ÍNDICE
INTRODUÇÃO ...........................................................................................................
INTRODUÇÃO
VirtualDJ é um software revolucionário que permite mixagem de áudio e vídeo diretamente
no computador.
Projetam...
INTRODUÇÃO À ARTE
O trabalho de um disck jockey pode ser dividido em três tarefas:
1. Escolha da música (programação)
2. A...
Os efeitos mais comumente usados são o scratch, loops e samples:
Um scratch consiste em criar um som totalmente novo a par...
INSTALAÇÃO / NOTAS DE VERSÃO
VirtualDJ instala arquivos nos seguintes endereços:
Caminho default do aplicativo –
C:Arquivo...
INTERFACES - ZONAS
Antes de começar o uso do VirtualDJ, familiarize-se com os controles e "zonas" do
programa. Após abertu...
NAVEGADOR (BROWSER)
O Navegador (Browser) é onde se navega pelas pastas do seu HD, e organiza os arquivos
armazenados em d...
Napster – mostra a busca integrada do Napster. O uso desse recurso exige um acesso
autorizado Napster. Informações de aces...
ARQUIVOS / PAINEL DE RESULTADOS DE BUSCA

VirtualDJ possui vários elementos de informação sobre cada faixa. A informação é...
SUPORTE ID3 / TAG
O Suporte ID3Tag não tem similar em outros aplicativos. VirtualDJ propicia acesso rápido e
permanente às...
Outro meio de importar informações ID3Tag é clicando com o botão direito em um arquivo
no navegador e selecionando Editar ...
Exibindo Colunas dos Dados ID3Tag do VirtualDJ
No Navegador [2] ou Painel de Playlists [3], clique com botão direito em
qu...
Campos de Dados Adicionais VirtualDJ
O banco de dados VirtualDJ
armazena dados adicionais sobre cada faixa para
implementa...
As outras opções para gerenciamento do banco de dados são –
VERIFICAR (CHECK) – roda uma validação do banco de dados para ...
No exemplo a seguir, o texto "ba" é digitado na caixa de busca. O painel central do
navegador exibe os resultados da pesqu...
PLAYLIST & AUTOMIX
O recurso Automix utiliza somente um deck / CDJ. Por padrão é deck 1; no entanto, caso o
deck 2 esteja ...
Gerenciamento de Playlist & Automix
e escolher entre as opções mostradas para
Para usar este recurso basta clicar no ícone...
Mostrador de execução em Ordem seqüencial
Durante a execução do Automix, a seqüência no playlist da faixa que está tocando...
Os pontos da opção Duração (Mix Tempo) são utilizados no modo INTELIGENTE (SMART)
do automix, onde VirtualDJ só faz a tran...
SISTEMA DE ARQUIVOS / ESTRUTURA DE ORGANIZAÇÃO DE PASTAS

No intuito de simplificar a navegação e proporcionar uma melhor ...
PASTA VIRTUAL (VIRTUALFOLDER)

Pastas Virtuais são um grande auxílio para acesso rápido às faixas. Uma pasta virtual
conté...
Agora digite o filtro a ser utilizado para criar o resultado desejado – aqui o processo pode ser
simples ou complexo. Este...
CONTROLES DO DECK / CDJ

Existem dois decks / CDJ’s virtuais na tela. Clique e arraste arquivos para cada um dos
decks par...
Botão REC – Grava um loop no slot selecionado. Se não houver nenhuma definição de loop
no deck, por padrão será registrado...
8.

Sincronizar (Sync) –

Ao clicar em "Sync", VirtualDJ irá sincronizar o ritmo do deck corrente com o deck oposto.
Apert...
CONTROLES DO MIXER INTERNO
INTERNO

Virtual DJ disponibiliza um mixer interno seção como parte do skin InternalMixer. O mi...
CONTROLES DA BARRA DE FERRAMENTAS

Nem todas as interfaces (skins) disponibilizam este conjunto de controles, no entanto,
...
JANELA DE RITMO (RHYTHM WINDOW)

Acima dos players, uma janela exibe um gráfico correspondente às duas escalas ou ritmos
m...
CORREÇÃO MANUAL DO BPM

O CBG é calculado automaticamente assim que a faixa é carregada pela primeira vez.
VirtualDJ utili...
PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO (CONFIG SETTINGS)
CONFIG

VirtualDJ foi projetado para ser simples e fácil de usar, mas também ...
OPÇÕES (OPTIONS)

As configurações da guia Opções personalizam os múltiplos recursos e ações do programa
de acordo com o e...
Auto Carregar Listas (AutoLoad playlists) – Ver pg.17 "Configuração do Playlist"
Salvar Não-tocadas (AutoSave Unplayed) – ...
DESEMPENHO (PERFORMACE SETTINGS)

VirtualDJ propicia uma interface fácil de usar, ainda que às vezes complexa, para otimiz...
Modo Seguro (Safe Mode) – Se habilitado, no caso de uso de configuração definida pelo
DirectX (Simples, Dual, Mono ou 4.1)...
48kHz <-> 44kHz
Descreve como VirtualDJ fará interpolação entre as taxas de amostragem 48kHz e 44.1kHz.
A escolha da opção...
SKINS

VirtualDJ permite escolher entre
vários "skins".
VirtualDJ:Basic – um skin básico
e simples.
VirtualDJ:Full – um sk...
MACROS
Macro para atalhos é o processo de atribuição de múltiplas ações para a mesma tecla ou
combinação de teclas. O pode...
INTERNET (NETWORK)

VirtualDJ pode sincronizar várias instâncias num mesmo sistema e/ou sincronizar vários
computadores ex...
CONTROLES (REMOTE CONTROL)
Uma vasta gama de controladores externos podem ser utilizados com VirtualDJ. A seção
"Controle ...
CODECS

VirtualDJ é capaz de decodificar naturalmente vários formatos de áudio e vídeo com os seus
decodificadores. A guia...
VÍDEO
LIGADO / DESLIGADO (ENABLE / DISABLE) – Possibilita ativar ou desativar todos os
recursos de vídeo do programa. Ao d...
SOBRE (INFO)

A guia “Sobre (Info)” de VirtualDJ mostra o número da versão, juntamente com a declaração
de direitos autora...
SAMPLER
VirtualDJ apresenta um sampler poderoso, que possibilita gravar, carregar, salvar e
reproduzir samples on the fly....
Samples podem ser reproduzidos a partir do menu loop sampler
encontrado como parte dos controles de cada deck. Basta selec...
EFEITOS (EFFECTS)

VirtualDJ oferece um conjunto abrangente de transições e efeitos de áudio e vídeo, que
podem ser acessa...
Se sua placa de vídeo tem uma saída de TV ou saída para segundo monitor, esta saída
secundária pode ser definida como a sa...
Há duas maneiras de se mixar videoclipes: manual ou automaticamente.
Para mixar manualmente, use o crossfader de vídeo par...
Otimização
Em geral, o processo de mixagem de vídeo exige muito mais recursos do computador que a
mixagem de áudio, então ...
KARAOKÊ
Além de ser capaz de reproduzir música e conteúdos de vídeo, VirtualDJ fornece suporte
para reproduzir e mixar arq...
TRANSMISSÃO E GRAVAÇÃO
VirtualDJ proporciona uma capacidade adicional para gravar ou transmitir a saída de áudio.
Para ter...
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Virtual dj 5 manual
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Virtual dj 5 manual

283 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
283
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Virtual dj 5 manual

