Primeiro Olhar
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Primeiro Olhar

on

  • 6,052 views

 

Statistics

Views

Total Views
6,052
Views on SlideShare
5,972
Embed Views
80

Actions

Likes
4
Downloads
157
Comments
1

5 Embeds 80

http://moodle.ips.pt 26
http://daceaomundo.blogs.sapo.pt 22
http://www.slideshare.net 19
http://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 9
https://jujo00obo2o234ungd3t8qjfcjrs3o6k-a-sites-opensocial.googleusercontent.com 4

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Primeiro Olhar Presentation Transcript

  • 1. PRIMEIRO OLHAR Expressão Plástica DACE – ESTÁGIO BARROCA Docente -Elisa Marques Abril de 2009
  • 2. APRESENTAÇÃO DO PROJECTO
    • Intenção pedagógica:
    • Educação do olhar e do ver através do contacto com obras de arte
    • Desenvolvimento da sensibilidade estética
    • Diálogo sobre a arte
  • 3. OITO PERCURSOS
    • 1 -Duas famílias estilísticas
    • 2 -Impulsividade do Traço-Mancha Livre
    • 3 – Sentido das Proporções e Arabesco- Figura Humana, Pares
    • 4 – Cor Digitalizável
    • 5 – Apuramento da Forma- encadeamento
    • 6 – Volume e espaço
    • 7 – Metamorfose e Metáfora
    • 8 – Integração - Cor
  • 4. 1 - DUAS FAMÍLIAS ESTILÍSTICAS Retrato de uma jovem – séc. XV Domenico Chirlandaio Figura de Velho – séc.XVII Harmensz Rembrandt
  • 5. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre os elementos das obras de modo a aprender algumas características de cada família estilística, Renascimento e Barroco, relacionando-as com o “Baixo Relevo Egípcio” e com o “The Secret Agent”, de Jorge Molder
    • Falar sobre os ciclos de vida e sobre o género
    • Consciencializar para a fotografia como um modo de expressão
    • Relacionar os conteúdos narrativo e plástico de modo a apreender a obra na sua globalidade
  • 6. CONTEÚDOS
    • Retrato e Auto-Retrato
    • Modalidades Expressivas
    • Posição vertical e diagonal, cores, luz, textura, linhas, linha de contorno, relação figura-fundo, pincelada
    • Renascimento e Barroco
    • Tempo e espaço
    • Ciclos de vida
    • Género
  • 7. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 8. O diálogo
  • 9.
    • Jogos
  • 10.
    • Experimentação Plástica
  • 11.
    • Produção de um retrato
  • 12. 2 – IMPULSIVIDADE DO TRAÇO – MANCHA LIVRE As Vivian Girls como  Moinhos de Vento – 1978   Paula Rego D. Quixote e os carneiros – 1963 J ú lio Pomar
  • 13. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras “ Vivian girls”, de Paula Rego e “D. Quixote e os Carneiros”, de Júlio Pomar, abordando as noções de fantasia, liberdade, imaginação e a pintura como ilustração
    • Identificar os conteúdos plástico e narrativo das obras deste percurso visual
  • 14. CONTEÚDOS
    • Pintura como ilustração
    • Narrativas
    • Fantasia, liberdade e imaginação
    • Os artistas e o contexto histórico-cultural
    • Impulsividade do traço
    • Mancha livre
    • Movimento e gestualidade
    • Formas, traço, contorno, fundo, figura, cores quentes-frias, linhas, espaço, contraste, luz
    • Expressividade
  • 15. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 16.
    • Jogos
  • 17.
    • Experimentação Plástica
  • 18. 3 - ARABESCO E O SENTIDO DAS PROPORÇÕES Komachi dizendo adeus  a um apaixonado – séc. XVIII – Nichimura Shigenobu O marinheiro e a rapariga   – 1928 – Almada Negreiros
  • 19. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras
    • Identificar os conteúdos plásticos e narrativo das obras
    • Verificar simultaneamente, o uso da linha como contorno e estrutura
    • Perceber a volumetria através da gradação da cor
  • 20. CONTEÚDOS
    • Figura humana-pares
    • Concentração estilística na linha
    • Expressividade da linha
    • A proporção através da figura humana
    • Equilíbrio estático e dinâmico
    • Gradação de cinzentos
    • Volume
    • A proporção através da relação de volumes geométricos
    • Desproporção
    • Desenho como modalidade de expressão
    • Contexto histórico-cultural dos artistas
    • Expressão do amor
    • Cenas do quotidiano
    • Festividades e tradições
  • 21. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 22.
    • Jogos
  • 23.
    • Experimentação Plástica
  • 24. 4 – COR DIGITALIZÁVEL Fernando Pessoa – Heterónimo - 1978 Costa Pinheiro Praia do Vau – 1982 –   Joaquim Rodrigo
  • 25. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras
    • Relacionar os conteúdos plástico e narrativo das obras
    • Apreender as noções de heterónimo e pseudónimo
