Catálogo de Cursos UFS

1,075 views

Published on

Catálogo dos cursos oferecidos pela Universidade Federal de Sergipe.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,075
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
8
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Catálogo de Cursos UFS

  1. 1. 2Oportunidades Foto: Acervo UFS Catálogo de Cursos 2012AmpliadasA Universidade Federal de Sergipe vem nos últimosanos ampliando significativamente o número de va-gas ofertadas no vestibular. Das cerca de 2.000 vagasoferecidas em 2005, nos nossos cursos presenciais,passamos para 5.490 em 2012. O esforço da UFS emrealizar sua expansão busca ampliar as oportunidadesde ingresso nos cursos que oferece.A ampliação das oportunidades para nossos candida-tos e futuros alunos não se deu, entretanto, apenaspela ampliação de vagas. Vários cursos novos foramcriados. E três novas cidades do interior, Itabaiana, La-ranjeiras e Lagarto, também foram contempladas no Josué Modesto dos Passos Subrinhoprocesso de expansão, cada qual com um campus. Reitor da Universidade Federal de SergipeEm 2012, o desafio de ampliar as oportunidades paranossos jovens se apresenta também com a consolida-ção do programa de ações afirmativas para estudan-tes de escolas públicas, e dentro destas, para gruposétnicos, além da reserva especial de uma vaga, emcada curso, para pessoas com deficiência.O compromisso da UFS com a criação de mais vagasvem sendo acompanhado da melhoria e ampliaçãodo seu corpo docente e também de sua infraestruturafísica. Atualmente, nós temos 1.069 professores efeti-vos, dos quais 684 são doutores e 337, mestres. Váriasobras estão em fase de execução, de planejamentoe de contração, que estão mudando radicalmente oporte de nossa universidade.Para você, que como nós, sonha com uma UFS cadavez melhor, e por isso quer ingressar nela e fazer partede sua história, apresentamos este Catálogo de Cur-sos, através do qual você poderá conhecer um poucomelhor nossa UFS e os vários cursos ofertados. Boa es-colha e boa sorte no processo seletivo!
  2. 2. 3UFS: Graduação UFSSonho PossívelOriginariamente europeia e surgida no período de-nominado Idade Média, a instituição universidadecultivou e repassou o saber humano acumulado, de-sempenhando um considerável papel social e políticodesde a sua criação.Na América Latina, países colonizados pela Espanha re-ceberam suas primeiras instituições de ensino superiorno século XVI. No Brasil, a primeira universidade foi cria-da apenas no século XX, ou seja, no período republica-no. Um ponto em comum marcou o surgimento dessasinstituições nos países latinos: o ensino superior tinhacomo princípio contemplar a elite, sendo o principal Paulo Heimar Soutomeio de acesso aos postos políticos e burocráticos. Pró-Reitor de Graduação da UFSEm pleno século XXI, a educação superior pública bra-sileira mudou substancialmente: à luz de um regimedemocrático, tem como propósito assegurar a inclu-são cada vez maior de estudantes em um ensino pau-tado na qualidade, geração e difusão de conhecimen-tos científico-tecnológicos, que visam garantir a buscada construção de um país com melhores indicadoressociais e perspectivas positivas para toda a sociedade.A Universidade Federal de Sergipe, fruto de seus esfor-ços para a ampliação de cursos que atendam às múlti-plas demandas locais, regionais e nacionais, integra obloco das instituições que visam fomentar bases cientí-ficas e tecnológicas rumo ao desenvolvimento nacionale à construção de uma sociedade cidadã e democrática.Assim, a você que almeja ser integrante da nossa institui-ção, apresentamos este Catálogo de Cursos que dispo-nibiliza algumas informações acerca das opções de for-mação profissional ofertadas, acreditando que os dadosaqui contidos o auxiliarão na escolha desta importanteetapa da vida: integrar e vivenciar um dos cursos da UFS.Boa escolha, bons estudos e êxito no vestibular da Uni-versidade Federal de Sergipe.
  3. 3. 4Vestibular 2013 Catálogo de Cursos 2012A educação, consagrada pela Constituição Federal de1988 como um direito social (CF, Art. 6º), é um fatoressencial à conquista de outros direitos e à vida digna,assim como à transformação da sociedade.Pensando nisso foi que a Universidade Federal de Sergi-pe assumiu um compromisso com a expansão da ofertae do acesso à educação superior pública. Preocupada emconsolidar a inclusão social, nossa instituição mantém-sefirme na busca por oferecer um ensino de graduação deexcelência acadêmica e por adotar e aprimorar medidasque favoreçam o acesso dos jovens à formação superior.Nesse sentido, o Vestibular da UFS sofreu algumas im-portantes modificações nos últimos anos. Em 2008, foiinstituído o Programa de Ações Afirmativas – conheci-do como política de cotas. Consequentemente, desde Manoel Leite Torreso Vestibular 2010, a UFS reserva anualmente vagas para Coordenador do Concurso Vestibularestudantes oriundos de escolas públicas e, dentro des-tas, para discentes pertencentes a determinados gru-pos étnicos. Nossa política de cotas também garante areserva especial de 1 (uma) vaga, em cada curso oferta-do, para estudantes portadores de deficiência.Para o Vestibular 2013, nossa universidade utilizará as pro-vas do Exame Nacional do Ensino Médio 2012 como suasprovas de conhecimentos gerais para todos os seus cursos.Assim, para concorrer a uma das vagas de nossos cursos degraduação, o candidato deverá estar inscrito no Enem 2012.Destaque-se que a UFS não aderiu ao Sistema de Se-leção Unificada (SISU). Portanto, a Coordenação deConcurso Vestibular (CCV) continuará responsávelpela inscrição, processamento das notas, classificaçãodos candidatos obedecendo aos critérios estabeleci-dos no Programa de Ações Afirmativas da UFS e di-vulgação do resultado do Vestibular. Contudo, todasas operações relacionadas à realização das provas deconhecimentos gerais (Enem 2012) – como confecção,aplicação e distribuição – ficarão a cargo do MEC.Dessa forma, para participar do Vestibular 2013 da UFSo candidato precisará efetuar duas inscrições: uma noEnem, outra na CCV.
  4. 4. 5Pessoas com deficiência Cotas Graduação UFSCada curso ofertado pela instituição destina, anual- Retirando-se a vaga para candidatos com deficiên-mente, 1 (uma) de suas vagas a candidatos que pos- cia, 50% das vagas de cada curso serão ofertadas asuem algum tipo de deficiência que deverá estar de estudantes das redes públicas municipais, estaduaisacordo com os decretos 3.298/1999, 5.296/2004, e e federais de ensino. Destas, 70% serão destinadascom a Súmula no 44 da AGU/2009. Os candidatos que àqueles que se declararem negros, pardos ou índios,desejarem concorrer a estas vagas deverão compare- correspondendo a 35% do total de vagas oferecidascer à Divisão de Assistência ao Servidor – DIASE, antes pela instituição.do início das inscrições do Vestibular, para serem ava-liados pela Junta Médica oficial da UFS. Para concorrer à vaga pela política de cotas sociais, o estudante deverá ter cursado todo o ensino médio ePara se adequar às necessidades desses estudantes e ao menos 4 anos (consecutivos ou não) do ensino fun-promover a acessibilidade, a UFS iniciou reformas em damental na rede pública. A comprovação de conclu-suas instalações. Adaptação dos banheiros, constru- são dessa trajetória escolar deverá ocorrer no ato dação de rampas e instalação de elevadores são algumas Matrícula Institucional.das mudanças em andamento. Faz-se necessário ressaltar que a política de cotas é optativa, podendo o estudante da rede pública parti- cipar do processo junto aos demais candidatos.