  1. 1. ÍNDICE INTRODUÇÃO ........................................................................................................................ 3 INTRODUÇÃO À ARTE .......................................................................................................... 4 INSTALAÇÃO / NOTAS DE VERSÃO.................................................................................... 6 INTERFACES - ZONAS .......................................................................................................... 7 NAVEGADOR (BROWSER) .............................................................................................. 8 SISTEMA DE ARQUIVOS / PAINEL DE ESTRUTURA DE PASTAS ................................ 8 ARQUIVOS / PAINEL DE RESULTADOS DE BUSCA .................................................... 10 SUPORTE ID3 / TAG ............................................................................................................ 11 GERENCIAMENTO DO BANCO DE DADOS (DATABASE) ............................................... 14 BUSCA GLOBAL (GLOBAL SEARCH) ............................................................................... 15 PESQUISANDO .................................................................................................................... 15 OPÇÕES DA FAIXA ............................................................................................................. 16 PLAYLIST & AUTOMIX ........................................................................................................ 17 EDITANDO PONTOS DE TRANSIÇÃO AUTOMIX .............................................................. 19 SIDELIST .............................................................................................................................. 20 SISTEMA DE ARQUIVOS / ESTRUTURA DE ORGANIZAÇÃO DE PASTAS .................... 21 PASTA DE FAVORITOS (FAVORITEFOLDER) .............................................................. 21 PASTA VIRTUAL (VIRTUALFOLDER) ............................................................................ 22 PASTA FILTRADA (FILTERFOLDER) ............................................................................. 22 CONTROLES DO DECK / CDJ ............................................................................................ 24 CONTROLES DO MIXER INTERNO .................................................................................... 27 CONTROLES DA BARRA DE FERRAMENTAS.................................................................. 28 JANELA DE RITMO (RHYTHM WINDOW) .......................................................................... 29 CORREÇÃO MANUAL DO BPM .......................................................................................... 30 PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO (CONFIG SETTINGS) ............................................ 31 ÁUDIO (SOUND SETUP)................................................................................................. 31 OPÇÕES (OPTIONS) ...................................................................................................... 32 DESEMPENHO (PERFORMACE SETTINGS) ................................................................ 34 SKINS .............................................................................................................................. 37 ATALHOS (KEYBOARD SHORTCUTS) .......................................................................... 37 INTERNET (NETWORK).................................................................................................. 39 CONTROLES (REMOTE CONTROL).............................................................................. 39 CODECS.......................................................................................................................... 41 VÍDEO .............................................................................................................................. 42 SOBRE (INFO)................................................................................................................. 43 SAMPLER ............................................................................................................................. 44 EFEITOS (EFFECTS)............................................................................................................ 46 EFEITOS E TRANSIÇÕES DE VÍDEO ................................................................................. 46 KARAOKÊ ............................................................................................................................ 50 TRANSMISSÃO E GRAVAÇÃO ........................................................................................... 51 CONTROLE POR TIMECODE.............................................................................................. 55 INFORMAÇÃO LEGAL......................................................................................................... 59 GLOSSÁRIO ......................................................................................................................... 60 Notas de tradução: 1 – Foi mantida ambigüidade de termos específicos [ex.: Pasta Virtual (VirtualFolder)] para facilitar analogia entre a versão original e a traduzida do software. 2 – Palavras com link (ex.: on the fly) tem suas definições detalhadas no glossário. 2
  2. 2. INTRODUÇÃO VirtualDJ é um software revolucionário que permite mixagem de áudio e vídeo diretamente no computador. Projetamos VirtualDJ para ser de uso simples e intuitivo mas não se deixe enganar pelas aparências – existem muitos recursos avançados para explorar e customizar. VirtualDJ contém todas as ferramentas que você necessita para performances e mixagens criativas: Dois decks virtuais para reprodução de faixas de áudio e vídeo, clipes curtos e karaokê. Funções de navegação utilizando ID3Tags e campos de informação customizáveis. Mixer abrangente com todos os recursos que você poderia esperar de um mixer tradicional (Equalizador, ganho, crossfader). Processadores de efeitos de áudio e vídeo. Sampler para reprodução e gravação precisas de trechos de áudio. ClipBank para reprodução precisa de trechos de vídeo. Dispositivo para Looping. Gravação de suas mixagens em tempo real. Transmissão via Internet de sua session em tempo real. Adicionalmente, VirtualDJ inclui muitos recursos tempo: inovadores para ajudá-lo a poupar Correlação automática de batidas para mixagens rápidas. Grid de Contagem de Batidas (CBG) para mixagem visual fácil. Definição imediata de pontos de Indexação (Hot Cue dinâmicos. Cue) Desenvolvemos VirtualDJ para ser o software para DJ's mais completo do mercado atualmente. Dispusemos uma gama exaustiva de recursos para que você os aproveite e crie grandes mixagens. Quer seja você um iniciante ou um DJ profissional, certamente concluirá que trabalhar com o VirtualDJ é divertido, intuitivo e altamente eficaz. Se você é novo no ramo, nós recomendamos que leia o capítulo sobre "Introdução à Arte” deste manual - ele contém informações básicas sobre a arte dos DJ’s que você certamente achará úteis antes de apreciar o software. Também recomendamos intensamente que você leia este manual na íntegra antes de começar o uso deste programa — ele o ajudará a aprender e compreender os muitos recursos disponíveis para que você possa obter o máximo do seu VirtualDJ. E sinceramente esperamos que você desfrute com prazer este grande produto! 3
  3. 3. INTRODUÇÃO À ARTE O trabalho de um disck jockey pode ser dividido em três tarefas: 1. Escolha da música (programação) 2. Alternar entre as músicas 3. Modificar a música (remixar) A primeira tarefa consiste na escolha apropriada da música, que depende obviamente do tipo de noite e do seu estilo. Geralmente, a "regra de ouro" é evitar tocar os hits no início da noite e manter alguns reservados para gerar novo interesse quando o público começar a se cansar. VirtualDJ permite acesso instantâneo a todos os seus títulos, playlists, e uma lista de sugestões. Afinal, caberá somente a você decidir o que vai fazer com que as pessoas dancem. O programa não pode substituir seu talento. A segunda tarefa consiste em alternar ou mixar as faixas. DJ's habitualmente conectam as faixas de maneira fluente, mantendo uma corrente musical constante, a fim de dar a impressão que de a música é única e prefeita. Isso se aplica majoritariamente a certas categorias de música onde o ritmo é muito marcado, como house, trance, hip-hop ou r&b. Normalmente, um DJ mixa músicas em duas etapas: Inicialmente, o DJ modificará a velocidade da faixa que introduzirá ao set, de forma a igualar a velocidade da faixa atual. Esta etapa é necessária para impedir a "colisão" entre as músicas, promovendo sincronia entre suas batidas. A velocidade da música é medida em BPM (Batidas Por Minuto) — esta unidade mede obviamente o número de batidas em um minuto. Uma canção com 160BPM é bem rápida, enquanto outra com 60BPM é lenta. Um DJ tradicional usa o ajuste de pitch em seus equipamentos para acelerar ou abrandar o número de rotações em um disco (CD ou vinil), e, por conseguinte, alterar seu BPM. No VirtualDJ, o BPM é calculado automaticamente assim que você carrega uma faixa em qualquer player e o pitch pode ser ajustado automaticamente para se igualar à faixa que já esteja tocando. Uma vez que o BPM de ambas esteja igual, é necessário sincronizar ou alinhar as batidas para que as duas faixas soem como uma. Por hábito, um DJ utiliza o headphone em apenas um ouvido para escutar a faixa que deseja introduzir (conhecido como cueing ou pré-escuta). Com o outro ouvido, o DJ escutará a música que o público ouve. Então ele irá acelerar ou abrandar a velocidade da próxima faixa utilizando as mãos e o pitch, a fim de sincronizar suas batidas. No VirtualDJ, a janela de ritmo (rhythm window) indica a posição das batidas de cada faixa, permitindo visualizar facilmente se ambas estão alinhadas e sincronizadas. Então, quando ambas atingirem esta condição, o DJ usará o crossfader, os atenuadores de volume e equalizador para trazer a nova faixa à tona. A isso chamamos transição. A terceira tarefa consiste em modificar a música pela aplicação de efeitos ou introdução de trechos de faixas ou samples, de modo a criar a um remix dando mais personalidade e sensibilidade artística à mesma. 4
  4. 4. Os efeitos mais comumente usados são o scratch, loops e samples: Um scratch consiste em criar um som totalmente novo a partir da reprodução repetida de uma pequena parte da música. Isso é possível movendo a mesma parte da música pra frente e pra trás, em diferentes velocidades, enquanto se usa o crossfader para cortar rapidamente este som, introduzindo-o e retirando-o do mix. Um loop consiste em isolar uma passagem de uma música e reproduzi-la repetidamente em modo contínuo e ininterrupto. Quando o trecho termina, ele continuamente retorna a seu início e mantém-se em execução, prolongando a duração da passagem isolada. Um sample consiste de um trecho gravado que pode ser reproduzido em momentos cruciais durante o mix para chamar atenção ou antecipar a próxima música da seqüência. Existem muitos meios criativos de se usar scratches, loops e samples e o VirtualDJ disponibiliza algumas ferramentas excelentes e fáceis de usar para aplicação de todas estas técnicas em seu set. Pela simplificação e racionalização dos aspectos técnicos envolvidos neste processo, VirtualDJ permite a você centrar-se na parte mais importante — sua imaginação! 5
  5. 5. INSTALAÇÃO / NOTAS DE VERSÃO VirtualDJ instala arquivos nos seguintes endereços: Caminho default do aplicativo – C:Arquivos de ProgramasVirtualDJ Todas configurações do aplicativo, Plug-in, Skins, Banco de Dados (Database) e arquivos de ajuda são gravados em – Windows XP: C:Documents and Settingsnome do usuárioMeus Documentos Windows VISTA: C:_Nome do UsuárioDocumentosVirtualDJ *Para usuários avançados que alteraram a localização da pasta Meus Documentos do local original atribuído pela Microsoft, seus arquivos novos/copiados serão gravados na pasta VirtualDJ. Para checar, clique com o botão direito no ícone Meus Documentos e observe em "propriedades" a caixa "destino". Em caso de atualização de versão, o caminho default do aplicativo permanece o mesmo e as configurações do aplicativo, plug-in, skins, banco de dados (database), e arquivos de ajuda são copiados para o local apropriado, acima citado. E também, se possível; tenha TODOS seus periféricos (controladores, HD's, placas de som, etc.) conectados ao computador antes de rodar a versão 5 pela primeira vez, para que o VirtualDJ não construa toda sua database tendo com referência os dados da versão 4.x. O arquivo de banco de dados central do VirtualDJ é titulado - VirtualDJ Database v5.xml O sistema de Database do VirtualDJ fraciona o banco de dados em cada disco rígido conectado ao computador. Cada database adicional pode ser localizado no RAÍZ do respectivo HD e é titulado - VirtualDJ Local Database.xml Nota de Atualização: Pela necessidade de segmentar os arquivos de banco de dados referenciados ao arquivo database.xml anterior e dependendo do tamanho deste arquivo, na PRIMEIRA EXECUÇÃO do programa pós upgrade ele poderá agir como se estivesse parado, e a tela congelada no aplicativo. Por favor, seja paciente e observe a atividade no(s) disco(s) rígido(s). O programa estará lendo o arquivo database original e dividindo-o entre os discos rígidos do seu sistema. O que é gravado nos arquivos database? Caminhos para o arquivo Dados analisados sobre a faixa Informação do display da ID3Tag Informação Automix Os arquivos database segmentados permitem aos usuários de unidades de armazenagem externas (HD’s, pen drives, etc.) revezar estes dispositivos entre sistemas simples e/ou múltiplos ativos ou desligados. Isso capacita diversos DJ's que se apresentam em um mesmo local a utilização da mesma instalação do VirtualDJ e torna dispensáveis diferentes logins para acessar databases individuais. O DJ somente entra na cabine, conecta seu periférico portátil, e começa a tocar. 6
