sirley Maclaine diztribuído para aumentar a visibilidade da importância que “o projeto oferece aos alunos a oportunidade deda contabilidade para as empresas e para a sociedade estender à comunidade os conhecimentos adquiridosem geral, ao mesmo tempo em que têm exigido do durante o curso, garantindo, assim, uma visão integra-contador uma postura multidisciplinar, com conheci- da da relação entre a universidade e a sociedade.mentos em Administração, Direito, Economia, Sociolo-gia, Informática, Estatística e Idiomas Estrangeiros, porexemplo. A depender da área de atuação escolhida, ograu de exigência de conhecimento específico sobreessas disciplinas será maior ou menor.Na formação dos futuros contadores, a UFS leva emconsideração as necessidades e expectativas do mer-cado. Para atender a essa demanda, o curso dispõe deuma grade curricular com disciplinas de caráter teóri-co e prático. Segundo o professor Moisés Almeida, do BachareladoCampus de Itabaiana, o que se busca no curso da UFSé formar um profissional generalista, apto a atuar emvárias áreas. “Ele pode, por exemplo, trabalhar como Turno: noturnocontador de uma empresa, montar seu escritório, fa- Campi: São Cristóvão e Itabaianazer auditoria e perícia contábil. São áreas específicas, Duração: 5 anosmas buscamos contemplá-las em todo o curso, paraque o aluno tenha condições de atuar em qualquer Oferta: 100 vagasuma delas”, completa o docente. 50 vagas (Itabaiana)
  • 58. 59Ciências Bacharelado Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFSEconômicas Turnos: vespertino e noturno Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosUMA PROFISSÃO RICA EM Oferta: 50 vagas ( vespertino)IDEIAS INOVADORAS 50 vagas (noturno) temas relacionados à economia de empresas, ao de-Trata-se de uma carreira multidisciplinar, senvolvimento local e à gestão em finanças públicas.que exige do profissional domínio na área “Considero um curso muito amplo que ajuda a enten-de humanas, bem como na de exatas der o funcionamento da sociedade e as formas de nela atuar, tendo em vista que a economia provoca conse- quências em todas as outras esferas”, diz a estudanteUm profissional capaz de contribuir para o desenvol- Laura Sampaio de Sá Oliveira.vimento econômico e social e facilmente absorvidopelo mercado de trabalho sergipano. Assim é perce- A aluna afirma ter ingressado na UFS num bom mo-bida a figura do economista no estado. Seu campo mento, devido ao retorno de muitos professores quede atuação vai desde o planejamento econômico-fi- estavam fazendo doutorado. Em seu quadro de do-nanceiro de empresas públicas e privadas a análises centes, o Departamento de Economia dispõe de dou-de investimentos dos agentes econômicos. Trata-se tores, mestres e especialistas.de uma carreira multidisciplinar, que exige do profis-sional domínio teórico, histórico e quantitativo. “Logo no início da graduação, participei de um proje- to de pesquisa e já estou no segundo, além de fazerO curso visa formar profissionais comprometidos com a parte da empresa júnior do curso, onde a gente temrealidade brasileira e com a solução de problemas regio- um contato mais direto com o público que demandanais e locais. O economista graduado na UFS tem uma os serviços de um economista”, relata Laura.formação geral, o que lhe permite atuar em diversos seg-mentos, tanto no setor público quanto no privado. Segundo a coordenação do curso, a participação de alunos em atividades de pesquisa e extensão é parte daPara a economista Maria Auxiliadora Alves da Silva, estratégia para integrá-los com a pós-graduação. Alémegressa da UFS e com atuação na Secretaria de Esta- disso, são oferecidas atividades como a monitoria e hádo do Planejamento (Seplan), em Sergipe, é o setor o incentivo à participação do corpo discente em semi-público que absorve grande parte dos economistas. nários e congressos. O Mestrado em Economia constitui“Isso se deve à necessidade de uma visão macroeco- uma excelente oportunidade para os graduandos am-nômica que o setor público apresenta para a elabo- pliarem a formação acadêmica e profissional.ração de projetos”. A demanda por profissionais paratrabalhar diretamente na gestão da economia e dasociedade sergipana vem se ampliando a cada ano.Os egressos do Curso de Ciências Econômicas tam-bém podem atuar como empreendedores, consulto-res e pesquisadores em universidades e centros depesquisa em todo o país.Recentemente, o curso passou por uma reformulaçãocurricular, a fim de ampliar o espaço para o estudo de
  • 59. 60Comunicação Social - sor substituto de Audiovisual Márcio Antonio Sales Catálogo de Cursos 2012 Venâncio. Graduado em 2006 pela UFS, Márcio atuaAudiovisual profissionalmente há onze anos com vídeo, é editor videografista, produtor de vinhetas de programas e quadros, além de atender necessidades gráficas, como cenários, interprogramações e suporte ao setorTODA A SEDUÇÃO DO de telejornalismo (quando é necessário o uso de ele- mentos gráficos para ilustrar reportagens).SOM E DA IMAGEM De acordo com o professor Jean Fábio, o fazer au- diovisual está em fase de transição e um novo mer- cado será conquistado por esses egressos. Em Ser-O objetivo do curso é formar um egres- gipe, os futuros profissionais da imagem e do somso apto a desenvolver o processo de terão o desafio de construir sua atuação na rádio ecriação, produção e realização dos for- televisão digital, em produções de cinema, comomatos audiovisuais produtores independentes e até mesmo empreen- dedores. “O aluno que vai ingressar no curso não precisa ter uma câmera ou habilidade prévia comO estudo sobre cinema, curta-metragens, animações, equipamentos de vídeo e áudio. O interessante égames, vídeo, fotografia e novas tecnologias associa- estar aberto ao fazer audiovisual”, finaliza o coorde-das à comunicação é um mundo sedutor. Se você já nador do Grupo de Estudos FreimiWebTv.navegou no site Youtube ou tem uma conta de Foto-log, está familiarizado com a produção e divulgaçãodos meios audiovisuais. Mas do interesse de usuárioda internet até a realização dessas mídias são necessá-rios dedicação e muito estudo.O Curso de Audiovisual da UFS substitui a graduaçãoem Rádio e TV. A atualização curricular ocorreu devidoaos avanços nas novas tecnologias associadas à pro-dução de áudio e vídeo. O objetivo do curso é formarum profissional apto a atuar no processo de criação,produção e realização de peças audiovisuais. Ou seja,produzir, dirigir, editar, finalizar e pós-produzir para di-ferentes mídias, desde as tradicionais, como o rádio,a televisão e o cinema, até as mais modernas, como ainternet, o celular e o ipod.Para o professor Jean Fábio Borba Cerqueira, o pro-fissional de Audiovisual encontra um terreno novo.“Hoje os meios de produção são mais acessíveis como digital. A distribuição de um produto audiovisual,por exemplo, mudou completamente com a inter- Bachareladonet. Portanto, esse profissional deve ter um novoolhar, porque o que nos é apresentado hoje é uma Turno: vespertinonova forma de fazer audiovisual”. Campus: São CristóvãoEsse perfil profissional já era percebido em alunos Duração: 4 anosdo Curso de Rádio e TV, como por exemplo, o profes- Oferta: 50 vagas
