Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Analise de Redes Sociais

405 views

Published on

Material usado no mini-curso de Análise de Redes Sociais aos alunos dos cursos da Escola de Comunicação.

Published in: Education
  • Be the first to comment

Analise de Redes Sociais

  1. 1. ARS Análise de Redes Sociais PROF. ME. WESLEY MOREIRA PINHEIRO DOUTORANDO EMADMINISTRAÇÃO MESTRE EMADMINISTRAÇÃO GRADUADO EM MARKETING E MATEMÁTICA
  2. 2. O QUE É ARS? É uma área científica centrada no estudo das relações, muitas vezes definidas como redes sociais. O termo rede social foi cunhado em 1954 por John Barnes Em sua forma básica, uma rede social é uma rede onde as ligações entre organizações ou pessoas são uma forma de conexão, como a amizade, a família o trabalho.
  3. 3. O QUE É ARS? A Análise de Redes Sociais analisa o conjunto dessas relações para identificar correlações de interesse, dinâmicas de poder, influências, etc. Análise de Redes Sociais também é chamada de análise de rede, análise estrutural, bem como o estudo das relações humanas. O estudo científico de ligar os pontos. Parte da compreensão de como os elementos de um conjunto estão ligados entre si.
  4. 4. A análise de redes sociais baseia-se na SOCIOMETRIA, desenvolvida por Jacob Moreno nos anos de 1930, a partir da análise de grupos e relacionamentos entre os indivíduos. Buscava-se entender as motivações e percepções individuais com o apoio da análise dos formatos dos grupos, por meio das suas relações. Com isso é possível identificar a formação de rede familiar e de rede no ambiente da escola, por exemplo. ORIGEM
  5. 5. ARS Hoje, o termo Análise de Redes Sociais (ou ARS) é usado para se referir à análise de qualquer rede, quando as relações se dão entre um único tipo de agentes ou coisas (pessoas, funções, organizações), ou no máximo dois tipos (por exemplo, as pessoas e os grupos a que pertencem).
  6. 6. Mídias Sociais: ambientes digitais que se baseiam na inteligência coletiva e conteúdo gerado pelo usuário. Ex: Wikipedia, Jornais Eletrônicos,Youtube, Blogs, Facebook. Sites de Redes Sociais: Youtube, Facebook, Instagram, Tinder (aplicativos e sites específicos de relacionamentos). X
  7. 7. COMO SÃO FORMADAS AS REDES? As redes podem ser centralizadas, descentralizadas ou distribuídas
  8. 8. EXEMPLO http://moviegalaxies.com/
  9. 9. EXEMPLO http://moviegalaxies.com/
  10. 10. EXEMPLO http://moviegalaxies.com/
  11. 11. FORMAÇÃO DE REDE EMTEMPO REAL http://flocker.outliers.es/ Rede em torno da hashtag vma
  12. 12. FORMAÇÃO DE REDE EMTEMPO REAL http://flocker.outliers.es/ Rede em torno da hashtag vma
  13. 13. FORMAÇÃO DE REDE EMTEMPO REAL http://flocker.outliers.es/ Rede em torno da hashtag vma
  14. 14. FORMAÇÃO DE REDE EMTEMPO REAL http://flocker.outliers.es/
  15. 15. FORMAÇÃO DE REDE EMTEMPO REAL http://flocker.outliers.es/
  16. 16. FORMAÇÃO DE REDE EMTEMPO REAL http://flocker.outliers.es/
  17. 17. Usamos métricas e ferramentas, baseados na matemática da teoria dos grafos (gráficos), que são aplicáveis, independentemente do tipo de elemento da rede ou da razão para as conexões. COMO ANALISAMOS AS REDES?
  18. 18. AS REDES SOCIAIS SÃO FORMADAS POR LAÇOS FORTES E FRACOS. Os laços fortes estão ligados aos amigos de longa data, aos familiares, aos relacionamentos amorosos, enquanto os laços fracos estão ligados aos colegas de trabalho, de escola, ou mesmo meros conhecidos por meio de um ambiente. NÓS e LAÇOS NÓ: o objeto, o elemento de observação e análise. LAÇOS: as conexões, o elo entre os elementos.
  19. 19. Por exemplo: no Twitter, cada nó representa um perfil e cada ligação representa um laço, como menções, retweets ou seguidores. Cada ponto, ou nó na rede representa uma pessoa, perfil ou elemento (conteúdo).
  20. 20. Nós: Perfis, hashtags, fanpages, blogs, canais no Youtube. Laços (também chamados de Arestas): menções, marcações, seguidores, likes, compartilhamentos, inscrição em canal.
  21. 21. As arestas podem ser direcionadas ou não-direcionadas. ARESTAS