  6. 6. INTERFACES - ZONAS Antes de começar o uso do VirtualDJ, familiarize-se com os controles e "zonas" do programa. Após abertura do aplicativo, é mostrado um menu de interface. Interfaces denominadas skins mostram diferentes configurações, layouts e funcionalidades do programa. Começaremos pela escolha da internal mixer interface para iniciar a habituação com os recursos mais importantes do programa. Para alterar o skin enquanto o programa estiver ativo, clique no menu Config e selecione a guia Skin. Normalmente, o menu “Config” é localizado o canto direito superior do skin, próximo aos botões de minimizar, maximizar e fechar. 1. NAVEGADOR (BROWSER) / SAMPLER / EFEITOS (EFFECTS) / GRAVAÇÃO (RECORD) Navegue entre suas pastas, crie, edite e grave seus playlists. Ajuste efeitos de vídeos e áudio, grave suas mixagens. 2. CONTROLES DO DECK 1 / CDJ 1 Clique e arraste uma música do navegador até este deck virtual. Título da música, display de batidas por minuto, contadores, Controle de transporte. 3. CONTROLES DO DECK 2 / CDJ 2 Clique e arraste uma música do navegador até este deck virtual. Título da música, display de batidas por minuto, contadores, Controle de transporte. 4. ZONA DO MIXER Crossfader, Ganho, Volume, Controle PFL. 5. JANEJA DO RITMO (RHYTHM WINDOW) Esta janela mostra a forma de onda carregada ou reproduzida em um deck. Esta área também mostra um Grid de Contagem de Batidas (Computer Beat Grid – CBG) utilizado para mixagens com referência visual e alinhamento de batidas. 7
  7. 7. NAVEGADOR (BROWSER) O Navegador (Browser) é onde se navega pelas pastas do seu HD, e organiza os arquivos armazenados em discos rígidos locais, externos ou remotos (em rede). O Browser mostra somente arquivos compatíveis (nota: estas extensões estão associadas com os decodificadores do VirtualDJ). Para acessar a lista de extensões compatíveis, clique no menu Config e selecione a guia Codecs. Leia a seção Codecs deste manual para mais detalhes. O Navegador é dividido em 4 painéis principais: 1. 2. 3. 4. Sistema de Arquivos / Estrutura de Pastas Arquivos / Resultado de Busca Automix Playlist Sidelist SISTEMA DE ARQUIVOS / PAINEL DE ESTRUTURA DE PASTAS VirtualDJ oferece por default vários grupamentos organizacionais gerenciados de aplicativos e interfaces licenciadas de terceiros. Também está disponível a possibilidade de implementar meios adicionais de auxílio à navegação. Clique em Config e selecione a guia Browser para entender melhor os grupamentos gerenciados e as interfaces. A guia “Browser” permite a seleção dos vários grupos que podem ser visualizados. Cada item marcado terá um atalho associado no Sistema de Arquivos / Painel de Estrutura de Pastas [1]. Volumes – mostra opções de navegação do sistema de arquivos da estrutura “Meu Computador”. Desktop – mostra opções de navegação do sistema de arquivos da estrutura “Desktop”. 8
  8. 8. Napster – mostra a busca integrada do Napster. O uso desse recurso exige um acesso autorizado Napster. Informações de acesso podem ser fornecidas clicando com o botão direito sobre o Globo do Napster mostrado no painel do browser e escolhendo a opção “Login…" Gêneros (Genres) – disponibiliza uma “árvore” de Gêneros baseada na informação importada do campo ID3Tag. Ao escolher um dos diversos gêneros listados o painel do navegador (2) mostra somente os arquivos que correspondem ao tag. * USUÁRIOS AVANÇADOS – normalmente, apenas um gênero está armazenado no ID3Tag; contudo, uma vez que o VirtualDJ importa e armazena esses dados em suas próprias databases, vários gêneros podem ser atribuídos a um único arquivo, separando cada gênero com um ponto-evírgula ";" . Você pode fazer isso no campo “gênero” contido na caixa de diálogo “File Info” do respectivo arquivo. Histórico (History) – fornece acesso aos dados armazenados cada vez que se utiliza o VirtualDJ. Os dados são armazenados como arquivos de playlist M3u e são gravados na pasta Meus Documentos -> VirtualDJ Tracklisting. Os dados históricos são gravados simultânea e instantaneamente, a fim de disponibilizar históricos das músicas executadas a cada período de 24h. * USUÁRIOS AVANÇADOS - por default o VirtualDJ irá processar as playlists do histórico sempre às 9:00h. Isso é baseado em um registro denominado TrackCutHour - alterando esse valor teremos o histórico processado em horário diferente. A hora de execução é baseada em um relógio de 24 horas, para que o processamento não ocorresse erradamente às 21:00h. iTunes – exibe playlists do iTunes e utiliza a informação dos playlists para acessar aos arquivos. Se os arquivos não corresponderem ao caminho gravado no playlist, o visor mostrará uma mensagem de 'Erro' ao tentar carregar o arquivo. Crates – permite acessar a estrutura “Crates” utilizada pelo programa Serato ScratchLive. Playlists – mostra ou oculta o conteúdo da pasta Meus Documentos -> VirtualDJ Playlist. Este é o endereço padrão onde os playlists Automix são gravados. Favoritos (Favorites) - mostra ou oculta qualquer pasta definida como “Favorita”, o que é feito clicando com o botão direito em qualquer pasta da estrutura de navegação Desktop e selecionando a opção Definir como Favorito (Set as Favorite) no menu, ou selecionando a pasta e utilizando o botão na barra divisória direita do painel. Pastas Virtuais (VirtualFolders) - mostra ou oculta quaisquer Pastas Virtuais, que podem ser criadas clicando no botão encontrado na barra divisória direita. Pastas Filtradas (FilterFolders) - mostra ou oculta qualquer Pasta Filtrada, que podem ser criadas clicando no botão encontrado na barra divisória direita. 9
  9. 9. ARQUIVOS / PAINEL DE RESULTADOS DE BUSCA VirtualDJ possui vários elementos de informação sobre cada faixa. A informação é composta por uma combinação dos ID3 Tag e dos campos de dados definidos no VirtualDJ. Por default, são mostrados para cada arquivo o título da música (title) e artista (artist), juntamente com a coluna de batidas por minuto (BPM) e a duração (Lenght), mais colunas adicionais explicadas na página 13 deste manual. As larguras de cada coluna podem ser modificadas individualmente, e ao clicar na coluna os conteúdos da mesma são ordenados. Por exemplo, clicando sobre a coluna artist, padroniza o navegador por artista em ordem crescente. Para ordem decrescente, clique novamente na coluna. Os títulos da música e artista são preenchidos automaticamente se o arquivo for nomeado de acordo com duas convenções, ou seja, (artista) título.extensão’ OU artista título.extensão OU se a opção Tags estiver ligada (Enabled) no Config, guia Browser, seção Rec. de Inform. (Infos Gathering). Veja a seção “Suporte ID3Tag" deste manual para mais detalhes. O BPM e duração são calculados automaticamente quando uma faixa é carregada para qualquer deck. Toda informação da faixa é então armazenada no arquivo database do respectivo disco rígido para acesso posterior. Todos os dados são armazenados no arquivo database assim que são calculados, ou imediatamente quando inseridos manualmente. Ícones Esta música é desconhecida e nunca foi tocada ou digitalizada pelo VirtualDJ. Esta música é conhecida e foi digitalizada pelo VirtualDJ. Esta música foi tocada durante esta session. Indica um arquivo de vídeo. Indica um arquivo de karaokê. Indica que a diferença de BPM entre a música analisada e a música atual é muito grande. Esta é uma faixa que você deveria evitar tocar na seqüência. 10
  10. 10. SUPORTE ID3 / TAG O Suporte ID3Tag não tem similar em outros aplicativos. VirtualDJ propicia acesso rápido e permanente às informações sobre qualquer faixa armazenada no banco de dados. Configurando acesso direto ao ID3Tag em todos os arquivos, confirmaremos a superioridade de VirtualDJ para navegação e pesquisa se comparada a outros programas. VirtualDJ armazena informações dos campos de identificação ID3Tag como parte do seu banco de dados, que podem ser atualizadas a qualquer momento. Uma vez que dados do tipo tag não são de acesso direto, qualquer informação pode ser alterada utilizando a caixa de diálogo File Info, o que não afetará o ID3Tag principal do arquivo. Além disso, VirtualDJ disponibiliza campos de informações para arquivos de vídeo, que normalmente não possuem ID3Tags. Importando dados ID3 Tag Isso pode ser feito de vários modos e a qualquer tempo. O primeiro e com certeza mais comum será pelo uso das opções na seção Rec. de Inform. (Infos Gathering), na guia Navegador (Browser) em Configurações (Config). REAL ID3 TAGS Ligado (Enabled) – campos de apoio ID3Tags (BPM, álbum, Gênero, etc) são importados no reconhecimento do arquivo pelo programa. Desligado (Disabled) ID3Tags não são importados e inclusão de informações de tag à banco de dados deve ser feita através das diversas opções de menu, acessíveis via pasta / menus pop-ups do arquivo. ID3 ARTIST / TITLE (ARTISTA / TÍTULO) Ligado (Enabled) - Se não existem dados ID3Tag para ao Artista / Título, então o nome do arquivo é analisado e utilizado para preenchimento destes campos. Desligado (Disabled) – análise tradicional do nome do arquivo Artista – Título. ext ID3 COMMENTS (COMENTÁRIOS) Ligado (Enabled) - Ler o campo “comentário” do ID3Tag no reconhecimento do arquivo. Desligado (Disabled) - Nunca Ler o campo “comentário” do ID3Tag. COVERS (CAPAS) Busca Local (Local Search Only) - para o mostrador de capas, somente arquivos armazenados localmente serão utilizado (inclusive os já gravados no ID3Tag). Baixar Capa Exata (Download Exact Match) - se não localizada na busca local, baixar uma capa que corresponda exatamente às informações da faixa. Baixar Capa Não Exata (Download No Matter What) - se não localizada na busca local, baixar qualquer capa que se aproxime com base nas informações da faixa. Não Buscar (Don’t Search) – Nunca procurar capas, caso elas não existam. 11
  11. 11. Outro meio de importar informações ID3Tag é clicando com o botão direito em um arquivo no navegador e selecionando Editar TAG (File Info). A caixa de diálogo a seguir mostra as informações armazenadas no banco de dados (database), juntamente com informações ID3Tag armazenadas no arquivo original que podem ser importadas. observaremos a seu lado o dado ID3Tag que é lido do Sob cada campo com um botão tag do arquivo original. Clique no botão para copiar estas informações para o campo de dados do VirtualDJ. Esses dados serão armazenados e utilizados pelo banco de dados (database) do VirtualDJ. O botão próximo ao campo Filename pode ser usado para preenchimento dos campos Artista e Título pela análise do nome do arquivo. Outro método de importação das informações ID3Tag é através do navegador (browser), clicando com botão direito quando em seleção múltipla de arquivos. As opções para Editar TAG (File Info) são – Título da tag (Title from tag) Título do ficheiro (Title from filename) Reload tag Apagar comentário (Erase comment) Baixar capa (Download Cover) 12
  12. 12. Exibindo Colunas dos Dados ID3Tag do VirtualDJ No Navegador [2] ou Painel de Playlists [3], clique com botão direito em qualquer coluna e escolha a partir da lista pop-up um dos ou todos os campos de dados disponíveis, armazenados no database. Alterar a ordem das colunas é fácil, basta selecionar a opção Ordenar (Order...) na parte inferior da lista. A seguir, na caixa de diálogo exibida defina a ordem, destacando o campo ou utilizando as setas. Também é possível adicionar ou remover campos do painel, marcando o respectivo check box do campo. Podemos definir o tipo de arquivo a exibir clicando sobre o 2º botão “Alvo” à direita da caixa de pesquisa e marcando as opções Mostrar Capas (Show Covers), Mostrar Música (Show Music), Mostrar Vídeo (Show Vídeo), e Mostrar Karaokê (Show Karaokê). Abaixo algumas capturas de tela com campos em exibição no navegador – [ID3 Tags + Campos Principais] [Campos de Dados Adicionais VirtualDJ] 13
  13. 13. Campos de Dados Adicionais VirtualDJ O banco de dados VirtualDJ armazena dados adicionais sobre cada faixa para implementação de recursos adicionais de pesquisa e o NOVO recurso Pasta Filtrada (FilterFolder). Tecla / Tom (Key) – Armazena o tom de uma canção para uso em mixagens de harmonias. ** VirtualDJ não analisa e preenche esse campo. Entrada manual via File Info. Contador (Play Count) – Armazena o tempo de execução da faixa. First Seen – Armazena a data em que a faixa foi adicionada ao banco de dados. Primeira Vez (First Play) - Armazena a data em que a faixa foi executada pela primeira vez. Última Vez (Last Play) – Armazena a data da última vez em que a faixa foi tocada. Partição (Drive), Caminho (Filepath), Nome do Arquivo (Filename), Tipo (Filetype) – armazena os atuais disco rígido, endereço, nome e tipo de arquivo da faixa. GERENCIAMENTO DO BANCO DE DADOS (DATABASE) O sistema de gerenciamento de banco de dados contém ferramentas adicionais que são parte da guia de Configuração do Navegador do VirtualDJ. (Config > guia Browser) Gravação de dados on the fly a cada utilização Verificação automática de integridade do banco de dados a cada execução Verificação Manual de integridade do banco de dados Correção de erro(s) do banco de dados Limpeza dos dados referentes a arquivos desaparecidos / movidos VirtualDJ salva imediatamente o banco de dados imediatamente quando necessárias adições ou atualizações. VirtualDJ também valida a integridade de todos os bancos de dados na execução do aplicativo. Se um problema for detectado uma caixa de mensagem será exibida identificando qual database apresenta erros e o que fazer para corrigi-los. Eis os passos para correção de erros: 1. Abra a caixa de diálogo “Configuração (Config)” 2. Acesse a guia “Navegador (Browser)” 3. Selecione o Drive no menu drop-down 4. Clique no botão "Reparar” (FIX) 14
