Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Nota De Solidariedade ao Municipio de Marcelandia

332 views

Published on

Published in: News & Politics
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Nota De Solidariedade ao Municipio de Marcelandia

  1. 1. NOTA DE SOLIDARIEDADE AO MUNICÍPIO DE MARCELÂNDIA Dor, desespero e centenas de desabrigados, este é o resultado do incêndio que desde ontem (11) está devastando Marcelândia (720 km ao norte de Cuiabá). Até o momento, segundo informações de amigos que lá residem, 16 empresas e 100 casas de trabalhadores foram tomadas pelas chamas que tiveram início no Distrito Industrial do município, o que já comprometeu cerca de 30% da economia daquela cidade. Como representante do Nortão e deputado estadual mais votado de Marcelândia nas duas últimas eleições, sinto-me na obrigação de solidarizar- me com o meu povo e buscar todo tipo de ajuda. Infelizmente, por conta de compromissos de campanha, já que concorro a vice-governador de meu Estado, estou em Cuiabá, mas desde o final da manhã de ontem, quando o vento ajudou a propagar as chamas, que começaram em uma pastagem, atingiram o lixão e depois saiu engolindo tudo o que via pela frente, fui avisado da tragédia e imediatamente solicitei apoio do secretário Chefe da Casa Militar, Coronel Moraes, que enviou reforço de equipes do Corpo de Bombeiros, aviões de combate a incêndio e médicos. Neste triste episódio, a questão da segurança pública, mais uma vez vem à tona. Marcelândia, que por várias vezes sofreu com ações de queimadas ilegais, chegando até a ser citada em rede nacional de TV, não possui um único destacamento de Bombeiros. A distância entre as cidades de Sinop (150 km) e Colíder (120 km), de onde as equipes de socorro foram acionadas, contribuiu para a propagação da tragédia. Da tribuna da Assembléia Legislativa e por meio de Indicações Parlamentares, cobrei uma unidade básica nas cidades do Nortão de Mato Grosso, onde a extração vegetal ainda é a base da economia, o que acarreta uma série de queimadas ilegais, mas nada foi feito. Outro fato que fica evidenciado nesta tragédia é a falta de infraestrutura do único Hospital do município, o Maria Zélia. Em abril deste ano, denunciei as péssimas condições estruturais e sanitárias do local e cobrei do governo apoio para reestruturação daquela unidade de saúde, que enfrenta problemas de infiltrações, vazamentos, vidros, janelas e pisos quebrados, além contar com leitos hospitalares e berços maternais enferrujados, situação que comprovei ao mostrar fotos do local, anexadas ao processo encaminhado ao governador. Enviei também uma indicação ao secretário de Estado de Saúde, onde isentei de responsabilidade a administração municipal, já que o hospital é o único responsável pelos atendimentos da rede pública e privada no município, onde residem mais de 14 mil pessoas. Registrei ali, também, que a unidade vem apresentando um aumento significativo no número de atendimentos mensais, chegando a atender dois mil pacientes ao mês, entre serviços de urgência e emergência, pequenas cirurgias, partos e internações. Por outro lado, o município de Marcelândia vem sofrendo perdas em sua arrecadação, o
  2. 2. que resulta em redução dos repasses financeiro a casa de saúde, que precisa do urgente socorro estadual, mas a resposta foi negativa. Hoje, diante do incêndio, cidadãos de todo Mato Grosso acompanham pela TV, e ficam perplexos com a falta de estrutura daquele hospital. Dezenas de pessoas intoxicadas, e com queimaduras se amontoam nos corredores, a espera de atendimento. Mas o momento não é de críticas, e sim de darmos as mãos. Por isso, quero avisar aos amigos e internautas que vem nos procurando através de mensagens e telefonemas, que estarei conferindo de perto os estragos e ajudando este povo querido. Aos amigos e a todo povo de Marcelândia o meu respeito e carinho, continuem contando com seu deputado e amigo Dilceu Dal’Bosco.

×