O Papel Do Professor

6,946 views

Published on

Published in: Travel, Technology
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • O Papel Do ProfessorView SlideShare presentation or Upload your own.<br /><object type="application/x-shockwave-flash" data="http://static.slideshare.net/swf/ssplayer2.swf?doc=o-papel-do-professor-1226877776689590-8&stripped_title=o-papel-do-professor-presentation-758436" width="350" height="288"><param name="movie" value="http://static.slideshare.net/swf/ssplayer2.swf?doc=o-papel-do-professor-1226877776689590-8&stripped_title=o-papel-do-professor-presentation-758436"></param><embed src="http://static.slideshare.net/swf/ssplayer2.swf?doc=o-papel-do-professor-1226877776689590-8&stripped_title=o-papel-do-professor-presentation-758436" width="350" height="288" type="application/x-shockwave-flash"></embed></object>
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
6,946
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
328
Actions
Shares
0
Downloads
88
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Papel Do Professor

  1. 1. O PAPEL DO PROFESSOR EM APRENDIZAGEM COLABORATIVA E COMUNIDADES DE APRENDIZAGEM <ul><li>UMA CARACTERISTICA ESSENCIAL DO ENSINO ONLINE É A INTERACÇÃO QUE POSSIBILITA UM TIPO DE APRENDIZAGEM QUE SE INSERE NOS PARADIGMAS CONSTRUTIVISTAS(CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO). </li></ul><ul><li>APRENDIZAGEM COLABORATIVA </li></ul><ul><li>– BASEIA-SE NA INTERACÇÃO PESSOAL E SOCIAL DOS ESTUDANTES ATRAVÉS DO TRABALHO COLABORATIVO EM EQUIPA; </li></ul><ul><li>ATRAVÉS DA INTERACÇÃO ENTRE ESTUDANTES PERMITE A CONSTRUÇÃO DE UM CONHECIMENTO COMUM, CONSTITUINDO-SE ASSIM COMO UMA COMUNIDADE DE APRENDIZAGEM. </li></ul><ul><li>COMUNIDADE DE APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>- DISSOLVE A DISTINÇÃO ENTRE CONTEÚDO E TUTORIA COM OBJECTIVO DE CONSTRUIR UMA COMUNIDADE DE APRENDIZAGEM </li></ul><ul><li>- ACTIVIDADES E TRABALHOS COLABORATIVOS. </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Num contexto de ausência física como é o caso do Ensino online a acção do professor adquire grande relevância, sobretudo para a criação de um sentimento de comunidade. </li></ul><ul><li>O professor deve promover a questionação, o pensamento crítico, o sentimento de autonomia, o diálogo, a negociação e a colaboração, contribuindo, assim, para a construção de interacções produtivas. Deste modo cria as condições que permitem que o saber circule e seja partilhado entre todos </li></ul><ul><li>Neste contexto o papel professor e o de facilitador, moderador e gestor dos processos de aprendizagem não se restringindo á mera instrução. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Vários autores têm contribuído com investigações neste domínio, tendo-se generalizado um relativo consenso quanto ao considerar que a chave do sucesso do Ensino online reside na actuação do professor que passa pelos: </li></ul><ul><li>Aspectos Pedagógicos - Engloba todos os processos que suportam a aprendizagem, passando pela orientação e estímulo ao estudante ao feedback, entre outros; </li></ul><ul><li>Aspectos de Gestão – Engloba todas as tarefas que vão desde a organização á planificação do curso e ás tarefas de ensino; </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Aspectos Técnicos - Prende-se com a contribuição do professor com vista a tornar a “ tecnologia transparente” com vista a que o estudante apenas se concentre no trabalho académico que tem de desenvolver. </li></ul><ul><li>(Berge, 1995, Harasim et al, 1995, Rowntree, 1995) </li></ul><ul><li>Aspectos Sociais – Reporta-se á criação do contexto social de aprendizagem que permita o desenvolvimento de “ relações interpessoais da coesão do grupo, manutenção do grupo como unidade e contribuindo para ajudar os membros a trabalhar colaborativamente” (Berge, 1995:23) </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Outra