Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Primeiro Olhar

6,251 views

Published on

Published in: Education, Technology, Travel

Primeiro Olhar

  1. 1. PRIMEIRO OLHAR Expressão Plástica DACE – ESTÁGIO BARROCA Docente -Elisa Marques Abril de 2009
  2. 2. APRESENTAÇÃO DO PROJECTO <ul><li>Intenção pedagógica: </li></ul><ul><li>Educação do olhar e do ver através do contacto com obras de arte </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da sensibilidade estética </li></ul><ul><li>Diálogo sobre a arte </li></ul>
  3. 3. OITO PERCURSOS <ul><li>1 -Duas famílias estilísticas </li></ul><ul><li>2 -Impulsividade do Traço-Mancha Livre </li></ul><ul><li>3 – Sentido das Proporções e Arabesco- Figura Humana, Pares </li></ul><ul><li>4 – Cor Digitalizável </li></ul><ul><li>5 – Apuramento da Forma- encadeamento </li></ul><ul><li>6 – Volume e espaço </li></ul><ul><li>7 – Metamorfose e Metáfora </li></ul><ul><li>8 – Integração - Cor </li></ul>
  4. 4. 1 - DUAS FAMÍLIAS ESTILÍSTICAS Retrato de uma jovem – séc. XV Domenico Chirlandaio Figura de Velho – séc.XVII Harmensz Rembrandt
  5. 5. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre os elementos das obras de modo a aprender algumas características de cada família estilística, Renascimento e Barroco, relacionando-as com o “Baixo Relevo Egípcio” e com o “The Secret Agent”, de Jorge Molder </li></ul><ul><li>Falar sobre os ciclos de vida e sobre o género </li></ul><ul><li>Consciencializar para a fotografia como um modo de expressão </li></ul><ul><li>Relacionar os conteúdos narrativo e plástico de modo a apreender a obra na sua globalidade </li></ul>
  6. 6. CONTEÚDOS <ul><li>Retrato e Auto-Retrato </li></ul><ul><li>Modalidades Expressivas </li></ul><ul><li>Posição vertical e diagonal, cores, luz, textura, linhas, linha de contorno, relação figura-fundo, pincelada </li></ul><ul><li>Renascimento e Barroco </li></ul><ul><li>Tempo e espaço </li></ul><ul><li>Ciclos de vida </li></ul><ul><li>Género </li></ul>
  7. 7. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  8. 8. O diálogo
  9. 9. <ul><li>Jogos </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Produção de um retrato </li></ul>
  12. 12. 2 – IMPULSIVIDADE DO TRAÇO – MANCHA LIVRE As Vivian Girls como  Moinhos de Vento – 1978   Paula Rego D. Quixote e os carneiros – 1963 J ú lio Pomar
  13. 13. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras “ Vivian girls”, de Paula Rego e “D. Quixote e os Carneiros”, de Júlio Pomar, abordando as noções de fantasia, liberdade, imaginação e a pintura como ilustração </li></ul><ul><li>Identificar os conteúdos plástico e narrativo das obras deste percurso visual </li></ul>
  14. 14. CONTEÚDOS <ul><li>Pintura como ilustração </li></ul><ul><li>Narrativas </li></ul><ul><li>Fantasia, liberdade e imaginação </li></ul><ul><li>Os artistas e o contexto histórico-cultural </li></ul><ul><li>Impulsividade do traço </li></ul><ul><li>Mancha livre </li></ul><ul><li>Movimento e gestualidade </li></ul><ul><li>Formas, traço, contorno, fundo, figura, cores quentes-frias, linhas, espaço, contraste, luz </li></ul><ul><li>Expressividade </li></ul>
  15. 15. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Jogos </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  18. 18. 3 - ARABESCO E O SENTIDO DAS PROPORÇÕES Komachi dizendo adeus  a um apaixonado – séc. XVIII – Nichimura Shigenobu O marinheiro e a rapariga   – 1928 – Almada Negreiros
