ABED 2009 Juliana Pereira

2,341 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

ABED 2009 Juliana Pereira

  1. 1. Educação a Distância: processos avaliativos da aprendizagem – parte 1. Juliana Danielle dos Reis Pereira - [email_address] . Mestrado em Educação Tecnológica – CEFET-MG. Orientador: Prof.Dr. José Wilson da Costa. Financiamento: CAPES e CEFET-MG. Fortaleza, 30 setembro de 2009.
  2. 2. Sobre a pesquisa Quer se realçar neste estudo que a avaliação perpassa todo o processo educativo, A concepção de educação, ensino e avaliação entendida/assumida pela prática profissional dos docentes que podem exercer papel fundamental no alcance dos objetivos propostos no alcance efetivo e eficaz da aprendizagem. escolha da metodologia e estratégia de ensino a forma de se realizar a avaliação da aprendizagem Planejamento
  3. 3. Objetivo <ul><li>incorporando a perspectiva do professor, do aluno e do ambiente virtual de aprendizagem - AVA, </li></ul><ul><li>identificando os recursos tecnológicos que propiciam a avaliação em EaD </li></ul>Investigar como ocorre o processo avaliativo da aprendizagem em EaD e como a tecnologia se insere nesse processo.
  4. 4. Justificativa A partir da leitura de alguns autores (ROCHA & OTSUKA, 2005; ABREU, 2006; SANTOS & SILVA, 2006; BORSATTO, 2007) pode-se inferir que a perspectiva da avaliação formativa da aprendizagem tem sido sugerida como alternativa viável ao processo avaliativo em EaD. Contudo, conforme Rothen e Schulz (2005) ainda há outra perspectiva sobre a avaliação que não se pode desconsiderar, nem mesmo se dissociar: a dimensão somativa que esta possui.
  5. 5. Justificativa Nesse sentido, o debate sobre ambas as perspectivas implica em aperfeiçoamento descoberta de novos meios tecnológicos à dinamização da avaliação da aprendizagem na dimensão da formação objeto da pedagogia quanto ao do controle e supervisão objeto de estudo da gestão.
  6. 6. Metodologia Recorreu-se à produção científica relacionada à avaliação da aprendizagem, educação a distância e legislação vigente. Estudo de Caso: com 167 alunos do 1º ao 4º período; 8 professores e, 6 profissionais da equipe de EaD em instituição privada de Educação Superior em Belo Horizonte, MG, Brasil. Abordagem descritiva: centrada na observação e análise dos dados coletados.
  7. 7. Metodologia <ul><li>Coleta de dados: </li></ul><ul><li>questionários aplicados a alunos e professores e, </li></ul><ul><li>entrevistas semi-estruturadas realizadas com equipe de EaD e professores do curso. </li></ul><ul><li>Hipótese: </li></ul><ul><li>o sistema de avaliação de aprendizagem utilizado em curso de graduação permite o registro das interações entre o aluno e o ambiente, o aluno e o professor, o aluno e o conteúdo, viabilizando a compreensão complementar e não excludente das perspectivas formativa e somativa da avaliação da aprendizagem. </li></ul>
  8. 8. Primeiras análises <ul><li>O processo avaliativo observado possui em sua estrutura: </li></ul><ul><li>sistema 40/60 </li></ul><ul><li>atividades avaliativas online, </li></ul><ul><li>atividades avaliativas presenciais ( seminários, laboratórios aulas práticas) e, </li></ul><ul><li>avaliações presenciais obrigatórias e avaliações suplementares, denominados Exames Especiais. </li></ul><ul><li>Nas disciplinas do curso pesquisado não se obteve registro de avaliações online . </li></ul>
  9. 9. Primeiras análises <ul><li>Os recursos utilizados pela instituição na promoção de processos avaliativos destacam-se: </li></ul><ul><li>questões objetivas de múltipla escolha, </li></ul><ul><li>questões objetivas do tipo verdadeiro-falso, </li></ul><ul><li>questões objetivas do tipo completar lacunas, </li></ul><ul><li>questões dissertativas, estudo de casos, </li></ul><ul><li>chats para discussão de temas previamente agendados e, </li></ul><ul><li>fóruns de discussão. </li></ul>