  5. 5. 6Campus Lagarto Assim, o Campus de Lagarto oferece aos estudantes Catálogo de Cursos 2012 uma formação profissional pautada no princípio de articulação entre ensino, pesquisa, extensão e as- sistência, referenciada na coletividade e no Sistema Único de Saúde, que lhes permitirá desenvolver asComo parte do processo de expansão e interiori- habilidades e competências necessárias à atuaçãozação do ensino superior público e de qualidade, como profissionais de saúde dinâmicos, críticos ea Universidade Federal de Sergipe iniciou suas transformadores da realidade em que serão inseridos.atividades no Campus de Lagarto. Essa iniciativalevou em consideração características sociais, po-líticas, econômicas e culturais de Sergipe e pre-tende contemplar demandas existentes na regiãoCentro-Sul do Estado.O Campus de Lagarto oferece 8 cursos de graduação,todos eles voltados para a área de saúde (Enfermagem,Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Nu-trição, Odontologia e Terapia Ocupacional).A partir do compromisso com uma nova visão de for-mação profissional para a saúde, forão projetadas algu-mas atividades diferentes das desenvolvidas nos demaiscampi da UFS. Nesse sentido, turmas pequenas, promo-ção de vivência precoce em práticas na comunidade eutilização de metodologias ativas de ensino-aprendiza-gem são marcas da graduação no Campus de Lagarto.As atividades de ensino ocorrerão através de ciclosanuais, que funcionam como disciplinas, e não pordisciplinas – como ocorre nos outros campi. O cicloé um componente curricular (assim como disciplinas,blocos, módulos e atividades acadêmicas específicas),porém, difere dos demais por ser composto de subu-nidades que funcionam articuladamente.A estruturação didática dos cursos em ciclos anuaisdeve-se à opção pela organização curricular pauta-da na Aprendizagem Baseada em Problemas (APB)– uma metodologia ativa de ensino-aprendizagem.Com o pressuposto de que o estudante é agente ati-vo da aprendizagem, a APB centra o ensino no dis-cente, atuando o professor como facilitador do pro-cesso de ensino-aprendizagem. Integrando a ABP ,os ciclos incluirão em suas subunidades atividadesde Aprendizagem Auto-dirigida (AAD). Essas ativi-dades acadêmicas são caracterizadas também pormomentos não presenciais, que permitem a buscado conhecimento de forma autônoma, nos diversoscenários de aprendizagem.
  6. 6. 7 Graduação UFSSimulação em 3D do Auditório do Campus de Lagarto Simulação em 3D do Centro de Simulações do Campus de Lagarto Projeto do Campus Universitário de Lagarto (em execução)
  7. 7. 8Cursos de Os cursos a distância oferecidos por esta universidade Catálogo de Cursos 2012 foram projetados para ter a mesma qualidade acadê-Graduação à mica daqueles ofertados presencialmente. Têm ma- triz curricular, ementas, duração do semestre letivo eDistância do curso idênticas às das respectivas graduações na modalidade presencial e seus projetos pedagógicos obedecem às diretrizes curriculares nacionais estabe- lecidas pelo MEC. Eles também preveem algumas ati-A UFS integra o Sistema Universidade Aberta do Bra- vidades presenciais obrigatórias, como avaliações (osil (UAB), instituído em junho de 2006, que visa ao sistema de avaliação abrange avaliações presenciais,desenvolvimento da modalidade de educação supe- são três no total e realizadas aos sábados e domingos,rior a distância. O projeto UAB em Sergipe é uma e avaliações a distância em todas as disciplinas), está-parceria entre o Governo Federal, Prefeituras, Gover- gios obrigatórios, defesa de trabalhos de conclusão deno do Estado e UFS. Nessa parceria, cabe à UFS a curso e práticas relacionadas a laboratórios de ensino,oferta de cursos superiores a distância (com seus ma- quando for o caso.teriais didáticos, professores e tutores) e aos demaisparceiros do projeto, a estruturação física dos espaços O estudante que ingressa através do CESAD é um alu-para realização das atividades didático-pedagógicas. no regular da Universidade Federal de Sergipe com a particularidade de realizar vestibular em seu próprioEmbora tenha sido acolhida pela legislação educa- município e de participar das aulas através de umcional brasileira somente há poucos anos (LDB/1996, ambiente virtual de aprendizagem, cujo acesso podeart. 80), a educação a distância (EaD) tem grande po- ocorrer em seu pólo. Assim, seu diploma é expedidotencial para a formação de profissionais e para a di- e validado da mesma forma que o dos alunos presen-minuição das diferenças de oportunidades de escola- ciais da instituição e tem validade nacional.rização. Essa modalidade educacional caracteriza-sepela mediação didático-pedagógica dos processos de Atualmente, há 8 opções de cursos de graduação naensino e aprendizagem através de meios e tecnolo- modalidade a distância (7 licenciaturas e 1 bacharela-gias de informação e comunicação, com estudantes e do), distribuídas em 14 municípios das diversas micror-professores desenvolvendo atividades educativas em regiões sergipanas. A tabela ao lado relaciona os cursoslugares ou tempos diversos. Ela fundamenta-se em ofertados por pólo com a respectiva quantidade de va-teorias e modelos pedagógicos gerais da educação gas disponíveis. Para ingressar em um desses cursos, opresencial, mas guarda peculiaridades quanto à me- candidato deverá se submeter ao vestibular para a mo-todologia do processo de ensino-aprendizagem. dalidade EaD, que tem calendário próprio. As provas são realizadas em caráter presencial e simultaneamenteEm novembro de 2006, a UFS criou o Centro de Edu- para as vagas ofertadas em todos os pólos.cação Superior a Distância (CESAD), órgão respon-sável pela implantação e gestão da UAB em Sergipe.A partir daí, foram institucionalizados pólos regionaisde ensino de graduação a distância em alguns mu-nicípios do interior sergipano. Em cada um dessesmunicípios há um pólo de apoio presencial, ondeos discentes têm acesso a biblioteca, laboratório deinformática e atendimento de professores-tutores,realizam práticas laboratoriais, entre outras ativida-des acadêmicas. Trata-se de oferecer ao estudanteda EaD a possibilidade de acessar as tecnologias dainformação e da comunicação em laboratórios próxi-mos de sua moradia, garantido, assim, mais interaçãocom os tutores, professores e colegas de curso.
  8. 8. Ciências Biológicas (Lic.)Ciências Biológicas (Lic.) Física (Lic.)Geografia (Lic.) Geografia (Lic.) Geografia (Lic.) História (Lic.)História (Lic.)Letras Português (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.)Matemática (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Matemática (Lic.) Física (Lic.) Química (Lic.) Letras Português (Lic.) Química (Lic.)Ciências Biológicas (Lic.)Física (Lic.)Geografia (Lic.)História (Lic.)Letras Português (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.)Matemática (Lic.) Geografia (Lic.)Química (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.)Geografia (Lic.) Física (Lic.)História (Lic.) Geografia (Lic.)Letras Português (Lic.) História (Lic.)Matemática (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Química (Lic.) Física (Lic.) Geografia (Lic.)Geografia (Lic.) História (Lic.)Letras Português (Lic.) Letras Português (Lic.)Matemática (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.) Administração Pública (Bach.)Ciências Biológicas (Lic.)História (Lic.) Física (Lic.) Física (Lic.)Matemática (Lic.) Geografia (Lic.) Geografia (Lic.)Química (Lic.) História (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Química (Lic.) Ciências Biológicas (Lic.) Física (Lic.) História (Lic.) Letras Português (Lic.) Matemática (Lic.) Química (Lic.) No intuito de contemplar os objetivos propostos pela Universidade Aberta do Brasil, 50% das vagas são desitnadas aos candidatos que atu- am como professores da rede pública de ensino. Os outros 50% das vagas são destinados aos concluentes do ensino médio ou equivalentes.