  19. 19. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras </li></ul><ul><li>Identificar os conteúdos plásticos e narrativo das obras </li></ul><ul><li>Verificar simultaneamente, o uso da linha como contorno e estrutura </li></ul><ul><li>Perceber a volumetria através da gradação da cor </li></ul>
  20. 20. CONTEÚDOS <ul><li>Figura humana-pares </li></ul><ul><li>Concentração estilística na linha </li></ul><ul><li>Expressividade da linha </li></ul><ul><li>A proporção através da figura humana </li></ul><ul><li>Equilíbrio estático e dinâmico </li></ul><ul><li>Gradação de cinzentos </li></ul><ul><li>Volume </li></ul><ul><li>A proporção através da relação de volumes geométricos </li></ul><ul><li>Desproporção </li></ul><ul><li>Desenho como modalidade de expressão </li></ul><ul><li>Contexto histórico-cultural dos artistas </li></ul><ul><li>Expressão do amor </li></ul><ul><li>Cenas do quotidiano </li></ul><ul><li>Festividades e tradições </li></ul>
  21. 21. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  22. 22. <ul><li>Jogos </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  24. 24. 4 – COR DIGITALIZÁVEL Fernando Pessoa – Heterónimo - 1978 Costa Pinheiro Praia do Vau – 1982 –   Joaquim Rodrigo
  25. 25. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras </li></ul><ul><li>Relacionar os conteúdos plástico e narrativo das obras </li></ul><ul><li>Apreender as noções de heterónimo e pseudónimo </li></ul><ul><li>Estar atento a um jogo de cores pré-definido </li></ul><ul><li>Nomear e contar cores </li></ul><ul><li>Identificar cores primárias , secundárias e complementares </li></ul><ul><li>Relacionar a literatura e as artes plásticas </li></ul><ul><li>Perceber o valor da imaginação nas várias profissões dos heterónimos </li></ul>
  26. 26. CONTEÚDOS <ul><li>Cores primárias, secundárias e complementares </li></ul><ul><li>Valor da cor </li></ul><ul><li>Preto e branco </li></ul><ul><li>Utilização das cores para a demarcação de áreas </li></ul><ul><li>Luz e sombra </li></ul><ul><li>Pseudónimo </li></ul><ul><li>Heterónimo </li></ul><ul><li>A poesia e as artes plásticas </li></ul>
  27. 27. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Jogos </li></ul>
  29. 29. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  30. 31. <ul><li>A poesia e as artes plásticas </li></ul>
  31. 32. 5 – APURAMENTO DA FORMA ENCADEAMENTO Espacilimitado - 1958 Nadir Afonso Desdobragem – 1982 –   Eurico Gonçalves
  32. 33. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras </li></ul><ul><li>Apreender a noção de apuramento de forma/encadeamento </li></ul><ul><li>Criar o gosto pelas artes gráficas e cinéticas </li></ul><ul><li>Adquirir a noção de padrão e ritmo </li></ul><ul><li>Experimentar plasticamente a repetição de formas caligráficas e tipográficas </li></ul><ul><li>Conceber sequências tridimensionais </li></ul>
  33. 34. CONTEÚDOS <ul><li>Apuramento da forma/encadeamento </li></ul><ul><li>Pintura visual e poli-sensorial </li></ul><ul><li>Signo geométrico e gestual </li></ul><ul><li>Forma controlada e impulsiva </li></ul><ul><li>Repetição de formas e padrões </li></ul><ul><li>Variação de formas encadeadas </li></ul><ul><li>Figuras geométricas </li></ul><ul><li>Cores lisas </li></ul><ul><li>Movimento e ritmo </li></ul><ul><li>Espaço (im)previsibilidade das distâncias </li></ul>
  34. 35. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  35. 36. <ul><li>Jogos </li></ul>