  • 60. 61Comunicação Social- Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFSJornalismoVOCÊ É O AGENTEDA NOTÍCIAO Curso de Comunicação Social com habilitação emJornalismo tem como objetivo formar profissionaiscapacitados não apenas para manipular tecnologias,mas também para modificá-las, a partir de uma visãohistórico-crítica que permita ao jornalista atuar comoagente de transformação social e no desenvolvimentoda sociedade em que se encontra inserido.O fim da obrigatoriedade do diploma para o exercícioda profissão de jornalista não anulou a importância dagraduação. A Universidade Federal de Sergipe, com-prometida com a qualificação profissional dos futurosjornalistas, acredita que o bacharelado possibilita umamelhor formação sócio-política daqueles que fazemos meios de comunicação.No curso, os estudantes serão preparados para articu-lar um conjunto de técnicas que viabilizem a tarefa delevar à sociedade informações que englobem desde orelato de acontecimentos até o esclarecimento sobreassuntos de interesse público. Seja elaborando textosjornalísticos, seja editando material informativo, o jor-nalista deve estar apto a realizar planejamento gráfi-co, diagramação e revisão de publicações.A formação ética contemplada no curso da UFShabilita o profissional a investigar fatos, entre-vistar pessoas e realizar pesquisas para a produ-ção de material jornalístico a ser veiculado pelosmeios de comunicação. O campo de atuação éamplo. Pode-se trabalhar em emissoras de rádioe televisão, assessorias de comunicação, produ- Bachareladotoras, editoras e com webjornalismo, além de jor-nais, revistas e outros impressos. Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas
  • 61. 62Comunicação Social - Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Publicidade e Turno: vespertino Campus: São CristóvãoPropaganda Duração: 4 anos Oferta: 50 vagasPUBLICIDADE, MUITO o publicitário Lúcio Flávio Rocha: “Destaco três:ALÉM DA PROPAGANDA empresas de qualquer segmento, onde se trabalha na construção da marca e no desenvolvimento de campanhas publicitárias; agências de publicidade,Marketing é um dos temas trabalhados nas quais se criam anúncios e campanhas; e os veí-em boa parte da graduação culos que publicam as campanhas”.Diferente do que se pensa, a Publicidade e Propagan-da não é só o que se vê nos intervalos televisivos, masum ramo do conhecimento com forte base teóricafincada nos pilares do Marketing, perpassando pelahistória da arte e pela lingüística, e indo de encontroà prática fotográfica e de vídeo. Ao longo do curso, ouniversitário vai se deparar com ferramentas e méto-dos que lhe possibilitarão interagir com a sociedade, eassim criar campanhas e vender ideias.“O profissional de Publicidade e Propaganda deveser alguém conectado às novas tecnologias, sensívelàs demandas de mercado e precisa entender que pu-blicitário competente tem formação sólida para inte-ragir em diferentes áreas do conhecimento”, desta-cam os professores João Dantas e Matheus Felizola.Na UFS, a teoria se une à prática, através de atividadesextracurriculares como grupos de pesquisa, estudosde campo, contato direto com profissionais que atuamno mercado sergipano e que conhecem os desafios daárea. Em seu segundo ano de existência, o curso contacom a implantação da Agência Jr. de Publicidade e doGrupo de Marketing que visa complementar os estu-dos teóricos, e, assim, vivenciar os desafios da profissão.Em razão do crescimento comercial em Sergipe, apublicidade já ocupa lugar de destaque e, por con-seguinte, proporciona muitas oportunidades nomercado de trabalho para os novos publicitários.“O que não falta é lugar para atuar”, como afirma
  • 62. 63Design- Gráfico teriais, processos de fabricação, aspectos econômicos, Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFS ergonômicos, psicológicos e sociológicos do produto. As disciplinas do Curso de Design contemplam as se-DESIGN EM ALTA! guintes áreas de conhecimento: Design e Sociedade, que aborda o estudo das relações com a comunidade sob a ótica da antropologia, da sociologia, da econo-O Bacharelado em Comunicação Social com ha- mia etc.; Design e Ciência, que trata dos sistemas debilitação em Design Gráfico da UFS, um dos mais utilização e do estudo das relações sujeito-objeto sobnovos de nossa universidade, oferece 50 vagas a ótica da psicologia, ergonomia, biologia, física etc.;anuais e funciona no período noturno. O pro- Design e Tecnologia, que versa sobre os sistemas defissional habilitado por esse curso é o Designer produção e de representação e sobre os estudos dasGráfico, muito procurado atualmente no merca- tecnologias de materiais, métodos de produção e re-do devido a sua atuação nas diversas áreas que presentação etc.; e, Design e Estética, que aborda osnecessitem de uma composição e organização de sistemas de configuração e o estudo da forma sob as-produtos ou processos gráficos. pectos artísticos e filosóficos.Como enfoque, o Designer Gráfico deve ter uma forma-ção generalista, que conecte e integre as diversas áreasdo conhecimento e, por conseguinte, lhe possibilitecompreender e traduzir as necessidades de indivídu-os, grupos sociais e comunidade, no tocante à criação,organização e implementação de projetos que possamcontemplar a inserção das mídias digitais e novas tec-nologias. Além disso, sua atuação deve ser direcionadapara consolidar as tradicionais mídias analógicas (sina-lização, identidade visual, embalagem, projetos edito-riais etc.) e os novos desafios que são apresentados apartir de problemas multimidiáticos, do design em mo-vimento, usabilidade de sistemas e webdesign.Ao longo do desenvolvimento das atividades curricu-lares e complementares do curso, o discente deveráadquirir competências e habilidades necessárias aoseu bom desempenho como profissional. Entre elas,destacam-se as seguintes: capacidade criativa parapropor soluções inovadoras, utilizando o domínio detécnicas e de processos de criação; capacidade parao domínio de linguagem própria, expressando con-ceitos e soluções em seus projetos, de acordo com asdiversas técnicas de expressão e reprodução visual;capacidade de trânsito interdisciplinar, interagindocom especialistas de outras áreas de modo a utilizar Bachareladoconhecimentos diversos e atuar em equipes inter-disciplinares na elaboração e execução de pesquisas Turno: noturnoe projetos; visão sistêmica de projeto, manifestando Campus: São Cristóvãocapacidade de conceituá-lo a partir da combinaçãoadequada de diversos componentes materiais e ima- Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas
  • 63. 64Direito Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turno: vespertino e noturnoFORMADO PARA Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosLUTAR PELA JUSTIÇA Oferta: 50 vagas (vespertino) 50 vagas (noturno)A atração pelo mundo das leis talvez seja um forte in-dício de que o Direito representa a decisão mais acer-tada para quem pensa em ingressar na carreira. Inde-pendente do campo de atuação, o bacharel em Direitoterá como instrumento de trabalho os mecanismos edispositivos legais que fundamentam a ordem jurídicae institucional de uma sociedade.As possibilidades de trabalho são amplas: advocacia pú-blica ou privada, magistratura, promotorias, procurado-rias, defensorias, assessorias jurídicas e ensino superior sãoas principais. Na graduação, além do estudo de camposespecíficos do Direito – constitucional, civil, penal, interna-cional, tributário, administrativo, trabalhista, entre outros–, há disciplinas que possibilitam ao estudante a amplia-ção de sua visão sobre a esfera humana e social. As Ciên-cias Sociais e a Filosofia estão incluídas nesse grupo.Na UFS, a estrutura do curso organiza-se sob três eixos:formação fundamental, cujas disciplinas estabelecemas relações do Direito com outras áreas do saber; for-mação profissional, que abrange o conhecimento e aaplicação da Ciência do Direito às mudanças sociais,econômicas, políticas e culturais; e, por fim, o eixo deformação prática, que agrega as atividades de estágiocurricular supervisionado, trabalho de conclusão decurso e atividades complementares.O curso tem tradição no ensino superior público ser-gipano. A Faculdade de Direito, instituída no início dadécada de 1950, está entre as seis que foram reunidasem 1968 para a criação da Universidade Federal de Ser-gipe. As bases sólidas dessa tradição podem ser visuali-zadas na qualidade da mão de obra formada pela UFS.No Exame de Ordem, que define quais profissionais in-gressarão no mercado de trabalho, os egressos da UFSapresentam o maior índice de aprovação em todo Bra-sil, há quatro anos consecutivos, segundo a Ordem dosAdvogados do Brasil (OAB/SE).
