RELEVO I: AGENTES
TRANSFORMADORES DO RELEVO
 O relevo mundial é formado pela ação dos
agentes internos ou endógenos
(construtores) e dos agentes externos ou
exógenos...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
Levando-se em conta que a linha representa a variação
de altitu...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
A curva A representa uma taxa de soerguimento maior que a
taxa ...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
A curva B representa uma taxa de soerguimento igual à taxa
de e...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
A curva C representa uma taxa de soerguimento menor que
a taxa ...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
Pode-se concluir ainda que a evolução do relevo durante o
inter...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
É interessante observar que a evolução do esquema apontado
pode...
Agentes externos (exógenos) X Agentes
internos (endógenos)
Para evoluir do T2 para o T1, basta que a força dos agentes
int...
Agentes internos
São chamados agentes internos
todos os processos que têm
origem a partir de forças do
interior do planeta...
Agentes internos
Tectonismo
O tectonismo é causado pela pressão do magma do manto
sobre a litosfera, sem que chegue à supe...
Agentes internos
Como exemplo, temos a lenta elevação da Península Escandinava,
devido ao derretimento das massas de gelo ...
Agentes internos
Outro exemplo é o rebaixamento do litoral holandês, forçando
a construção de pôlderes. Assim, a epirogêne...
Agentes internos
A orogênese é um movimento que apresenta curta duração
geológica e foi responsável pelo soerguimento das ...
Agentes internos
TIPOS DE DOBRAS
Agentes internos
Agentes internos - Vulcanismo
O vulcanismo refere-se aos processos e acomodamentos que
provocam a ascensão de material mag...
Agentes internos - Vulcanismo
Inúmeras ilhas se formaram através de atividades vulcânicas, como o
Havaí, por exemplo, cujo...
Agentes internos - Abalos Sísmicos ou
Terremotos
Terremotos são movimentos naturais que ocorrem no
interior da Terra e se ...
Agentes internos - Abalos Sísmicos ou
Terremotos
Os terremotos podem ter causas vulcânicas, como as explosões
internas ou ...
Agentes internos - Abalos Sísmicos ou
Terremotos
Costuma-se falar que no
Brasil não ocorrem
terremotos, mas aqui
existem o...
Agentes internos - Abalos Sísmicos ou
Terremotos
Outro tipo de manifestação no Brasil são os abalos
provocados pela acomod...
Fontes
Prof. Sérgio Gomes Jordão
Sistema de Ensino GPI – Apostila de Geografia, volume 2– 2013
http://1.bp.blogspot.com/_A...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

8 a aula geo cpvem relevo-i

1,874 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,874
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