  9. 9. Ciências Ciências CiênciasSumário Agrárias Biológicas edaSaúde Exatas e da Terra 13 Engenharia Agrícola 21 Ciências Biológicas 33 Ciências da Computação 14 Engenharia Agronômica 22 Ecologia 34 Engenharia da Computação 15 Engenharia de Alimentos 23 Educação Física 35 Estatística 16 Engenharia de Pesca 24 Enfermagem 36 Física 17 Engenharia Florestal 25 Farmácia 37 Física - Astronomia 18 Medicina Veterinária 26 Fisioterapia 38 Física Médica 19 Zootecnia 27 Fonoaudiologia 39 Geologia 28 Medicina 40 Matemática 29 Nutrição 41 Química 30 Odontologia 42 Química Industrial 31 Terapia Ocupacional 43 Sistemas de Informação
  10. 10. Ciências Ciências Engenharias Linguística, Humanas Sociais Letras e Aplicadas Artes45 Arqueologia 54 Administração 71 Engenharia Ambiental 81 Artes Visuais46 Ciências da Religião 55 Arquitetura e Urbanismo 72 Engenharia Civil 82 Dança47 Ciências Sociais 56 Biblioteconomia e Documentação 73 Engenharia de Materiais 83 Letras48 Filosofia 57 Ciências Atuariais 74 Engenharia de Petróleo 84 Música49 Geografia 58 Ciências Contábeis 75 Engenharia de Produção 85 Teatro50 História 59 Ciências Econômicas 76 Engenharia Eletrônica51 Pedagogia 60 Comunicação Social - Audiovisual 77 Engenharia Eletrotécnica52 Psicologia 61 Comunicação Social - Jornalismo 78 Engenharia Mecânica 62 ComunicaçãoeSocial - Publicidade 79 Engenharia Química Propaganda 63 Design - Gráfico 64 Direito 65 Museologia 66 Relações Internacionais 67 Secretariado Executivo 68 Serviço Social 69 Turismo
  11. 11. 12 Catálogo de Cursos 2012 13 Engenharia AgrícolaCiências 14 Engenharia Agronômica 15 Engenharia de AlimentosAgrárias 16 Engenharia de Pesca 17 Engenharia Florestal 18 Medicina Veterinária 19 Zootecnia
  12. 12. 13Engenharia Ciências Agrárias Graduação UFSAgrícolaTECNOLOGIA A SERVIÇO DOCAMPOA criação do Curso de Graduação em EngenhariaAgrícola da UFS surge da necessidade de aperfeiço-amento tecnológico que atravessa as exploraçõesagrícolas de forma peculiar no estado de Sergipe eem boa parte da região Nordeste. Neste sentido, oprojeto pedagógico do curso fundamenta-se na con-cepção de que o profissional de Engenharia Agrícoladeve ter ampla visão técnico-científica, capacidadede liderança e de trabalho em equipe.Com a consolidação do processo de modernização daagricultura brasileira, o mercado de trabalho para oengenheiro agrícola se abre e projeta este profissionalcomo um dos que deverão apresentar mais destaqueno cenário das profissões de futuro.A área de atuação do profissional inclui diagnóstico,avaliação de impactos ambientais e sociais, planeja-mento e projeto relacionados a sistemas que envolvemenergia, transporte, estruturas e equipamentos nas áre-as de irrigação e drenagem, construções rurais e ambi-ência, eletrificação, máquinas e implementos agrícolas,agricultura de precisão, mecanização, automação e oti-mização de sistemas, processamento e armazenamen-to de produtos agrícolas, incluídos também o manejo etratamento de resíduos gerados pelos processos agrí-colas, agropecuários e agroindustriais.De acordo com o professor Silvestre Rodrigues, osprofissionais de Engenharia Agrícola têm se inseridoprincipalmente nos centros urbanos, em empresas Bachareladovinculadas ao setor agrícola como – os fabricantesde máquinas e implementos agrícolas, equipamen- Turno: matutinotos para irrigação e outros setores da indústria. Isso Campus: São Cristóvãotem deixado um leque amplo de possibilidades detrabalho em áreas rurais. Duração: 5 anos Oferta: 50 vagas
  13. 13. 14Engenharia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Agronômica Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosPOR UMA AGRICULTURA Oferta: 50 vagasSUSTENTÁVELO poeta agricultor Wendel Berry disse que “comer éum ato agrário”. Até o alimento chegar à sua mesa, elepercorre uma cadeia produtiva. Você já pensou nis-so? Se você é daqueles que se preocupam com essasquestões, está inclinado ao Bacharelado em Engenha-ria Agronômica. Nesse curso, o aluno compreenderáa questão agrícola dentro de uma visão globalizantedo homem nas suas relações com a natureza. Vai en-frentar os desafios provocados por mudanças sócio--tecnológicas na agricultura, sem deixar de lado osagroecossistemas prevalecentes no Nordeste e, emparticular, em Sergipe. dade e de utilizar racionalmente os recursos disponíveis,A humanidade vem se preparando para a fronteira de sem deixar de conservar o meio ambiente.um novo desenvolvimento. Atualmente, a propostaaceita em todo o mundo é seguir na direção da susten- O engenheiro agrônomo formado pela UFS terá com-tabilidade, que visa atender às necessidades do pre- petência e habilidade para projetar, coordenar, ana-sente sem comprometer as possibilidades das futuras lisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificargerações de atenderem suas próprias necessidades. técnica e economicamente projetos agroindustriais, do agronegócio e da agricultura familiar; realizar vis-O Curso de Engenharia Agronômica da UFS pretende torias, perícias, avaliações, arbitramentos, laudos eformar profissionais comprometidos com a transforma- pareceres técnicos; e produzir, conservar e comercia-ção social, com a construção de uma sociedade verda- lizar alimentos e outros produtos agropecuários.deiramente justa, igualitária, livre e solidária de formaeconômica e sustentável e, neste sentido, propor um O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)novo modelo de agricultura no Brasil. estima haver um contingente de quatro milhões de pe- quenos agricultores no Brasil. Para cada grupo de 300Os conhecimentos teóricos e práticos oferecidos durante famílias, seria necessário 1 engenheiro agrônomo. Oua graduação permitirão ao estudante absorver e desen- seja, há grande demanda de profissionais qualificadosvolver tecnologias, ter capacidade de identificar e resolver para trabalhar com essas formas de plantio sustentável.problemas em atendimento às demandas da sociedade, Os dados do Instituto Nacional de Colonização e Refor-considerados aspectos políticos, econômicos, sociais, am- ma Agrária (INCRA) em Sergipe indicam a existência debientais e culturais, e ser capaz de compreender e traduzir um público de 171 assentamentos instalados que de-as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comuni- mandam assessoria de um engenheiro agrônomo.
