Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Radioterapia Paliativa

7,760 views

Published on

Published in: Travel, Technology
  • DOWNLOAD THAT BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (2019 Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://urlzs.com/UABbn } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book that can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer that is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story That Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money That the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths that Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Radioterapia Paliativa

  1. 1. Terapêutica Paliativa em Oncologia Papel da Radioterapia Rui P Rodrigues Unidade de Radioterapia - Hospital CUF Descobertas http://rt.no.sapo.pt
  2. 2. R t e s u m o <ul><li>Intenção terapêutica </li></ul><ul><li>Em que locais e tipos de cancro é mais eficaz. </li></ul><ul><li>Quando deve ser prescrita. </li></ul><ul><li>Como deve ser administrada. </li></ul><ul><li>Quais as suas complicações. </li></ul>
  3. 3. Enquadramento da Radioterapia <ul><li>1/4 da população da Europa e EUA têm cancro durante a sua vida. </li></ul><ul><li>Cerca de metade dos casos de cancro têm indicação para RT. </li></ul><ul><li>Os doentes submetidos a RT são habitualmente divididos em: (1) os tratados com intenção curativa e (2) os tratados para paliação. </li></ul><ul><li>A maioria dos esforços vai para o tratamento curativo. </li></ul><ul><li>Os tratamentos paliativos são metade dos casos submetidos a RT. </li></ul>
  4. 4. Radioterapia Curativa <ul><li>Implica administrar doses elevadas (60-70Gy), em pequenas fracções (1.8-2Gy) em periodos de tempo alargados (6-7 semanas). </li></ul><ul><li>Este fraccionamento permite (1) a reparação de danos nos tecidos sãos e (2) um ganho em relação ao tumor. </li></ul><ul><li>O prolongamento exagerado do tempo é contraproducente. </li></ul><ul><li>Teoricamente mais dose em menos tempo pode resultar num melhor controlo tumoral. </li></ul><ul><li>MAS fracções maiores que 2Gy aumentam o risco de complicações. </li></ul>
  5. 5. Radioterapia Paliativa - 1 <ul><li>Os objectivos são (1) o alivio de sintomas e (2) a prevenção de sintomas incipientes. </li></ul><ul><li>Para ser eficaz não requer a eliminação total da causa do sintoma. </li></ul><ul><li>Pretende-se a remissão do sintoma, não do tumor. </li></ul><ul><li>Podem usar-se doses menores (30-40Gy) e fracções maiores (3-4Gy). </li></ul>
  6. 6. Radioterapia Paliativa - 2 <ul><li>Pode ser administrada: </li></ul><ul><li>de uma forma acelerada (1-2 semanas; 20-30Gy; 3-4Gy/fx) : </li></ul><ul><ul><li>em tumores com progressão rápida </li></ul></ul><ul><ul><li>se há disseminação precoce após tratamento do tumor primitivo </li></ul></ul><ul><ul><li>quando a esperança de vida é curta (< 3 meses) </li></ul></ul><ul><li>de um modo mais convencional (3-5 semanas; 40-50Gy; 2Gy/fx) : </li></ul><ul><ul><li>na doença indolente </li></ul></ul><ul><ul><li>em doentes com bom estado geral </li></ul></ul><ul><ul><li>com esperança de vida superior a 3 meses </li></ul></ul><ul><ul><li>em metástase solitárias com controlo do tumor primário </li></ul></ul><ul><ul><li>em tumores avançados de C/P, urogenitais, ginecológicos . .. </li></ul></ul>
