Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Montagem e edição no cinema

1,096 views

Published on

Apresentação desenvolvida para o projeto Cinema Brasileiro na Escola, na UNESPAR/CINETVPR. Esta apresentação faz parte de uma das aulas ministradas na segunda etapa do projeto, em que filmes brasileiros foram analisados sob o ponto de vista dos processos de produção de um filme (roteiro, fotografia, arte, montagem, etc...).
No caso do tema edição, o filme escolhido foi Lisbela e o Prisioneiro.

Published in: Art & Photos
  • Be the first to comment

Montagem e edição no cinema

  1. 1. Montagem e Edição no Cinema. Projeto Cinema Brasileiro na Escola Filme: Lisbela e o Prisioneiro Unespar/CINETVPR 2014.1 Bianca de Moura Pasetto biancapasetto@gmail.com 1
  2. 2. Plano fixo A saída da fábrica – Irmãos Lumière, 1895 2
  3. 3. Possibilidades de montagem Viagem à Lua - George Méliès, 1902 A ação é mostrada duas vezes, mas sob pontos de vista diferentes. 3
  4. 4. Possibilidades de montagem The Great Train Robbery - Edwin S. Porter, 1903 Duas ações ocorrem paralelamente, criando expectativa no espectador 4
  5. 5. O efeito Kuleshov Fragmento de um experimento de Lev Kuleshov. Embora a expressão do ator seja idêntica em todas as situações, os espectadores admiravam a capacidade expressiva deste, conforme o imagem posterior: tristeza ao ver a criança morta, melancolia ao olhar para o prato de sopa, luxúria ao olhar para a mulher. 5
  6. 6. Montagem Soviética Sergei Eisenstein (1898 – 1948) Cineasta e teórico russo responsável por grande parte do desenvolvimento das teorias de montagem. “Vislumbrava o potencial do cinema para estimular o pensamento e o questionamento ideológico por meio de técnicas construtivistas. Em lugar de contar histórias através de imagens, o cinema eisensteiniano pensa através de imagens, utilizando o choque entre planos para provocar, na mente do espectador, chispas de pensamento resultantes da dialética de preceito e conceito, idéia e emoção”. (STAM, 2006,p.57) 6
  7. 7. Montagem Soviética O Encouraçado Potemkim – Sergei Eisenstein, 1925. A sequência é construída a partir da oposição entre imagens. 7
  8. 8. Teoria da montagem (Eisenstein) • Métrica: Plano com duração menor, menos informação recebida. Deixa a cena mais intensa. • Rítmica: Continuidade visual, entradas e saídas de quadro. Utilizada para criar oposição de ideias. • Tonal: Sequência busca estabelecer uma característica emocional da cena. • Atonal: É uma conjugação da montagem métrica , rítmica e tonal. Com a manipulação do tempo do plano, ideias e emoções afim causar na platéia o efeito desejado • Intelectual: inserção de ideias em uma sequência de grande carga emocional 8
  9. 9. Dziga Vertov Um homem com uma câmera, Dziga Vertov, 1929 “Kinochestvo [kinotismo] é a arte de organizar os movimentos necessários de objetos no espaço em um todo artístico rítmico, em harmonia com as propriedades do material, os elementos da arte do movimento são os intervalos (as transições de um movimento a outro) e de modo algum os movimentos em si. São eles (os intervalos) que conduzem o movimento a uma resolução cinética”. (STAM, 2006,p.62) 9
  10. 10. Definição de Montagem • “A montagem é a organização dos planos de um filme em certas condições de ordem e de duração” (Martin, p.132). • Maior domínio sobre o tempo, espaço e também sobre a emoção do espectador. • Montagem narrativa: está a serviço do desenvolvimento da história 10
  11. 11. Técnicas de Montagem Elipse: a elipse é uma maneira de condensarmos um espaço de tempo dentro da narrativa A elipse sempre conduz a narrativa para um momento futuro. 11
  12. 12. Técnicas de Montagem Raccord: São os efeitos visuais, sonoros ou de linguagem cinematográfica utilizados para garantir a coerência entre dois planos ou duas cenas subseqüentes em um filme ou vídeo. Podem ser de movimento, de direção, por analogia. 12
  13. 13. Técnicas de Montagem Em uma sequência: Flashback, raccord de movimento, analogia e direção. 13
  14. 14. Nova mídias Novas formas de editar: o videoclip, a televisão e os canais de vídeo na internet . 14
  15. 15. Curiosidade Como se edita um filme em 35 mm? Acima, à esquerda, uma moviola. 15

×