  14. 14. 15Engenharia de Bacharelado Ciências Agrárias Graduação UFSAlimentos Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosFAÇA A DIFERENÇA: SEJA UM(A) Oferta: 50 vagasENGENHEIRO(A) DE ALIMENTOSHoje em dia nos deparamos com uma grande varie-dade de alimentos, disponíveis de forma in natura ouindustrializados. O responsável por fazer com que es-ses alimentos cheguem à casa do consumidor, semperder a qualidade, é o engenheiro de alimentos.Engenharia de alimentos é a aplicação dos princí-pios de Engenharia no armazenamento, processa-mento e distribuição de alimentos e bioprodutos. Ocurso requer uma formação sólida em Engenharia,associada a uma formação fundamental em químicae ciência dos alimentos. Engenheiros de Alimentospodem fazer valiosas contribuições em várias áre- Sanitária (Anvisa) e os serviços de inspeção de âmbi-as da cadeia alimentar: Projeto de equipamentos to estadual”, afirma Ana Carolina Aquino, mestre empara o processamento, manipulação, embalagem e Ciência e Tecnologia de Alimentos pela UFS. “Há ain-armazenamento de alimentos; aumento de escala da a atuação do engenheiro nas áreas de pesquisa ede produção de protótipos de processos e produtos ensino e extensão”, acrescenta.alimentícios; desenvolvimento de novos produtos eprocessos; vendas e assitência técnica; regulamen- Entre os discentes, o curso tem conseguido atendertação e proteção à saúde pública. às expectativas. “Confesso que antes de entrar na UFS não sabia a tão variada área de atuação de um en-Segundo o Prof. Marcelo Carnelossi, o curso de En- genheiro de alimentos, após entrar passei a conhecergenharia de Alimentos da UFS visa formar um profis- melhor quando iniciei o projeto de extensão propor-sional, habilitado em Engenharia de Alimentos, com cionado pelo PIBIX e acompanhando os projetos desólida formação técnico-científica e profissional de iniciação científica”, ressalta Liliane Mota.forma interdisciplinar, que o capacite a absorver edesenvolver novas tecnologias na área de Alimentos O curso de Engenharia de Alimentos é essencial-estimulando a sua atuação crítica e criativa na identi- mente prático, com diversas disciplinas práticas emficação e resolução de problemas de modo a atender Laboratório. Atualmente, o curso dispõe de quatroàs demandas da sociedade. Laboratórios, onze professores, todos com Doutora- do, e com linhas específicas de pesquisa na área de“O engenheiro de alimentos tem uma ampla área de alimentos. Essas pesquisas propiciam aos discentesatuação. Suas atividades podem ser desenvolvidas no a imersão em uma ambiente de pesquisa desde osetor de controle de qualidade de indústrias privadas segundo ano do Curso.produtoras de alimentos, bem como em órgãos fis-calizadores, como a Agência Nacional de Vigilância
  15. 15. 16Engenharia de limitações. Aluno da primeira turma, Jara participou Catálogo de Cursos 2012 do programa de Educação Ambiental em Comunida-Pesca des Costeiras, uma parceria entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renová- veis (Ibama) e a UFS. “Fizemos um levantamento de todo o pescado e verificamos quais as necessidades dos pescadores”, explica.GESTÃO PESQUEIRA O engenheiro de pesca também é capaz de coordenarCOM RESPONSABILIDADE grupos de pesquisa, desenvolver consultorias, emitirAMBIENTAL laudos, pareceres, realizar perícias e atuar como técni- co no âmbito da profissão.É o setor da engenharia voltado para o cultivo, a cap-tura e a industrialização de peixes e frutos do mar.Segundo a professora Ana Rosa Araújo, a formaçãoacadêmica é focada na gestão dos usos pesqueiros,tanto de pesca de captura quanto da aquicultura,através do cultivo de organismos aquáticos. “Gerir osrecursos pesqueiros com responsabilidade ambientalé um grande desafio. O Curso de Engenharia de Pescada UFS tem como orientação profissional formar en-genheiros comprometidos com uma prática susten-tável”, reforça a professora.O engenheiro de pesca estuda a aplicação de méto-dos e tecnologias para localizar, capturar, beneficiar econservar peixes, crustáceos e moluscos. Para o pro-fessor Mário Thomé, o mercado tem basicamente trêsvertentes: produção de alimentos, de pescado, comopeixes, crustáceos (camarões e caranguejos) e molus-cos (ostras, sururu, mexilhões e vieiras); gestão pes-queira e manejo dos ecossistemas aquáticos; e pro-cessamento, tanto da parte de aqüicultura como dagestão da pesca em si, ou seja, transformação dessespescados em subprodutos.Na avaliação de Mário Thomé, Sergipe ainda é muitodeficiente na área de gestão pesqueira. Não há, porexemplo, um órgão local responsável pelos recursospesqueiros. Ele acredita que o compromisso dos seis Bachareladoprofessores do curso é formar profissionais que darãoinício a essa prática no estado, “cuja área costeira é Turno: vespertinopromissora e pouco aproveitada”. Campus: São CristóvãoUm desses desbravadores será Victor Jara, que, em- Duração: 5 anosbora tenha visto o curso nascer, não se abalou com as Oferta: 50 vagas
  16. 16. 17Engenharia das tecnologias mais eficientes para a redução dos fenô- Ciências Agrárias Graduação UFS menos e gases relacionados ao Efeito Estufa. Tem aindaFlorestal influência crucial na quantidade e na qualidade de água superficial e subsuperficial, manejo da fauna silvestre e re- cuperação de áreas degradadas.DA PRODUÇÃO A Logística compreende desde o suprimento de madei- ra, planejamento, construção e manutenção de estradasÀ CONSERVAÇÃO até a colheita e transporte de madeira. Quanto à Tecno- logia de Produtos Florestais - hoje a área mais ampla da Engenharia Florestal – abrange tanto os produtos ma-A graduação vai possibilitar a associação deireiros (celulose, papel, energia, móveis, construçõesdos meios de conservação naturais etc.) como os produtos não madeireiros (óleos, resinas,com a produção, buscando uma prática recreação, proteção ambiental etc.).sustentável e evitando assim agressõesao meio ambiente Essa diversidade de linhas temáticas, por outro lado, torna-se benéfica, pois permite ao profis- sional da Engenharia Florestal, ao ingressar noO curso de Engenharia Florestal da UFS tem como objeti- mercado de trabalho, atuar em uma grande varie-vo principal dotar os futuros profissionais de conhecimen- dade de áreas, tais como: indústrias de base flo-tos e ferramentas que lhes permitam trabalhar a produção restal (celulose, siderurgia, serrarias etc.); órgãosde bens e serviços de um patrimônio florestal aliada à sus- públicos federais (IBAMA, EMBRAPA etc.), estadu-tentabilidade ambiental, econômica e social. ais (Secretarias de Estado etc.), municipais, como por exemplo, na arborização e paisagismo urbano,O currículo básico dos cursos de Engenharia Flores- como docente, dedicando-se ao ensino, pesquisatal no Brasil possibilita a formação tanto na área de e extensão; e como autônomo, envolvendo desdeprodução de bens quanto na área de conservação a consultoria, prestação de serviços e produção deda natureza. Para isso, o estudante da UFS dispõe de bens diversos (madeireiros e não madeireiros).grandes linhas temáticas que envolvem: Silvicultura,Manejo Florestal, Gestão Ambiental, Logística e Tec-nologia de Produtos Florestais.A Silvicultura, que compreende o cultivo de árvores paradiversos fins, está relacionada à produção de sementes ede mudas, preparo de áreas, plantio, manutenção do plan-tio, fertilização e proteção florestal, colheita, transporte esuprimento de indústrias.O Manejo Florestal, que contempla tanto as florestas na-turais quanto as plantadas, está associado a áreas especí-ficas, como: dendrometria, inventário, planejamento, ad-ministração e economia florestal, com fins de sustentabi-lidade ou manejo sustentável, incluindo a biotecnologia, Bachareladogenética e melhoramento florestal. Turno: matutinoNa Gestão Ambiental, a ênfase se dá às áreas de preserva- Campus: São Cristóvãoção ambiental, envolvendo não só as diferentes modali-dades de Unidades de Conservação, mas também estra- Duração: 4,5 anostégias de sequestro de carbono, que se mostra como uma Oferta: 50 vagas