interessante visão sobre o papel do professor é apresentada pela autora Salomom, baseando-se no estudo de interacções entre estudantes e professores durante dois anos. Elaborou um Modelo que se pode constituir como um instrumento para a concepção e planificação de cursos online: </li></ul><ul><li>Acesso e Motivação – Ensino sob a forma como o aluno deve utilizar a plataforma. Construção da confiança do utilizador e promoção da sua participação. Neste estádio o professor dá as boas vindas ao aluno e expressa a sua disponibilidade e apoio; </li></ul><ul><li>Socialização – Neste estádio o professor implementa a coesão do grupo e promove a empatia. A partir do momento que os alunos iniciam o processo de partilha avançamos para a próxima etapa; </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Partilha de Informação - Promoção da discussão dos materiais disponibilizados. Apoio, orientação e verificação das estratégias face ao volume de informação. Nesta fase é fundamental o encorajamento e orientação; </li></ul><ul><li>Construção do Conhecimento – Promover a interacção, gerir conflitos e dar feedback, nesta fase o professor deve começar a diminuir a intensidade das suas intervenções e dar lugar á partilha entre os estudantes para assim construírem o conhecimento; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento – Neste estádio os alunos são os responsáveis pelo seu processo de aprendizagem, a intervenção do professor é mínima. Segundo a autora é nesta fase que se evidencia o Paradigma construtivista da aprendizagem. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Outra visão que defende a actuação do professor é de Bischoff (2000), indicando as seguintes categorias: </li></ul><ul><li>Visibilidade do Professor – reporta-se ás interacções na “Sala de Aula Virtual” e a sua eficácia passa por três componentes: o tipo de mensagens enviadas pelo professor; a modelação que efectua do contexto e a sua contribuição para a redução do isolamento. Aspecto fundamental para a percepção tanto individual quanto do grupo para a presença do professor; </li></ul><ul><li>Feedback – Ponto critico do Ensino online pois é dado apenas através de mensagens escritas. É fundamental que o feedback seja regular e pormenorizado e que forneça orientação imediata ao aluno não se restringindo ao fim do curso; </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Materiais – È conveniente que já estejam previamente preparados. È também importante que haja uma clarificação dos objectivos bem como das tarefas e trabalhos a desenvolver; </li></ul><ul><li>Permanência – Vários factores têm contribuído para o abandono do Ensino a Distância por parte dos estudantes, nomeadamente; sentimento de isolamento; ritmo do curso; exigências de caracter pessoal e/ou profissional. Cabe ao professor estar atento e mediar o nível de participação procurando envolver e motivar o aluno com vista a previnir situações de abandono. </li></ul>
  9. 9. CONCLUSÃO <ul><li>Em suma, verificamos que na Educação a Distância sobretudo em ambientes colaborativos e comunidades de aprendizagem o âmbito de intervenção do professor é vasto e de extrema pertinência, sobretudo quando se trata de apoiar os alunos a desenvolvem-se enquanto indivíduos que se auto constroem e que se vão tornando progressivamente capazes de gerir o seu próprio processo de aprendizagem. </li></ul><ul><li>È sem dúvida um elemento chave para se que atinjam altos padrões de qualidade no serviço prestado pelas Instituições Educativas. </li></ul>
  10. 10. BIBLIOGRAFIA <ul><li>J. Vermeersch (coord). (2006), Cap. IV “Aspectos Pedagógicos no Ensino a Distância ”. Iniciação ao Ensino a Distância , Brussels: Het Gemeenschapsonderwijs. </li></ul><ul><li>Morgado, L. (2001). “ o Papel do professor em contextos de ensino online: Problemas e virtualidades”, Discursos, III Série, n.º especial, pp. 125-138, Univ. Aberta. </li></ul>

×