Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Universidade Federal da Bahia Escola de Enfermagem <ul><li>SITUAÇÃO DE SAÚDE DE IDOSOS ACOMETIDOS PELO ACIDENTE VASCULAR C...
INTRODUÇÃO <ul><li>No  grupo  das  doenças  cardiovasculares  estão  as  doenças cerebrovasculares,  com especial  destaqu...
INTRODUÇÃO <ul><li>A mortalidade dessa afecção vem diminuindo,  porém as conseqüências ocasionadas são  sérias, na maioria...
METODOLOGIA <ul><li>Trata-se  de  um  estudo  de  revisão sistemática, de caráter qualitativo e descritivo.  </li></ul><ul...
METODOLOGIA <ul><li>A partir de tais critérios, 17 artigos, de nacionalidade variada, foram selecionados. </li></ul><ul><l...
RESULTADOS <ul><li>Mediante  a  leitura  dos  textos selecionados, formaram-se duas categorias para análise:  </li></ul><u...
RESULTADOS <ul><li>Tal relação repercutiu em conseqüências biológicas, funcionais, sociais e emocionais; que se  relaciona...
CONSIDERAÇÕES FINAIS <ul><li>Portanto, é preciso  investir na prevenção do AVC, paralelo ao controle dos riscos  modificáv...
REFERÊNCIAS <ul><li>ALVES, L.C., LEITE, I.C., MACHADO, C.J. Conceituando e mensurando a incapacidade funcional da populaçã...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Situação de saúde em idosos acometidos pelo avc

1,979 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Situação de saúde em idosos acometidos pelo avc

  1. 1. Universidade Federal da Bahia Escola de Enfermagem <ul><li>SITUAÇÃO DE SAÚDE DE IDOSOS ACOMETIDOS PELO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL: revisão sistemática </li></ul><ul><li>Rocha,V. P.; Mendes, A. S.; Pedreira, L. C. </li></ul>
  2. 2. INTRODUÇÃO <ul><li>No grupo das doenças cardiovasculares estão as doenças cerebrovasculares, com especial destaque para o Acidente Vascular Cerebral (AVC). </li></ul><ul><li>Tal patologia tem uma alta prevalência no Brasil e no mundo, sendo os idosos a parcela da população mais acometida. </li></ul>
  3. 3. INTRODUÇÃO <ul><li>A mortalidade dessa afecção vem diminuindo, porém as conseqüências ocasionadas são sérias, na maioria dos casos. </li></ul><ul><li>O presente estudo visa identificar, na literatura nacional e internacional, a situação de saúde de idosos acometidos pelo Acidente Vascular Cerebral. </li></ul>
  4. 4. METODOLOGIA <ul><li>Trata-se de um estudo de revisão sistemática, de caráter qualitativo e descritivo. </li></ul><ul><li>A coleta de dados foi feita mediante busca de textos na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), entre 01 de maio a 30 de junho de 2010, através de descritores e de critérios de inclusão. </li></ul>
  5. 5. METODOLOGIA <ul><li>A partir de tais critérios, 17 artigos, de nacionalidade variada, foram selecionados. </li></ul><ul><li>Utilizaram-se passos da análise de conteúdo de Bardin para categorização dos textos. </li></ul>
  6. 6. RESULTADOS <ul><li>Mediante a leitura dos textos selecionados, formaram-se duas categorias para análise: </li></ul><ul><ul><li>Prejuízo das atividades básicas da vida diária (ABVDs) e das atividades instrumentais da vida diária (AIVDs) e suas conseqüências para a saúde; </li></ul></ul><ul><ul><li>Qualidade de vida e isolamento social. </li></ul></ul><ul><li>Houve uma relação mútua entre a situação de saúde e qualidade de vida dos idosos, expressando-se através do prejuízo na execução das ABVDs/AIVDs. </li></ul>
  7. 7. RESULTADOS <ul><li>Tal relação repercutiu em conseqüências biológicas, funcionais, sociais e emocionais; que se relacionaram ao sexo, idade, tipo do AVC, apoio dos serviços formais e informais, entre outros. </li></ul><ul><li>Além disso, percebeu-se que independente do grau de desenvolvimento socioeconômico dos países, a situação de saúde dos idosos foi muito semelhante; demonstrando ser uma condição mundial que merece atenção. </li></ul>
  8. 8. CONSIDERAÇÕES FINAIS <ul><li>Portanto, é preciso investir na prevenção do AVC, paralelo ao controle dos riscos modificáveis. </li></ul><ul><li>Além disso, prestar uma assistência de qualidade aos indivíduos acometidos pela doença, como forma de minimizar suas seqüelas e complicações. </li></ul>
  9. 9. REFERÊNCIAS <ul><li>ALVES, L.C., LEITE, I.C., MACHADO, C.J. Conceituando e mensurando a incapacidade funcional da população idosa: uma revisão de literatura. Ciênc. saúde coletiva , Rio de Janeiro, v. 13, n. 4, p. 1199-1207, ago. 2008. </li></ul><ul><li>BARDIN, L. Análise de conteúdo . Edição revista e atualizada. Lisboa: Edições 70, 2009. p.121-161. </li></ul><ul><li>FARO, A.C.M.; PERLINI N. M. O. G. Cuidar da pessoa incapacitada por acidente vascular cerebral no domicílio: o fazer do cuidador familiar. Rev Esc Enferm USP . São Paulo, v.39, n.2, p. 154-63, 2005. </li></ul><ul><li>OPAS. Doenças crônico-degenerativas e obesidade : estratégia mundial sobre alimentação saudável, atividade física. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde. 2003, p. 7-18 e 53-58. </li></ul><ul><li>SOARES et al . Biorretroalimentação para treinamento do equilíbrio em hemiparéticos por acidente vascular encefálico: estudo preliminar. Fisioterapia e Pesquisa . São Paulo, v.16, n.2, p.132-6, abr./jun. 2009. </li></ul>

×