  • 64. 65Museologia instituições comprometidas com a preservação e Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFS divulgação do patrimônio cultural. Esta vitalidade das novas ações museais gera projetosO FUTURO ESTÁ NOS MUSEUS inspiradores de museus extramuros, museus-cidades (como Laranjeiras) e ecomuseus onde tudo pode ser experimentado pelo visitante. Sobre o alcance políticoO objetivo do curso é fazer o aluno se destas instituições, a professora Rita Maia ressalta: “O pa-inserir nos processos de musealização trimônio reflete os nossos valores enquanto sociedade,em instituições comprometidas com por isso o museu é o espaço ideal para vislumbrarmos asa preservação e a divulgação do patri- utopias sociais. Os nossos museus são o reflexo do futuro que estamos preparando como povo”.mônio cultural A missão de educar e desenvolver ações relaciona-Há pessoas que ainda acreditam no discurso defasa- das à cultura por meio dos bens culturais e de tododo de que museu é lugar de coisa velha. Os alunos e tipo de acervo foi uma das motivações que levouprofessores do Curso de Museologia da UFS experi- Ângela Ferreira a prestar vestibular duas vezes paramentam e discutem uma realidade completamente Museologia. Hoje, ela já atua na área de conservaçãodiferente: os princípios contemporâneos que regem a preventiva e expografia, com o intuito de encontrar acriação e a gestão de museus. melhor forma de apresentar os acervos aos diversos tipos de público. Sua colega de curso, Maria MárciaAtualmente, o luxo e o requinte dos grandes museus Leão, entusiasmada pela ecomuseologia, afirma quetradicionais caminham lado a lado com práticas re- está é uma prática mediante a qual “os membros davolucionárias de ação social, nas quais o museu é um comunidade se tornam os atores na formação, exe-espaço de interlocução com a comunidade e com cução e manutenção do museu e o museólogo nelao mundo através de diversos dispositivos tecnoló- se insere para dar sustentabilidade ao processo atra-gicos. Já pensou em visitar o Museu do Louvre, em vés de uma assessoria preocupada com todos os as-Paris, sem sair de casa? pectos do meio ambiente”.O profissional museólogo é o corresponsável pela A Museologia sabe que “A Cultura é o que nos marcaconcepção, planejamento, organização, conserva- e nos diferencia uns dos outros”. Colocada no contex-ção e exposição dos acervos de diversas instituições to da riqueza cultural do Estado de Sergipe, esta fra-culturais. Sim! Memoriais, zoológicos, oceanários, se, citada pela professora Verônica Nunes, nos dá abibliotecas, centros de cultura também são con- dimensão da diversidade deste campo de trabalho esiderados museus ao desenvolverem pesquisa de dos desafios que os primeiros museólogos sergipanosacervo, exposição, conservação e ações educativas enfrentarão no promissor campo da preservação dobem estruturadas. Segundo a professora Verônica nosso patrimônio material e imaterial.Nunes, o objetivo do curso é fazer o aluno se inse-rir nesses processos de musealização em todas as Bacharelado Turno: matutino Campus: Laranjeiras Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas
  • 65. 66Relações de estimular a produção do conhecimento, o Núcleo Catálogo de Cursos 2012 de Relações Internacionais lançará, ainda em 2012,Internacionais um Minter (Mestrado Interinstitucional em Relações Internacionais) em parceria com o San Tiago Dantas, uma das maiores instituições de pós-graduação em Relações Internacionais do país, formada pela uniãoDESBRAVANDO entre Unesp, Unicamp e PUC de São Paulo. Vinculados ao Núcleo de Graduação em Relações InternacionaisFRONTEIRAS (NURI), já existem quatro grupos de pesquisa e exten- são: Internacionalização e Desenvolvimento; Política Internacional e Processos de Integração; LaboratórioA presença cada vez mais marcante do Brasil no ce- de Estudos de Conflitos e Paz; e Estudos Comparadosnário mundial e sua intensa aproximação dos mais em Política Externa e Defesa.diversos países em toda a parte do globo exigem pro-fissionais aptos a intermediar as decisões das organi-zações públicas ou privadas. A tarefa, que requer umaformação generalista no campo social, econômico,político e jurídico, compete ao Bacharel em RelaçõesInternacionais ou Internacionalista.Na UFS, o curso foi criado em 2009, a fim de formarum profissional com perfil amplo. Segundo o Prof.Edison Rodrigues Barreto Junior, coordenador do cur-so, o objetivo é formar profissionais capacitados paracompreender e interpretar os fenômenos internacio-nais em uma vasta gama de domínios. Essa formaçãogeral fornece uma base sólida que permite ao interna-cionalista se especializar e atuar em áreas como o co-mércio exterior, em empresas com projeção interna-cional, na assessoria internacional, na elaboração deprojetos em órgãos públicos, em organizações não--governamentais, em organismos multilaterais, entreoutras. “Outra carreira promissora é a acadêmica. Nosúltimos anos, foram criados vários cursos de RelaçõesInternacionais no Brasil, ocasionando, juntamentecom a crescente inserção do país no cenário mundial,a carência de pesquisadores e professores nessa área”,acrescenta o Prof. Israel Roberto Barnabé, vice-coor-denador do curso.O curso ofertado pela UFS teve seu Projeto Pedagógi-co reformulado no final de 2011, resultando em umaestrutura curricular semelhante aos melhores cursos Bachareladode Relações Internacionais do país. A consistência doProjeto Pedagógico do Curso, somada a um corpo Turno: vespertinodocente altamente qualificado, a um corpo discenteengajado e envolvido e a uma dinâmica de pesqui- Campus: São Cristóvãosas e promoção de importantes eventos científicos, Duração: 4 anosgarantem a alta qualidade do curso. Com o objetivo Oferta: 50 vagas
  • 66. 67Secretariado Bacharelado Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFSExecutivo Turno: noturno Campus: São Cristóvão Duração: 4 anosPROFISSIONAL QUE Oferta: 50 vagasVIABILIZA DECISÕESA profissão de secretariado está solidificada no mer- de março de 2012, atesta a qualidade e a seriedadecado de trabalho, configurando-se entre as 10 mais do trabalho de todos os que o compõem: docentes,requisitadas e com melhor remuneração. A profissão discentes e universidade em geral.cresceu, e o profissional de secretariado executivo atuana função de assessoria à gestão, em diversos níveis, eem qualquer tipo de organização, contribuindo para aagilidade nos processos organizacionais. A profissão éregulamentada pelas leis 7.377/85 e lei 9.261/96.Dentre as tarefas cotidianas, estão: elaboração e revi-são de textos e documentos, inclusive em língua es-trangeira, métodos de arquivos, administração de cor-respondências, planejamento e organização da rotinaadministrativa e secretarial, para que as decisões dogestor sejam executadas com presteza e qualidade. Oprofissional de secretariado viabiliza decisões, assesso-ra gestores, gerencia processos administrativos, facilitao fluxo de informação e comunicação, lidera equipes,além de auxiliar os executivos na apresentação e na or-ganização de eventos, viagens e reuniões de negócios.Segundo a professora Manuela Ramos, secretária execu-tiva, o perfil esperado da pessoa que se forma na área éde um profissional polivalente e multifuncional. A ideiaé que se possa atuar em empresas, no setor público, emorganizações do terceiro setor, em universidades e naárea de consultoria. “O objetivo da graduação é contri-buir para a formação geral, humanística e tecnológica,com capacidade de análise, interpretação, articulaçãode conceitos e realidades inerentes aos diversos tipos deorganizações, sem perder de vista princípios éticos. Emsíntese, o egresso do curso deve estar preparado não sópara o mercado de trabalho, mas também para seguir avida acadêmica através da pós-graduação”.O curso já formou duas turmas e recebeu do MEC, em2011, o conceito 4, sendo a nota máxima 5. Seu reco-nhecimento, através da portaria do MEC º 11, de 02