  7. 7. RT Paliativa - Como administrar ? <ul><li>Técnica de tratamento simples e volume limitado. </li></ul><ul><li>8Gy/ 1 fx : osso sem tensões; urgências; hemorragias; doente pré-terminal; irradiação hemicorporal. </li></ul><ul><li>20Gy/ 5 fx / 1 semana </li></ul><ul><li>30Gy/ 10 fx / 2 semana : metástases vertebrais / SNC; esperança de vida superior a 3 meses. </li></ul><ul><li>40-50Gy/ 20-25 fx / 4-5 semana : cancro avançado de recto ou C/P </li></ul>
  8. 8. Eficácia da RT vs. Tipo de tumor <ul><li>A relacção entre histologia e radiossensibilidade é secundária, no contexto da RT paliativa. </li></ul><ul><li>A RT pode induzir uma redução de volume , suficiente para obter um efeito marcado sobre os sintomas. </li></ul><ul><li>Em volumes muito grandes, essa redução pode ser insuficiente. </li></ul><ul><li>Podem ocorrer melhoria significativa dos sintomas, sem alterações visíveis do tumor. </li></ul><ul><li>Outros mecanismos que não a morte celular são responsáveis por alguns dos efeitos da RT. </li></ul>
  9. 9. Eficácia da RT vs. Localização <ul><li>Quase todas as localizações são possíveis de tratar. </li></ul><ul><li>No contexto paliativo as tradicionais são o osso e o SNC. </li></ul><ul><li>Diversas localizações de primários são susceptiveis de RT paliativa. </li></ul><ul><li>Algumas localizações são evitadas de todo (abdomen / figado). </li></ul>
  10. 10. Principios Gerais do Tratamento Paliativo <ul><li>Estar em presença de doença para além da cura. </li></ul><ul><li>Determinar que o tumor é a causa do sintoma. </li></ul><ul><li>Definir objectivos realista (deve ser feito tratamento? que tratamento?) </li></ul><ul><li>Estabelecer contactos claros entre os elementos da equipa e o doente. </li></ul><ul><li>Começar pela modalidade mais eficaz e de menor morbilidade. </li></ul><ul><li>Evitar induzir efeitos secundário piores que o sintoma tratado. Richter e Coia; Seminars in Oncology, 12(4):1985;375-382 </li></ul>
  11. 11. RT Paliativa - Quando prescrever ? <ul><li>NB: a RT é apenas uma das armas disponíveis </li></ul><ul><li>Analgésicos ou outros medicamentos sintomáticos são muitas vezes suficientes (e portáteis). </li></ul><ul><li>Na ausência de sintomas a RT paliativa não é, provavelmente , indicada. </li></ul><ul><li>Deve evitar-se prescrever a RT como placebo. </li></ul><ul><li>Avaliar sempre o custo do tratamento em termos de tempo. </li></ul><ul><li>Podem decorrer quatro ou mais semanas até o efeito ser máximo. </li></ul>
  12. 12. Indicações Gerais da RT Paliativa <ul><li>Antiálgica: metástases ósseas; dor torácica associada ao cancro de pulmão; compressão de nervos; infiltração de tecidos moles. </li></ul><ul><li>Hemostática: hemoptise; hemorragia vaginal ou rectal. </li></ul><ul><li>Tumores vegetantes ou ulcerados </li></ul><ul><li>Desobstrutiva: esófago; traqueia/brônquio </li></ul><ul><li>Redução de outros sintomas: metástases cerebrais </li></ul><ul><li>Emergências oncológicas: compressão medular; svcs Kirkbride; Journal of Palliative Care, 11(1):1995;19-26 </li></ul>
  13. 13. Complicações da Radioterapia - 1 <ul><li>Efeitos secundários agudos : ocorrem durante a RT; são previsíveis e reversíveis. </li></ul><ul><li>Complicações tardias : aparecem meses a anos após a RT; frequentemente imprevisíveis e permanentes; por vezes catastróficos. </li></ul>
  14. 14. Complicações da Radioterapia - 2 <ul><li>São sempre localizados à zona irradiada. </li></ul><ul><li>A tolerância varia para diferentes tecidos. </li></ul><ul><li>A associação de QT pode potenciar a acção em certos tecidos. </li></ul><ul><li>Cirurgias prévias ou outras patologias podem alterar a resposta local. </li></ul><ul><li>Não há correlação entre efeitos agudos e o risco de sequelas tardias. </li></ul>