8 a aula geo cpvem relevo-i

  1. 1. RELEVO I: AGENTES TRANSFORMADORES DO RELEVO
  2. 2.  O relevo mundial é formado pela ação dos agentes internos ou endógenos (construtores) e dos agentes externos ou exógenos (modeladores).
  3. 3. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) Levando-se em conta que a linha representa a variação de altitude de uma montanha, nota-se que o momento T1 corresponde ao rápido soerguimento de uma montanha. O momento T2 apresenta três novas possibilidades, a partir da luta entre os agentes internos e externos, para a formação deste relevo.
  4. 4. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) A curva A representa uma taxa de soerguimento maior que a taxa de erosão, ou seja, nesta possibilidade os agentes internos estão vencendo os agentes externos e a montanha continua subindo.
  5. 5. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) A curva B representa uma taxa de soerguimento igual à taxa de erosão; nesta situação, os agentes internos e externos apresentam um relativo equilíbrio.
  6. 6. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) A curva C representa uma taxa de soerguimento menor que a taxa de erosão, ou seja, nesta situação os agentes externos estão mais atuantes que os agentes internos e a montanha vai sendo desgastada.
  7. 7. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) Pode-se concluir ainda que a evolução do relevo durante o intervalo de tempo T1 correlaciona-se a um fenômeno orogenético.
  8. 8. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) É interessante observar que a evolução do esquema apontado pode acontecer tanto do tempo 1 para o tempo 2, quanto do tempo 2 para o tempo 1. Para evoluir do T1 para o T2, basta que ocorra um processo de origem interna (endógeno), provocando falhamentos nas rochas e o soerguimento da montanha.
  9. 9. Agentes externos (exógenos) X Agentes internos (endógenos) Para evoluir do T2 para o T1, basta que a força dos agentes internos (criadores da montanha) diminua, pois assim os agentes externos vão atuar através da erosão e reduzir lentamente a montanha, depositando seus sedimentos no fundo do mar.
  10. 10. Agentes internos São chamados agentes internos todos os processos que têm origem a partir de forças do interior do planeta, ou seja, oriundas da energia contida no núcleo incandescente do Planeta Terra. Estes elementos são chamados de criadores, pois normalmente dão origem às montanhas que serão modeladas pelos agentes externos.
  11. 11. Agentes internos Tectonismo O tectonismo é causado pela pressão do magma do manto sobre a litosfera, sem que chegue à superfície. Existem dois movimentos principais, associados ao tectonismo: epirogenético e orogenético. A epirogênese é um movimento de longa duração geológica, que provoca o soerguimento ou o rebaixamento de várias porções continentais.
  12. 12. Agentes internos Como exemplo, temos a lenta elevação da Península Escandinava, devido ao derretimento das massas de gelo que a recobriam havia milhares de anos.
  13. 13. Agentes internos Outro exemplo é o rebaixamento do litoral holandês, forçando a construção de pôlderes. Assim, a epirogênese também pode ser considerada como uma das causas da transgressão e regressão marinha, atuando principalmente em bacias sedimentares encaixadas em escudos cristalinos.
  14. 14. Agentes internos A orogênese é um movimento que apresenta curta duração geológica e foi responsável pelo soerguimento das cadeias montanhosas do Terciário. Os movimentos orogenéticos agem sobre as áreas de instabilidade nas bordas das placas tectônicas. Resultam de pressão horizontal que o choque entre as placas provoca, causando dobras e falhas.
  15. 15. Agentes internos TIPOS DE DOBRAS
  16. 16. Agentes internos
  17. 17. Agentes internos - Vulcanismo O vulcanismo refere-se aos processos e acomodamentos que provocam a ascensão de material magmático do interior da Terra à superfície. Esse material pode estar em estado gasoso, líquido ou sólido. Em sua maioria, os vulcões se distribuem ao longo das costas oceânicas, principalmente no chamado Círculo de Fogo do Pacífico, onde se encontram 339 dos 450 vulcões ativos da Terra. No interior dos continentes, as atividades vulcânicas são raras, com exceção da África, pois é atravessada por uma linha de falhas que vai do Mar Vermelho até Moçambique.
  18. 18. Agentes internos - Vulcanismo Inúmeras ilhas se formaram através de atividades vulcânicas, como o Havaí, por exemplo, cujo complexo vulcânico atinge cerca de 9.000m de altura, sendo 5.000 m sob o mar.
  19. 19. Agentes internos - Abalos Sísmicos ou Terremotos Terremotos são movimentos naturais que ocorrem no interior da Terra e se propagam, a partir do seu foco, até a superfície.
  20. 20. Agentes internos - Abalos Sísmicos ou Terremotos Os terremotos podem ter causas vulcânicas, como as explosões internas ou de acomodações, que resultam dos atritos provocados pela saída do magma. Podem ter causas tectônicas, que são as mais importantes e responsáveis pelos maiores tremores, ou ser causados, ainda, por desmoronamentos internos superficiais, que ocorrem quando as águas subterrâneas dissolvem as rochas. Anualmente, são registrados mais de um milhão de abalos sísmicos, mas apenas uma pequenina parte deles é percebida pelo homem. Os abalos que não são percebidos pelo homem podem ser conhecidos através de registros feitos por instrumentos sensíveis.
  21. 21. Agentes internos - Abalos Sísmicos ou Terremotos Costuma-se falar que no Brasil não ocorrem terremotos, mas aqui existem ocorrências de abalos sísmicos provocados por terremotos na Cordilheira dos Andes, que se deslocam até o topo dos planaltos. Esses abalos são sentidos com mais intensidade nas áreas mais altas das cidades (São Paulo, por exemplo).
  22. 22. Agentes internos - Abalos Sísmicos ou Terremotos Outro tipo de manifestação no Brasil são os abalos provocados pela acomodação de camadas e pela presença de hidrelétricas, como no caso de Furnas (cidade de Passos, em Minas Gerais). Segundo Museu de topografia Prof. Laureano Ibrahim Chaffe - DEPARTAMENTO DE GEODÉSIA – UFRGS, em Além Paraíba aconteceu um terremoto no dia 21/02/1883 que chegou 2,6 graus escala Richter. Neste site você pode ver um arquivo sobre os terremotos no Brasil, a cidade de Além Paraíba é citada na página 4.
  23. 23. Fontes Prof. Sérgio Gomes Jordão Sistema de Ensino GPI – Apostila de Geografia, volume 2– 2013 http://1.bp.blogspot.com/_A86XiVqGdmc/S8aK1aIP6lI/AAAAAAAAACY/Z0lieWXB6kM/s1600/ztectonismo.jpg http://rbrebello.files.wordpress.com/2010/06/clip_image013.gif http://2.bp.blogspot.com/-QpwnNJzqYjE/TeKHlRgELaI/AAAAAAAAAXc/WbJ6rSSVBlU/s1600/escandinava.jpg http://www.biblioteca.templodeapolo.net/imagens/imagens/escandinavia_1.jpg http://www.turismonaweb.com.br/imagens/fotos-pontos-turisticos/holanda01.jpg http://www.mundoeducacao.com.br/upload/conteudo/dobras12.jpg http://commondatastorage.googleapis.com/static.panoramio.com/photos/original/39676457.jpg http://www.brasilescola.com/upload/conteudo/images/a-fantastica-visao-uma-erupcao-vulcanica-1318968214.jpg http://3.bp.blogspot.com/-Xyvk5NCfGWw/T3ow5lPZjtI/AAAAAAAABFk/HHgyTUeS2L4/s1600/vulcao1.jpg http://www.mundoeducacao.com.br/upload/conteudo_legenda/8046a0d29e4be7b25df86bcc16d60650.jpg http://centraldenoticias.files.wordpress.com/2007/11/diario1511.gif http://www.ufrgs.br/museudetopografia/Artigos/Terremotos_no_Brasil.pdf

×