  • 67. 68Serviço Social relacionados ao meio ambiente, economia solidária e Catálogo de Cursos 2012 perfil da profissão em Sergipe. Devido à dinâmica de municipalização das políticasGARANTINDO DIREITOS sociais públicas, o mercado de trabalho se apresenta em expansão, algo já sentido pelo assistente socialDA SOCIEDADE Welber Gontran de Santana. Formado há três anos pela UFS, ele conseguiu aprovação em cinco concur- sos públicos, dois deles municipais – Aracaju e Reci-Relacionar a assistência social à ideia de assistencia- fe. “Hoje temos o Sistema Único de Assistência Sociallismo é ainda um dos grandes equívocos cometidos (SUAS) e, com ele, os Centros de Referência em Assis-por muitos na hora de definir a atuação do profissio- tência Social (CRAS), cujo funcionamento torna im-nal graduado em Serviço Social. O trabalho a que se prescindível a nossa presença”, conclui.dedica o assistente social se insere num contexto maisabrangente: o da garantia dos direitos sociais nos maisdiversos segmentos – saúde, educação, previdência,habitação, criança e adolescente, idosos, entre outros.“O assistente social trabalha basicamente com aviabilização do acesso aos direitos. Ele age comointermediador entre as instituições que oferecemesses direitos e os usuários que buscam os servi-ços nas instituições”, explica a professora JosianeSoares Santos. De acordo com a docente, além daatuação direta na execução de programas sociais,esse profissional desempenha um papel chave naformulação de políticas públicas que atendem, deforma sistemática, às demandas das classes sociais,em especial as mais pauperizadas.Com 56 anos de existência, a graduação em ServiçoSocial constitui-se em uma das mais antigas na his-tória do ensino superior de Sergipe. O curso tem umcaráter generalista, uma vez que as diversas formasde desigualdades sociais exigem diferentes respostas.“Nós não formamos o assistente social especialista emuma determinada expressão das desigualdades”, es-clarece a professora Josiane. Na UFS, um aspecto forteda graduação é o amplo debate da política social.Para a estudante Raquel de Oliveira Mendes, o anda-mento do curso tem superado suas expectativas. “Osprofessores conseguem passar muito bem a dimensão Bachareladosocial da profissão. Espero, durante o curso, vivenciaras oportunidades oferecidas pela universidade para Turno: noturnoser uma boa profissional e, assim, retribuir à sociedade Campus: São Cristóvãoo investimento que fez em mim”, disse a aluna, que naUFS já participou de projetos de extensão e pesquisa Duração: 5 anos Oferta: 80 vagas
  • 68. 69Turismo Bacharelado Ciências Sociais Aplicadas Graduação UFS Turno: vespertinoTURISMO: UMA VIAGEM Campus: São Cristóvão Duração: 4 anosPELA INTERDISCIPLINARIDADE Oferta: 50 vagasO turismo é uma atividade humana que envolve odeslocamento de pessoas para as mais diversas regi-ões, promovendo a comunicação e interação entreos povos. Trata-se de uma prática que possibilita oconhecimento de diferentes culturas, fomentando aeducação e movimentando diversos setores da eco-nomia mundial, de forma a contribuir na conservaçãodos recursos locais, físicos e humanos. É uma ativida-de que cresce a cada dia como um reflexo dos anseiose motivações da sociedade contemporânea em buscado lazer. O profissional com competência para plane-jar atividades, a fim de oferecer o melhor tratamento pesquisa do turismo. Há preocupação também com aàs pessoas que buscam o Turismo, é o turismólogo. consciência da cidadania e dos princípios éticos para que esse profissional possa não só desenvolver suasO profissional desta área deve dominar não só a ver- atividades mantendo o compromisso com o homem, atente teórica dessa área do saber, mas também consi- sociedade e o meio ambiente, mas também ingressar ederar a característica transversal do Turismo, que en- atuar no mercado de trabalho respeitando as exigên-volve outros campos de conhecimento. Dessa forma, cias atuais da prática profissional.precisa ter habilidades para interpretar as dinâmicasde sua atividade, que resultam da multiplicidade de Atualmente, o curso desenvolve projetos intituladosinterfaces entre os sistemas ecológico, econômico, so- “Trilhas Urbanas em Aracaju: os múltiplos olharescial, político, tecnológico, cultural e legal. sobre a cidade”, “ Educação Patrimonial e Turismo Cultural em São Cristóvão: Ações de Cidadania paraPara formar profissionais com essas habilidades, o Curso Comunidade local e Visitantes” e o “Projeto Interdis-de Bacharelado em Turismo da UFS, com entrada anual ciplinar do Núcleo de Turismo”. Há um grupo de pes-e funcionamento no turno vespertino, é formado por quisa cadastrado no CNPQ com o título “Gestão emum corpo docente com mestre e doutores, habilitados Turismo e Hospitalidade”, do qual o corpo docente ea capacitar o futuro bacharel para atuar de forma crítica discentes fazem parte. O grupo se divide em cinco li-e reflexiva nos processos inerentes à prática turística, nhas de pesquisa que atendem aos objetivos dos es-notadamente nas agências de viagens e operadoras tudos na área de Turismo: Planejamento do Turismoturísticas; no setor de alimentos e bebidas; hotelaria e e Hospitalidade; Turismo e Meio Ambiente; Turismo,hospitalidade; no setor de transportes aéreo, rodoviá- Cultura e Sociedade; Comportamento do Consumidorrio e cruzeiros marítimos; na administração e gestão de em Turismo e Hospitalidade e Gestão de Empreendi-eventos; na área cultural, através do desenvolvimento mentos Turísticos. Além disso, está equipado com umde projetos voltados para o uso turístico dopatrimônio; Laboratório de Eventos que tem por objetivo aplicarplanejamento e consultoria turística e marketing turís- ações práticas de organização e operacionalização detico. A formação não se limita a uma base teórica bem eventos, desenvolvendo as habilidades necessárias aodefinida, para que o turismólogo possa desenvolver profissional dessa área e contribuindo para a forma-atividades direcionadas ao planejamento e desenvol- ção complementar de futuros profissionais prepara-vimento, à gestão de empreendimentos turísticos e à dos para o mercado.
  • 69. 70 Catálogo de Cursos 2012 73 Engenharia Ambiental 74 Engenharia Civil 75 Engenharia de MateriaisEngenharias 76 Engenharia de Petróleo 77 Engenharia de Produção 78 Engenharia Eletrônica 79 Engenharia Eletrotécnica 80 Engenharia Mecânica 81 Engenharia Química
  • 70. 71Engenharia Bacharelado Engenharias Graduação UFSAmbiental Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosPARA ASSEGURAR Oferta: 40 vagasQUALIDADE AMBIENTALÀS GERAÇÕES FUTURAS genheiro ambiental projeta e implementa tecnologias de prevenção e controle da poluição para minimizar o impacto das atividades humanas sobre o ambiente.O mundo tem passado por uma série de transfor- Seu maior desafio é conciliar o desenvolvimento eco-mações, em que o modelo de desenvolvimento em nômico com proteção ambiental e melhoria da quali-uso tem se apropriado dos bens naturais com o fim dade de vida, a fim de assegurar um ambiente dignomaior de garantir o consumo exagerado de alguns e para as gerações futuras.as necessidade de outros. Essa apropriação em dema-sia dos bens da natureza tem gerado conflitos entre O engenheiro ambiental formado na UFS deverágrupos dominadores e dominados, a ponto de causar apresentar competência e habilidades para: aplicardanos irreversíveis ao meio ambiente como um todo. conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológi- cos e instrumentais; desenvolver, executar/acompa-O modelo de produção em voga, cuja matriz energéti- nhar e monitorar projetos de sistemas ambientais eca dominante é composta pelos combustíveis fósseis, resolver problemas de Engenharia Ambiental tantotem acentuado os problemas ambientais através do em âmbito local como regional e nacional, no meiotão discutido efeito estufa, resultando nas mudanças urbano e/ ou rural. Portanto, é um profissional comclimáticas, responsáveis por consequências globais. visão abrangente, que pode atuar em diversos seto- res da atividade humana.Além de tudo isto, deve-se estar atento à nova ten-dência de correlação de poder político e econômicoque se tem articulado no mundo, por meio da qual aformação de blocos regionais vai influenciar nos sis-temas produtivos nacionais ou internacionais e, porconseguinte, exigir maior preocupação com o meioambiente para a conquista de novos mercados. É nes-te contexto que surge a oportunidade para o profis-sional de engenharia, principalmente para aqueleque possa avaliar as possíveis alterações ambien-tais causadas pelo homem. Nesse perfil enquadra--se o profissional da Engenharia Ambiental, quecontribuirá para evitar, minimizar ou corrigir os im-pactos ambientais indesejáveis tanto em escala localcomo regional ou nacional.A Engenharia Ambiental é um ramo da engenhariaque envolve meios para prevenir, reduzir ou resolverproblemas ambientais e consiste num conjunto detécnicas, processos e métodos que se interpõem en-tre o homem (e suas atividades) e a natureza. O en-