  15. 15. Complicações da Radioterapia - 3 <ul><li>Mesmo prevendo uma sobrevivência curta não exceder as doses de tolerância . </li></ul><ul><li>Numa RT de curta duração, os efeitos secundários agudos podem evidenciar-se só após o fim do tratamento. </li></ul><ul><li>Há frequentemente dissociação entre as complicações agudas e tardias. </li></ul><ul><li>Efeitos secundários tardios (fibrose grave, lesão microvascular) podem surgir meses a anos após a RT. </li></ul>
  16. 16. RT Paliativa - Controvérsias <ul><li>Existe controvérsia quanto à dose e fraccionamento. </li></ul><ul><li>Grandes volumes tumorais respondem pouco e por pouco tempo. </li></ul><ul><li>Há quem aponte o dedo às doses relativamente baixas administradas. </li></ul><ul><li>MAS, mesmo com doses elevadas : </li></ul><ul><ul><ul><li>(1) a remissão completa de grandes volumes tumorais é rara e </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>(2) a esperança e qualidade de vida destes doentes não são substancialmente alterados. </li></ul></ul></ul>
  17. 17. RT Paliativa - Certezas <ul><li>O alivio da dor ocorre com frequência. </li></ul><ul><li>80-90% de respostas objectivas; 50-60% de remissões completas. </li></ul><ul><li>Dos doentes que respondem, 80% permanecem sem dor </li></ul>
  18. 18. Números <ul><li>Ano de 1996 </li></ul><ul><li> 1979 casos submetidos a RT no IPO de Lisboa (%) </li></ul><ul><li>Mama 25.9 </li></ul><ul><li>Ginecologia 22.5 </li></ul><ul><li>Cabeça e pescoço 21.2 </li></ul><ul><li>Digestivo 8.8 </li></ul><ul><li>Hematologia 7.2 </li></ul><ul><li>Pele 5.0 </li></ul><ul><li>Pulmão 2.7 </li></ul><ul><li>Urogenital 2.1 </li></ul><ul><li>SNC 2.1 </li></ul><ul><li>Outros 2.5 </li></ul>
  19. 19. Números <ul><li>Casos submetidos a RT paliativa (%) </li></ul><ul><li> (n=784)* (n=588)** </li></ul><ul><li>Pulmão 35.3 10.2 </li></ul><ul><li>Mama 26.5 26.2 </li></ul><ul><li>Próstata 11.7 5.3 </li></ul><ul><li>Hematologia 5.2 8.8 </li></ul><ul><li>Tx 5.0 -- </li></ul><ul><li>Ginecologia -- 8.0 </li></ul><ul><li>Colorectal 3.4 11.2 </li></ul><ul><li>Pele/tec.conj. 1.4 5.3 </li></ul><ul><li>VADS 0.9 18.7 </li></ul><ul><li>SNC -- 2.0 </li></ul><ul><li>Outros 10.6 4.3 </li></ul><ul><li>* Coia e col.; Int.J.Radiat.Oncol.Biol.Phys., 14:1988;1261-1269 </li></ul><ul><li>** Rt / Ipo Lisboa 1995-1996 </li></ul>
  20. 20. Números <ul><li>Ano de 1996 </li></ul><ul><li>554 casos (28% do total) submetidos a RT paliativa </li></ul><ul><li>Osso 64 % (63% axiais) </li></ul><ul><li>SNC 23 % </li></ul><ul><li>Outros* 13 % </li></ul><ul><li>Paliativo SOE 48 % </li></ul><ul><li>Antiálgico 52 % </li></ul><ul><li>* recidivas locais ou locorregionais ou tumores localmente avançados </li></ul>
  21. 21. Conclusão <ul><li>A Radioterapia está envolvida no tratamento de metade dos casos de cancro . </li></ul><ul><li>A Radioterapia é uma terapêutica eficaz no tratamento da dor. </li></ul><ul><li>A sua administração deve ser modelada ao doente e situação em causa. </li></ul><ul><li>Se a prescrição for correcta, não há que temer os seus efeitos secundários . </li></ul><ul><li>A sua eficiência melhora quando enquadrada num esquema multidisciplinar incluindo quimioterapia, cirurgia, fisioterapia, anestesiologia, suporte psicossocial, suporte nutricional, enfermagem (Richter e Coia, 1985) . </li></ul>

×