Modal de transportes brasileiro

2,449 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,449
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
87
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Modal de transportes brasileiro

  1. 1. Professor Wesley Torres
  2. 2. BRASIL: MODAL DE TRANSPORTES DE CARGAS - 2006 MODAL Brasil (%) Rodoviário 59,0 Ferroviário 24,0 Aquaviário 13,0 Aeroviário 0,3 Dutoviário 3,7 Fonte: Ministério dos transportes: www.transportes.gov.br – Acesso em 16/08/2012 Professor Wesley Torres
  3. 3. Professor Wesley Torres Modalidades de transportes de cargas nos anos 90 Rodoviário Ferroviário Hidroviário EUA 25% 50% 25% Alemanha 18% 53% 29% Japão 20% 38% 42% França 28% 55% 17% Ex-URSS 4% 83% 13% Paraguai 47% 4% 49% Brasil 70% 18% 12%
  4. 4. Capacidade de Carga Barcaça Comboio de 12 barcaças Vagão Composição com 60 vagões Carreta 1500 ton 18000 ton 100 ton 5000 ton 26 ton Equivalência em unidades 1 barcaça = 15 vagões = 58 carretas Professor Wesley Torres
  5. 5. Custo de combustível para transportar 1 tonelada por 1000 km 5 litros – Hidroviário 10 litros – Ferroviário 96 litros - Rodoviário Fonte: Agência Nacional de Água (www.ana.gov.br – Acesso em 16/08/2012) Professor Wesley Torres
  6. 6. • 1920 – Washington Luís: “Governar é abrir estradas”. Slogan da sua campanha. •1950 – Criação da Petrobrás / Implantação da indústria automobilística. •Governo de Getúlio Vargas – Integração Nacional. •Juscelino Kubitschek – Plano de metas. •Governos militares – Integração do Norte e Centro-Oeste. Professor Wesley Torres
  7. 7. Fatores que determinaram a opção rodoviária: • É mais rápido e barato construir uma rodovia; •O setor rodoviário e automobilístico são grandes geradoras de empregos diretos; •Houve pressão de multinacionais automobilísticas (Ford, GM, Volkswagem). •Baixo preço do barril de petróleo (até 1973). Professor Wesley Torres
  8. 8. Iniciado no período colonial, porém tem sua intensificação no pós-guerra (II Guerra Mundial). Possuímos cerca de 400 embarcações. É o maior “gargalo” do modal de transporte brasileiro. Pontos fortes Pontos fracos Melhor meio de transporte pesado O preço dos navios Sistema de transporte altamente lucrativo Intimamente ligado a fatores naturais Baixíssimo custo de manutenção Nossas embarcações são velhas (mais de 44 anos) Problemas tarifários e desorganização administrativa Professor Wesley Torres
  9. 9.  Professor Wesley Torres http://www.geomundo.com.br/images/images-geografia/mapa-hidrovias.pdf
  10. 10. Professor Wesley Torres Iniciou sua implantação no final do século XIX e início do XX. Tinha como fundamento o transporte de cargas (minerais) e transporte de passageiros. Possui uma extensão de cerca de 30 mil quilômetros. Pontos fortes Ponto fracos Altamente viável para grandes volumes a longas distâncias Intimamente ligado as condições naturais Material da ferrovia possui longa vida Não possui flexibilidade na distribuição Gasta pouca energia Estão fora dos percursos agrários de hoje.
  11. 11. Professor Wesley Torres  http://www.geomundo.com.br/images/images-geografia/mapa-ferroviario-2009.pdf
  12. 12. Professor Wesley Torres • É o sistema mais utilizado no país. •Indústria automobilística – 1950 Pontos Fortes Pontos Fracos Flexibilização de circulação Grandes gastos com manutenção Viável no transporte de pequenas quantidades Altamente poluidora e degradante O estado de conservação das rodovias impossibilita a entrega de produtos no prazo e aumenta os custos. Plano rodoviário nacional: Significado das BR’s. •BR 0 a 100: Radiais, partindo de Brasília. •BR 100 a 200: traçado nortesul. •BR 200 a 300: traçado lesteoeste. •BR 300 a 400: traçado diagonal.
  13. 13. Professor Wesley Torres  http://www.geomundo.com.br/images/images-geografia/mapa-rodovias.pdf
  14. 14. No Brasil é utilizado para carga de pessoas. O aumento da competição interna fez com que os preços abaixassem. Abertura econômica brasileira. Pontos fortes Pontos fracos Rede de transportes altamente segura Preço, embora tenha caído, ainda é inacessível para algumas camadas. Rapidez no deslocamento Condições climáticas favoráveis Grande extensão territorial Professor Wesley Torres
  15. 15. Decreto publicado no Diário Oficial da União em 16/08/2012 455 milhões para construção de estradas e ferrovias. 133 BILHÕES ao longo de VINTE E CINCO ANOS. Criação da EPL (Empresa de Planejamento em Logística). Professor Wesley Torres
  16. 16. O governo Dilma permite que a iniciativa privada promova obras públicas para o transporte. Haverá uma licitação onde ganha a empresa que oferecer a menor tarifa. Os pedágios podem ser cobrados quando 10% das obras de concessão estiverem concluídas. Professor Wesley Torres
  17. 17. http://www.youtube.com/watch?v=13QDJ2SOqmc http://www.youtube.com/watch?v=uK8-AFu40Os Professor Wesley Torres

×