  17. 17. 18Medicina Bacharelado Catálogo de Cursos 2012Veterinária Turno: integral Campus: São Cristóvão Duração: 5 anosMÉDICO VETERINÁRIO: O Oferta: 50 vagasMELHOR AMIGO DOSANIMAIS algum tempo. Este desejo foi contemplado e a primei- ra turma ingressou no primeiro semestre de 2010.A Medicina Veterinária pode ser considerada umaprofissão jovem no Brasil, uma vez que as primeiras O objetivo do curso é formar profissionais com conhe-escolas foram criadas em 1910, na cidade do Rio de cimentos para desenvolver ações direcionadas à áreaJaneiro. Desde então, o médico veterinário vem ga- de Ciências Agrárias, no que se refere à Produção Ani-nhando destaque em diversos setores da sociedade. mal, Produção de Alimentos, Saúde Animal e ProteçãoAtualmente, essa profissão é uma das mais importan- Ambiental. Segundo os professores Eduardo Caldastes do Brasil e do mundo devido ao seu amplo leque e Anselmo Santos, a medicina veterinária é a ciênciade competências, que vão desde a prevenção e cura que trata dos animais, desde a prevenção, o controle,das afecções de diversas espécies animais, produção e a erradicação até o tratamento das doenças, trauma-inspeção de alimentos, defesa sanitária, saúde públi- tismos ou qualquer outro agravo à sua saúde; além doca, ensino técnico e superior, pesquisa, extensão rural controle da qualidade dos produtos e subprodutos deaté a preservação ambiental. origem animal para o consumo humano, e do relevan- te papel nos sistemas de produção, que lhe permitemA profissão tem permanecido em alta no contexto atuar não só na produção de proteína animal para osocioeconômico mundial em razão do aumento da abastecimento do mercado interno e externo, maspopulação e da diminuição das áreas agrícolas, que também no planejamento e execução das atividadesresultam em crescente demanda por uma produção relacionadas à defesa sanitária animal.agropecuária eficiente, rápida e lucrativa, que res-peite a sanidade e o bem-estar animal. Estas atri-buições do Médico Veterinário são de grande im-portância e relevância na área de produção animal,principalmente em países com fortes característicasagropecuárias, como o Brasil.Mas, apesar disso, a relação de profissionais médicosveterinários por habitantes ainda é baixa. Dados doMinistério da Saúde mostram que o estado de Sergi-pe é o terceiro menor do país em número de médicosveterinários por habitantes (0,10/1.000 habitantes),estando na frente apenas dos estados de Alagoas e doAmazonas. Em primeiro lugar ficou Mato Grosso doSul, com 0,94 veterinários/1.000 habitantes, seguidodo Rio Grande do Sul (0,62) e de Mato Grosso (0,51).Diante de tantas competências e da grande deman-da, a criação do Curso de Medicina Veterinária na UFStornou-se um anseio da comunidade sergipana já há
  18. 18. 19Zootecnia Bacharelado Ciências Agrárias Graduação UFS Turno: matutinoA CIÊNCIA DA Campus: São CristóvãoPRODUÇÃO ANIMAL Duração: 5 anos Oferta: 50 vagasO Curso de Zootecnia da UFS obteve a nota máxima deste as melhores oportunidades estão nos sistemas dedo ENADE em 2011, em sua primeira avaliação com- produção de bovinos leiteiros, ovinos, caprinos, peixes,pleta (ingressantes e concluintes do curso). Obteve a camarões e, atualmente, a produção apícola começa a semelhor nota, entre os cursos de Zootecnia, da região desenvolver. No sul do Brasil e nos estados de Mato Gros-Nordeste e a terceira melhor nota do Brasil. Isso de- so do Sul, Rondônia e Maranhão surgem empregos emmonstra o elevado nível do curso, alta capacidade e fazendas para atuar em sistemas de produção animal,eficiência dos seus professores e, principalmente, a tanto no planejamento como na execução de diferenteselevada qualidade dos formandos. Portanto, a Zootec- projetos de criação de animais. No extremo sul do Brasilnia da UFS coloca no mercado de trabalho profissio- ainda se destacam grandes empresas como Sadia, Perdi-nais altamente qualificados para exercerem suas ativi- gão e Seara que absorvem bom número de zootecnistas.dades e contribuírem efetivamente com a sociedade. No Sudeste existe um bom campo de trabalho para os Zootecnistas principalmente no estado de Minas GeraisO objetivo do Curso de Zootecnia da UFS é formar onde se destacam os sistemas de produção de bovinosprofissionais habilitados e com elevada capacitação leiteiros e as inúmeras indústrias de beneficiamento dotécnica na área de produção animal para atender às leite como os laticínios que acabam absorvendo umdemandas da sociedade quanto a excelência na quali- grande número desses profissionais. O segmento da car-dade e segurança dos produtos de origem animal. ne orgânica, área pet com ênfase na alimentação de cãesPara que o objetivo acima seja atingido o curso oferece for- e gatos, área de bem estar animal e zoológicos são exem-mação teórica e prática a fim de capacitar o futuro zootec- plos de áreas em expansão que devem aumentar a de-nista a estudar e adotar técnicas de produção animal para manda de profissionais da Zootecnia nos próximos anos.que se obtenha produtos de alta qualidade, tais como car- Nas áreas urbanas os zootecnistas são absorvidos porne, leite, ovos e pele, além dos derivados desses produtos. multinacionais e empresas que possuem laboratóriosO Zootecnista é um especialista em criações de ani- de pesquisa e biotecnologia, por empresas de infor-mais domésticos de interesse comercial (bovinos, bu- mática para desenvolver softwares gerenciais especí-balinos, ovinos, caprinos, peixes, suínos, aves, coelhos, ficos para a área e diversos programas de formulaçãoeqüinos, abelhas, rãs, animais silvestres entre outros), e estatísticas. No setor público, cresce a contrataçãoporém também pode atuar na área de preservação de de profissionais em prefeituras para as áreas de pro-espécies de animais silvestres ou em zoológicos. É ca- dução e fiscalização de produtos de origem animal, napacitado para atuar no planejamento e na execução área de ensino (nas universidades e nas escolas agro-de projetos de toda a cadeia produtiva, desde o geren- técnicas), pesquisa (Embrapa e empresas estaduais deciamento da criação até o aprimoramento genético pesquisa) e de fiscalização agropecuária (Ministério dados rebanhos. Esse profissional é altamente especia- Agricultura e órgãos estaduais de fiscalização).lizado na área de alimentação e nutrição de animais,podendo formular e controlar a qualidade das dietas eformar e/ou manejar pastos e forrageiras. É apto aindaa avaliar, classificar e tipificar produtos e co-produtosde origem animal. Também é de sua competênciaformalizar registros genealógicos, exposições, provase avaliações funcionais e zootécnicas, bem como ge-renciar programas de melhoramento genético animal.O mercado de trabalho é amplo e se diferencia de acor-do com as necessidades de cada região do país. No Nor-
  19. 19. 20 Catálogo de Cursos 2012 21 Ciências Biológicas 22 EcologiaCiências 23 Educação Física 24 EnfermagemBiológicas 25 Farmácia 26 Fisioterapia 27 Fonoaudiologiae da Saúde 28 Medicina 29 Nutrição 30 Odontologia 31 Terapia Ocupacional
  20. 20. 21Ciências Biológicas Bacharelado | Licenciatura Ciências Biológicas e da Saúde Graduação UFS Turnos: matutino, vespertinoBIOLOGIA: e noturno Campi: São Cristóvão e ItabaianaA CIÊNCIA DA VIDA Duração: 4 anos Oferta: 30 vagas (Bach. matutino)Na modalidade a distância, a Licenciatu- 40 vagas (Lic. vespertino)ra em Biologia é ofertada na cidades de 40 vagas (Lic. noturno)Arauá, Areia Branca, Brejo Grande, Estância, 50 vagas (Lic. vespertino/Itabaiana)Laranjeiras, Itaporanga, Poço Verde, Portoda Folha, São Domingos, Lagarto (colônia13), Propriá e Nossa Senhora da Glória,para cada pólo são oferecidas 50 vagasO biólogo é um profissional cuja área de atuação é bas-tante ampla. De modo geral, investiga a origem, evolução,estrutura e o funcionamento dos seres vivos. Os conheci- no. Recentemente, por conta das novas demandas dementos e as descobertas das pesquisas biológicas podem aprendizado, ambas as opções de curso tiveram suasser aplicados, por exemplo, na cura de doenças, preserva- grades curriculares reformuladas e atualizadas, a fim deção do meio ambiente, desenvolvimento da agricultura, qualificar melhor seus profissionais.pecuária, indústria e vários outros setores da sociedade.O mercado de trabalho para biólogos vem crescendo de A aluna de licenciatura Neildes Souza Santana jáforma rápida, principalmente nas áreas de atuação que percebe os desafios que irá enfrentar. “Uma das difi-envolvam biotecnologia e questões ambientais. culdades é ter de ensinar Química e Física no 9º ano do ensino fundamental. Como deve ser essa aula?”,Para aqueles que se interessam em cursar Ciências Biológicas, questiona a futura professora.a UFS oferece duas possibilidades de graduação: a licencia-tura e o bacharelado. A primeira tem por objetivo habilitar Segundo Luciano Carlos de Menezes, graduado des-biólogos para serem professores das disciplinas de Ciências de 2006, o maior desafio do biólogo é ser aceito noe Biologia, no ensino fundamental e médio da Educação Bá- mercado de trabalho. É comum, em nosso estado, quesica. Já o bacharelado habilita profissionais principalmente profissionais de outras áreas atuem como professorespara a coordenação, elaboração e/ou execução de projetos de Biologia ou assinem trabalhos técnicos no lugarde pesquisa básica ou aplicada nos vários setores da Biolo- do biólogo, por conseguinte, o Conselho Regional degia. Em ambas as modalidades o profissional formado estará Biologia (CRBio) deveria ser mais atuante em Sergipe.apto a desenvolver projetos de pesquisa, análises laborato- Atualmente o estado faz parte do CRBio (5ª Região),riais e consultorias, emitir laudos e pareceres, realizar perícias seccional que aglomera todos os estados da regiãoe/ou atuar como responsável técnico. Nordeste, com sede em Recife. Embora seja um dos estados que mais formam profissionais em Biologia,De acordo com a professora Silmara de Moraes, os in- a delegacia do conselho mais próxima está em Salva-teressados em seguir essa carreira devem ainda estar dor.de softwares gerenciais específicos para a área. Noatentos ao embasamento humanístico que permite setor público, cresce a contratação de profissionais paracompreender a interação homem, sociedade, ciência as áreas de ensino (nas universidades públicas), pesquisae natureza. Para tanto, o curso é concentrado em qua- (na EMBRAPA e em empresas estaduais de pesquisa) e detro grandes áreas: Botânica, Zoologia, Genética e Ensi- fiscalização agropecuária (no Ministério da Agricultura).
