Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula 180309

816 views

Published on

Slides da aula sobre banco de dados

Published in: Technology, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aula 180309

  1. 1. Abordagem Entidade­Relacionamento Entidade Associativa – Na modelagem ER não   foi prevista a possibilidade de associar uma  entidade com um relacionamento ou então  associar dois relacionamentos entre si. Na  prática, quando está­se construindo um novo  modelo ER ou modificando um modelo ER  existe, surgem situações em que é desejável  permitir a associação de uma entidade a um  relacionamento.    
  2. 2. Abordagem Entidade­Relacionamento Exemplo:  n n MÉDICO PACIENTE CONSULTA    
  3. 3. Abordagem Entidade­Relacionamento Exemplo:  n n MÉDICO PACIENTE CONSULTA PRESCRIÇÃO MEDICAMENTO    
  4. 4. Abordagem Entidade­Relacionamento Exemplo:  MÉDICO CONSULTA PACIENTE PRESCRIÇÃO MEDICAMENTOS    
  5. 5. Determinando Construções Atributo x Entidade Relacionada.  Modelar objeto como atributo de uma entidade?  Modelo objeto como sendo uma entidade   autônoma relacionada a essa entidade ?    
  6. 6. Determinando Construções Exemplo:  Número_Chassi Número_Chassi AUTOMÓVEL AUTOMÓVEL COR COR    
  7. 7. Determinando Construções Objeto cuja modelagem está em discussão   está vinculado a outros objetos, ou seja, caso o  objeto tenha propriedades (atributos,  relacionamentos, entidades genericas ou  especializadas), o objeto deve ser modelado  como entidade, já que um atributo não pode ter  atributos, nem estar relacionado a outras  entidades, nem ser generalizado ou  especializado.    
  8. 8. Determinando Construções Quando um conjunto de valores de um   determinado objeto é fixo durante toda a vida  do sistema, ele pode ser modelado como  atributo, visto que o domínio de valores de um  atributo é imutável.    
  9. 9. Determinando Construções Atributo x Especialização.  Modelar objeto como atributo?  Modeloar objeto como especialização?  Uma especialização deve ser usada quando   sabe­se que as classes especializadas de  entidades possuem propriedades (atributos,  relacionamentos, generalizações,  especializações) particulares.    
  10. 10. Determinando Construções Exemplos:  Código Nome EMPREGADO Código EMPREGADO Nome Categoria_Funcional SECRETÁRIA MOTORISTA    
  11. 11. Determinando Construções Exemplos:  Nome Código Nome EMPREGADO Código EMPREGADO HOMEM MULHER SEXO    
  12. 12. Determinando Construções Entidade Relacionada x Especialização.  Para que uma entidade possa ser considerada   especialização de outra, é necessário que ela  herde o identificador da entidade genérica.    
  13. 13. Determinando Construções Exemplo:     
  14. 14. Determinando Construções Exemplo:     
  15. 15. Determinando Construções Resumindo um objeto somente pode ser   tratado como especialização de outro, quando  o objeto especializado herda a chave primária  do objeto genérico. Isso significa, também, que  para cada ocorrência do objeto genérico pode  existir uma ocorrência na especialização.    
  16. 16. Verificação do Modelo Um modelo para ser considerado bom, deve   preencher uma série de requisitos, como ser  completo, ser correto e não conter  redundância. Um modelo está correto, quando não contém   erros de modelagem, ou seja, quando os  conceitos de modelagem ER são empregados  corretamente.    
  17. 17. Verificação do Modelo Erros sintáticos ocorrem quando o modelo não   respeita as regras de construção de um modelo  ER. Erros semânticos ocorrem quando o modelo,   apesar de obedecer as regras de construção  de modelos ER reflete a realidade de forma  inconsistente. Estabelecer associações incorretas.     
  18. 18. Verificação do Modelo Usar uma entidade do modelo como atributo de   outra entidade. Usar o número incorreto de entidades em um   relacionamento.    
  19. 19. Verificação do Modelo O modelo deve ser completo.  Um boa forma de verificar se o modelo é   completo é verificar se todos os dados que  devem ser obtidos do banco de dados estão  presentes e se todas as transações de  modificações do banco de dados podem ser  executadas sobre o modelo.    
  20. 20. Verificação do Modelo O modelo deve ser livre de redundância.  Um modelo deve ser mínimo, isto é não deve   conter conceitos redundantes. Relacionamentos redundantes são   relacionamentos que são resultado da  combinação de outros relacionamentos entre  as mesmas entidades.    
  21. 21. Verificação do Modelo Modelo deve refletir o aspecto temporal.  O modelo de um banco de dados que   armazena somente os valores atuais de uma  informação é diferente do modelo do banco de  dados que armazena o histórico da informação.  Portanto, é necessário considerar o aspecto  temporal na modelagem de dados.    
  22. 22. Verificação do Modelo Algumas vezes, por necessidade futuras de   informações, ou até mesmo por questões  legais, o banco de dados deve manter um  registro histórico das informações. Um exemplo  é o valor do salário do empregado. Os relacionamentos podem ser modificados ao   longo do tempo e também neste caso pode ser  requerido que o banco de dados mantenha um  registro histórico das alterações.    
  23. 23. Verificação do Modelo Consultas a dados referentes ao passado.  Planejar o arquivamento de informações   antigas. Planejar informações estatísticas.     

×