Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Social Commerce - Cynthia

601 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Social Commerce - Cynthia

  1. 1. Social CommerceConceitos, cases e sua aplicação usando o Facíleme
  2. 2. Organizando as coisasCriação de páginaEssa apresentação aborda os seguintes tópicos:- Estatísticas do E-commerce brasileiro, a vez dos pequenos- O mundo está mudando, contextualização das mudanças- Perfil do Novo consumidor (Mudanças tecnológicas, sociais, políticas e culturais)- Cases de F-Commerce- Facíleme
  3. 3. Estatísticas do E-commerce Cenário em 2007 43% Outras 57% B2W - Submarino - Americanas - ShopTime goo.gl/4cxO2
  4. 4. Estatísticas do E-commerce Cenário em 2011 75% Outras 25% B2W - Submarino - Americanas - ShopTime goo.gl/4cxO2
  5. 5. Estatísticas do E-commerce Cenário 2011 EUA Brasil goo.gl/4cxO2
  6. 6. Estatísticas do E-commerce Cenário 2011 “O Brasil parece estar repetindo o mesmo cenário americano de fragmentação do e- commerce” E-bit goo.gl/4cxO2
  7. 7. Estatísticas do E-commerce A segmentação já está ocorrendocalçados Moda Móveis Beleza
  8. 8. Estatísticas do E-commerce A vez dos pequenos “Em conjunto, essas pequenas lojas movimentaram R$2 bilhões (8% do setor) em 2011. A previsão é que elas avancem para até 20% do mercado.” Consultoria E-bit
  9. 9. O mundo estámudando, contextualização das mudanças
  10. 10. Contextualizando as mudançasA Comunicação “Tradicional”sempre teve seus pilaresfixados em estratégiasde veiculação de campanhas, onde aempresa/anunciante faz o papelativo na comunicação, buscandoatingir seu alvo da melhor maneira.
  11. 11. Contextualizando as mudançasAtualmente essa posiçãomudou.Os clientes que decidem em qualmomento eles querem estreitar orelacionamento.As estratégias atuais são baseadasem como ser encontrado peloconsumidor.
  12. 12. Contextualizando as mudançasE ser encontradoagora, passou ser a chave dosucessoNa rua, na chuva, na fazendaou numa casinha de sapê, nãoimporta onde! Precisa se estar lá nahora e no lugar certo!
  13. 13. Contextualizando as mudançasO grande dilema é queshows pirotécnicos nãoresolvem mais.A publicidade comoconhecemos, com anúnciosmirabolantes, recheados de efeitosespeciais que promovem a marca epronto, não surtem mais efeito. E o
  14. 14. Contextualizando as mudançasDesenvolver ConteúdoContent is KingExiste uma grande corrida pelasmarcas em encontrar sua“verdadeira” identidade e com issodesenvolver conteúdo que estejaalinhado com a marca.
  15. 15. Contextualizando as mudanças Conteúdo, conteúdo, conteúd o
  16. 16. Contextualizando as mudanças 33% de engajamento na página Toda empresa tem uma brecha para desenvolvimento de conteúdo. Você já tinha imaginado um conteúdo para papelaria ? facebook.com/joypaper
  17. 17. Contextualizando as mudanças E Você já tinha imaginado um conteúdo para papelaria ? facebook.com/joypaperComo desenvolver umconteúdo atraente para umaempresa de ônibus?
  18. 18. Contextualizando as mudanças
  19. 19. Contextualizando as mudançasAs pessoas esperamfotos, vídeos, status e link, porém asempresas estão entregandoexatamente o contrário.goo.gl/2bIvB
  20. 20. Contextualizando as mudanças Heineken – Aplicativo Iphone O aplicativo indica bares Heineken, traçando rota através de GPS no iPhone 3G. Além disso, ainda oferece uma lista de empresas de táxi para chamar depois de sair da balada.
  21. 21. Contextualizando as mudançasSerá que muita gente érealmente bom para seunegócio?
  22. 22. Contextualizando as mudanças goo.gl/1WJzD
  23. 23. Contextualizando as mudançasRelacionamentoSe estivéssemos em uma guerra, aTV, o rádio e os jornais seriam tirosde canhão, banners tiros demetralhadora e as redes sociaisseriam a faca.
  24. 24. Contextualizando as mudanças "As grandes coisas não são feitas por impulso, mas através de uma série de pequenas coisas acumuladas“ Vincent Van Gogh
