Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal

2,973 views

Published on

  • Be the first to comment

Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal

  1. 1. PRINCÍPIOS ÉTICOS NO CUIDADO COM PACIENTE PEDIÁTRICO TERMINAL: UM ENFOQUE NO CUIDADO DE ENFERMAGEM Araujo, A. A. D; Santana, V. M. M.
  2. 2. A ética é entendida como umIntrodução pensamento reflexivo sobre os valores e as normas que regem as condutas humanas, sendo considerado o respeito ao ser humano o princípio máximo do qual deve emanar os preceitos éticos de tudo e de todos que lidam com vida. Com um novo pensar sobre as distintas concepções da vida em paralelo como valores éticos nasce a bioética.
  3. 3. Na assistência hospitalar e em toda práticaA ética no cuidado que envolve o cuidar é necessária uma ética que valorize o ser humano em sua essência reconhecendo sua individualidade e autonomia, que também extrapole a assistência neste contexto de intensas inovações técnico-científicas. A ética é inerente nas atividades de cuidado com o paciente durante o processo de hospitalização e contribui para a prática assistencial humanizada. Visto assim, a ética do cuidado torna-se importante e central para todos os profissionais de saúde, não podendo ser exclusividade de nenhum, já que de tal disposição depende a boa assistência.
  4. 4. O cuidado De antemão sabemos que o sercom a vida humano é o único animal racional, mas em compensação é o único que não sobrevive sem cuidados adequados ao nascer, ou seja, é dependente de cuidados. O ato de cuidar é uma ação primordial para a vida humana e esta imbuída na relação entre os seres vivos. Para Molina et al., (2004), o cuidado é o verdadeiro instrumento dos profissionais cuidadores, os enfermeiros, atitude que vai além de executar técnicas ou administrar medicações.
  5. 5. Objetivo do estudoIdentificar quais os princípios éticos que abrange o cuidar de pacientefora das possibilidades terapêuticas (FPT) e evidenciar as estratégiasutilizadas no cuidar de enfermagem.
  6. 6. O estudo é de natureza qualitativa,Metodologia exploratório, sendo feito uma pesquisa bibliográfica relacionadas à questão que envolve o cuidar em paciente pediátrico terminal. Sendo assim foi realizado um levantamento bibliográfico a partir de livros e web site com publicações de artigos relacionadas à temática proposta: cuidado paliativo, paciente em estágio terminal, paciente fora de possibilidades terapêuticas atuais, enfermagem pediátrica e bioética, além de outros temas como qualidade de vida, decisões éticas e humanização.
  7. 7. Os princípios éticos identificadosA ética rege todos os atos e açõesseja em nossa vida profissionalquanto social, na classe profissionalde enfermagem a assistênciaprestada ao paciente deve estar deacordo com o código de éticaprofissional. Ela nos guia paratomada de conduta respeitando econsiderando todos os enfoques,embasando as decisões nosprincípios da beneficência, não-maleficência, autonomia e justiça.
  8. 8. As estratégias para um cuidar1. A Comunicação 2. A EmpatiaA comunicação se mostra como É na relação empática umaconduta para contornar os outra conduta trazida pelaobstáculos do silêncio com a equipe de enfermagem pararevelação da morte ou o curso melhorar a qualidade prestada ao paciente em estágio terminal.previsível desta, e alguns Ser compreensivo e se imaginar-estudos identifica que é se no lugar do outro paratambém a melhor maneira de compreender o que ele sente,um atendimento mais sem absorver para si o problemaaperfeiçoado e individualizado, dele, ajudando-o, dentro detraçado pela equipe de suas possibilidades, aenfermagem. compreender e transcender aquele problema.
  9. 9. As estratégias para um cuidar3. A HumanizaçãoA humanização da assistênciaprincipalmente nas unidades deterapias intensivas (UTI) é umaestratégia importante praticadapelos profissionais de enfermagem.Visto que humanizar este ambiente étorná-lo menos impessoal, maisaconchegante, onde a criança possaser reconhecida não apenas pelapatologia ou número do leito e simpor seu nome, que apesar da suafragilidade carregam sua identidadeprópria (CHAVES, 2007).
  10. 10. Açãohumanitária De acordo com os profissionais, ação humanitária relaciona-se com a maneira como se cuida, cabendo ao profissional de enfermagem o bom senso nas palavras e gestos, a sensibilidade dos atos com a criança e o familiar, e o respeito pela vida, minimizando a tensão emocional dos pais, sabendo que momento como este precisa apenas ser vivido e pouco falado.
  11. 11. A principal EstratégiaA humanização do cuidar foi percebida como principalestratégia para uma assistência digna a criança, semvisar a cura, pois sempre é possível cuidar.
  12. 12. Referências• ALVES, A. M. et al. A efetividade do cuidado solidário diante de eventos que acompanham a cronificação da doença da criança hospitalizada. Rev. Eletrônica de Enfermagem, v. 8, n. 2, p. 192 - 204 2006. Disponível em: <http://www.fen.ufg.br/revista/revista8_2/v8n2a04.htm>. Acesso em: 20 de jun. 2009.• BOEMER, Magali Roseira; SAMPAIO, Mauren Alexandra. O exercício da enfermagem em sua dimensão bioética. Ribeirão Preto: Rev. latino-am enfermagem. v. 5, n. 2, p. 33-38, 1997.• CHAVES, E. M. C. et al. Humanização e tecnologia na unidade de terapia intensiva neonatal. Rev. Nursing. v. 113, n. 10. Out 2007.• GUTIERREZ, B.A.O.; CIAMPONE, M.H.T. O processo de morrer e a morte no enfoque dos profissionais de enfermagem de UTIs. Rev. Esc. Enfermagem. USP, São Paulo, v.41, n.4, p.660- 667, dez 2007.• LAKATOS, E. M; MARCONI, M. A. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 3.ed. São Paulo: Atlas, 1996.• MINAYO, M. C. S. (org). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes. 2001. 80p.• PESSINI, L; BARCHIFONTAINE, C. P. Problemas atuais de bioética. 7ª. ed. São Paulo: Centro Universitário São Camilo: Edições Loyola, 2005. 584 p.• RIO DE JANEIRO. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN. nº 311, de 08 de fevereiro de 2007. Aprova a Reformulação do Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem. Disponível em: < http://www.portalcofen.gov.br/Site/2007/materias.asp? ArticleID=7323&sectionID=37>. Acesso em: 13 de jan. 2010.

×