Criminalidade e toxicodependência no algarve3

479 views

Published on

Criminalidade e toxicodependência no Algarve: Um estudo exploratório

XIII Congresso do Algarve

~GABINETE ACADÉMICO DE INVESTIGAÇÃO E MARKETING
Coordenação: Isa Guerreiro

Lagos, 17 de Novembro de 2007

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
479
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • XIII Congresso do Algarve Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Em estudo exploratório
  • Criminalidade e toxicodependência no algarve3

    1. 1. Criminalidade e toxicodependência no Algarve: Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve Fernando Cardoso de Sousa e Joana Dias GABINETE ACADÉMICO DE INVESTIGAÇÃO E MARKETING Coordenação: Isa Guerreiro Lagos, 17 de Novembro de 2007 GAIM, Rua Vasco da Gama, N.º 6, 8100-718 Loulé T.: 289 420 470 | F.: 289 420 478 | Email: info@gaim.pt | www.gaim.pt
    2. 2. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve “A droga constitui, conjuntamente com o terrorismo e a delinquência económica, o principal fenómeno criminal da segunda metade do presente século (…)”Poaires C., 1998, in Análise Psicocriminal das Drogas – o Discurso do Legislador HIPÓTESES www.gaim.pt
    3. 3. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve Sujeitos• Procedimento por inquérito de rua com instrumentos pré-testados www.gaim.pt
    4. 4. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveDROGA E DELITO A lei francesa (30 de Dezembro de 1970) definiu qualquer uso ilícito de drogas como um delito em si: o utilizador é, por definição, um delinquente www.gaim.pt
    5. 5. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve CRIMINALIDADE RELACIONADA COM A DROGA A dependência de substâncias determina, apenas em certos contextos, actos deagressão ou ataques aos bens alheios. Os recursos só provêm de actos delituosos quandotodos os outros sistemas estão esgotados, são insuficientes, ou quando a delinquência jáestava lançada antes da toxicodependência. A heroína e, em particular, a cocaína são as substâncias que predispõem o sujeito acometer delitos www.gaim.pt
    6. 6. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarvewww.gaim.pt
    7. 7. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveCriminalidade associada à Toxicodependência e atitudes de compra www.gaim.pt
    8. 8. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve CASO DO ALGARVE• Relativamente à principal droga consumida no Algarve, constata-se que a heroína prevalece(75%), geralmente por via inalada www.gaim.pt
    9. 9. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve ESTEREÓTIPOS E ALARME SOCIAL O medo do crime ou a reacção emocional desencadeada pela visualizaçãoantecipada de uma situação de risco, faz com que as pessoas adquiram certoscomportamentos de precaução >>> trancar portas, ligar alarmes e tornar-se fechado naconvivência social, até outros que resultam em consequências sociais e económicasconsideráveis, tais como evitar intencionalmente áreas urbanas marcadas como “áreasperigosas”, que se constituem como uma espécie de “fronteiras” para grande parte dapopulação Outro fenómeno igualmente importante nas relações sociais: o medo altruísta - omedo de que outras pessoas importantes e pelas quais se teme pela segurança - crianças,esposas, parentes, etc., - sejam colocadas em situação de risco >>> pode resultar naadopção de comportamentos anti-sociais, mesmo em situações que, na realidade, não seconstituem como uma ameaça www.gaim.pt
    10. 10. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve A reacção contra o grupo minoritário pode ser desproporcionalmente maior quea “ameaça” que ele supostamente oferece. A história já nos mostrou que efeitos podem serproduzidos em casos extremos, nos quais os estereótipos sociais são exacerbados - ex. ainstitucionalização do apartheid na África do Sul, Ku-Klux-Klan, skin-heads - São evidentes osprejuízos pessoais e sociais para o grupo minoritário ao qual foi atribuído o estereótipo.Porém, menos evidentes são as consequências para a sociedade, geradora do estereótipo. SALAS DE CHUTO • Embora as experiências das salas de consumo assistido não sejam excepcionais, os resultados são positivos; • Em Portugal, a iniciativa depende da posição das autarquias. Algumas unidades encontram-se em processo de estruturação e estarão, a médio prazo, em funcionamento em bairros e outras zonas degradadas dos grandes centros; • Os sinais de abertura manifestados por algumas câmaras, contribuem para o optimismo do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), que vê nestes equipamentos uma porta de entrada dos toxicodependentes para o tratamento; www.gaim.pt
    11. 11. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveComparação do número de sujeitos que vive ou não perto de locais de consumo de droga, por local de residência 140 120 100 80 60 40 Viver proximo local Count 20 Sim 0 Não F O L S L A o a i lv a lb lh u g ro u a le e o fe o s- a -S -V -L ir M a B R a o ra g e n o a c s s h l iq u Local de Residencia e www.gaim.pt
    12. 12. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve 1º Estudo (Estereótipos) Factores Descritivos Mais Importantes de cada Factor Contra Institucionais Salas de chutoSão agressivos Devem ser ajudados Distribuição de drogaSão criminosos Forças de segurança eficazes Existência de salas deConsumo penalizado Autarquia eficaz chutoEvita toxicodependentes Eficácia das InstituiçõesAumento da criminalidade Campanhas de prevenção www.gaim.pt