  36. 37. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  37. 38. 6 – VOLUME E ESPAÇO Le Héros – Le Hérault - 1939 Vieira da Silva Atlantis – 1971 Bartolomeu Cid
  38. 39. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras </li></ul><ul><li>Relacionar os conteúdos plástico e narrativo das obras deste percurso visual </li></ul><ul><li>Realizar actividades que permitam a apreensão das noções de volume e de espaço </li></ul>
  39. 40. CONTEÚDOS <ul><li>Volume e espaço </li></ul><ul><li>Linhas rectas verticais, horizontais e diagonais </li></ul><ul><li>Quadrilátero e paralelepípedo </li></ul><ul><li>Sugestão de profundidade </li></ul><ul><li>Luz </li></ul><ul><li>Claro-escuro </li></ul><ul><li>Figuras humanas, fantasmagóricas e celestiais </li></ul>
  40. 41. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  41. 42. <ul><li>Jogos </li></ul>
  42. 43. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  43. 44. 7 – METAMORFOSE E METÁFORA Entrada - 1917 Amadeo de Sousa-Cardoso Homenagem a Picasso – 1961 Fernando de Azevedo
  44. 45. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras </li></ul><ul><li>Relacionar os conteúdos plástico e narrativo das obras </li></ul><ul><li>Compreender os conceitos de metáfora e metamorfose </li></ul><ul><li>Enumerar os elementos da ordem da metamorfose e da ordem da metáfora </li></ul><ul><li>Sensibilizar para as modalidades expressivas da técnica da colagem, assemblage e mista </li></ul><ul><li>Compreender que os elementos figurativos na obra de Amadeo de Sousa Cardoso referem o que é visível </li></ul><ul><li>Descobrir as hipóteses formais dadas pela livre associação de objectos ao quotidiano </li></ul><ul><li>Aplicar plasticamente as noções de metamorfose e metáfora. </li></ul>
  45. 46. CONTEÚDOS <ul><li>Metamorfose e metáfora </li></ul><ul><li>Denotação e conotação </li></ul><ul><li>Representação de espaços vazios </li></ul><ul><li>Texturas </li></ul><ul><li>Contraste de cores </li></ul><ul><li>Trompe l’oeil cubista </li></ul><ul><li>Festas como homenagem a pessoas e eventos </li></ul><ul><li>Colagem e assemblage </li></ul>
  46. 47. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  47. 48. <ul><li>Jogos </li></ul>
  48. 49. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  49. 50. 8 – COR - INTEGRAÇÃO Pergaminho - séc. XIV Arras-Reims Retrato de uma Jovem - séc. XV Domenico Ghirlandaio Figura de Velho - séc. XVII Harmensz Rembrant Entrada - séc. XX Amadeo de Sousa-Cardoso
  50. 51. OBJECTIVOS <ul><li>Dialogar sobre as obras </li></ul><ul><li>Perceber as concepções de cor </li></ul><ul><li>Apreender as noções de cor heráldica, local, tonal e tímbrica </li></ul><ul><li>Descobrir valores diferentes das cores </li></ul><ul><li>Compreender os elos de ligação entre diferentes períodos da História da Arte: medieval, pré-renascentista, renascentista, barroco, impressionista e moderno </li></ul>
  51. 52. CONTEÚDOS <ul><li>Cor </li></ul><ul><li>Épocas na História da Arte </li></ul><ul><li>Cromatismo heráldico, local, tonal e tímbrico </li></ul>
  52. 53. OPERACIONALIZAÇÃO <ul><li>Diálogo </li></ul>
  53. 54. <ul><li>Jogos </li></ul>
  54. 55. <ul><li>Experimentação Plástica </li></ul>
  55. 56. http:// www.dgidc.min-edu.pt/inovbasic/edicoes/noe/noe52/dossier5.htm http:// marieta.no.sapo.pt/Portugues/6percurso.htm Bibliografia GONÇALVES, Rui Mário,FRÓIS,João Pedro, MARQUES, Elisa, (2002), Primeiro Olhar , Programa Integrado de Artes Visuais , Caderno do ProfessorFundação Calouste Gulbenkian, Serviço de Educação e Bolsas, Lisboa

×