  14. 14. As outras opções para gerenciamento do banco de dados são – VERIFICAR (CHECK) – roda uma validação do banco de dados para assegurar que todas as referências dos arquivos database continuam válidas e que existem arquivos armazenados nessa unidade. O processo simplesmente reassocia o Caminho (FilePath) ao arquivo caso ele não possa ser encontrado. Os dados sobre o arquivo não são perdidos. LIMPAR (CLEAN) - este processo REMOVERÁ qualquer informação do banco de dados sobre arquivos inválidos. Isto é necessário para otimizar os recursos de Busca Global (Global Search) BUSCA GLOBAL (GLOBAL SEARCH) VirtualDJ propicia uma capacidade intuitiva e on the fly para pesquisa. A adição de arquivos à Busca Global pode ser feita de duas formas. Primeiro pela definição da propriedade ‘Base de Dados (Search Database)’ na guia de Configuração do Navegador como ‘Adicionar Automaticamente (Add automatically)’. Com isso a adição de arquivos ao banco de dados acontecerá simultaneamente à busca. Outra opção é ‘Ad. Manualmente (Add manually)’. Esta definição exige o uso da opção ‘Adicionar ao Banco de Dados (Add to Search DB)’, clicando com o botão direito do mouse em um arquivo ou pasta na interface principal do navegador Em ambos cenários, uma vez acrescentados à Busca Global, sempre será possível encontrar o arquivo ao realizar uma pesquisa. A diferença principal é que o resultado da pesquisa determina se o arquivo está na pasta selecionada ou em outra parte do sistema. PESQUISANDO O campo de busca encontra-se na parte superior do painel do navegador. Para pesquisar os arquivos listados no banco de dados clique no campo de pesquisa e, em seguida, digite o texto a ser localizado. A busca é instantânea e geralmente não é necessário digitar o texto na sua totalidade – algumas letras são suficientes para reduzir a lista ao único título. Se você quiser limitar os resultados da pesquisa a determinado tipo de arquivo, clique sobre o segundo botão “Alvo” à direita da caixa de pesquisa e escolha entre as opções Mostrar Música, Mostrar Vídeo ou Mostrar Karaokê (Show Music, Show Vídeo, Show Karaoke). 15
  15. 15. No exemplo a seguir, o texto "ba" é digitado na caixa de busca. O painel central do navegador exibe os resultados da pesquisa. Os arquivos exibidos acima da linha divisória são aqueles encontrados na pasta que está atualmente em destaque no navegador de Pastas. Os arquivos abaixo da linha divisória são localizados em outros locais do banco de dados. O que pode ser pesquisado? A busca no VirtualDJ é versátil e ajustável. O que isso significa? À direita da caixa de pesquisa, existe um botão de seleção de “campos de pesquisa”. Clique no botão “Alvo” e será exibida uma lista de 10 campos passivos de pesquisa. O número de resultados da pesquisa dependerá de quantos campos serão selecionados. Para garantir o maior número de resultados para qualquer pesquisa, selecione todos os campos e a capacidade máxima de pesquisa estará disponível a todo tempo. Para examinar todo o conteúdo do banco de dados basta digitar um asterisco (*) como caractere de pesquisa. Assim, toda a base de dados será exibida. VirtualDJ também proporciona recursos de pesquisa diversificados para modos de busca mais criativos. Podemos exercer essa criatividade quando se está pesquisando sobre BPM. Digite 110120 e se a coluna BPM estiver selecionada, como resultados serão exibidos faixas com BPM entre 110 e 120. Se este tipo diferente de pesquisa é algo necessário no seu cotidiano, então VirtualDJ dispõe para uso o recurso Pasta Filtrada (FilterFolder). Veja a seção "Pasta Filtrada (FilterFolder)" deste manual para mais detalhes. OPÇÕES DA FAIXA Diversas opções são exibidas ao clicar com botão direito em uma faixa: Operações de Arquivo (File Operations) tais como - copiar, mover e apagar arquivos (um aviso é exibido ao apagar um arquivo), Editar TAG (FileInfo) para modificação de conteúdo de campos de dados, opções de análise de BPM da faixa, adicionar e remover músicas da pesquisa do banco de dados. Todas as opções serão apresentadas e explicadas ao longo deste manual. 16
  16. 16. PLAYLIST & AUTOMIX O recurso Automix utiliza somente um deck / CDJ. Por padrão é deck 1; no entanto, caso o deck 2 esteja selecionado com deck ativo antes do início do processo Automix, então este será utilizado. O uso de somente um deck libera o deck oposto para execução da primeira música, uma vez que você decida interromper o processo Automix. E ao invés de arrastar e soltar músicas continuamente nos decks, você pode criar playlists. Playlists são grupos de faixas pré-arranjadas numa determinada ordem de execução. Para acessar o playlist, mova o mouse ou arraste músicas para o painel "Playlist" [3] no lado direito do navegador. A janela automaticamente se expandirá para mostrar a área de trabalho e lista atual – se existente. Controles do Playlist Desliga / Liga o modo Automix Acessa o menu de gerenciamento do Playlist Trava o painel Playlist em uma largura padrão e bloqueia o auto-fechamento do painel. Você também pode travar e reduzir a largura a zero caso não deseje que o painel se abra automaticamente. Configuração do Playlist (Playlist Setup) As faixas a serem mixadas automaticamente podem ser posicionadas no painel do Playlist a partir do painel do Navegador (2) utilizando o método arraste-e-solte. Além disso, playlists pré-definidos podem ser utilizados e carregados automaticamente. Em Configuração (Config) -> guia Opções (Options) existe uma opção para “Auto Carregar Listas (AutoLoad Playlists)”. Os valores disponíveis são: Desligado (Disabled), Inteligente (Smart) e Sempre (Always). Desligado (Disabled) – o conteúdo da lista é exibido somente no centro do painel do Navegador. Sempre (Always) – quando uma lista de músicas é selecionada no navegador os conteúdos são imediatamente carregados ao playlist. Inteligente (Smart) – não altera o playlist atual quando você clicar em uma pasta do tipo playlist, caso este tenha sido editado manualmente. 17
  17. 17. Gerenciamento de Playlist & Automix e escolher entre as opções mostradas para Para usar este recurso basta clicar no ícone definir como o Automix funcionará e como as faixas serão gerenciadas no Playlist. Tipo de Automix – são cinco modos INTELIGENTE [SMART] - VirtualDJ procura determinar o melhor ponto de transição com base no break de saída da faixa corrente e na introdução da próxima faixa – o tempo da transição varia de ~4 a ~8 segundos. FADER TIPO 1 [FADE (REMOVE INTRO / OUTRO)] – procura remover os pontos mortos da introdução e da saída, e cria um ponto de transição baseado nas configurações de duração do Automix (Automix Lenght). FADER TIPO 2 [FADE (REMOVE SILENCE)] - reproduz todas as faixas do início ao fim removendo qualquer "ponto morto" ou "silêncio" que possam estar presentes na faixa, e cria um ponto de transição baseado nas configurações de duração do Automix (Automix Lenght). FADE (REMOVE NOTHING) - mantém toda a faixa do início ao fim e cria um ponto de transição, com base nas configurações de duração do Automix (Automix Lenght). NENHUM [NONE (BACK-TO-BACK)] - este é um simples corte que reproduz os arquivos por completo, do início ao fim, incluindo eventuais lacunas nestes pontos. Duração do Automix (Automix Lenght) Tempo utilizado para os modos FADE do Automix. São eles: zero (CORTE), um, dois, quatro, oito ou 16 segundos considerando a transição do início ao fim do crossfade. REPETIR (REPEAT) Existem dois modos para "Repetir (Repeat)": ao clicar no botão Opções (Options) ('+') a opção "Repetir (Repeat)" permite repetir todo o playlist Automix. Depois que todas as faixas forem tocadas, o Automix irá recomeçar na 1ª faixa da lista. Antes ou durante o Automix, clique com o botão direito sobre uma faixa e selecione "Repetir" para que essa faixa seja repetida continuamente até que a opção seja desmarcada. Limpar (Clear) – apaga todas as faixas do playlist Aleatório (Shuffle) – desordena aleatoriamente o conteúdo do playlist Remover já tocados (Remove played) – remove do playlist qualquer faixa já executada Remover duplicados (Remove Duplicates) – remove faixas duplicadas do playlist Salvar (Save) – opção que permite salvar o playlist para uso futuro 18
  18. 18. Mostrador de execução em Ordem seqüencial Durante a execução do Automix, a seqüência no playlist da faixa que está tocando para a próxima faixa é sucessiva, de cima para baixo (como a maioria dos players de mídia). A faixa em execução é sempre destacada. Com a opção Repetir (Repeat) ligada para o playlist inteiro, a seqüência retorna ao topo após a última faixa da lista ser executada. Adicionar, mover ou alternar faixa A reordenação de faixas - adicionando novas, alterando sua ordem, ou removendo - pode ser feito a qualquer tempo. Inclusive adicionar uma nova faixa como próxima da seqüência, mover uma faixa para ser a próxima, ou alternar a próxima faixa com a seguinte, que agora se torna próxima da seqüência. Pular e MIXAR AGORA Como o Automix ATIVO, dê um clique duplo sobre qualquer faixa na Playlist e VirtualDJ irá mixar esta faixa imediatamente utilizando as configurações de transição atribuídas para Automix. Também a playlist continuará a partir desse ponto, deixando para trás a última localização. Atalhos de Teclado para uso com Playlists "Coloque em Sidelist / Recupere do Sidelist (Put in Sidelist / Get from Sidelist)" – o atalho de teclado "switch_sidelist_playlist" move listas de faixas entre os dois painéis. "Criar Pasta Virtual (Make Virtual Folder)" – o atalho de teclado "vfolder_fromplaylist" cria uma Pasta Virtual para o conteúdo do playlist em execução. EDITANDO PONTOS DE TRANSIÇÃO AUTOMIX Para editar pontos de transição Atomix de uma faixa, carregue uma faixa para um deck, em seguida selecione o respectivo botão BPM deste deck. Na caixa de diálogo "Ajustar Valores do BPM (Adjust BPM Values)" escolha a guia "Editar Automix (Edit Automix)”. Em seguida, selecione o tipo de ponto de transição a editar [Fade (Mix Fade), Corte (Mix Cut), Duração (Mix Tempo)]. Localize na faixa a posição a ser usada como ponto de entrada e clique no botão “Ponto de entrada (Set Entry Point)”, localize a posição do ponto do saída e clique “Ponto de saída (Set Exit Point)”. Repita o procedimento para Corte (Mix Cut) e Duração (Mix Tempo) para definição dos pontos de entrada e saída. Para dar ao programa a opção de usar as transições Corte (Mix Cut) e Duração (Mix Tempo), marque o check box “Reservar (Allow)” em cada um deles. 19
  19. 19. Os pontos da opção Duração (Mix Tempo) são utilizados no modo INTELIGENTE (SMART) do automix, onde VirtualDJ só faz a transição mantendo as batidas alinhadas se o check box 'Resevar (Allow)' estiver marcado para ambas faixas (uma faixa com permissivo para transição do tipo Duração [Mix Tempo] tem um asterisco ao lado de seu BPM). Se isso não acontecer, o automix INTELIGENTE (SMART) irá, em seguida, verificar se a caixas ‘Reservar (Allow)’ e os pontos de transição para o modo Corte (Mix Cut) são controlados. Se sim, ele irá fazer uma transição do tipo Corte (Mix Cut) (usando os pontos de corte de entrada / saída), caso contrário, o automix INTELIGENTE (SMART) fará uma transição normal tipo Fade (Mix Fade) usando os pontos de entrada / saída atribuídos. Em todos os outros modos de automix, somente são usados pontos de transição atribuídos na opção Fade (Mix Fade). SIDELIST VirtualDJ tem sua própria versão de lista de espera chamada Sidelist. O painel Sidelist (4) pode ser usado para reservar faixas que o DJ sabe que irá tocar em algum momento durante a sua session. Ela também fornece um local para VirtualDJ mover faixas que foram carregados no deck porém não foram executadas pelo DJ, que decidiu substituir a faixa e executar outra. O Sidelist também pode ser utilizado para armazenamento e construção de Playlists e Pastas Virtuais (VirtualFolders), o que pode ser feito clicando e arrastando faixas para o painel. Salvar Não Tocadas (AutoSave Unplayed) Quando a opção "Salvar Não Tocadas (AutoSave Unplayed)" está ligada em Config > guia Opções (Options), todas as faixas carregadas em um deck / CDJ porém não executadas, são acrescentadas à SideList quando uma outra faixa substituí-la. Os atalhos de Teclado load_fromsidelist e free_sidelist oferecem fácil acesso às faixas a serem carregadas em um deck ou para limpar toda a lista, respectivamente. 20