    13. 13. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveComparação das médias obtidas, em cada factor, pelos indivíduos que associam vs. que não associam os crimes à toxicodependência √ Diferença Significativa para p<.01 www.gaim.pt
    14. 14. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveComparação das médias de “Vítimas que Não Associam” e “Não Vítimas” Não Vítimas www.gaim.pt
    15. 15. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveComparação das médias obtidas em cada factor por indivíduos residentes no Litoral e no Interior algarvio Litoral Interior √ Diferença Significativa para p<.01 www.gaim.pt
    16. 16. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveCorrespondência entre local de residência (Barlavento-Sotavento) e o grau em que ossujeitos associam os crimes de que foram vítimas à toxicodependência, em relação às médias obtidas no factor Contra os Toxicodependentes Estimated Marginal Means of Contra os toxic 3,8 Estimated Marginal Means 3,7 3,6 3,5 Associa Toxic_Não as 3,4 Associa 3,3 Não associa Sotavento Barlavento Sotavento e Barlavento www.gaim.pt
    17. 17. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveCorrespondência entre local de residência (Litoral-Interior) e o grau em que os sujeitosassociam os crimes de que foram vítimas à toxicodependência, em relação às médias obtidas no factor Intervenção Institucional Estimated Marginal Means of Intervenção institucional 3,00 Associa Toxic_Não associa Associa Estimated Marginal Means 2,95 Não associa 2,90 2,85 2,80 2,75 2,70 2,65 Litoral Interior Residência Litoral Interior www.gaim.pt
    18. 18. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve1.355 ---------------------------------------------------------------------------------ocupação 1.314 ! ! ! .908 ! ! ! .868 ! ! fugir .827 ! ! ! .786 ! ! ! .583 ! ! liberali .543 ! ! ! .502 ! ! ! .462 ! ! ! .421 ! ajuda fseguranca ! .381 ! ! ! .340 ! ! reabilitação ! .299 ! ! ! .259 ! ! ! .218 ! ! ! .178 ! ! ! .137 ! prevenção ! ! .096 ! ! ! .015 ---------------------------------------------------------+-- --------------------------------------- -.025 ! ! não ! -.066 ! ! ! -.431 ! ! ! -.472 ! ! ! -.512 voluntario ! ! -.553 ! ! ! -.593 ! ! ! -.634 ! ! ! Mapa perceptivo resultante da -.675 ! ! penalização ! análise factorial de -.715 ! ! ! -1.324 ! ! ! correspondências das respostas -1.365 ! -1.405 ! outros ! ! ! ! dos sujeitos que não foram -1.446 ------------------------------------------------------------------------------------------------- vítimas de actos criminosos -1.024 -.611 -.199 .213 .626
    19. 19. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve938 --------------------------------------------------------------------------------------------prevenção .903 ! ! ! .868 ! ! ! .659 ! ! ! .625 ! ! ajuda ! .590 ! ! ! .311 ! ! ! .277 ! ! outros .242 ! ! ! .172 ! ! ! .137 ! ! ! .103 reabilitação ! ! .068 ! ! ! .033 ---------------------------------------------------------------------+------------------------- -.002 ! ! ! -.037 ! ! ! -.071 ! fseguranca ! ! -.106 ! ! ! -.141 ! penalização ! ! -.176 ! ! ! -.211 ! ! ! -.280 ! ! ! -.315 ! ! ocupação ! -.350 ! -.559 ! ! ! ! ! Mapa perceptivo resultante da -.594 ! ! ! análise factorial de -.628 ! ! não ! -.663 ! ! ! correspondências das -1.150 ! ! ! respostas dos sujeitos que -1.185 ! ! ! -1.220 ! ! liberali foram vítimas de actos -1.255 ! ! ! -1.394 ! ! ! criminosos, que associam à -1.429 combater ! legalização ! toxicodependência -1.464 ----------------------------------------------------------------------------------------------- -.927 -.611 -.295 .021 .337
    20. 20. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do Algarve 2º Estudo (Comportamentos de Consumo) Factores Descritivos Mais Importantes de cada Factor Intolerância Consumidor SegurançaFrequenta estab. comerciais mais Desloca-se a um estab. Segurança essencialcaros evitar toxicodependentes. comercial produtos de para a compra casa qualidade mesmo que seDeixa de comprar em estab. encontre zona de risco Estab. comerciais quecomerciais se esses locais frequenta são semprepassarem a ser frequentados Vai a estab. comerciais segurospor toxicodependentes mal frequentados, se estesDesagrada-lhe a presença de tiverem produtos a preçostoxicodependentes nos estab. mais apelativoscomerciais que frequentaAbandona locais de lazer que sejamfrequentados por toxicodependentes Bens baixo envolvimento Bens elevado envolvimento www.gaim.pt
    21. 21. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveMédias obtidas pelos sujeitos com ou sem experiência com toxicodependência e níveis de receio Escala de três termos Nível Receio (Muito=1;Pouco=2 e Nada =3) √ Diferença Significativa para p<.01 www.gaim.pt
    22. 22. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveCONCLUSÕES www.gaim.pt
    23. 23. Criminalidade e Toxicodependência no Algarve - Um estudo exploratório XIII Congresso do AlgarveRECOMENDAÇÕES www.gaim.pt
    24. 24. Obrigado pela vos s a atenção Fernando S ous a e J oana Dias Info@ gaim .p t | www.gaim .p t

    ×