LíBano

1,504 views

Published on

um passeio virtual pelo Líbano

Published in: Art & Photos
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,504
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
22
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

LíBano

  1. 1. O LÍBANO (Fenícia) História e Bíblia Música: “Inna-I-masih qad qam”(4’32) Cristo ressuscitou, ó povo alegra-te!
  2. 2. A música que escutais pertence à liturgia de rito maronita, própria dos mosteiros libaneses. A letra está em língua aramaica (a mesma de Jesus). O texto remonta aos primeiros séculos do cristianismo. A melodia tem um arcaísmo muito especial. A voz é de soror Marie Keyrouz S.B.C monja libanesa Basiliana (tradição monástica que São Bento no séc.VI recolheu para o ocidente).
  3. 3. Famosos Cedros do Líbano
  4. 4. Salomão compra estes cedros para construir o Templo de Jerusalém (1Re 5)
  5. 5. Uma das maravilhas da natureza
  6. 6. Construída pelos cananeus para o culto ao deus BAAL; durante a dominação grega foi chamada Heliópolis (cidade do deus Sol), depois os romanos dedicaram os seus templos a Baco e a Júpiter
  7. 7. Restos romanos do tempo de Augusto
  8. 8. Templo de Baco, uma das obras primas melhor conservadas da antiguidade
  9. 9. No Antigo Testamento, a raínha fenícia Jezabel, esposa de Acab (1Re 16), introduziu em Israel o culto a Baal (o nome de Baalbeck vem de Baal)
  10. 10. No séc. IV, Constantino encerrou o culto dos Templos
  11. 11. Grande santuário de Nossa Senhora do Líbano
  12. 12. Tiro e Sídon são duas cidades visitadas por Jesus, onde Ele atendeu a mulher sirofenícia Mc 7, 26
  13. 13. O nome grego de B ib lo s Biblos-Libros (séc.III aC) foi-lhe dado por causa dos manuscritos achados aqui. No A.T, chama-se-lhe Gebal, que é o nome árabe. A palavra Bíblia aplicada à Sagrada Escritura é do séc XIII (para os judeus é Torá)
  14. 14. Da época das Cruzadas
  15. 15. Vale Santo, dos mosteiros maronitas. Aqui viveu S. Charbel Makhulf, canonizado em Roma em 1977
  16. 16. A maioria dos cristãos do Líbano são maronitas (750.000 em 1997), coexistindo com outras igrejas, muçulmanos e drusos. Tradicionalmente, os libaneses elegem os cristãos maronitas seus presidentes do governo. S. Maron, séc.IV, foi o fundador de um movimento monástico muito importante na Síria. Depois da invasão muçulmana (636), a maioria dos maronitas emigraram para o Líbano.
  17. 17. www.benedictinescat.com

×