  20. 20. SISTEMA DE ARQUIVOS / ESTRUTURA DE ORGANIZAÇÃO DE PASTAS No intuito de simplificar a navegação e proporcionar uma melhor capacidade de gerenciamento de arquivos, VirtualDJ oferece três (3) métodos para que o usuário organize seu banco de dados. Na extremidade do painel esquerdo encontram-se três (3) opções de pasta: Criar Pasta de Favoritos [FavoriteFolder] (pasta controlada) – seleciona uma pasta do disco rígido para sempre exibir no navegador Criar Pasta Virtual [VirtualFolder] (pasta não-controlada) – cria uma pasta para preenchimento manual com arquivos específicos Criar Pasta Filtrada [FilterFolder] (pasta controlada) – cria uma pasta com base em um modo específico de filtro de arquivos que é executado cada vez que a pasta é selecionada Clicando com o botão direito em qualquer uma dessas pastas possibilita acesso a várias operações. Para Pasta de Favoritos as opções incluem adicionar ou remover conteúdo da pasta para Pesquisa de Banco de Dados (Search DB), e opções de análise de BPM. As Pastas Filtradas contêm uma opção de acesso à caixa de diálogo ‘filtro’ para alterar o modo de filtragem de arquivos. As Pastas Virtuais têm uma opção ‘Renomear’. Todas as pastas têm opções de alteração de ordem de pastas (para cima e para baixo na árvore de estrutura de pastas) e para remover ou apagar a pasta O DJ pode querer definir um conjunto de diretórios que são utilizados com maior freqüência por exemplo, "hits de 2006" ou "Minhas Músicas". A melhor solução é usar a Pasta de Favoritos. Pense na Pasta de Favoritos como um atalho para uma pasta no sistema operacional. PASTA DE FAVORITOS (FAVORITEFOLDER) Para configurar uma Pasta de Favoritos, desloque o item de navegação do desktop do painel do Sistema de Arquivos / Estrutura de Pastas até o endereço da pasta pretendida. Clique e destaque a pasta e, em seguida, clique no ícone amarelo Pasta de Favoritos . O diretório selecionado será adicionado ao final da lista, no mesmo nível da pasta "Desktop". Para remover uma referência de Pasta de Favoritos, selecione-a e clique no ícone novamente. O mesmo pode ser feito clicando com o botão direito na pasta desejada e escolhendo "Marcar como Favorito (Set As Favorite)" no menu. E, para remover uma pasta favorita simplesmente clique com o botão direito na pasta e escolha "Remover favorito (Remove from favorite)". 21
  21. 21. PASTA VIRTUAL (VIRTUALFOLDER) Pastas Virtuais são um grande auxílio para acesso rápido às faixas. Uma pasta virtual contém uma coleção de atalhos para faixas. Crie uma pasta virtual clicando no ícone vermelho ícone um nome à nova pasta. Pasta Virtual (VirtualFolder) e atribua Agora navegue no banco de dados ou faça pesquisas à procura de faixas que serão agrupadas. Clique e arraste as faixas para a nova Pasta Virtual e da próxima vez em que desejar reproduzir essas faixas utilize esta pasta. Observe que inserir faixas em uma pasta virtual não significa que o arquivo será fisicamente movido para a pasta – somente será criado um atalho para onde os arquivos estão localizados. Para remover uma pasta virtual, use o botão direito do mouse sobre ela e selecione "remover (remove)". PASTA FILTRADA (FILTERFOLDER) Um modo altamente dinâmico e criativo de organizar uma coleção de faixas consiste na aplicação de condições que filtrem automaticamente (busca) o banco de dados para faixas que correspondam aos critérios definidos. VirtualDJ denomina estas pastas “Pastas Filtradas (FilterFolders)”. Criando uma Pasta Filtrada Clique no ícone azul Pasta Filtrada (FilterFolder) e será exibida uma caixa de diálogo. Atribua um nome à NOVA pasta. Por exemplo – 100 músicas mais executadas (Top 100) 22
  22. 22. Agora digite o filtro a ser utilizado para criar o resultado desejado – aqui o processo pode ser simples ou complexo. Este exemplo é simples, use a palavra-chave 'top' com o número '100' e o elemento 'nbplay'. Este elemento toma como referência o campo ‘Contador de Execuções (Play Count)’ do banco de dados. À medida que a regra do filtro é escrita, VirtualDJ avalia se a regra está corretamente definida. O botão OK se manterá acinzentado caso a regra de filtro contenha erros. Então, a regra deste filtro será 'top 100 nbplay'. Cada vez que a pasta for selecionada, VirtualDJ irá internamente colocar em ordem decrescente todo o banco de dados com base no campo ‘Contador de Execuções (Play Count)’ e, em seguida, exibir os 100 primeiros arquivos – ou o Top 100. A caixa de diálogo filtro exibe alguns bons exemplos, mas para usar toda a real capacidade do recurso, é necessário conhecer exatamente todos os elementos, operadores, e algumas palavras-chave que são utilizadas. Elementos – "title", "author", "artist", "album", "genre", "year", "bpm", "key", "bitrate", "songlen", “filesize", "filepath", "filename", "extension", "hascover", "isscanned", "alreadyplayed", "lastplay", "firstplay", "firstseen", "nbplay", "type", "days since firstseen”, "days since firstplay", “days since lastplay". Operadores – "==", "=", ">=", "<=", " != ", "<>", ">", "<", "is not", "is", "equals”, "equal", "contains", “contain", "doesnt contain", "doesn’t contain", "don't contain", "starts with", "start with", "ends with", "end with", "and", "or", "&&", " ||", "&", " |" Palavras-chave – “top”, “[inverted]” Exemplos de Pastas Filtradas FILTRO Resultado Esperado isscanned=0 or isscanned=1 top 100 nbplay top 100 firstseen top 100 lastplay bpm>120 and bpm<130 year>=1980 and year<1990 days since lastplay<7 days since lastplay<31 days since lastplay<365 lastplay=0 isscanned=0 type=video type=audio type=karaoke hascover=1 hascover=0 top 20 nbplay and hascover=1 and (type=video or type=karaoke) filepath start with "c:mp380s" or filepath start with "d:music80s" extension is "mp3" and title doesn't contain "madona" banco de dados local lista das top 100 adições recentes execuções recentes BPM de 120 até 130 músicas dos anos 80 músicas executadas na última semana músicas executadas no último mês músicas executadas no último ano músicas nunca executadas arquivos não escaneados grupo de arquivos de vídeo grupo de arquivos de áudio grupo de arquivos de karaokê possui foto de capa não possui foto de capa 20 músicas mais tocadas que têm capa e são arquivos do tipo vídeo ou karaokê mostra todos arquivos de anos 80 das pastas ‘80s’ localizadas em discos diferentes qualquer arquivo mp3 que não contenha a palavra “madona” no título 23
  23. 23. CONTROLES DO DECK / CDJ Existem dois decks / CDJ’s virtuais na tela. Clique e arraste arquivos para cada um dos decks para carregar músicas ou videoclipes. Os dois decks estão equipados com os seguintes controles e mostradores: 1. Título da faixa carregada atualmente 2. Mostrador de forma de onda da faixa – Mostra a forma de onda da faixa inteira, permite a visualização do tempo restante do áudio, bem como o trecho que já foi executado. A área da forma de onda destacada em azul ou vermelho (usando as skins padrão) indica o que foi reproduzido e a atual posição do áudio. A zona cinzenta da forma de onda mostra o tempo restante do áudio. Dentro da própria forma de onda, as partes claras indicam a presença de batidas e as partes escuras indicam presença de vocais. 3. Toca-discos virtuais – Use o mouse para fazer um scratch, back cue e pausa. Observe também o braço dos tocadiscos se deslocam em relação à posição da faixa, dando uma referência visual do tempo restante de reprodução da faixa. 4. Loop Sampler – Menu drop-down de Seleção do Sample – Para definir qual sample será executado. Existem 12 posições (slots), nas quais se pode gravar, carregar e executar samples. Janela de Seleção do Sample – Ao clicar nesta janela, o sample selecionado será executado. 24
  24. 24. Botão REC – Grava um loop no slot selecionado. Se não houver nenhuma definição de loop no deck, por padrão será registrado um loop de 4 barras. Botão Volume do Sampler (Wet / Dry) – Controla o nível de ganho aplicado ao sample loop. 5. Definir / Controlar Loop (Loop Set / Control) – Entrada / Saída do Loop (Loop In / Out) – Um loop é um trecho qualquer de uma faixa que se repete ininterruptamente. Aperte "Loop In" no ponto desejado para início do loop. Aperte "Loop Out" no ponto desejado para marcar final do ciclo. O trecho de áudio entre os dois pontos se reproduzirá continuamente, em loop. Para dar continuidade à execução da faixa, aperte "Loop Out", a música continuará a partir do ponto final do loop. Para definir um novo loop, apenas pressione "Loop In" novamente após finalização do loop anterior e, em seguida, pressione "Loop Out" para começar o novo ciclo. Botão Mover Loop (Shift) – Ajusta a duração do loop pelos incrementos meia-duração ou duplica-duração. Botão Loop Inteligente (Smart Lock) – Possibilita aos botões de loop trabalhar em conjunto para criar loops sincronizados com o BPM. Duração do Loop (Loop Lenght) – Indica a duração do ciclo de acordo com a medida de batidas. Aumenta ou diminui o tamanho do ciclo de 1/4 a 16 medidas. 6. Efeitos (Effects) Menu drop-down de Seleção de Efeitos – Seleciona o efeito de ser aplicado. Janela de Seleção de Efeitos – Clicando nesta janela, o efeito selecionado será aplicado. Botões de Parâmetro 1 & 2 – Estes dois botões ajustam parâmetros do efeito selecionado na janela de efeitos, embora nem todos os efeitos exijam ou fazem uso destes botões. 7. Deslocamento na Faixa (Transport) Cue / Parar (Cue) – Retorna e pausa a música no ponto de Cue padrão. Para definir um ponto de Indexação, pause a música, desloque para a posição pretendida (por exemplo, girando os toca-discos virtuais), e, em seguida, clique em "Cue". Além disso, um clique com o botão direito do mouse sobre o botão "Cue" irá definir um ponto de indexação durante a execução da faixa. Uma vez no ponto de Indexação, é possível reproduzi-lo temporariamente pressionando e segurando o botão "Cue". Para apagar um ponto de indexação, clique com botão direito sobre o ícone de indexação marcado no mostrador de forma de onda e selecione "excluir". Pausar / Sampler (Stutter / Play) – Inicia a reprodução. Ao pressionar "Stutter / Play" após o início da execução da música, reiniciará a música a partir da última posição que o "Play" foi pressionado, criando um efeito "stutter". Pausar / Parar (Pause) – Pára o áudio na posição corrente. Cliques posteriores enquanto a faixa estiver parada, deslocarão a faixa para o início da música e, seqüencialmente, por todos seus pontos de indexação, em ciclos. Clicando com o botão direito enquanto parado, automaticamente deslocará a faixa até a primeira batida detectada. 25
  25. 25. 8. Sincronizar (Sync) – Ao clicar em "Sync", VirtualDJ irá sincronizar o ritmo do deck corrente com o deck oposto. Aperte “Sync" quando em pausa, só o pitch será ajustado. Aperte "Sync" quando em execução, as batidas serão suavemente alinhadas. Use o botão direito do mouse em "Sync", e a música vai começar já alinhada à próxima batida. (Atenção: o alinhamento propiciado com o clique do botão direito em sync não faz uso do Grid de Contagem de Batidas [CBG], somente alinha a música de um deck com a próxima batida audível do outro deck. Este comportamento permite que você propositalmente inicie a música após ½ ou ¼ da medida para criar efeitos especiais, mas desfavoravelmente não funciona durante um break ou quando não existem batidas audíveis). 9. Pitch Deslizante / Botões do Pitch (Pitch Slider / Pitch Buttons) – Controlam a velocidade / pitch da música. Ao mover o deslizante para baixo a velocidade da música acelera. Ao mover para cima a velocidade diminui. O botão "Zero" permite que você traga suavemente o pitch de volta a 100%. Dê um duplo clique sobre ele para executar esta ação. Os dois botões de Pitch são utilizados para mudar temporariamente a velocidade da faixa em execução. Isto é útil quando você quer fazer uma rápida adaptação a uma faixa se a batida desta não esta exatamente alinhada com a batida da faixa em execução no outro deck. A velocidade será alterada enquanto você estiver pressionando "+" ou "-". 10. Master Tempo (KeyLock) Quando ativado, a mudança no pitch não afeta o tom da música. Master Tempo (Keylock) pode ser ativado em qualquer ponto da escala de pitch, de modo que o tom é mantido enquanto o pitch ainda é capaz de ajustar o andamento da música. Quando desativada, o tom muda baseado no pitch em uso – pitch muito lento = tom muito vagaroso, pitch muito rápido = tom muito acelerado (chipmunk). 11. Indexação com a Faixa em execução (Hot Cue) Use os três (3) botões para definir pontos de indexação. Clicando em um dos botões, na primeira vez um ponto de indexação será definido. Depois disso, clicar no botão a qualquer momento fará a faixa retornar ao ponto indexação correspondente. Para definir um novo ponto para a indexação hot cue, clique com o botão direito do mouse no botão hot cue correspondente. Para apagar um ponto de indexação, clique com o botão direito no ícone respectivo no mostrador da forma de onda e selecione "excluir". 26
  26. 26. CONTROLES DO MIXER INTERNO INTERNO Virtual DJ disponibiliza um mixer interno seção como parte do skin InternalMixer. O mixer pode ser acessado através da seleção do "VirtualDJ:InternalMixer" na seção Configuração > Skin. Ele pode ser usado exatamente como um mixer comum para DJ. Os controles do mixer incluem: 1. Ganho (Channel Gain) Este botão ajusta o nível de ganho para o canal correspondente. (Clicando com o botão direito irá equiparar seu valor ao utilizado pelo outro deck. Um duplo clique traz o ganho de volta a 0). 2. Canal (Channel) Estes controles deslizantes verticais permitem ajustar o sinal de áudio do canal pretendido. 3. Equalizador (EQ) Estes botões permitem a você ajustar no canal desejado as freqüências de áudio baixa, média e alta. Cada faixa de freqüência também pode ser cortada pressionando o botão “Fechar (Kill)” correspondente. 4. Nível da Pré-escuta (Pré-Fader Level [PFL]) Seleciona o áudio da pré-escuta para monitoração pelos fones de ouvido e definição do cue cue. 5. Crossfader O crossfader mistura os sinais de áudio ou vídeo dos dois decks. Movendo este controle deslizante de extremidade a extremidade, você pode isolar os decks esquerdo e direito, ou misturar seus sinais. 27