  • 71. 72Engenharia Civil são, com ênfase na elaboração de projetos, execu- Catálogo de Cursos 2012 ção e controle dos serviços, no contexto da susten- tabilidade econômica, social e ambiental. Sua grade curricular contempla disciplinas das áreas de Estru-O CURSO DE ENGENHARIA turas, Materiais de Construção, Construção Civil, Expressão Gráfica e Arquitetura, Geotecnia, Recur-CIVIL DA UFS sos Hídricos, Saneamento Ambiental e Transportes. Com acesso anual, por meio do processo vestibular, o curso apresenta uma novidade para os candidatosA Engenharia Civil, precursora de todas as Engenharias, que pleiteiam ingressar na área: o número de vagasé o ramo da Engenharia em que são formados os pro- passou para 100.fissionais que atuam no projeto, construção e conserva-ção de obras, tais como habitações, escolas, hospitais, O Departamento de Engenharia Civil (DEC) dispõe detorres, estádios, indústrias, estradas, ferrovias, pontes, laboratórios para atividades relativas a disciplinas detúneis, viadutos, portos, aeroportos, adutoras e redes graduação e pesquisa científica, tais como o Laborató-de abastecimento de água, redes de esgotos, aterros rio de Materiais de Construção e Estruturas, Geotecniasanitários, canais, barragens e obras de terra. e Pavimentação, Hidráulica, Topografia, Informática e Saneamento Ambiental. O DEC está expandindo suasAtravés de seu trabalho, o engenheiro civil supre os instalações, com a construção de um novo edifíciodiversos setores da sociedade com a infraestrutura para o curso, e pretende ofertar em breve o Curso denecessária ao funcionamento de suas atividades. São Mestrado em Engenharia Civil, cujo projeto está sen-muitas as habilitações desse profissional, que estuda, do submetido à aprovação da CAPES.projeta, supervisiona e fiscaliza a produção de obrasnovas, além de atuar na manutenção e recuperação O crescimento na oferta de vagas para alunos sede obras antigas e atua na administração de empresas harmoniza com o crescimento econômico nacional,construtoras, gerindo setores técnicos, de pessoal, de quando o mercado requer profissionais qualificadosexecução e de planejamento, entre outros. nas diversas áreas da Engenharia Civil e preparados para trabalhar de forma multidisciplinar, interagindoO graduado nessa área pode exercer suas atividades com outras áreas de conhecimento.como profissional liberal, em consultorias e assesso-rias, em empresas construtoras, escritórios de projetose órgãos públicos. No estado de Sergipe, esse profis-sional está presente, principalmente, nos canteirosde obras, exercendo funções técnicas e de gestão, demodo a atender às expectativas dos clientes quanto acustos, prazos e qualidade da construção.O Curso de Engenharia Civil da UFS forma profissio-nais para atuar nas múltiplas habilitações da profis- Bacharelado Turno: vespertino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anos Oferta: 100 vagas
  • 72. 73Engenharia Bacharelado Engenharias Graduação UFSde Materiais Turno: vespertino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosCIÊNCIA E ENGENHARIA Oferta: 50 vagasDE MATERIAIS conhecido da “Ciência e Engenharia de Materiais” está associado com a geração e aplicação de co-Ao engenheiro de materiais cabe o de- nhecimentos relacionados à composição, estruturasenvolvimento de novos materiais ou a e microestrutura, ao processamento dos materiais,melhoria de materiais convencionais, seja suas propriedades e aplicações.na especificação, implementação, adapta-ção, controle de processos de fabricação e Entre os diversos aspectos envolvidos na Engenharia de Materiais, destacamos alguns que contribuem paraaplicação final melhor caracterizar esse campo de atuação: a) a com- posição e os diversos parâmetros de processamento (temperatura, tempo, velocidade de aquecimento eA Engenharia de Materiais (EM) é a área do conhecimento resfriamento, taxa de deformação, atmosfera, etc.) sãohumano que está relacionada à pesquisa, ao desenvolvi- os principais responsáveis pela microestrutura dos ma-mento, à produção e à utilização de materiais com aplica- teriais e, consequentemente, pelas suas propriedades;ção tecnológica. Esse ramo da engenharia se dedica, por- b) as composições químicas quase nunca são “ideais”,tanto, ao estudo dos princípios científicos fundamentais e visto que o teor e o tipo de impurezas nas matérias pri-tecnológicos envolvidos no desenvolvimento de materiais mas dependem do processamento e dos custos envol-para aplicações específicas de engenharia, seja na produ- vidos; c) as aplicações não dependem somente das pro-ção, seja no processamento e na seleção. priedades do material, mas também de outros fatores, tais como o tamanho e a forma a ser dada a esse ma-A EM envolve tecnologias através das quais materiais são terial, o que limita as possibilidades de processamentodesenvolvidos, selecionados e os processos de produção (conformação, tratamento térmico, etc.). Como o pro-escolhidos para converter esses materiais em produtos, cessamento afeta a microestrutura e as propriedades,pela definição do projeto, desempenho, produtividade, as aplicações também dependem da disponibilidadequalidade e critérios de custo efetivo. Abrange a maior de processos adequados.parte da tecnologia de que a sociedade depende. Os objetivos centrais da EM, no tocante ao processa-O mercado de trabalho para o profissional dessa área en- mento, são definidos pelas relações entre os parâme-globa indústrias como as metalúrgicas, as de fabricação tros de processamento e a estrutura e propriedadesde componentes plásticos ou cerâmicos, as montadoras dos materiais, essenciais para o desenvolvimento dos(automobilística, eletro-eletrônica etc.), setor têxtil, se- próprios materiais e dos processos de fabricação.tor de energia (petróleo, eletricidade) e as empresas deprestação de serviços de assistência técnica e consulto-ria. Outro campo de atuação importante do engenheirode materiais é o dos centros de pesquisa e de desenvol-vimento científico e tecnológico.De uma forma mais ampla, o campo de conheci-mento e de atuação profissional identificado e re-
  • 73. 74Engenharia sional geral, profissional específica e complementar, Catálogo de Cursos 2012 de caráter obrigatório e optativo, cujos conteúdosde Pétroleo proporcionarão ao alunado a fundamentação teórica e experimental necessária ao bom desempenho das suas atividades profissionais.A SISTEMATIZAÇÃO Nos departamentos responsáveis por ministrar as inú- meras disciplinas profissionalizantes do curso já háDOS DADOS diversos pesquisadores que desenvolvem projetos de pesquisa na área de petróleo e gás natural, o que pro- porciona aos graduandos oportunidades de inserçãoO estatístico trabalha com técnicas de qua- e atuação efetiva em pesquisa científica desde muitolidade, organização e sistematização do cedo, criando-se, assim, uma cultura científico-tecno-universo de dados que refletem a realidade lógica na formação dos futuros egressos. O egresso deste curso estará apto a trabalhar na in-A Engenharia de Petróleo é a área da Engenharia que dústria de petróleo, particularmente nas áreas rela-trata da exploração e da produção de petróleo e gás. cionadas à exploração e produção de petróleo eEla estuda primordialmente aspectos relacionados gás, nas empresas operadoras e de serviços, alémà engenharia de reservatórios, engenharia de poço de integrar equipes multidisciplinares responsáveis(perfuração e completação), processo de produção, pelo projeto de desenvolvimento de campos de pe-economia de petróleo e tecnologia para exploração tróleo em terra e no mar e atuar também em órgãosde petróleo. Suas atividades vão desde a perfuração governamentais, centros de pesquisa e no ensinode poços até o processamento primário. É um ramo técnico, de graduação ou de pós-graduação. Essasabrangente, que envolve disciplinas como matemá- possibilidades de atuação não se restringem aotica, química, física, geologia, fenômenos de trans- mercado brasileiro, mas se estendem ao mercadoporte, termodinâmica, automação industrial, mode- internacional, pois em ambos a demanda por esselagem e simulações numéricas. profissional é ampla.Apresenta importância estratégica para o desenvol-vimento do Brasil, visto que em nosso país a indús-tria de petróleo tem mostrado crescimento intensoe permanente, sendo responsável por aproximada-mente 10% do PIB nacional e por uma produção jáconsiderada autossuficiente. Há de se considerarainda que as características da produção do petróleobrasileiro envolvem grandes desafios (produção emáguas profundas e óleos pesados) e, para enfrentá--los, é necessário desenvolver tecnologias nacionais,o que requer pessoal capacitado em todas as frentes:pesquisa, desenvolvimento, inovação, operação etc.A proposta do Curso de Engenharia de Petróleo da BachareladoUFS foi elaborada com base no cenário atual dos co-nhecimentos demandados para uma boa inserção Turno: matutinoprofissional no âmbito da indústria petrolífera, fo-cando, principalmente, as atividades de exploração Campus: São Cristóvãoe produção do petróleo. Sua estrutura curricular con- Duração: 5 anostempla disciplinas de formação básica, geral, profis- Oferta: 50 vagas