  21. 21. 22Ecologia O Curso de Ecologia da UFS tem ingresso único anual Catálogo de Cursos 2012 e para ele são ofertadas 50 vagas através de proces- so seletivo. Sua estrutura curricular soma uma carga horária total de 3.285 horas, correspondentes a 219O ESTUDO DA NATUREZA créditos, distribuídos em atividades acadêmicas obri- gatórias e optativas, que podem ser integralizado em,E DA SUA CONSERVAÇÃO no mínimo, 8 (oito) semestres letivos (4 anos). A estrutura curricular do curso está organizada emA Ecologia é uma ciência recente, que busca estudar núcleos Básico (composto por disciplinas que forne-as interações e relações entre organismos e seu am- cem o embasamento teórico necessário), Profissionalbiente. Dessa forma, vem possibilitando ao ser huma- Essencial (com disciplinas obrigatórias do campo dono compreender a dinâmica da natureza, bem como saber destinadas à caracterização da identidade doo papel do homem nas suas transformações. A Ecolo- profissional) e Profissional Complementar Específicogia é, portanto, essencial para subsidiar programas de (que visa à contribuição do aperfeiçoamento da habi-manejo dos recursos naturais e estratégias de recupe- litação profissional dos formandos).ração de áreas degradadas.O Curso de Bacharelado em Ecologia da UFS visa àformação de profissionais habilitados para atuar notratamento das questões ambientais dos diferentesecossistemas que formam a paisagem brasileira.Embora a profissão ainda não esteja devidamente re-gulamentada, destacam-se, entre as várias atividadesdo bacharel em Ecologia, o planejamento e desen-volvimento de estudos ecológicos, a participação emprojetos sobre a criação de Unidades de Conservação,o desenvolvimento de planos diretores ou de ordena-mento territorial e a avaliação dos riscos e impactosambientais decorrentes das atividades humanas. Pode-rão ser ainda realizadas consultorias para órgãos gover-namentais e não governamentais, subsidiando equipesresponsáveis pelo estabelecimento de políticas públi-cas que visem ao tratamento das questões ambientaise à promoção de eventos e programas em EducaçãoAmbiental relativas às temáticas sobre proteção da bio-diversidade, habitats e ecossistemas, entre outros. Bacharelado Turno: matutino Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas
  22. 22. 23Educação Física Ciências Biológicas e da Saúde -aprendizagem) e de teorias do desenvolvimento dos Graduação UFS indivíduos em idade escolar. A UFS, atenta ao que acontece nos cenários nacional eFORMAÇÃO HUMANA, regional, investiu também na criação de um Curso de Bacharelado em “Ciência da Atividade Física e do Es-SAÚDE E ESPORTE porte” para atender a toda essa demanda e, portanto, proporcionar melhor qualidade de vida à população. Esse novo profissional é um especialista em atividadesO diferencial do curso da UFS é estimular físicas, nas suas diversas manifestações - ginásticas,a pesquisa e extensão através de projetos exercícios físicos, desportos, jogos, lutas, capoeira, ar- tes marciais, danças, atividades rítmicas, expressivas e acrobáticas, musculação, lazer, recreação, reabilitação,O Curso de Licenciatura em Educação Física da UFS foi ergonomia, relaxamento corporal, ioga, exercíciosfundado em 1975. Ao longo desse período, vem con- compensatórios à atividade laboral e do cotidiano etribuindo com a formação de professores de Educa- outras práticas corporais.ção Física atuantes em múltiplos espaços de interven-ção: nas redes escolares públicas e privadas de ensino Embora haja diferenças entre os campos de atuaçãofundamental e médio em Sergipe, além de academias, do licenciado e do bacharel, ambos devem ter algunsclubes e outros campos. objetivos em comum, como a prestação de serviços que favoreçam o desenvolvimento da educação e daDesde 2007, com a separação da formação em licen- saúde e contribuam para a capacitação e/ou resta-ciatura e bacharelado, o Curso de Licenciatura pers- belecimento de níveis adequados de desempenhopectiva, exclusivamente, tratar das questões afetas e condicionamento fisiocorporal dos seus beneficiá-às múltiplas dimensões do corpo e seus nexos com rios, a fim de proporcionar a obtenção do bem-estara Cultura, compreendendo de modo ampliado a for- e da qualidade de vida, da consciência, da expressãomação de crianças e jovens na Educação Básica. Para e estética do movimento, da prevenção de doenças,tanto, tem se esmerado na construção de diálogos de acidentes, de problemas posturais, da compen-profícuos entre ensino, pesquisa e extensão na for- sação de distúrbios funcionais, contribuindo aindamação dos jovens professores. para a consecução da autonomia, da autoestima, da cooperação, da solidariedade, da integração, da cida-No projeto pedagógico do curso está previsto que o dania, das relações sociais e a preservação do meiolicenciado deverá estar capacitado para o pleno exer- ambiente, observados os preceitos de responsabili-cício profissional no componente curricular Educação dade, segurança, qualidade técnica e ética no aten-Física na Educação Básica (Educação Infantil, Ensino dimento individual e coletivo.Fundamental e Ensino Médio) e Profissional em suasexigências gerais, tais como inserção social da escola,domínio de teorias e processos pedagógicos (ensino- Bacharelado | Licenciatura Turnos: matutino e vespertino Campus: São Cristóvão Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas (Bach. matutino) 50 vagas (Lic. vespertino)
  23. 23. 24Enfermagem Bacharelado | Licenciatura Catálogo de Cursos 2012 Turnos: vespertino e integralA NOBRE ARTE DE CUIDAR Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 4,5 anos Oferta: 80 vagas (vespertino/Saúde)A graduação capacita o aluno para traba- 50 vagas (integral/Lagarto)lhar nas áreas de saúde pública e hospitalarOs altos índices de morbidade da população, isto é, as mação de técnicos e auxiliares”, diz a Enfermeira Louri-sequelas geradas por complicações na saúde, tornam vânia Melo Prado, graduada pela UFS e profissional daindispensável o cuidar e a assistência continuada. É Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em Aracaju.nesse contexto que se insere o enfermeiro, cuja for-mação inclui competências e habilidades inerentes às Também há o curso de Enfemagem Bacharelado nonecessidades dos serviços em hospitais, consultórios, campus de Lagarto, que segue a proposta metodoló-unidades de saúde pública e particulares, empresas e gica dos cursos da Saúde ofertados nesse local.escolas. Na rede pública, a Estratégia da Saúde da Fa-mília absorve cada vez mais enfermeiros, assim comoas áreas de resgate de urgência e emergência e os cui-dados domiciliares.“A essência do trabalho de enfermagem é o cuidar”,destaca a professora Cássia Faro. Segundo ela, a gra-duação ofertada pela UFS capacita o aluno para traba-lhar nas diversas áreas de saúde, quer sejam espaçospúblicos quer sejam privados. “Ao concluir o Cursode Enfermagem, o profissional está apto a prestar as-sistência ao indivíduo na atenção primária de saúdee nos serviços de média e alta complexidade, que sepropõem a promover a saúde, prevenir doenças, tra-tar e reabilitar indivíduos, família e comunidades”.Durante a graduação, o aluno é estimulado a desen-volver atividades de monitoria, participar de projetosde pesquisa, ensino e extensão (PIBIC, PIIC, PIBIX, PETSaúde e Pet Enfermagem), participar de estágios ex-tracurriculares e eventos científicos.Atualmente o vestibular (PSS) oferta 80 vagas no cursode Enfermagem Bacharelado do campus de Aracaju. Oaluno poderá, além do Título de Bacharel em Enferma-gem, ter o de Licenciado em Enfermagem, desde quecurse as disciplinas exigidas no projeto pedagógicodo curso. “O foco principal é a assistência, mas o Enfer-meiro também pode atuar como educador, ensinandonas escolas de enfermagem de nível médio para a for-
