Your SlideShare is downloading. ×
Am 132 slides joao
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Am 132 slides joao

646
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
646
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Em contrapartida e apesar de tudo, existe um nicho de professores que estão atualizados e integrados com as novas tecnologias de informação e comunicação, as TICs. Além disso, mesmo diante deste cenário, observamos que começavam a aparecer blogs de escolas e professores no espaço virtual. Isto me levou a buscar compreender como e para que estes blogs eram usados. Assim, surgiu a idéia deste estudo
  • Em contrapartida e apesar de tudo, existe um nicho de professores que estão atualizados e integrados com as novas tecnologias de informação e comunicação, as TICs. Além disso, mesmo diante deste cenário, observamos que começavam a aparecer blogs de escolas e professores no espaço virtual. Isto me levou a buscar compreender como e para que estes blogs eram usados. Assim, surgiu a idéia deste estudo
  • Em contrapartida e apesar de tudo, existe um nicho de professores que estão atualizados e integrados com as novas tecnologias de informação e comunicação, as TICs. Além disso, mesmo diante deste cenário, observamos que começavam a aparecer blogs de escolas e professores no espaço virtual. Isto me levou a buscar compreender como e para que estes blogs eram usados. Assim, surgiu a idéia deste estudo
  • Em contrapartida e apesar de tudo, existe um nicho de professores que estão atualizados e integrados com as novas tecnologias de informação e comunicação, as TICs. Além disso, mesmo diante deste cenário, observamos que começavam a aparecer blogs de escolas e professores no espaço virtual. Isto me levou a buscar compreender como e para que estes blogs eram usados. Assim, surgiu a idéia deste estudo
  • Nome e ano e ideia
  • Conceituacao e os tipos
  • Transcript

    • 1. Congregação de Santa Dorotéia do Brasil Faculdade Frassinetti do Recife Programa de Pós-Graduação Especialização em Informática em Educação O USO DA VÍDEOAULA COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO E EDUCATIVO: um olhar sobre a aula 15 do curso de química do Telecurso 2010. Aluno: João Francisco de Melo Neto Orientadora: Profª. Ms. Diana Maria Farias Pessoa
    • 2. Tópicos abordados
      • 1. Introdução
      • 2. Referencial teórico
      • 3. Metodologia
      • 4. Análise e interpretações dos dados
      • 5. Considerações finais
    • 3. 1. Introdução
      • Justificativa
      • Motivação - Trabalho em uma empresa cujo produto final é um programa (vídeo).
      • Relevância
      • Importância do estudo - Conscientizar o professor que a vídeoaula pode contribuir na sua prática pedagógica.
      • Problemática
      • Como a vídeoaula pode contribuir para a ampliação da disseminação do conhecimento no processo de ensino e aprendizagem?
    • 4. 1. Introdução
      • Objetivo geral
      • Observar o uso da aula 15 do curso de Química do Telecurso 2010 da Fundação Roberto Marinho como instrumento didático e educativo.
    • 5. 1. Introdução
      • Objetivos específicos
      • - Identificar as potencialidades e limitações da vídeoaula no processo de ensino e aprendizagem.
      • - Verificar as particularidades do professor como mediador no processo de ensino e aprendizagem com o uso da vídeoaula.
      • - Observar o processo de deslocamento do professor de suas atividades de repassador para a de mediador do conhecimento.
    • 6. 2. Referencial Teórico
      • - WIKIPÉDIA (2010) Enciclopedia virtual;
      • - MORAN (2010) O video na sala de aula;
      • - VALENTE (2009) Diferentes usos do computador na educação;
      • - PILETTI (1990) Didática geral;
      • - NAPOLI (2009) Grandes invenções e descobertas;
      • - LUZURIAGA (1985) História da educação e da pedagogia;
      • - PIZZOTTI (2003) Enciclopédia básica da mídia eletrônica;
    • 7. 2. Referencial Teórico
      • - RAMALHO (1976) Os fundamentos da física;
      • - LOLLINI (1991) Didática e computado: Quando e como a informática na educação;
      • - REYNADA (2003) Curso de manutenção e montagem de PC;
      • - HENNEMEN (1996) O que é psicologia?
      • - PIZZOTTI (2003) Enciclopédia básica da mídia eletrônica;
    • 8. 3. Metodologia
      • - A abordagem qualitativa;
      • - O tipo de pesquisa: bibliográfica;
      • - A vídeoaula é uma aula gravada e distribuída em forma de vídeo (VÍDEOAULA, 2010).
      • - A criação da vídeoaula envolve um produtor de vídeo, um professor da disciplina e um pedagogo;
    • 9. 3. Metodologia
      • Não foi encontrado na literatura pesquisada parâmetros para avaliar uma vídeoaula.