  • 74. 75Engenharia Bacharelado Engenharias Graduação UFSde Produção Turno: vespertino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosDE OLHO NA Oferta: 50 vagasPRODUÇÃOAo engenheiro de produção cabe pro- ergonomia, higiene e segurança do trabalho, Gestãomover a integração das novas tecnolo- ambiental, Logística entre outros.gias com o homem e seus ambientessócio-econômicos A Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO) define as áreas e subáreas da Engenharia de Produção, a saber: Engenharia de Operações e Proces-Décadas atrás, a Engenharia de Produção se caracteri- sos da Produção, Engenharia da Qualidade, Ergono-zava como uma “engenharia de métodos e de procedi- mia, Pesquisa Operacional, Engenharia Organizacio-mentos”. A abordagem interdisciplinar se tornou o ca- nal e Engenharia Econômica.minho histórico da sua construção cognitiva. Assim, osprimórdios da especialidade remontam aos estudos da O mercado de recrutamento de engenheiros tem sedivisão, da organização e da racionalização do trabalho, mostrado altamente aquecido devido ao momento po-no início da produção industrial. A partir daí, ela abran- sitivo e de altos investimentos em que vive o país. Aogeu os mais diferentes ramos das telecomunicações mesmo tempo, a carência de profissionais especializadosà agricultura, da administração à construção civil, do faz com que perfis diferenciados sejam cada vez maiscomércio aos serviços. procurados e valorizados. Atualmente, observa-se uma demanda muito forte por profissionais com experiênciaO Curso de Graduação em Engenharia de Produção da nas áreas de gerenciamento de projetos, comércio ex-UFS tem como objetivo formar profissionais capazes terior e de produção industrial, que a cada ano ganhamde desenvolver o projeto, a implantação, a operação, mais importância dentro das empresas. As organizaçõesa melhoria e a manutenção de sistemas produtivos modernas estão cada vez mais exigentes e buscam pro-integrados de bens e serviços, envolvendo homens, fissionais que tenham diferenciais como boa gestão demateriais, tecnologia, finanças, informação e energia, pessoas e foco em resultados.ao que se associará a suas habilidades de especificar,prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemaspara a sociedade e o meio ambiente, suportado porconhecimentos especializados da matemática, física,química, ciências humanas e sociais e pelos princípiose métodos de análise e projeto da engenharia.O fomento do curso de Engenharia de Produção é ofe-recer à sociedade cidadãos com formação, não apenastécnica, mas também política, ética e cultural. Destaforma, o egresso do curso será um profissional respon-sável pela área industrial, respondendo pela implanta-ção de sistema de qualidade, planejamento e controleda produção, implantação de PCP e Fluxo de Caixa,desenvolvimento de novos produtos, atuar na área de
  • 75. 76Engenharia O engenheiro eletricista é o profissional dedicado ao Catálogo de Cursos 2012 desenvolvimento e à aplicação de um conjunto deEletrônica conhecimentos científicos necessários à pesquisa, ao projeto e à montagem de sistemas diversos utilizados para efetuar o processamento da energia elétrica e da informação na forma de sinais elétricos digitais e ana-O MAIOR DESAFIO DE ENGE- lógicos. Nesta prática, são considerados os aspectos de qualidade, confiabilidade, custo e segurança, bemNHARIA DO MILÊNIO como os de natureza ecológica e ética profissional. O campo de trabalho é amplo e inclui empresas deA formação técnico-científica, humanís- energia elétrica, petróleo e telecomunicações, escri-tica e ética capacita o aluno para o de- tórios de projetos e consultoria, firmas de montagemsenvolvimento de novas tecnologias na e manutenção de instalações elétricas e de telecomu-área da engenharia elétrica, estimulando nicações, indústrias diversas e empresas comerciaissua atuação crítica e criativa frente às de- de pequeno e grande porte, manutenção de equipa- mentos e componentes eletroeletrônicos, hospitais,mandas da sociedade empresas de radiodifusão, informática etc.A eletrônica foi desenvolvida a partir do controle dos O egresso ainda pode optar pela continuação dos es-elétrons em um meio físico. Os diversos dispositivos tudos no curso de mestrado em Engenharia Elétricaeletrônicos permitem que este controle seja aplicado nas linhas de pesquisa em Automação Inteligente enos mais diferentes aparelhos indispensáveis à vida em Controle de Processos.moderna. Neste contexto o curso de Engenharia Elé-trica com habilitação em Eletrônica proporciona a base Finalmente, encontra-se em andamento a constru-teórica para o Engenheiro Eletricista atuar nas mais ção do novo prédio do Departamento de Engenhariadiversas áreas de especialização como Sistemas Eletrô- Elétrica com previsão de término para dezembro denicos, Microeletrônica, Telecomunicações, Sistemas de 2012. Este prédio contará com laboratórios de robóti-Computação, Sistemas de Controle e automação, Siste- ca, informática, circuitos elétricos, conversão de ener-mas biomédicos, Eletrônica de Potência, dentre outras. gia, instalações elétricas, eletrônica de potência, má- quinas elétricas, automação industrial, além de oficinaA matemática e a física são matérias básicas do cur- e auditório, sala de vídeo conferência, salas de aulaso, mas além destas estuda-se também química, in- para a pós-graduação. O prédio atual também passaráglês, economia, português, ética profissional, entre por reformas e ampliação para adequação à nova rea-outras. Boa parte da carga horária do curso é des- lidade do Departamento de Engenharia Elétrica.tinada aos experimentos em laboratórios que sãoequipados com os mais modernos equipamentosde medição e teste. Bacharelado Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anos Oferta: 50 vagas
  • 76. 77Engenharia ca, indústrias, construção civil, empresas de projetos e Engenharias Graduação UFS de manutenção; universidades e centros de pesquisaEletrotécnica científica, agências governamentais de regulação do setor energético e em outros órgãos governamentais ligados à área. O profissional pode, ainda, exercer ati- vidade educacional lecionando disciplinas específicasELETROTÉCNICA: TRANSPOR- nos cursos de Engenharia e Ciências Exatas.TANDO ENERGIA PARA O FUTURO O egresso ainda pode optar pela continuação dos estudos no curso de mestrado em Engenharia Elé-A formação técnico-científica, huma- trica nas linhas de pesquisa em Automação Inteli-nística e ética capacita o aluno para o gente e em Controle de Processos.desenvolvimento de novas tecnologiasna área da engenharia elétrica, esti- Finalmente, encontra-se em andamento a construçãomulando sua atuação crítica e criativa do novo prédio do Departamento de Engenharia Elé- trica com previsão de término para dezembro de 2012.frente às demandas da sociedade Este prédio contará com laboratórios de robótica, in- formática, circuitos elétricos, conversão de energia,A engenharia eletrotécnica tem como objetivo princi- instalações elétricas, eletrônica de potência, máquinaspal transformar, transmitir, processar e armazenar ener- elétricas, automação industrial, além de oficina, auditó-gia. As usinas hidrelétricas, termoelétricas e eólicas (que rio, sala de vídeo conferência, salas de aula para a pós-geram energia elétrica), as linhas de transmissão (que -graduação. O prédio atual também passará por refor-transmitem energia), os transformadores, retificadores mas e ampliação para adequação à nova realidade doe inversores (que processam energia) e as baterias (que Departamento de Engenharia Elétrica.armazenam energia) estão, todos, dentro da área de in-teresse da Eletrotécnica.O curso de Engenharia Elétrica com habilitação emEletrotécnica proporciona a base teórica para o Enge-nheiro Eletricista trabalhar no projeto e manutençãoda rede elétrica, bem como no projeto e manutençãodos sistemas de potência a ela ligados. Os sistemas depotência ligados à rede destinam-se a fornecer energiaà rede, a retirar-lhe energia ou ambas. A eletrotécnicapossui três áreas de especialização: Sistemas de Ener-gia, Sistemas de Potência, Sistemas Elétricos Industriais.A matemática e a física são matérias básicas do curso,mas além destas estuda-se também química, inglês,economia, português, ética profissional, entre outras.Boa parte da carga horária do curso é destinada aos ex-perimentos em laboratórios que são equipados com osmais modernos equipamentos de medição e teste. BachareladoO mercado de trabalho se mantém aquecido, e as Turno: matutinoperspectivas para os próximos anos são excelentesvisto que o Brasil encontra-se em pleno crescimento Campus: São Cristóvãoeconômico. O engenheiro da área de eletrotécnica Duração: 5 anospode trabalhar em concessionárias de energia elétri- Oferta: 50 vagas
  • 77. 78Engenharia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Mecânica Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosMOVIMENTANDO Oferta: 50 vagasAS ENGRENAGENSÉ nas indústrias dos setores automotivo,petroleiro, alimentício, naval, ferroviário emetalúrgico que o trabalho do engenhei-ro mecânico se consolidaÉ nas indústrias dos setores automotivo, petroleiro,alimentício, naval, ferroviário e metalúrgico que otrabalho do engenheiro mecânico se consolida. Paraquem pensa que o destino do profissional dessa áreaé atuar nas oficinas mecânicas, o curso de graduaçãomostra uma realidade muito diferente, buscando, emparcerias com o setor privado, a formação de enge- no, máquinas de tração, de refrigeração e de aciona-nheiros capazes de liderar equipes, tomar decisões, mento eletro-pneumático. Hoje, projetos financiadossintetizar e organizar de forma clara e objetiva as suas por órgãos federais e pelo governo estadual dividemideias, focando sempre no desenvolvimento de solu- a carteira de projetos com projetos de P&D realizadosções para a indústria e a sociedade como um todo. em parceria com a Petrobrás, Energisa e empresas lo- cais. Os estudantes são convidados a participar desse“Têm-se consciência de que, hoje, mais ou tão impor- avanço. Em 2010, por exemplo, o núcleo contava comtante quanto a área técnica, um profissional deve se 17 alunos bolsistas, dos quais 4 são enviados anual-relacionar, trabalhar em equipe e criar um ambiente mente à França, onde permanecem por um ano estu-agradável e produtivo”, diz o prof. Douglas Bressan Ri- dando numa universidade francesa, realizando está-ffel, coordenador do curso. gio e trabalhando com pesquisa de ponta.Tradicionalmente, o engenheiro mecânico se esta- O esforço dos estudantes tem recompensa: o empre-beleceu como um profissional generalista respon- go. Em 2010, dos alunos aptos a fazer estágio, todossável pelo desenvolvimento, projeto, construção e foram rapidamente absorvidos pelo mercado. “As em-manutenção de máquinas e equipamentos. Realizar presas estão vindo à UFS buscá-los e não se arrepen-ensaios, fabricar moldes, desenvolver/aprimorar pro- dem”, diz o coordenador.dutos, testar protótipos, planejar e instalar linhas deprodução, comercializar e prestar suporte técnico sãoalgumas atividades rotineiras desses profissionais.O Núcleo de Engenharia Mecânica da UFS tem incen-tivado cada vez mais os professores a desenvolveremprojetos de pesquisa e extensão. Os estudantes po-dem contar com laboratórios de mecânica, que lhespermitem ter um contato mais próximo com um tor-