  27. 27. CONTROLES DA BARRA DE FERRAMENTAS Nem todas as interfaces (skins) disponibilizam este conjunto de controles, no entanto, existem alguns elementos comuns em todas elas (esses são citados com um asterisco *). 1. Nível do Fone de Ouvido (Headphone Level) Controle do volume para nivelar áudio dos fones de ouvido. 2. Mescla do Cue / Saída Master (Cue / Mix Blend) Controle para ouvir áudio somente do cue, cue / saída principal, ou só saída principal nos fones de ouvido. 3. Botão BPM (BPM Button)* Abre a janela “Editar BPM”. Cada botão abre a janela do deck onde está posicionado. 4. Volume Principal (Master Volume)* Controla o nível de áudio da saída principal do programa. 5. Relógio (Clock) * Mostra o tempo. Clicando sobre o mesmo pode mudar sua função para contador 6. Config e controles da Janela (Config and Windows Controls)* Possibilitam acesso à caixa de diálogo ajustes de Configuração. Consulte a seção “Ajuste de configuração” deste manual para obter mais informações. Os controles da Janela possuem opções padrão Minimizar, Maximizar e Fechar. 28
  28. 28. JANELA DE RITMO (RHYTHM WINDOW) Acima dos players, uma janela exibe um gráfico correspondente às duas escalas ou ritmos ma das músicas. Este gráfico é representado numa forma de onda, que permite visualizar a música. Os picos no gráfico representam batidas. A fim de sincronizar a música, esses picos devem ocorrer ao mesmo tempo. O momento presente é representado pelo elemento no meio da tela. Tudo à esquerda já foi executado, enquanto o que fica à direita representa os próximos segundos da faixa. Você pode aproximar ou retroceder o zoom para exibição usando a barra à esquerda, ou os três botões de ajuste (1, 2, 3) no lado direito da janela de ritmo (rhythm window) Abaixo dos gráficos existem pequenos quadrados, que compõe o CBG (Grid de Contagem de Batidas - Computer Beat Grid), que representam a posição de cada medida. Os medida quadrados maiores representam o início de uma medida com tempo 4:4. A CBG é particularmente útil, por exemplo, quando executando transição de uma faixa cuja introdução não tem batidas. Na figura acima, você pode ver que as batidas estão completamente sincronizadas – é fácil de ver que os picos (batidas) da música estão alinhados. No entanto, algumas faixas não possuem os picos óbvios apresentados em música com estilos house e techno. É aí que o CBG se mostra muito útil. Observando os gráficos seguintes, não fica muito claro onde as batidas devem sincronizar-se apenas pela inspeção visual da forma de onda. No entanto, com a ajuda da CBG, torna-se muito mais fácil sincronizar as duas faixas: BATIDAS NÃO SINCRONIZADAS - CBG DESALINHADO BATIDAS SINCRONIZADAS - CBG DESALINHADO BATIDAS SINCRONIZADAS – CBG ALINHADO 29
  29. 29. CORREÇÃO MANUAL DO BPM O CBG é calculado automaticamente assim que a faixa é carregada pela primeira vez. VirtualDJ utiliza algoritmos poderosos para calcular o BPM e o CBG de música (pode ser escolhido um dos dois algoritmos disponíveis – um algoritmo rápido, mas eficiente, que funciona bem para techno e house, e outro algoritmo mais lento, que é eficaz em qualquer tipo de música). Contudo, em alguns casos raros, o CBG não fica corretamente posicionado sobre as batidas das músicas. Neste caso, você pode facilmente efetuar uma correção manual. Clique no botão Existem vários métodos para corrigir o BPM e o CBG: O método mais simples é equiparar a batida da faixa com BPM desconhecido com uma faixa cuja BPM já é conhecida e, em seguida, clicando em "copiar do outro CDJ (copy from other deck)" na guia Editar BPM (Edit BPM). Como alternativa, o método das Escoras pode ser usado. Acesse a guia Editar Grade (Edit Grid). Clique no botão "batida manual (manual beat tap)", enquanto a faixa estiver tocando, a fim de aproximar as BPM’s. Em seguida, faça uma pausa, avance da faixa para a downbeat (primeira batida), e clique em ‘ajustar batida (set beat)’ no quadro "Escora 1 (Anchor 1)". Em seguida, avance para a upbeat (segunda batida), e clique em ‘ajustar batida (set beat)’ no quadro "Escora 2 (Anchor 2)". Verifique se o número de batidas exibido em “Distância da Escora (Anchors distance)” corresponde exatamente ao número de batidas entre as duas escoras. Então avance na música, e repita a operação Escora 2 (Anchor 2) caso note que as batidas e o CBG se desalinham. Normalmente duas ou três escoras são suficientes para obter um CBG preciso. 30
  30. 30. PARÂMETROS DE CONFIGURAÇÃO (CONFIG SETTINGS) CONFIG VirtualDJ foi projetado para ser simples e fácil de usar, mas também é totalmente adaptável para que possa alcançar o desempenho ideal para seu sistema. Para fazer alterações na configuração do VirtualDJ, clique no botão . Isto irá leválo à caixa de diálogo "Configuração". As opções da caixa de diálogo "Configuração" podem ser vistas e editadas clicando na guia correspondente na parte superior da janela "Configurações" e incluem: ÁUDIO (SOUND SETUP) Na guia “Áudio (Sound Setup)" são definidas as configurações da placa de som (ou dispositivo) para funcionamento com VirtualDJ. Entradas (Inputs) – Quando utilizando vinis ou CD’s com sinal de código de tempo (timecoded) para controle do programa, selecione a respectiva configuração de entrada a partir da lista pull-down. As opções são "NONE", "Single Timecode" para controle único, e "Timecodes" para controle duplo. O método para configurar timecode é mostrado em detalhes na seção "Timecode" deste manual. Saídas (Outputs) - Selecione a configuração preferida de saída a partir desta lista pull-down. Observe que, dependendo da sua placa de som, algumas opções de saída podem estar indisponíveis. As opções são "Single Output", "Headphones", "External Mixer" (2 canais de saída), ou "3-Lines Mixer" (3 canais de saída). Placa (s) [Sound card (s)] – Selecione a placa de som nesta lista pull-down, conforme configuração de saída do seu sistema. As opções variam conforme os tipos de entrada e saída selecionadas nos menus acima citados e o hardware disponível em seu sistema. Placa de som (Sound card) - Selecione neste menu drop-down o driver da placa de som a ser usada. Defina especificamente o driver correspondente à placa de som, evitando preferencialmente a definição “driver de som primário”. Canais de Saída (Output Channels) (não exibidos) – Define as funções das saídas de sua placa de som, quando uma das seguintes opções de Saída (Output) for definida – "Headphones", "External Mixer" (2 canais de saída), ou "3-Lines Mixer" (3 Canais de saída). Para mais explicações sobre as variações de "Áudio (Sound Setup)" ver seção "Ajuste Avançado de Áudio (Advance Sound Setup) *" deste manual. * (nota do tradutor: esta seção foi omitida pelo autor do guia). 31
  31. 31. OPÇÕES (OPTIONS) As configurações da guia Opções personalizam os múltiplos recursos e ações do programa de acordo com o estilo individual do DJ. Analisar BPM (BPM Engine) – Possibilita escolha entre os dois diferentes algoritmos disponíveis para disponíveis a análise de BPM. O primeiro algoritmo – "techno / house" – baseiase na detecção das batidas da música, e deve ser usado para músicas que tem as batidas bem destacadas destacadas em sua estrutura. O segundo – "Outras (any music)” – deve ser usado com músicas, que não tem uma batida destacada. Este algoritmo utiliza a melodia como base de análise e exige mais recursos do computador. Cross Fader – Permite selecionar a curva de ação do crossfader. Existem quatro opções: Completo (Full), Corte (Cut), Scratch, e Suave (Smooth). Outras curvas podem ser definidas por plug-ins. Escala do Pitch (Pitch Range) – Permite alterar escala do controle deslizante do pitch. Reduzindo a escala aumenta-se a precisão pela capacidade de controlar a velocidade de rotação dos discos. Atualização (AutoUpdate) – Verifica automaticamente existência de novas versões do VirtualDJ (necessário conexão com a Internet). Cartas / Mapas (Charts) – Autoriza VirtualDJ o envio de estatísticas anônimas sobre suas sessions, para compilar listas de músicas mais executadas no mundo todo. Estas estatísticas estão disponíveis no www.virtualdj.com/charts.html. Não será enviada nenhuma informação pessoal. MSN – Ligada, permitie que o seu MSN Messenger exiba a música que você está tocando. Para aproveitar-se deste recurso, você precisa ter certeza de que o seu MSN Messenger tem a opção "o que estou ouvindo”. Segurança (Security) – Esta definição impede que se carregue uma faixa em um deck enquanto ele está jogando. Se você selecionar "Perguntar (Ask)", VirtualDJ lhe pedirá para confirmar que realmente deseja carregar uma faixa enquanto no deck em uso. Se você selecionar "Sempre (Always)", VirtualDJ não irá permitir que você carregue uma faixa no deck em uso. Se você selecionar "Nenhum (None)", o recurso de segurança será desligado. Balões / Legendas (Tool Tip) – Liga ou desliga a janela de legendas. Estas sugestões aparecem quando você focaliza o cursor do mouse sobre os botões do software. 32
  32. 32. Auto Carregar Listas (AutoLoad playlists) – Ver pg.17 "Configuração do Playlist" Salvar Não-tocadas (AutoSave Unplayed) – Ver pg.20 "Salvar Não-tocadas" Pitch Automático (Auto Pitch Matching) – Ajusta automaticamente o pitch de modo que o BPM da faixa carregada corresponda ao BPM da música em execução. Auto Ganho (Auto Gain) – É a opção de ajuste do ganho do VirtualDJ. Na opção "sempre em 0db (Always 0db)", o programa mudará automaticamente o ganho das faixas para sempre obter um nível de 0dB (o nível de sinal mais alto possível, sem clipping). Selecionando "sempre match (always match)", o ganho se corrigirá para que o volume de ambos decks seja sempre igual. A opção "desligar (disable)" removerá quaisquer correções automáticas de ganho aplicadas às faixas. Resetar Pitch (Pitch Reset on Load) – Ativando esta opção, o controle deslizante do pitch retornará a 0% sempre ao se carregar uma nova faixa no deck. Resetar EQ (EQ Reset em Load) – Ativando esta opção irá zerar os ganhos do equalizador no deck no qual será carregada uma nova faixa. Auto Corte (Auto Cue) – Se ativado, avançará a faixa até o primeiro ponto de indexação, ou até a primeira batida da música, caso não exista nenhum ponto e se a opção "sempre [always]" estiver selecionada. Auto Headphones – Esta opção ajusta a mudança automática da saída para pré-escuta em fones de ouvido. Caso selecionado "ao carregar (on load)", assim que for carregada uma nova faixa em um deck, a pré-escuta será alterada para o respectivo deck. Se você selecionar "sempre (always)" pré-escuta será alterada ao carregar nova faixa ou se um scratch for realizado na faixa em execução. Travar Batidas (Disengage Beatlock) – Uma vez ativado, o recurso Beatlock manterá a batida da faixa sincronizada com a batida da música do deck oposto, quer esteja você fazendo um scratch ou mudando o pitch no outro deck. Ativando a opção “ao carregar (on load)” irá automaticamente desativar o recurso quando uma faixa for carregada no deck, e a opção "no botão (on switch)" desativa o recurso se o deck for ativado pelo botão PFL e botões 1 e 2 ao lado do gráfico de forma de onda existente em cada deck. Carregamento (Max Load) – Especifica a duração máxima da faixa para que a mesma seja carregada na memória, e bloqueia esta ação para durações além da especificada. Carregar faixas muito longas na memória pode restringir o desempenho do sistema e causar mau funcionamento do programa. Esta função torna possível reproduzir faixas longas sem sobrecarregar a memória de seu computador. Rodar Disco (Scrolling) – Inverte o sentido de rolagem do gráfico da janela de ritmo (rhythm window). Rotação (Disc) – Define a velocidade de rotação dos decks (padrão: 33 1/3 RPM). Duração do Fader (Auto-Cross Lenght) – Controle deslizante usado para especificar a duração da transição durante automix. Se definida como zero (lado esquerdo), as músicas irão tocar do início ao fim. 33
  33. 33. DESEMPENHO (PERFORMACE SETTINGS) VirtualDJ propicia uma interface fácil de usar, ainda que às vezes complexa, para otimizar o desempenho do computador baseado em suas especificações. Dependendo dos recursos do sistema, algumas configurações funcionarão melhor do que outras. Recomenda-se ao DJ reservar tempo para testar suas configurações, de modo a alcançar o melhor desempenho do seu sistema antes de utilizar VirtualDJ em uma performance ao vivo. NOTA: Quando novos componentes (controladores, placas de som, discos rígidos externos e programas) são adicionados ao sistema, podem ser necessárias alterações nas configurações de desempenho de modo a alcançar um novo ponto de excelência com base nas adições ou alterações feitas no sistema. Pré Configurações (Presets) – Use esse controle deslizante para selecionar diferentes configurações predefinidas para os parâmetros abaixo. Desloque o deslizante para a direita para "Qualidade (Best Quality)" de som, ou para a esquerda para "Latência (Fastest)" o que confere mais rapidez ao sistema. NOTA: Alguns sistemas não são capazes de lidar com a mais alta definição para "Qualidade (Best Quality)". É extremamente recomendável iniciar pelo ajuste "Latência (Fastest)" e seguir no sentido da "Qualidade (Best Quality)" executando testes a cada ajuste. Placa de Som (Soundcard) Latência (Latency) – o tempo necessário para qualquer dispositivo reagir a um comando externo. A latência faz uma grande diferença quando se utilizam vinis ou CD’s timecoded, MIDI ou dispositivos externos de controle. Quanto menor a latência, mais imediatamente o programa irá responder, porém se o computador não for suficientemente rápido para processar o áudio, maior será a ocorrência de falhas de som. NOTA: no modo ASIO, alguns drivers de placas de som não respondem bem quando o ajuste de latência é imposto pelo programa. Neste caso, utilize o valor "Auto" e defina a latência no painel de controle da placa de som. 34