  10. 10. Primeiras análises As observações de campo apontaram que compete a equipe de pedagógica que coordena o trabalho dos docentes a adaptação das ferramentas aos usos pretendidos, requerindo destes profissionais o delineamento de estratégias a serem utilizadas junto com o professor, de maneira a se garantir as condições pedagógicas no andamento do curso. Para a elaboração das disciplinas, há na instituição investigada, uma normativa que dentre outras especificações de cunho trabalhista, trata da produção de material didático para a EaD.
  11. 11. Primeiras análises As representações dos sujeitos pesquisados indicaram que a normatização pela instituição do processo de desenvolvimento do curso teve um alcance limitado. A delimitação pela normativa institucional da produção das aulas e atividades curriculares on line , resultou na observação de possível enrijecimento da autonomia docente, o que impossibilitou a adequação da demanda dos alunos, ao tempo disponível para a realização da disciplina, desconsiderando as especificidades de uso da interface à habilidade do professor.
  12. 12. Conclusão Os primeiros resultados apontam que o processo avaliativo oferece sim subsídios para a tomada de decisão quanto a revisão dos módulos e atividades do curso.
  13. 13. Conclusão Considerando a complexidade do processo avaliativo em EaD que utiliza ferramentas disponíveis nos ambientes virtuais de aprendizagem, outros diálogos precisam ser estabelecidos objetivando um processo avaliativo que contemple o acompanhamento da aprendizagem, ressalta-se a necessidade de formação dos docentes de forma que esses possam contribuir no delineamento de melhorias aos sistemas de gerenciamento de aprendizagem utilizados para veicular programas acadêmicos de formação.
  14. 14. Para maiores informações, favor contatar - [email_address] - [email_address] - www.ead.avacefetmg.br - www.avacefetmg.br Agradecimentos
  15. 15. Referências BARRENECHEA. Cristina Azra. Construção de material didático para a Educação a Distância. In: In:MARTINS, Ozilda Borges; POLAK, Ymiracy Nascimento de Souza. Planejamento e gestão em EaD: organização curricular e material didático. Universidade Federal do Paraná. Universidade Virtual Publica do Brasil. UNIREDE. Curitiba: UNIREDE:NEAD/UFPR,2001.314p. BRASIL, Lei nº 9394/96. Dispõe sobre Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: MEC.1996. BORSATTO, Paulo C. Avaliação da aprendizagem em educação online na Universidade Corporativa. Rio de Janeiro.2007. Domínio Público.Teses. HADJI, Charles. Avaliação desmistificada. Porto Alegre: Ed. Artmed. 2001. HOFFMANN, Jussara. Avaliação Mediadora 8. ed. Porto Alegre: Ed. Artmed, 2004. MORAN, José Manuel. Avaliação da EaD no Brasil. Disponível em: http://www.eca.usp.br/prof/moran/avaliacao.htm. Acesso em: 14/05/2008. OEIRAS, Janne Yukiko Yoshikawa ;ROCHA, Heloisa Vieira da.Aprendizagem Online: ferramentas de comunicação para colaboração&quot;, em Anais do V WORKSHOP DE INTERFACE HUMANO-COMPUTADOR, 7 a 10 de outubro de 2001(a). Fortaleza - CE. OKADA, Alexandra L. P; ALMEIDA, Fernando J. de. Avaliar é bom e faz bem. In: Avaliação em Educação Online, SANTOS, E. O.; SILVA, M.(orgs.): São Paulo.Ed. Loyola.2006. OTSUKA. Joice Lee; FREITAS, Carmem E.F.; Thaisa B. Ferreira. Avaliação online : o modelo de suporte tecnológico do projeto teleduc. In: Avaliação em Educação Online, SANTOS, E. O.; SILVA, M.(orgs.): São Paulo.Ed. Loyola.2006. RIBEIRO, Luis Otoni Meireles. Evidências de reciprocidade normativa num ambiente virtual de aprendizagem na formação de professores para EaD. Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação. Disciplina: Inteligência Artificial Construtivista. Trabalho apresentado ao Prof. Antônio Carlos da Rocha Costa. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Março de 2003. SILVA, Marco, SANTOS, Edméia (orgs.). A avaliação da aprendizagem em Educação on line.: fundamentos, interfaces e dispositivos; relatos de experiência. São Paulo. Edições Loyola.2006.

×