    • Estar atento a um jogo de cores pré-definido
    • Nomear e contar cores
    • Identificar cores primárias , secundárias e complementares
    • Relacionar a literatura e as artes plásticas
    • Perceber o valor da imaginação nas várias profissões dos heterónimos
  • 26. CONTEÚDOS
    • Cores primárias, secundárias e complementares
    • Valor da cor
    • Preto e branco
    • Utilização das cores para a demarcação de áreas
    • Luz e sombra
    • Pseudónimo
    • Heterónimo
    • A poesia e as artes plásticas
  • 27. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 28.
    • Jogos
  • 29.
    • Experimentação Plástica
  • 30.  
  • 31.
    • A poesia e as artes plásticas
  • 32. 5 – APURAMENTO DA FORMA ENCADEAMENTO Espacilimitado - 1958 Nadir Afonso Desdobragem – 1982 –   Eurico Gonçalves
  • 33. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras
    • Apreender a noção de apuramento de forma/encadeamento
    • Criar o gosto pelas artes gráficas e cinéticas
    • Adquirir a noção de padrão e ritmo
    • Experimentar plasticamente a repetição de formas caligráficas e tipográficas
    • Conceber sequências tridimensionais
  • 34. CONTEÚDOS
    • Apuramento da forma/encadeamento
    • Pintura visual e poli-sensorial
    • Signo geométrico e gestual
    • Forma controlada e impulsiva
    • Repetição de formas e padrões
    • Variação de formas encadeadas
    • Figuras geométricas
    • Cores lisas
    • Movimento e ritmo
    • Espaço (im)previsibilidade das distâncias
  • 35. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 36.
    • Jogos
  • 37.
    • Experimentação Plástica
  • 38. 6 – VOLUME E ESPAÇO Le Héros – Le Hérault - 1939 Vieira da Silva Atlantis – 1971 Bartolomeu Cid
  • 39. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras
    • Relacionar os conteúdos plástico e narrativo das obras deste percurso visual
    • Realizar actividades que permitam a apreensão das noções de volume e de espaço
  • 40. CONTEÚDOS
    • Volume e espaço
    • Linhas rectas verticais, horizontais e diagonais
    • Quadrilátero e paralelepípedo
    • Sugestão de profundidade
    • Luz
    • Claro-escuro
    • Figuras humanas, fantasmagóricas e celestiais
  • 41. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 42.
    • Jogos
  • 43.
    • Experimentação Plástica
  • 44. 7 – METAMORFOSE E METÁFORA Entrada - 1917 Amadeo de Sousa-Cardoso Homenagem a Picasso – 1961 Fernando de Azevedo
  • 45. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras
    • Relacionar os conteúdos plástico e narrativo das obras
    • Compreender os conceitos de metáfora e metamorfose
    • Enumerar os elementos da ordem da metamorfose e da ordem da metáfora
    • Sensibilizar para as modalidades expressivas da técnica da colagem, assemblage e mista
    • Compreender que os elementos figurativos na obra de Amadeo de Sousa Cardoso referem o que é visível
    • Descobrir as hipóteses formais dadas pela livre associação de objectos ao quotidiano
    • Aplicar plasticamente as noções de metamorfose e metáfora.
  • 46. CONTEÚDOS
    • Metamorfose e metáfora
    • Denotação e conotação
    • Representação de espaços vazios
    • Texturas
    • Contraste de cores
    • Trompe l’oeil cubista
    • Festas como homenagem a pessoas e eventos
    • Colagem e assemblage
  • 47. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 48.
    • Jogos
  • 49.
    • Experimentação Plástica
  • 50. 8 – COR - INTEGRAÇÃO Pergaminho - séc. XIV Arras-Reims Retrato de uma Jovem - séc. XV Domenico Ghirlandaio Figura de Velho - séc. XVII Harmensz Rembrant Entrada - séc. XX Amadeo de Sousa-Cardoso
  • 51. OBJECTIVOS
    • Dialogar sobre as obras
    • Perceber as concepções de cor
    • Apreender as noções de cor heráldica, local, tonal e tímbrica
    • Descobrir valores diferentes das cores
    • Compreender os elos de ligação entre diferentes períodos da História da Arte: medieval, pré-renascentista, renascentista, barroco, impressionista e moderno
  • 52. CONTEÚDOS
    • Cor
    • Épocas na História da Arte
    • Cromatismo heráldico, local, tonal e tímbrico
  • 53. OPERACIONALIZAÇÃO
    • Diálogo
  • 54.
    • Jogos
  • 55.
    • Experimentação Plástica
  • 56. http:// www.dgidc.min-edu.pt/inovbasic/edicoes/noe/noe52/dossier5.htm http:// marieta.no.sapo.pt/Portugues/6percurso.htm Bibliografia GONÇALVES, Rui Mário,FRÓIS,João Pedro, MARQUES, Elisa, (2002), Primeiro Olhar , Programa Integrado de Artes Visuais , Caderno do ProfessorFundação Calouste Gulbenkian, Serviço de Educação e Bolsas, Lisboa