  34. 34. Modo Seguro (Safe Mode) – Se habilitado, no caso de uso de configuração definida pelo DirectX (Simples, Dual, Mono ou 4.1) o programa será menos suscetível a falhas de áudio quando a CPU estiver momentaneamente ocupada. O ajuste de fábrica é “desligado” pois o scratch e os ajustes de pitch exigirão mais da CPU, especialmente com algoritmos avançados. Também no caso de uso do Master Tempo avançado, este modo deverá ser desligado (exceto para computadores com alta capacidade de processamento). NOTA: esta opção não tem efeito sobre ASIO ou modos de Baixa-Latência (Low Latency). Overclock – Esta opção pode otimizar a capacidade de processamento do computador (especialmente em laptops), e conseqüentemente adaptá-lo para trabalhar com baixas latências. Scratch – Ajustes para adaptação à forma como VirtualDJ reagirá aos movimentos de scratch. Otimizar para (Optimize for): Qualidade (Quality) – VirtualDJ irá representar mais precisamente um som de scratch ao deslocar o disco virtual para frente e para trás. Latência (Latency) – O tempo de reação será o mais rápido possível, mas pode ter como conseqüência deformação do áudio (som metálico). Algoritmo do Algorithm): Scratch (Scratch Algoritmo Simples (Simple Algorithm) – não gera overhead no sistema, pois utiliza um algoritmo de interpolação simples para calcular o som do scratch. Algoritmo Realçado (Enhaced Algorithm) – utiliza um algoritmo avançado que imita o movimento da agulha sobre os sulcos do vinil, para obter o melhor som de scratch possível. Um “tamanho (Filter Size)” com valor 11 apresenta a melhor relação qualidade / CPU, produzindo uma qualidade muito boa e ao mesmo tempo mantendo um baixo overhead computacional. 35
  35. 35. 48kHz <-> 44kHz Descreve como VirtualDJ fará interpolação entre as taxas de amostragem 48kHz e 44.1kHz. A escolha da opção “Interpolação Básica (Basic Interpolation)" irá poupar alguns recursos do sistema e pode melhorar o desempenho. Para uma melhor qualidade, escolha "Lowpass Filter". O valor do “Filter Taps” definido em 11 propicia melhor relação qualidade / CPU. NOTA: A maioria das músicas disponíveis comercialmente está gravada em 44.1kHz (incluindo MP3s), por isso, é uma boa idéia para definir a saída da sua placa de som para 44.1kHz. Isto impedirá que a placa de som tenha que interpolar entre taxas de amostragem e diferentes melhorará o desempenho. O taxa de 44.1kHz deve ser considerada padrão para qualquer placa de som, exceto já tenha ocorrido necessidade de uso de outras taxas de amostragem diferentes. Master Tempo O Master Tempo é o algoritmo que definirá como VirtualDJ irá reagir à mudança do pitch de uma música, sem alterar o tom da mesma (recurso "KeyLock"). O algoritmo padrão "Rápido (Fast)" utiliza uma pequena percentagem da capacidade da CPU, e que produz bons resultados em pitches com escala -10% e +10%. Para escalas maiores, este algoritmo pode conduzir a falhas no áudio. Se o computador for suficientemente rápido, isto pode ser corrigido optando pelo algoritmo “Avançado (Advanced)”. Esta opção pode conduzir a sobrecargas do CPU quando aumentados os valores de “Complexo (Complexity)” e “Spatialization”. NOTA: Desligue o “modo seguro (safe-mode)” para obter um melhor desempenho do algoritmo “Avançado (Advanced)”. 36
  36. 36. SKINS VirtualDJ permite escolher entre vários "skins". VirtualDJ:Basic – um skin básico e simples. VirtualDJ:Full – um skin que apresenta todos os controles VirtualDJ. Virtua lDJ:FullVideo – um skin com todos os controles VirtualDJ mais uma seção de vídeo ao centro. Virtua lDJ:InternalMixer – uma skin com todos os controles VirtualDJ mais um mixer de áudio pleno de recursos ao centro. ATALHOS (KEYBOARD SHORTCUTS) VirtualDJ proporciona um acesso rápido a todas as capacidades dos seus parâmetros através da atribuição de atalhos de teclado para uma ampla variedade de ações VirtualDJ. Na guia "Atalhos (Keyboard Shortcuts), VirtualDJ disponibiliza como padrão uma coleção de atalhos pré-atribuídos ao teclado. Atalhos podem ser adicionados, alterados, ou apagados usando as teclas respectivas. Alterações nos atalhos padrão podem ser salvos como uma nova coleção, utilizando o botão "salvar (save)". Podem ser importadas novas coleções para uso no programa utilizando o botão "carregar (load)”. O botão "Mesclar (merge)" oferece a possibilidade de fundir várias coleções em uma só. 37
  37. 37. MACROS Macro para atalhos é o processo de atribuição de múltiplas ações para a mesma tecla ou combinação de teclas. O poder do macro provém da ordem em que estão listados. Então, abra a caixa de diálogo “Configuração” e selecione a guia “Atalhos (Keyboard Shortcuts)”. Aqui está um exemplo de um macro muito popular para o recurso "Mixar imediatamente (mix now)”. As ações a serem utilizados são: auto_crossfade, play e select, e a ativação será atribuída à barra de espaço. Auto_crossfade – move o crossfader Play – ativa a execução da faixa Select – alterna os decks para condições ativo e inativo Para construir a macro, adicione primeiramente a ação auto_crossfade. Clique em “Adicionar (Add)” para abriri a caixa de diálogo. Aperte a barra de espaço para inseri-la no quadro “Key”. Escolha ‘all’ na lista à esquerda e, em seguida, 'auto_crossfade' na lista do meio. Selecione 'on active deck’ na lista drop-down. Em seguida, clique OK. Repita este processo para as ações play e select, sempre escolhendo a opção ‘on active deck’ na lista dropdown. As opções play e select podem ser encontradas também na opção "deck control" da lista à esquerda. Ao clicar em OK para adicionar cada uma dessas ações, VirtualDJ irá exibir uma caixa de diálogo informando que este atalho já está atribuído – this shortcut is already assigned. Se optar por ‘sim’ será adicionado o novo atalho e cria-se o macro; clicando ‘não’ o atalho anterior será substituído. Para o exemplo, clicar ‘sim’. Uma vez que cada ação estiver inserida, clique em "OK" na parte inferior da caixa de diálogo ‘Configuração’ e teste o atalho. Neste exemplo, a barra de espaço foi utilizada mesmo não sendo a tecla padrão para executar a ação “mixar imediatamente”. Podem ser utilizadas quaisquer teclas ou combinação de teclas, também é ilimitado o número de ações que podem ser atribuídas a elas. Mais importante: lembre-se que o segredo está na ordem das ações. Caso o macro seja configurado em uma ordem diferente, o resultado da função pode também diferir do esperado. 38
  38. 38. INTERNET (NETWORK) VirtualDJ pode sincronizar várias instâncias num mesmo sistema e/ou sincronizar vários computadores executando o programa. Sem sincronização (no synchronization) – desliga sincronização. Sincronização local (local synchronization) – possibilita várias instâncias do programa ser executadas e sincronizadas no mesmo computador. Sincronização na internet (network syncronization) – permite vários computadores que estejam executando o programa, serem sincronizados através de uma rede. 39
  39. 39. CONTROLES (REMOTE CONTROL) Uma vasta gama de controladores externos podem ser utilizados com VirtualDJ. A seção "Controle (Remote Control)" do menu “Configurações” disponibiliza ajustes para permitir que o programa trabalhe com o controlador externo. Depois que o controlador for conectado ao sistema, execute VirtualDJ, selecione "Configuração" > "Controle (Remote Control)" e habilite o controlador, clicando sobre a figura correspondente ao equipamento. Em seguida, selecione "Ativado (Activate)" a partir do menu pop-up. Se o controlador estiver conectado e configurado corretamente, a figura será destacada em verde. Se o controlador estiver conectado erradamente ou desligado, a figura será destacada em vermelho. Caso o controlador aparente falha desligue e ligue para repor a conexão. Controladores são suportados de 2 modos – Suporte Próprio ou Suporte MIDI. Suporte Próprio – um controlador com suporte próprio pode ser conectado ao computador e, em seguida, selecionando a opção de controlador adequado na guia Controle, o mesmo começará a funcionar sem nenhuma configuração adicional. A existência de suporte próprio para um controlador não significa que todos os recursos ou funcionalidades do mesmo irão exercer as ações correspondentes no VirtualDJ. A maioria dos controladores pode ser aprimorada ou expandida para apoiar funções adicionais através da utilização de programas de código personalizados – ou mappers – disponíveis para download. NOTA: Alguns controladores podem requerer instalação de drivers de apoio para que o sistema possa reconhece-los. Consulte o Manual do Usuário antes de instalar o controlador. Controladores com Suporte Próprio – Numark iCDX, DMC2, DMC1 (v2), Total Control PCDJ DAC-2, DAC-3 Hercules DJ Console (DJC) Denon HC4500 Behringer BCD2000 D-2020 XP-10 ION iCUE Suporte MIDI Geral (General MIDI) – para controladores MIDI sem suporte próprio, usa-se a opção para controladores MIDI em geral (general MIDI). Tal como os atalhos de Teclado, mapeamentos MIDI para cada parâmetro podem ser configurados para controlar VirtualDJ. Clique no botão ‘configurar (config)’ para acessar a interface de mapeamento MIDI. Neste menu existem opções de mapeamento MIDI para a criar, carregar, salvar, mesclar e modificar. Para adicionar mapeamentos manualmente, clique em "Adicionar (Add)". Selecione o parâmetro a mapear a partir do menu do lado esquerdo, assim como o que em que deck o mesmo será aplicado. Em seguida, mova o controle (no controlador MIDI – botão, deslizante, etc.) para mapear para o parâmetro. VirtualDJ irá detectar automaticamente a função e correlacionar a mesma ao parâmetro. 40
  40. 40. CODECS VirtualDJ é capaz de decodificar naturalmente vários formatos de áudio e vídeo com os seus decodificadores. A guia “Codec” especifica quais tipos de arquivo (por extensão) utilizam utilizam qual decodificador para serem executados no VirtualDJ. Na instalação, VirtualDJ é capaz de executar maioria dos tipos de arquivo de áudio e vídeo mais conhecidos. Caso o programa não seja associado a uma extensão específica de um codec de áudio ou vídeo, selecione o botão 'adicionar (add)'. Digite a extensão e, em seguida, selecione entre os vários decodificadores disponíveis aquele que será utilizado pelo programa como mecanismo de decodificação. Determinando Seleção Apropriada para Codec Específico Se os decodificadores de Mp3 ou vídeo do VirtualDJ são incapazes de processar um determinado tipo de arquivo, então este formato específico pode ser atribuído a um dos outros decodificadores suportados. Certifique-se que o CODEC apropriado para aquele determinado tipo de arquivo de áudio ou vídeo seja instalado no sistema operacional e que este arquivo seja reproduzível por um dos decodificadores enumeradas na lista drop-down do VirtualDJ. Em seguida, correlacione o tipo de extensão do arquivo a este decodificador. 41
  41. 41. VÍDEO LIGADO / DESLIGADO (ENABLE / DISABLE) – Possibilita ativar ou desativar todos os recursos de vídeo do programa. Ao desativar, todas as características de vídeo do aplicativo ficam inutilizáveis, o que pode melhorar o desempenho para DJ’s que utilizam somente os recursos de áudio do programa. Activate – liga ou desliga o dispositivo de vídeo. Saída de TV (TV Output) – seleciona o monitor que irá exibir a saída principal de vídeo. NOTA: Somente monitores que fazem parte do windows desktop podem ser selecionados. Se o monitor não está na lista, abra a janela de configurações de vídeo do windows e ative a opção ‘extend desktop on this monitor’ para o monitor desejado. Usar aceleração de hardware (use hardware acceleration) – Utilizar o DirectX para processar e exibir o vídeo. NOTA: somente desative esta opção caso utilizando placas de vídeo muito antigas. Crossfaders ligados (linked crossfaders) – Esta opção permite habilitar o crossfader de áudio para controlar também a transição de vídeo. Se desmarcada, a transição de vídeo pode ser controlada pelo deslizante de vídeo – denominado "Cross" – localizado abaixo da tela de vídeo, quando utilizando o skin FullVideo. Decodificar quando escondido (decode while hidden) – Disponibilizado para computadores com alta capacidade de processamento, possibilita decodificar conteúdo de vídeo mesmo enquanto não estiver sendo exibido pelo programa. Isso impedirá falhas de vídeo que poderiam ocorrer durante a transição entre arquivos. Ativar ao carregar (activate on load) – Se um arquivo de vídeo for carregado em qualquer deck, automaticamente será ativado o dispositivo de vídeo. Para reproduzir somente o áudio de um arquivo de vídeo, desmarque esta característica e a tela de vídeo não será exibida. Esconder logo (hide logo) – Selecionando esta opção irá ocultar o logotipo do programa, mostrado na tela de exibição de vídeo. Usar este plug-in apenas para áudio (audio only plug-in) – Marque esta opção e selecione o plug-in na lista drop-down. Ao reproduzir arquivos que contenham somente áudio, o plug-in será ativado para agir como referência visual. Um exemplo de seleção é o Sonique (vide tutorial em www.4shared.com/file/29376293/dcd70f24/Tutorial_Sonique.html). 42