      • Primeira etapa : Critérios para construção dos parâmetros de avaliação da vídeoaula.
      • Segunda etapa : Parâmetros de avaliação da vídeoaula.
    • 10. 3. Metodologia
      • Primeira etapa
      • Critérios para construção dos parâmetros de avaliação da vídeoaula.
      • - Como se produz um vídeo (pré-produção, produção, pós-produção)?
      • - Como se elabora uma aula (apresentação, explanação, conclusão)?
      • - Como se escolhe um bom professor (conhecimento, comunicação, didática)?
    • 11. 3. Metodologia
      • Segunda etapa
      • Parâmetros de avaliação da vídeoaula
      • 1. Qual o objetivo da vídeoaula (Instruir, informar, entreter)?
      • 2. Qual o público-alvo da vídeoaula (ensino fundamental, médio ou superior)?
      • 3. Qual a metodologia usada na vídeoaula?
      • 4. O professor-ator-virtual expõe o conteúdo com didática?
    • 12. 4. Análise e interpretação dos dados
      • I. Análise dos parâmetros de construção de um vídeo
      • - Pré-produção (história, roteiro, planejamento);
      • Roteiro da Vídeoaula (o roteirista, o professor, o pedagogo)
      • - Produção (captura de imagem e som, coleta de material);
      • - Pós-produção (edição de imagem e som, efeito especial).
    • 13. 4. Análise e interpretação dos dados
      • II. Análise dos parâmetros para elaboração de uma aula
      • - Método / Metodologia de ensino;
      • - Ambiente / sala;
      • - Tempo de duração da aula;
      • - Início (apresentação do assunto a ser tratado e o título);
      • - Meio (explanação do conteúdo);
      • - Fim (resumo do assunto explanado);
      • - Aplicação (atividades para serem desenvolvidas).
    • 14. 4. Análise e interpretação dos dados
      • III. Análise da aula 15 do curso de química do Telecurso 2010 (Como pega fogo?)
      • 1. Qual o objetivo da vídeoaula 15?
      • Construir o conhecimento seguindo as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN de química e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDB (Lei 9394 / 96).
      • 2. Qual o público-alvo da vídeoaula 15?
      • Os alunos do ensino médio regular, os de telessalas e os que estudam sozinho.
    • 15. 4. Análise e interpretação dos dados
      • III. Análise da aula 15 do curso de química do Telecurso 2010 (Como pega fogo?)
      • 3. Qual a metodologia usada na vídeoaula 15?
      • A metodologia trabalha a construção do conhecimento coletivo fundamentada na contextualização, na transversalidade e na interdisciplinaridade, isto é, correlacionando conceitos teóricos entre disciplinas e com o dia-a-dia dos alunos.
      • 4. O professor-virtual expõe o conteúdo com didática?
      • O professor-ator expõe o conteúdo na forma de encenação teatral e com simulação de experiências no laboratórios.
    • 16. 5. Considerações Finais
      • Aspectos positivos da vídeoaula 15:
      • - Contribui para a disseminação do conhecimento;
      • - A explanação do conteúdo segue a orientação da LDB/96;
      • - Ajuda na prática pedagógica do professor.
      • Aspectos negativos da vídeoaula 15:
      • - A sua produção utiliza vários profissionais;
      • - A sua exibição requer da instituição uma infra-estrutura;
      • - Exige do professor uma metodologia diferenciada.
    • 17. 5. Considerações Finais
      • A aula 15 do curso de química do Telecurso 2010 da Fundação Roberto Marinho:
      • - Mostra-se uma ferramenta educativa;
      • - Amplia e dissemina o conhecimento;
      • - Contribui na explanação do conteúdo;
      • - Identifica-se como grande potencialidade educativa;
      • - Ajuda na contextualização do conteúdo;
    • 18. 5. Considerações Finais
      • Resposta da problemática;
      • Como a vídeoaula pode contribuir para ampliação da disseminação do conhecimento no processo de ensino e aprendizagem?
      • Alcance do objetivo geral;
      • Observar o uso da aula 15 do curso Química.
      • Alcance dos objetivos específicos.
      • Identificar as potencialidades e limitações da vídeoaula no processo.
      • Verificar as particularidade do professor mediador no processo.
      • Observar o processo de deslocamento do professor repassador para mediador.
    • 19. 5. Considerações Finais
      • Com base nessa pesquisa, mesmo sendo de pouca abrangência, observou-se que a inserção da vídeoaula na prática pedagógica reforça a contextualização com temas horizontais e transversais na explanação do conteúdo a ser trabalhado pelo professor. Tornando, assim a aula mais dinâmica e motivadora para o aluno.
    • 20. Obrigado! [email_address]