  • 78. 79Engenharia Bacharelado Engenharias Graduação UFSQuímica Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosTRABALHANDO POR UMA Oferta: 50 vagasPRODUÇÃO LIMPAO engenheiro químico trabalha para atuação e aptos para contribuir no desenvolvimentodiminuir perdas de matérias-primas, de novos processos que atendam às demandas tecno-apresentando soluções para reapro- lógicas da sociedade.veirtamento de resíduos industriais egarantindo um processo produtivo tec- A matriz curricular agrega estudos de química, fí- sica, matemática, informática, economia, adminis-nologicamente mais limpo, sem agredir tração, fenômenos de transporte, biotecnologia,o meio ambiente tecnologia da indústria química, meio ambiente e materiais. Há previsão de aulas práticas em labo-O atual desenvolvimento tecnológico intensifica ratórios de disciplinas de formação básica, geral,a demanda das indústrias de transformação por profissional geral e profissional específica e de es-profissionais aptos a diminuir perdas de matérias- tágio supervisionado obrigatório, após a conclu--primas através de soluções para reaproveitamen- são de todos os créditos disciplinares. Toda essato de resíduos industriais e com a garantia de um formação permitirá ao profissional atuar no con-processo produtivo tecnologicamente mais limpo, trole de qualidade em indústrias químicas, agroquí-sem agredir o meio ambiente, e economicamente micas, petroquímicas e de alimentos bem como emmais rentável. Esse profissional deve ter formação projetos e operação de estações de tratamento deem Engenharia Química, campo de atividade que água, de efluentes industriais, resíduos sólidos etc.utiliza os conhecimentos básicos e de engenhariana elaboração de projetos de processos químicos Para aqueles que pretendem se dedicar ao ensino e àdestinados à transformação de matérias-primas em pesquisa em universidades, a UFS oferta o Mestradoprodutos de maior valor agregado e comercial. em Engenharia Química, que abrange duas linhas de pesquisa: Ciência e Engenharia de Petróleo e Gás Na-Para concorrer ao perfil exigido pelo mercado de tural; e Processos Químicos e Biotecnológicos.trabalho, o engenheiro químico deve ter formaçãogeneralista, com domínio de técnicas básicas de uti-lização em laboratórios e equipamentos, capacidadegerencial de projetos, experimentos e serviços, alémde estar em consonância com os aspectos sociais, am-bientais, culturais, políticos e econômicos. Logo, o cur-so de Engenharia da UFS procura estar alinhado a essaexigência e visa formar engenheiros químicos comuma base conceitual técnico-científica adequada paraa compreensão e a resolução efetiva de problemas deEngenharia Química, notadamente aqueles relacio-nados à área de processos químicos, capazes de seaperfeiçoarem permanentemente em seu campo de
  • 79. 80 Catálogo de Cursos 2012Linguística, 83 Artes Visuais 84 DançaLetras e 85 Letras 86 MúsicaArtes 87 Teatro
  • 80. 81Artes Visuais quarenta e cinco) horas que equivalem a 203 (duzentos Linguística, Letras e Artes Graduação UFS e três) créditos, dos quais 173 (cento e setenta e três) são de Disciplinas Obrigatórias, 16 (dezesseis) de Disciplinas Optativas e 14 (quatorze) de Atividades Complementares,COMPREENDENDO A integralizados em, no mínimo, 08 (oito) e, no máximo, 12 (doze) semestres letivos.LINGUAGEM DA ARTEO Curso de Licenciatura em Artes Visuais da UFSforma professores de Artes Visuais para atuar nosquatro últimos anos do Ensino Fundamental e noEnsino Médio, bem como em instituições científicas eculturais voltadas ao conhecimento, criação, difusãoe recepção de obras de arte. O licenciado em ArtesVisuais é capacitado para desenvolver a percepção,a reflexão e o potencial criativo dos indivíduos,“mediante a utilização de técnicas e procedimentostradicionais e experimentais” e do “conhecimento deestilos, tendências, obras e outras criações visuais”.Autorizado a funcionar desde 1993, a partir de2010 compõe o Núcleo de Artes e Design-NADE edesenvolve ações junto ao Programa de Consolidaçãodas Licenciaturas- PRODOCÊNCIA, ao ProgramaInstitucional de Bolsa de Iniciação à Docência-PIBIDe ao Programa de Monitorias, todos voltados aoincremento da pesquisa e do aprimoramento daatividade docente dos licenciandos. Para se adequar a novas demandas e exigênciaslegais, em 2011, o currículo do curso foi totalmentereformulado (Resolução nº. 110/2011/CONEPE). Anova estrutura curricular ampliou os estudos deFundamentos do Ensino de Artes Visuais no Brasil, deHistória das Artes Visuais Internacionais, Nacionaise em Sergipe; das disciplinas de Laboratórios deEnsino em Formas Expressivas Bidimensionais eTridimensionais, e dos Estágios Supervisionadospara o Ensino de Artes Visuais. Criou disciplinas deFundamentos da Arte, de Teoria e Crítica da Arte, deNovas Tecnologias e Computação Gráfica, e inseriu as Licenciaturade LIBRAS e Educação Inclusiva. Turno: vespertinoO Curso de Licenciatura em Artes Visuais da UFS, comduração de 04 (quatro) a 6 (seis) anos, oferta 50 (cinquenta) Campus: São Cristóvãovagas com ingresso único no primeiro semestre letivo. Duração: 4 anosMinistrado com Carga Horária total de 3.045 (três mil e Oferta: 50 vagas
  • 81. 82Dança Licenciatura Catálogo de Cursos 2012 Turno: noturno Campus: LaranjeirasTUDO O QUE SE Duração: 4 anosMOVE DANÇA... Oferta: 50 vagasA licenciatura em Dança da UFS é a primei-ra graduação no estado votada para a áreaMovimentar-se é lei imperiosa aos seres vivos, por-tanto, dançar, como saber cultural estabelecidodesde a Pré-História, é a linguagem que nos irma-na à natureza e produz arte através do movimento.Dançar é provocar o espanto filosófico, posto que omovimento nos conduz à contemplação, possibilitaa dúvida e favorece a criação!A Licenciatura em Dança é a primeira graduação emSergipe voltada para a área. No Brasil, são 33 cursospresentes em universidades públicas e particulares,com o objetivo de habilitar professores para o ensinofundamental e médio, comprometidos com a criaçãoe a reprodução do conhecimento e das habilidadescorporais, como elementos de valorização da autoes-tima e da expressão humana.O curso é ofertado no período noturno, no prédio que visa ao domínio de técnicas e princípios formado-restaurado do Trapiche, localizado no Campus de La- res da expressão físico-motora.ranjeiras. O espaço onde ocorrem as aulas dispõe dequatro salas para as práticas das diversas manifes- A formação do professor em Dança assenta-se no en-tações de Dança, além das outras existentes para as sino, na pesquisa e na extensão, conforme preconizaaulas teóricas. Atualmente, o Núcleo de Dança da UFS o ensino superior. O curso conta com dois grupos deconta com seis professores efetivos e seis professores pesquisa registrados no CNPq: “Dança e Diversidade”substitutos, todavia há previsão de ampliar o número e “Artes, Diversidade e Contemporaneidade”, cujos in-de docentes efetivos para os próximos semestres. teresses abrangem um universo grandioso de temas, como folclore, estudo das manifestações das dançasO campo de trabalho para o graduado nesta área dramáticas existentes em Sergipe e no Brasil, pesqui-se mostra amplo e bem definido: escolas públicas e sas dedicadas à questão de gênero, performances eparticulares, academias, clínicas, escolas de dança, prática de criação, dança e saúde, interfaces entreSecretarias de Cultura e outros órgãos oficiais que dança e educação, dança e cultura no espaço escolar.gestam a execução de projetos culturais ligados àsartes cênicas e à Dança. No campo da extensão, somos o primeiro curso a instituí-la como componente obrigatório da gradeA estrutura curricular do curso organiza-se em três curricular. Assim, o discente, ao final do curso, teráblocos de disciplinas: núcleo de conteúdos básicos, re- vivenciado um cabedal de saberes necessário à sualacionados às artes cênicas, música e ciências da saú- prática profissional. O curso mantém contato parade; conteúdos específicos, voltados à estética e histó- intercâmbio de docentes e discentes com universi-ria da dança, cinesiologia, técnicas e criação artística e dades do Brasil e almeja fazer o mesmo com outrasexpressão corporal; e, por fim, a parte teórico-prática instituições estrangeiras.