  24. 24. 25Farmácia Ciências Biológicas e da Saúde qualidade físico-químico e microbiológico de medi- Graduação UFS camentos e cosméticos, e toxicologia. Criado há quase uma década, o Curso de Farmá-A SABEDORIA DA cia do campus de São Cristóvão, cuja duração é de aproximadamente 5 anos e com funcionamentoMISTURAS CURATIVAS vespertino, oferta 80 vagas para ingresso. No cam- pus de Lagarto, o curso funciona em período inte- gral e oferta 50 vagas para ingresso.Quando utilizado de maneira incorreta, um medica-mento pode causar sérios danos à saúde de uma pes-soa. Os motivos desse uso indevido são inúmeros, masum, em especial, pode ser destacado: a ausência deprofissionais habilitados para a orientação dos consu-midores em drogarias e farmácias. Porém, enganam--se aqueles que acreditam que o trabalho do farma-cêutico se resume à dispensação correta dos remédiosreceitados pelos médicos.O graduado em Farmácia tem competências paraatuar em farmácias hospitalares; farmácias com ma-nipulação e homeopatia; indústrias farmacêuticas,nas etapas de aprovação, registros e controle de me-dicamentos, cosméticos e correlatos; no gerencia-mento de sistemas de farmácia; em instituições depesquisa e laboratórios de medicamentos, cosméti-cos e de análises clínicas e toxicológicas, e ainda nosórgãos de regulamentação e fiscalização sanitária edo exercício profissional.A estrutura curricular do Curso de Farmácia funda-menta-se nas contribuições das ciências exatas, bio-lógicas, humanas, sociais e clínicas. No campo dasexatas, o estudante precisa ter afinidades com cálcu-los, pois são explorados conteúdos de matemática,química, estatística, física e física industrial. Já nasciências biológicas, são estudadas disciplinas ligadasà morfologia, fisiologia, imunologia, microbiologia,parasitologia, genética, bioquímica e farmacologia. BachareladoNo tocante à ética, são abordados temas de legis-lação, administração, economia e assistência farma-cêutica, que formam a base humanística e social da Turnos: vespertino e integralgraduação. Os conteúdos clínicos são abordados nas Campi: São Cristóvão e Lagartodisciplinas das áreas de análises clínicas e farmácia Duração: 5 anosclínica. Destacam-se ainda disciplinas específicas Oferta: 80 vagas (vespertino/Sãocomo: farmacobotânica, farmacognosia, farmacotéc-nica, química farmacêutica, tecnologia e controle de Cristóvão) 50 vagas (integral/Lagarto)
  25. 25. 26Fisioterapia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turnos: matutino e integralFISIOTERAPIA: SUA VIDA Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 5 anosEM BOAS MÃOS Oferta: 50 vagas (matutino/Saúde) 50 vagas (integral/Lagarto)O fisioterapeuta atua diretamente nãosó no tratamento e reabilitação da capa- públicas e particulares, nos centros de reabilitação, am-cidade funcional do paciente, como na bulatórios, consultórios, hospitais de atendimento ge-prevenção de lesões. ral, creches, asilos, academias, clubes com equipes es- portivas e ainda pode prestar atendimento domiciliar e consultoria a empresas e indústrias.Quem sofre um acidente, um derrame cerebral (AVC)ou passa por determinadas cirurgias, certamente Na graduação ofertada pela UFS, há professores dou-vai precisar do acompanhamento de um profissio- tores que participam também do programa de Pós-nal de saúde que o ajude a recuperar as funções dos -Graduação em Ciências da Saúde, o que oferece aomembros e sistemas do corpo durante o processo de bacharel a possibilidade de continuar sua formaçãoreabilitação. O profissional em questão é o fisiotera- no mestrado e no doutorado. No curso também sãopeuta, que atua diretamente não só no tratamento desenvolvidas atividades de pesquisa sob a orienta-e reabilitação da capacidade funcional do paciente, ção desses doutores, nas diferentes esferas da pes-mas também na prevenção de lesões. quisa científica, seja de caráter epidemiológico,seja de experimentação animal e humana. Quanto às ati-O Curso de Fisioterapia da UFS visa formar profissio- vidades de extensão, também fazem parte do curso enais generalistas, aptos a promover, proteger e recu- têm o objetivo de aperfeiçoar a formação e estender àperar a saúde, tendo o movimento humano como o população o conhecimento adquirido na UFS.principal objeto de trabalho. Por isso, na graduação,o aluno aprende a ter uma visão ampla do estudo domovimento humano, em todas as suas formas de ex-pressão e potencialidades, quer nas alterações pato-lógicas e cinético-funcionais, quer nas suas repercus-sões psíquicas e orgânicas.Segundo informações do Núcleo de Graduação em Fi-sioterapia, o curso prepara o estudante para atuar emambulatórios e hospitais, em áreas como traumatolo-gia e ortopedia, reumatologia, geriatria, neurologiaadulto, pediatria, disfunções crânio-mandibulares, saú-de do trabalhador, ergonomia, dermatologia e estética,prótese e órtese, saúde coletiva e terapia intensiva.Nesse vasto campo de atuação, o bacharel em Fisiotera-pia participa desde a elaboração do diagnóstico físico efuncional até a escolha e execução dos procedimentosfisioterapêuticos pertinentes a cada situação. No mer-cado, ele se insere, portanto, em clínicas especializadas
  26. 26. 27Fonoaudiologia Bacharelado Ciências Biológicas e da Saúde Graduação UFS Turnos: matutino e integralPARA FALAR E OUVIR BEM Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 4 anos Oferta: 50 vagas (matutino/Saúde)Profissional da área da saúde responsável pela habi-litação e reabilitação das alterações da comunicação 50 vagas (integral/Lagarto)humana, o fonoaudiólogo pesquisa, previne, diag-nóstica e trata os problemas de audição, linguagem,motricidade oral e voz. O curso ofertado pela UFS é oprimeiro de Sergipe e sua criação articula-se com aspotencialidades e as demandas efetivas do estado.Segundo informações do Núcleo de Graduação emFonoaudiologia, o profissional egresso da UFS deve-rá ser um agente de transformação social, que contri-bua para desmistificar a concepção do fonoaudiólogocomo profissional liberal apenas. Ele pode atuar nãosó em clínicas e consultórios particulares, mas tam-bém em hospitais, escolas, empresas e outras unida-des do serviço público de saúde e educação.Na graduação, as disciplinas que integram a gradecurricular estão estruturadas para a formação de umprofissional que tenha como base um aprendizadoteórico-prático abrangente, que privilegia a vivênciado “fazer fonoaudiológico”. Nesse sentido, um núcleode disciplinas, como anatomia, psicologia e linguís-tica, visa propiciar a formação básica para a compre-ensão do ser humano, seu organismo, suas relaçõessociais, seu psiquismo e sua linguagem; os núcleos deconhecimentos específicos e profissionalizantes de-senvolvem as competências e habilidades necessáriasao exercício da profissão de fonoaudiólogo. A partirdesse ensino generalista, o aluno poderá singularizar--se sem, no entanto, perder de vista a complexidadede sua atuação clínico-terapêutica.Após o bacharelado, para aqueles que desejam se-guir carreira acadêmica, a UFS oferece pelo menosquatro mestrados em áreas afins: Ciências da Saúde,Letras (na linha de pesquisa voltada para linguísti-ca), Educação e Psicologia.