  22. 22. Não-direcionada: não existe uma direção que vai de um nó ao outro: Exemplo: Amizade, participação em grupo, hashtags. Direcionada: existe uma direção que vai de um nó a outro: Exemplo: Hierarquia profissional; marcações, retweets, seguidores e links de blogs.
  23. 23. Como entender as direções das arestas? Qual a diferença entre Amizade no Facebook e Seguidores doTwitter? Enquanto em relação ao seguidor, há uma direção. Um perfil pode seguir e não ser seguido, ou seguir e ser seguido, logo pode ter duas direções. A amizade é uma ligação automática entre as partes, logo não tem direção.
  24. 24. ARESTAS
  25. 25. Como os nós são medidos? Pelos graus de conexões, ou seja pela quantidades de arestas. NÓ 1 possui apenas 1 grau. NÓ 2 possui 3 graus NÓ 3 possui 2 graus NÓ 4 possui 3 graus NÓ 5 possui 3 graus
  26. 26. Como sabemos se um grau tem maior intensidade de do que o outro? PELA DIREÇÃO DAS ARESTAS ARESTAS
  27. 27. Graus de entrada: o nó recebe ligações pelas arestas Graus de saída: o nó envia ligações pelas arestas MÉTRICA DE CENTRALIDADE
  28. 28. O que significa o grau de entrada alto? • Pode ser um perfil muito retuitado por publicar um texto engajador (política, humor, frases de efeito, etc); • Perfil muito compartilhado por publicar novidades, conteúdos interessantes. • Menções, indicações, likes, marcações a um determinado usuário ou mesmo uma fanpage. • Movimento de citações em massa, como ataques ou discussões.
  29. 29. O que significa o grau de saída alto? • Perfil muito engajado que retuita ou envia mensagens a outros usuários indicando conteúdo, compartilhamento. • Fãs mencionando e respondendo perfis de celebridades. • Perfis de SAC e Relacionamento, devido às respostas enviadas para os consumidores • Perfis em conversa em torno de hashtag de eventos.
  30. 30. PARTE II
  31. 31. REPRESENTAÇÃO E ESTRUTURA DOSARQUIVOS DE REDE
  32. 32. COMO COLETAR DA DADOS? Defina a mídia, o período de coleta, os nós e as arestas que serão usados #DebatedaBand Teste 1 – 23:30 Teste 2 00:36 Total de nós 10.288 5.298 Total de Conexões 14.373 7.066 Total de Tweets 18.000 7.942
  33. 33. COMO EXTRAIR DADOS DO TWITTER? https://docs.fabric.io/apple/twitter/overview.html
  34. 34. COMO EXTRAIR DADOS DO TWITTER? http://datasift.com/
  35. 35. ANÁLISE DE REDES: COLETA DETWITTER
  36. 36. BLUENOD: 1.Acesse bluenod.com 2.Gere rede com alguma hashtag de seu interesse 3.Explore os principais influenciadores e seus tweets
  37. 37. ANÁLISE DE REDES: COLETA DE FACEBOOK
  38. 38. NodeXL O software NodeXL é um dos grandes responsáveis pela popularização de análise de redes para mídias sociais.
  39. 39. O NodeXL permite diversos tipos de coleta de redes de indivíduos/perfis e conteúdo em Twitter, Facebook, Flickr, YouTube e e-mails.
  40. 40. http://nodexl.codeplex.com/
  41. 41. Gephi O Gephi, hoje é um dos mais utilizados para todos os tipos de sistemas complexos e não só análise de redes sociais.
  42. 42. https://gephi.org/
  43. 43. Netlytic Desenvolvido por Anatoliy Gruzd, diretor do Social Media Lab e colaboradores, o Netlytics é um software online de análise de redes e texto a partir de diversas mídias sociais. É possível coletar dados de APIs abertas e buscas do Twitter, Facebook, Instagram, YouTube, RSSs e ainda extrair dados de texto, CSV ou Google Drive. Uma das vantagens, a depender do escopo da pesquisa, são os valores. Os dois primeiros planos com respectivamente 2500 e 10.000 registros, são gratuitos para estudantes, interessados e pesquisadores. https://netlytic.org/home/
  44. 44. BrandCare Ferramenta australiano-brasileira, foi uma das pioneiras no Brasil ao lançar seus módulos de análise de redes sociais para Twitter, Instagram e Facebook.
  45. 45. QUAL A UTILIDADE DA ARS? • Análises mercadológicas de consumo, relacionamento com marcas, Influência de usuários, comportamento do consumidor, etc. • Trabalhos acadêmicos como Iniciação Científica. • Método de pesquisa parcial ou total emTCC / Monografia
  46. 46. http://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-0278-1.pdf
  47. 47. POR ONDE COMEÇAR?
  48. 48. http://www.ibpad.com.br/
  49. 49. BONS ESTUDOS!

×