  • 82. 83Letras Licenciatura Linguística, Letras e Artes Graduação UFS PORTUGUÊS/ESPANHOL PORTUGUÊS/FRANCêS Turno: vespertino Turnos: matutino e no- Campus: São Cristóvão turnoO PODER DA Duração: 4 anos Campus: São Cristóvão Oferta: 50 vagas Duração: 5 anosLINGUAGEM Oferta: 30 vagas (matu- LETRAS ESPANHOL tino) Turno: noturno 30 vagas(noturno) Campus: São CristóvãoA distância, a licenciatura em Letras Portu- Duração: 5 anos PORTUGUÊS/INGLÊSguês é ofertada nas cidades de Arauá, Areia Oferta: 50 vagas Turno: matutinoBranca, Brejo Grande, Estância, Laranjeiras, Campus: São Cristóvão LETRAS PORTUGUÊS Duração: 4 anosJaparatuba, Poço Verde, Porto da Folha, São Turnos: matutino e no- Oferta: 50 vagasDomingos, Carira, Nossa Senhora das Do- turnores, Propriá e Nossa Senhora da Glória. Para Campi: São Cristóvão e LETRAS INGLÊS Itabaiana Turno: noturnocada polo são oferecidas 50 vagas Duração: 4,5 anos (Ita- Campus: São Cristóvão baiana) Duração: 5 anos 5 anos (São Cristóvão) Oferta: 50 vagasO Curso de Letras da UFS nasceu com a Faculdade de Fi- Oferta: 50 vagas (matu-losofia de Sergipe, fundada em 1950. Recebeu autoriza- tino)ção provisória do Governo Federal e, posteriormente, o 50 vagas (noturno) 50 vagas (notturno/Ita-reconhecimento definitivo, ficando autorizada a conferir baianadiplomas de Bacharel e Licenciado nos Cursos de LetrasNeoclássicas e Letras Anglo-Germânicas, reconhecidosem todo o território da União. Com a criação da Univer- lhadas, dada a grande abrangência de atuação para quemsidade Federal de Sergipe, foi fundado o Instituto de Le- domine bem a norma culta da língua portuguesa.tras, Artes e Comunicação (ILAC), composto de três áreasde conhecimento (LEV/Letras Vernáculas, LES/Letras Es- Na área empresarial, pode atuar também como produtor detrangeiras e CLL/Ciências da Língua e da Literatura). discursos e consultor para as diversas modalidades da lin- guagem. Para aqueles que já vislumbram a pós-graduação,Atualmente, o Departamento de Letras (DLE) oferta oito ha- o Campus de São Cristóvão oferta o mestrado em Letras ebilitações: Letras Português Matutino; Letras Português No- há também uma especialização na área de Linguística.turno; Letras Espanhol; Letras Português-Espanhol; LetrasPortuguês-Inglês; Letras Inglês; Letras Português-Francês O DLE dispõe de um número significativo de grupos de pes-Matutino e Letras Português-Francês Matutino. O DLE ain- quisa e desenvolve variadas atividades de extensão, tendoda oferece um curso de Letras Português a distância e um organizado eventos de porte nacional. Maiores informaçõesmestrado em Letras, com área de concentração em Estudos poderão ser encontradas no sítio eletrônico do departamen-da Linguagem e Ensino. to: www.ufs.br/departamentos/dle.O objetivo geral do curso é formar professores habilitadospara a Educação Básica, fornecendo--lhes conhecimentoteórico-prático, linguístico e literário nas línguas portuguesa,inglesa, francesa e espanhola. Além disso, pretende estimularnos acadêmicos a formação de um espírito crítico e a consci-ência do papel de fomentadores do desenvolvimento cultu-ral através das línguas.O licenciado em Letras pode atuar como professor, críticoliterário, pesquisador, resenhista, tradutor, agente literário,revisor de textos e atividades de domínio conexo ou asseme-
  • 83. 84Música Licenciatura Catálogo de Cursos 2012 Turno: noturnoA MÚSICA QUE VEM Campus: São Cristóvão Duração: 4 anosDA SALA DE AULA Oferta: 50 vagasEmbora seja um curso recente, já apre-senta um projeto de extensão visando oestudo da teoria e perceção musicalO Curso de Licenciatura em Música da UFS tem comoprincipal objetivo a formação de profissionais paraatuar na área da educação, nos ensinos fundamental emédio, nas escolas especializadas e demais contextosde ensino e aprendizagem.Ter vivência musical e saber ler uma partitura é pré--requisito para o ingresso no curso, pois além da provateórica, de conhecimento, haverá uma prova práticapara verificar as habilidades musicais dos vestibulan-dos. Com a finalidade de não só preparar para o vesti-bular, mas também de atender músicos – instrumen-tistas e cantores – que já têm conhecimento práticode seu instrumento, o curso conta com um projetode extensão que visa ao estudo da teoria e percepçãomusical. Esse projeto permite aos discentes vivenciar aprática de ensino, na medida em que lhes proporciona Mais recentemente, com a aprovação da Lei 11.769/08a oportunidade de ministrar as aulas. em 18 de agosto de 2008, a disciplina de música pas- sa a ser obrigatória, a partir de 2011, no currículo deAs inscrições para o curso de extensão podem ser rea- todas as séries da educação básica, o que demandarálizadas na secretaria do Núcleo de Música, na Didática uma enorme quantidade de professores de música eII, sala 18, no Campus de São Cristóvão, das 14h às 22h. expandirá ainda mais o atual campo de trabalho.Mais informações podem ser obtidas pelo telefone(79) 2105-6891 ou pelo e-mail musica@ufs.br.Há nove anos dando aulas de guitarra e se apresen-tando profissionalmente, o aluno Saulo Ferreira en-controu na graduação uma forma de associar duaspaixões: música e ensino. “Na universidade, entre parasomar. Tenha vontade de contribuir. Cole no professor,busque desenvolver projetos. Cresça junto ao curso”,aconselha. Ser disciplinado é um requisito fundamen-tal para o interessado.
  • 84. 85Teatro pensei em aprimorar o saber pedagógico”, conta Rita. Linguística, Letras e Artes Graduação UFS Ela acredita que qualquer tipo de conhecimento que possa acrescentar à atividade teatral é válido.A ARTE DE ENSINAR Além disso, ao aliar arte e educação, os acanhados ganham na licenciatura instrumentos para traba-ENTRA EM CENA lhar melhor sua comunicação. “Em anos de sala de aula, vi aluno retraído começar a falar em público, deixar de gaguejar, ter uma melhor dicção e posturaO curso não visa à formação de ator, mas em público”, estimula o diretor teatral Celso Júnior,de artista-educador professor do curso. O teatro, nesse sentido, não é um fim em si, mas um meio, não só como técnica de organizar um pensamento, mas também comoO Curso de Licenciatura em Teatro visa formar o profis- forma de expressão da subjetividade.sional na área de arte-educação com habilitação parao ensino da disciplina, capacitando-o para atuar naeducação básica, em escolas especializadas e demaiscontextos de ensino-aprendizagem. É um profissionalque deve contribuir para o exercício do pensamentoreflexivo e, sobretudo, ser responsável pela aplicaçãopedagógica desses conhecimentos na sua práticaeducativa, nos ensinos fundamental e médio e em ou-tras especificidades do campo teatral.Formado por um corpo docente preocupado com adissolução de barreiras entre teoria e prática, o cursotem um projeto pedagógico balizado em três eixosfilosóficos/estéticos, que entendem o estudante deTeatro como um educador-artista-pesquisador. Teo-ria e prática são espaços indissociáveis na formaçãodo educador em arte e fomentar as intersecções daArte, da Educação e da Pesquisa se tornam não sófundamentais, mas também estratégicas, para queo curso possa proporcionar uma educação artísticaque não se constitua como mero “enfeite” estéticopara encobrir fissuras no sistema educacional. ALicenciatura em Teatro traz para dentro de umaInstituição de Ensino Superior a obrigação deintercambiar com a comunidade acadêmica e coma comunidade em geral que a rodeia, a importânciapolítica, social e cultural do Teatro e das Artes para aformação de qualquer indivíduo. LicenciaturaO curso costuma atrair também artistas ansiosos porestruturar um conhecimento já adquirido em sua ex- Turno: noturnoperiência pessoal, como é o caso da estudante e atrizMaria Rita Maia. “Ser atriz é uma escolha que fiz para Campus: Laranjeirasminha vida. Trabalhei como oficineira durante sete Duração: 4 anosanos em uma ONG e, com o surgimento do curso, Oferta: 50 vagas
  • 85. 86Publicação da Pró-Reitoria de Graduação Catálogo de Cursos 2012e da Editora UFSREITORProf. Dr. Josué Modesto dos Passos SubrinhoVICE-REITORProf. Dr. Angelo Roberto AntoniolliCoordenação de ProduçãoPRÓ-REITOR DE GRADUAÇÃOPaulo Heimar SoutoDIRETOR DA EDITORA UFSProf. Péricles MoraisCOORDENADORA GRÁFICA DA EDITORA UFSProfª. Germana Gonçalves de AraújoConsultoria técnicaDepartamento de Apoio Didático-PedagógicoProfa. Dra. Ana AzevedoNúcleo de Integração Universidade-EnsinoFundamental e MédioGerri Sherlock AraújoCoordenação de Concurso VestibularProf. Manuel Leite TorresDepartamentos e Núcleos de Gradua ção da UFSCentro de Educação Superior a DistânciaProduçãoEQUIPE PDESIGN DA EDITOR A UFSDébora Santos Santana (Aluna bolsista PIBIX), FelipeReis Machado da Silva (Estagiário voluntário), Jeancarloda Silva (Aluno estagiário), Jomara da Silva Costa(Aluna estagiária) e Marília Gonçalves da Rocha (AlunaEstagiária)