  42. 42. SOBRE (INFO) A guia “Sobre (Info)” de VirtualDJ mostra o número da versão, juntamente com a declaração de direitos autorais do programa. Há três botões úteis: Procurar atualizações (Check for Updates) – faz uma consulta ao Centro de Downloads VirtualDJ e verifica se existe alguma atualização disponível (requerida conexão com a Internet). Download de Plug-ins (Download Plug-ins) – executa o navegador (Explorer, Firefox, etc.) associado a uma solicitação http direcionando-o à seção "Add-ons" do site oficial. Restaurar configurações de fábrica (reset to factory settings) – redefine as configurações do VirtualDJ e retorna as mesmas ao padrão definido pelo fabricante. Toda a guia “Configuração” é afetada pela mudança. 43
  43. 43. SAMPLER VirtualDJ apresenta um sampler poderoso, que possibilita gravar, carregar, salvar e reproduzir samples on the fly. O sampler pode ser acessado clicando na guia "Sampler" da janela inferior e disponibiliza 12 posições para samples, que estão prontas para uso a qualquer momento. E x i s t e m d o i s tipos suportados de samples – linear (uma execução) e circular (looping). Samples Lineares são trechos executados do início ao fim. Comumente, estes trechos não têm um ritmo intrínseco, e geralmente são efeitos sonoros (aplausos, sirenes, etc). Samples Circulares são executados em modo looping. Na maioria dos casos, estas amostras têm um ritmo intrínseco, que pode ser repetido indefinidamente. Contudo, não há qualquer regra sobre a forma de utilizar samples – a decisão de usar o trecho amostrado de modo linear ou circular cabe ao DJ. Reproduzindo Samples Para reproduzir uma amostra você pode simplesmente clicar no botão "Play" associado à respectiva célula de samples. Se o sample é do tipo linear, a célula de sample exibira o termo – A reprodução do trecho é feita simultaneamente à música em execução, e interrompida ao fim do trecho amostrado. Se o sample é do tipo circular, a célula de sample exibira o termo – A reprodução do trecho é feita simultaneamente à música em execução, e continuará indefinidamente até interrupção do ciclo ao pressionar o botão "Play" pela segunda vez. A velocidade do sample é modificada a fim de sincronizá-lo com o deck ativo, alinhado à batida mais próxima quando reproduzido. Isso garante que o ritmo da amostra terá suas batidas alinhadas à da musica em execução no deck o ativo, o que resultará numa reprodução natural e sem conflitos. 44
  44. 44. Samples podem ser reproduzidos a partir do menu loop sampler encontrado como parte dos controles de cada deck. Basta selecionar a amostra a partir do menu pull-down e, em seguida, clicar sobre o título para começar a reprodução. O contorno à volta do título irá acender durante a reprodução. Se a amostra é um loop, clique novamente no título para interromper a reprodução. Samples lineares irão parar assim que o final destes forem alcançados. O volume de reprodução também pode ser controlado pelo o botão Volume. Gravando Samples VirtualDJ pode facilmente gravar samples, os quais estão instantaneamente prontos para reprodução. Para gravar um sample linear (uma execução), clique no botão "Jingle" no topo da célula de amostragem para iniciar a gravação. Clique em "Jingle" mais uma vez para parar a gravação. O sample é gravado a partir do deck que se encontra atualmente em uso (o deck ativo). Para gravar um sample circular (looping), use o controle de loop do deck para definir o ciclo e, em seguida, clique no botão "Loop" no topo da célula de sample. O ciclo é gravado automaticamente para a célula e está pronto pra ser usado. Se o botão "Loop" é clicado sem que o ciclo seja definido pelo uso dos controles do deck, será gravado automaticamente um loop de 4 batidas. CUIDADO Os samples gravados não são armazenados para uso posterior. Para salvar uma amostra, use o menu "Opções do Sample" e selecione "Salvar”. Opções do Sample Para cada célula de amostragem existe um menu de opções do sample que pode ser utilizado clicando no pequeno botão “alvo” localizado na parte superior direita célula. Carregar (Load) – carrega uma amostra a partir do disco rígido. Salvar (Save) – salva o sample no disco rígido. Travar batida (Beatlock) – liga e desliga o recurso beatlock. Dessa forma um sample linear pode ser sincronizado com o deck ativo, ou impede a sincronia de um sample circular com o deck ativo. AutoPlay – quando selecionada, a reprodução da amostra se inicia assim que o volume for ajustado. Protegido (Write Protected) – protege o sample da célula contra gravação, ou seja, impede a gravação de uma nova amostra na célula. 45
  45. 45. EFEITOS (EFFECTS) VirtualDJ oferece um conjunto abrangente de transições e efeitos de áudio e vídeo, que podem ser acessados clicando na guia "Efeitos (Effects)" na janela inferior. A lista de efeitos é exibida no lado esquerdo da janela e cada um desses efeitos pode ser ativado em ambos decks. E também podem ser aplicados efeitos múltiplos, tanto de áudio quanto vídeo. Para usar um efeito, selecione-o e ative-o no deck em que o mesmo deve ser aplicado. Isto é feito clicando em um dos dois botões "Activate" no painel central da janela. O botão irá acender. Para desativar o efeito, clique no botão "Activate" novamente. Os parâmetros do efeito selecionado são exibidos no painel direito da janela. Os parâmetros mudarão em função do efeito selecionado. Ajuste os parâmetros movendo os respectivos botões associados ao efeito. Os efeitos também podem ser usados a partir do painel de efeitos no controle do deck. Diferentes efeitos podem ser selecionados através do menu pop-up. Ligue e desligue o efeito clicando no título que é exibido no painel. Não é possível ativar efeitos múltiplos através do painel de controle de efeitos do deck – o painel só permite ativação de um efeito por vez. EFEITOS E TRANSIÇÕES DE VÍDEO Complementando a tradicional mixagem de áudio, VirtualDJ torna possível mixar conteúdo de vídeo com a familiaridade e facilidade de uma interface para DJ. Em vez de arquivos de áudio (.mp3, .wma, .m4a, etc.), podem ser reproduzidos arquivos de vídeo (.avi, .mpg, .vob, etc.). As interfaces de VirtualDJ fornecem as mesmas funcionalidades para mixar, fazer scratches, aplicar efeitos e realizar transições com conteúdo de vídeo, à imagem das ações realizadas com o conteúdo de áudio. com uma pequena letra Arquivos de vídeo são distinguidos no navegador por um ícone “V” azul e podem ser carregados em qualquer deck. Ao reproduzir um arquivo de vídeo, será aberta uma janela para exibição do vídeo. 46
  46. 46. Se sua placa de vídeo tem uma saída de TV ou saída para segundo monitor, esta saída secundária pode ser definida como a saída para exibição em tela inteira (full screen), ao invés da janela de exibição de vídeo. A saída desejada é definida usando as definições na guia “Vídeo” da caixa de diálogo “Configuração”. Se não houver saída em tela inteira, verifique se a saída secundária é reconhecida pelo operacional e está sistema configurada (ver propriedades de vídeo do Windows), e que o Windows esteja operando em modo de monitor duplo (não clone). Consulte o manual de instruções da placa de vídeo para mais informações. Acompanha VirtualDJ o programa Rip DVD para extrair arquivos de vídeo de DVD’s para o disco rígido do computador em formato .VOB de alta qualidade. Efeitos de transição VirtualDJ apresenta diversos efeitos de transição para alternar videoclipes durante sua session. A partir do painel “Efeitos (Effects)”, selecione a seção "Video Transitions" (o botão se acenderá) para acessar a transição desejada. Escolha o efeito e clique no botão "Activate" para que VirtualDJ possa executar automaticamente a transição selecionada quando da mixagem de um deck para o outro. Se estiver usando o skin VirtualDJ: FullVideo, o efeito de transição desejado pode ser selecionado e ativado pelo painel “Transição (Transition)" encontrada na seção de efeitos localizada logo abaixo da janela de pré-visualização de vídeo. 47
  47. 47. Há duas maneiras de se mixar videoclipes: manual ou automaticamente. Para mixar manualmente, use o crossfader de vídeo para alternar de um vídeo para outro. Ou então, basta clicar sobre uma das janelas de pré-visualização de vídeo para alternar suavemente para o respectivo deck. Se a opção "crossfaders ligados (link the video crossfader)” estiver marcada na guia de configuração de vídeo, o crossfader de áudio irá realizar a também transição de vídeo ao alternar de um deck para o outro. VirtualDJ também pode fazer a mixagem de vídeo automaticamente, como alternativa. A maior parte dos efeitos de transição possui um algoritmo "inteligente" que irá processar a transição do vídeo, analisando o que está sendo feito com o som (pré-escuta, scratch, crossfading, etc). Para fazer uso deste recurso, basta ativar o efeito de transição. Isso pode ser feito clicando em “Activate” no painel de efeitos, ou clicando no título relativo à transição no skin VirtualDJ: FullVideo. Efeitos de Vídeo (Vídeo Effects) Da mesma forma que os efeitos de áudio, os efeitos de vídeo efeitos são usados para modificar o vídeo em cada deck. Utilize o botão "Video Effects" no painel "Effects" para ativar o efeito desejado em cada deck específico. Ou então, selecione e ative o efeito a partir do painel de controle de vídeo abaixo da janela de pré-visualização contida no skin VirtualDJ: FullVideo. Selecione o efeito desejado usando o menu pull-down para efeitos e clique na caixa para ativá-lo. 48
  48. 48. Otimização Em geral, o processo de mixagem de vídeo exige muito mais recursos do computador que a mixagem de áudio, então alguma otimização pode ajudar o desempenho, especialmente quando se lida com vídeos com alta taxa de frames (como DVD de alta definição). Existem vários parâmetros que determinam a velocidade com que VirtualDJ descompacta e exibe conteúdo de vídeo – o tamanho da memória da placa de vídeo, a velocidade do processador gráfico (GPU), a velocidade do processador principal (CPU), e a velocidade de acesso ao disco rígido. Outro parâmetro que influencia em demasia este desempenho é o tipo de arquivo. Um arquivo no formato MPEG1 é muito mais rápido para descompactar do que um arquivo no formato VOB. De forma semelhante, um arquivo com uma resolução 320x240 é muito mais rápido para descompactar do que um arquivo com uma resolução 720x576. Por padrão, VirtualDJ descompacta apenas o conteúdo perceptível na tela de mixagem de vídeo. Isso significa que, se há dois clipes em execução e somente um está visível, VirtualDJ só descompacta o vídeo evidente. Se os dois arquivos de vídeo são mostrados na tela, então VirtualDJ descompactará ambos. Isto aprimora a performance do programa e também lhe permite um melhor desempenho em máquinas mais lentas. No entanto, isso pode resultar em pequenas falhas no momento da transição. Se a configuração do computador for suficientemente poderosa, recomendamos marcar a caixa "decodificar quando escondido (decode while hidden)" na guia de configuração de vídeo de modo a obter transições mais uniformes. Além disso, caso utilizando a saída secundária para exibir as mixagens de vídeo em tela inteira, que é mais eficaz a utilizar uma placa gráfica com duas saídas, do que utilizar duas placas separadamente. E finalmente, recomendamos o uso de uma resolução de saída não superior a resolução dos arquivos de vídeo. Se estiver usando resoluções mais elevadas, um conteúdo de baixa resolução não vai parecer melhor, mas utilizará mais recursos do computador. Uma resolução de 800x600 deverá ser suficiente, para vídeo DVD de alta qualidade. 49
  49. 49. KARAOKÊ Além de ser capaz de reproduzir música e conteúdos de vídeo, VirtualDJ fornece suporte para reproduzir e mixar arquivos karaokê. VirtualDJ é compatível com formatos MP3+G, G+WAV, WMA+G, OGG+G, e arquivos .ZIP. . Quando um arquivo é As faixas serão exibidas com uma letra "K" no seu ícone carregado, VirtualDJ irá carregar o áudio no deck e exibir o arquivo CDG arquivo no mixer de vídeo. VirtualDJ suporta a conexão de arquivos CDG com seus respectivos MP3 compactados em um único arquivo ZIP. 50
  50. 50. TRANSMISSÃO E GRAVAÇÃO VirtualDJ proporciona uma capacidade adicional para gravar ou transmitir a saída de áudio. Para ter acesso aos recursos de gravação e difusão, clique em “Record” para exibição da respectiva interface. Os seguintes métodos estão disponíveis: Gravar Arquivo (Record File) Queimar CD (Burn CD) Transmissão (Broadcast) Para ter acesso às configurações de gravação clique no botão "Config", localizado na parte superior central da interface. Record From (Gravar de) Na caixa de diálogo "Config", estão disponíveis três fontes diferentes de gravação. Estas opções estão disponíveis para todos os três métodos. Master – gravar a saída mixada da session. Master + MIC – gravar a saída mixada e uma outra fonte de áudio (como um microfone). Line In – grava apenas a partir da entrada de linha da placa de som ou interface I/O. Por exemplo, se utilizando um mixer externo, a saída do mixer pode ser conectada à entrada de linha da placa de som ou dispositivo I/O. A gravação vai apresentar todas as manipulações e transições realizadas no mixer externo. Existem ajustes adicionais de configuração associados a cada um dos métodos. 51

×