  25. 25. Novo consumidor
  26. 26. Novo consumidor“As novas tecnologias nunca vêm sozinhas. É umpacote: mudanças tecnológicas, seguidas demudanças sociais, políticas e culturais.”Alvin Toffler – Autor do best Seller A Terceira Ondagoo.gl/AJ0I9
  27. 27. Novo consumidor Mudanças tecnológicas
  28. 28. Mudanças tecnológicas | Novo consumidorPodemos dividir a internet em 4 fases, sendo que a quartafase (a WEB 3.0) ainda não se tornou realidade, por issoainda estamos na WEB 2.0
  29. 29. WEB 1.0 | Novo consumidor- Categorização de todos os sites;- Inserção manual dos sites;- Buscadores pouco eficientes;
  30. 30. WEB 2.0 | Novo consumidor- Web como plataforma;- Buscadores eficientes;- Blogs e Redes sociais;
  31. 31. Novo consumidor Mudanças sociais
  32. 32. Mudanças sociais | Novo consumidorA redes sociais moldaram o comportamento do consumidormoderno. Hoje qualquer um de nós pode virar um produtorde conteúdo nas redes sociais.
  33. 33. Mudanças sociais | Novo consumidorProsumerTermo criado por Alvin Toffler no livro a Terceira Onda.Pessoas conectadas à internet, que além deconsumir, produzem informações. São consumidoresinteressados também em interferir no desenvolvimento dosprodutos que utilizam.
  34. 34. Mudanças sociais | Novo consumidorInteligência Coletiva:- Interatividade;- Reconhecimento e o enriquecimento mútuo das pessoas;- Ninguém sabe tudo, todos sabem alguma coisa, todo o saber está na humanidade.
  35. 35. Mudanças sociais | Novo consumidorPierre Lévy Sociólogo/Filósofo
  36. 36. Mudanças sociais | Novo consumidorPalestra do Pierre Lévy no cibercultura na CPFLhttp://www.cpflcultura.com.br/site/2009/11/30/integra-cibercultura-10-10-parte-1/Entrevista no Roda Viva do Pierre Lévyhttp://www.rodaviva.fapesp.br/materia/47/entrevistados/pierre_levy_2001.htm
  37. 37. Mudanças sociais | Novo consumidorPessoas conectadas à internet que além deconsumir, produzem informações. São consumidoresinteressados, também em interferir no desenvolvimento dosprodutos que utilizam. Fonte: IBOPE - goo.gl/f0oYm
  38. 38. Mudanças sociais | Novo consumidor“A meta do marketing é conhecer eentender o consumidor tão bem, que oproduto ou serviço se molde a ele e sevenda sozinho.”Peter Drucker
  39. 39. Novo consumidorMudanças políticas e culturais
  40. 40. Mudanças políticas e culturais | Novo consumidorPraça Tahrir testemunha oinício e o fim da revoluçãono Egito
  41. 41. Mudanças políticas culturais | Novo consumidor
  42. 42. Novo consumidor F-COMMERCE
  43. 43. F-commerce em qualquer lugar- Amazon.com conecta ao Facebook e lista os próximos aniversariantes entre os amigos.- Levi s disponibiliza os produtos mais curtidos entre os amigos.
  44. 44. Case da Ticket Master F-COMMERCE - Ticket Master prioriza os shows mais relevantes conforme o perfil no Facebook.
  45. 45. Case da Ticket Master F-COMMERCE- Durante a compra conecte ao Facebook e veja se seus amigos irão, ou descubra quem sentará ao seu lado no evento.
  46. 46. Case da Magazine Luiza- Magazine Luiza disponibiliza loja para revendedores usarem suas redes em troca de comissão.
  47. 47. Bradesco investe em F-commercegoo.gl/8a2Rv
  48. 48. Bradesco investe em F-commercegoo.gl/tcWnT
  49. 49. Case da GolEm 3 dias passou de 12mil p/ 200mil fãs Post: goo.gl/PI4Ub Campanha: goo.gl/OvQUY
  50. 50. Case da C&AC&A do Shopping Iguatemi
  51. 51. Universidade Mauá
  52. 52. Universidade Mauá
  53. 53. Universidade Mauá Retorno 3.000 curtis em um mês Custo de desenvolvimento R$2.000
  54. 54. Diferença entre cliente e fã http://youtu.be/Oop-AFcBw8Y
  55. 55. Biografia O que é cibercultura? - http://bit.ly/eRR7Mx Comércio Social e Facebook - http://slidesha.re/eOEmLz goo.gl/EJEXU http://www.investne.com.br/Noticias-Ceara/comunicacao-multilateral-e- mercado-transparente-sao-vantagens-para-clientes-e-empresas

×