  27. 27. 28Medicina rado), em que é possível desenvolver pesquisas tanto Catálogo de Cursos 2012 na área básica como na área clínica. O campo de atuação é amplo, seja na esfera privadaA SAÚDE ou na pública, pois o trabalho não se restringe ao con- tato direto com pacientes. Pode-se fazer pesquisas naCOMO PROFISSÃO área, analisar exames, administrar centros de saúde, ensinar, entre outras atividades. Em Sergipe, o Depar- tamento de Medicina da UFS aponta como possíveisDentre os objetivos, a graduação na UFS locais de trabalho, na esfera pública, os laboratóriosvisa formar médicos aptos a desenvolver do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) doações de prevenção, promoção, proteção Campus de São Cristóvão, o HU, o Hospital de Urgên-e viabilização da saúde, tanto em nível in- cia Governador João Alves Filho, a Maternidade Nossadividual quanto coletivo Senhora de Lourdes e as unidades de saúde da família da capital e do interior.No topo dos cursos mais concorridos da UFS, Me-dicina constitui-se em uma das graduações queajudaram na criação da primeira, e até então única,universidade pública de Sergipe. A tradição da fa-culdade, implantada no início da década de 1960,projeta-se no mercado sergipano, quando verifica-do que boa parte dos profissionais que atuam hojeem hospitais, unidades básicas de saúde e clínicasespecializadas é egressa dessa universidade. Em2011, comemoramos o cinquentenário da fundaçãodo curso de Medicina da UFS.O objetivo primordial do curso é formar médicos ap-tos a desenvolver ações de prevenção, promoção,proteção e viabilização da saúde, tanto no âmbitoindividual como no coletivo. Dedicação é qualidadenecessária ao discente durante a graduação, não sóporque o Bacharelado em Medicina tem duração deseis anos, mas também pela complexidade das disci-plinas de sua grade curricular, que proporcionam umaformação generalista, humanista, crítica e reflexiva.Ao graduar-se, o médico poderá cursar a residênciamédica em determinada área. Na seleção de 2010, oHospital Universitário (HU) ofertou vagas para treze Bachareladoáreas: clínica médica, clínica cirúrgica, pediatria, obste-trícia e ginecologia, infectologia, medicina de família e Turno: integralcomunidade, nefrologia, pneumologia, dermatologia, Campi: Saúde (Aracaju) e Lagartoendocrinologia, radiologia, cardiologia e coloproctolo-gia. Ademais, o profissional poderá optar pela carreira Duração: 6 anosacadêmica, e, para isso, a UFS oferece Pós-Graduação Oferta: 100 vagas (Saúde)stricto sensu em Ciências da Saúde (mestrado e douto- 60 vagas (Lagarto)
  28. 28. 29Nutrição Ciências Biológicas e da Saúde Graduação UFS cência (ensino, pesquisa e extensão); nutrição esportiva (academias, clubes esportivos); gerenciamento de proje- tos e elaboração de informes técnicos de produtos ali- mentícios; treinamento técnico de indivíduos; controleNUTRIÇÃO: SINÔNIMO de qualidade de alimentos e atuação na área de marke- ting e de estudos experimentais (indústria de alimentosDE QUALIDADE DE VIDA e desenvolvimento de produtos). Na UFS, o curso teve início em 2007. Além das disci- plinas comuns a todos os cursos relacionadas à saúde, como bioquímica, anatomia e fisiologia, entre outras,O nutricionista cuida da alimenttação das os estudantes da graduação têm acesso a conteúdos epessoas e o resultado desse trabalho se atividades extraclasse, que não só possibilitam sua in-expressa na saúde e bem-estar de uma serção em projetos de pesquisa e extensão, mas tam-determinada comunidade ou da popula- bém proporcionam formação humanística, ética e o desenvolvimento de habilidades e competências paração em geral sua atuação na promoção da saúde e reabilitação. Na área da pesquisa, há o Núcleo de Estudos em Ali- mentos, Nutrição e Saúde (NUPANS), cujos membrosCiência que estuda a composição dos alimentos e as são docentes das diversas áreas da nutrição, que buscamnecessidades nutricionais do indivíduo, a Nutrição produzir, a partir das necessidades locais, conhecimen-tem sido estudada desde a Antiguidade. Hipócrates tos que possam ser úteis à melhoria da qualidade da ali-(460 a.C. - 377 a.C.), considerado o Pai da Medicina, por mentação e nutrição da população sergipana.da famíliaexemplo, afirmava: “Deixe seu alimento ser o seu remé- da capital e do interior.dio e o seu remédio ser o seu alimento”. Essa máxima,ainda seguida pelos nutricionistas, já evidenciava osbenefícios e a importância da nutrição na vida humana.Uma alimentação saudável, associada a um estilo devida saudável, é premissa fundamental para a manu-tenção do bom estado de saúde. O aumento da pre-valência de obesidade e diabetes, as políticas públicasvoltadas para a alimentação e nutrição e a crescentepreocupação dos indivíduos em manter uma alimenta-ção saudável demonstram a necessidade do profissio-nal de nutrição em uma equipe de saúde. O nutricionis-ta é um profissional que está envolvido em todas as áre-as do conhecimento em que a alimentação e nutriçãose apresentem essenciais para a promoção, manuten-ção e recuperação da saúde e prevenção de doençasde indivíduos ou grupos populacionais. A formação emNutrição busca o entendimento da relação do homemcom o alimento sob todos os aspectos: fisiopatológicos,psicológicos, culturais, políticos, econômicos e sociais. BachareladoO Curso de Bacharelado em Nutrição da UFS tem for-mação generalista que torna possível ao egresso atuarnas áreas de alimentação coletiva (empresas, restau- Turno: integralrantes, serviço de alimentação de estabelecimentos Campi: Saúde (Aracaju) e Lagartoassistenciais de saúde, escolas e creches); nutrição clíni-ca (consultórios, ambulatórios, hospitais, SPAs); saúde Duração: 4 anoscoletiva (unidades básicas de saúde, ambulatórios de Oferta: 50 vagas (Saúde)especialidades,escolas,creches, gestão de políticas); do- 50 vagas (Lagarto)
  29. 29. 30Odontologia Bacharelado Catálogo de Cursos 2012 Turno: integralA SAÚDE BUCAL Campi: Saúde (Aracaju) e Lagarto Duração: 5 anosCOMO PROFISSÃO Oferta: 6o vagas (Saúde) 50 vagas (Lagarto)Na UFS o curso é voltado para a formaçãode cirurgiões dentistas e clínicos gerais neralista, e também como especialista, após titulação em cursos de pós-graduação lato sensu.A conhecida frase “saúde começa pela boca” ajuda a Desde 2012, encontra-se em funcionamento oentender o alcance do trabalho desempenhado pelo Curso de Pós-graduação stricto sensu, nível mes-dentista, pois é ele quem se dedica à prevenção, re- trado, com oferta inicial de 11 vagas.cuperação e manutenção da saúde buco-maxilo-facialdas pessoas. Quando executadas de maneira integra-da ao trabalho de outros profissionais da área da saú-de, essas tarefas abrem caminho para melhorar a qua-lidade de vida da população.Nesse contexto, o gostar de lidar com pessoas e ashabilidades manuais são elementos indispensáveis aoperfil de quem se interessa por esta formação profis-sional. Na UFS, o Curso de Odontologia é voltado paraa formação de cirurgiões dentistas e clínicos geraiscapazes de aplicar os princípios técnicos, científicos eéticos nas ações preventivas e curativas.A graduação contempla disciplinas teóricas e práti-cas, de formação básica e específica, e ainda agrega oatendimento clínico, que acontece no Ambulatório deOdontologia localizado no Hospital Universitário (HU),Campus da Saúde “Prof. João Cardoso Nascimento Ju-nior”. Além do curso no município de Aracaju, existeoutra unidade acadêmica localizada no Campus Dr.Antonio Garcia Filho, município de Lagarto.As opções do mercado de trabalho são diversificadas,em face da evolução da Odontologia e da necessida-de de desenvolver atividades integradas a outros pro-fissionais (equipes multidisciplinares). O bachareladogarante a atuação do dentista em serviços públicos eprivados, quer seja na prevenção, quer seja na recupe-ração da saúde oral. Após a graduação, o profissionalpode atuar em diversas áreas trabalhando como ge-

×