SlideShare a Scribd company logo

Grupo de bem com a vida

O documento descreve um projeto chamado "Grupo de Bem Com a Vida" implementado no Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes para pacientes dependentes químicos. O objetivo do projeto é sensibilizar os pacientes a adquirir hábitos saudáveis e minimizar as reincidências por meio de grupos quinzenais de discussão usando música, vídeos e troca de experiências. Até agosto de 2011, o projeto atendeu 106 pacientes e recebeu feedbacks positivos sobre a satisfação e interesse dos participantes.

1 of 8
Download to read offline
Grupo de Bem Com a Vida Neves, Joseli. Coy,Jacyara. Fonseca, Maíce Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes – OSID
Introdução A iniciativa de desenvolver este projeto partiu da observação da Assistência Social que, após anamnese social,  constatou o alto índice de pacientes dependentes químicos que eram internados nas enfermarias masculinas do Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes (CMSALP). A partir desta constatação, o projeto foi desenvolvido através das visitas aos pacientes, questionando a necessidade de informações sobre o assunto e o interesse dos mesmos em discutí-los nos grupos. * Grupo de Bem Com a Vida
De Bem Com a Vida ,[object Object],[object Object],* Grupo de Bem Com a Vida
Metodologia ,[object Object],* Grupo de Bem Com a Vida
Resultados Parciais ,[object Object],* Grupo de Bem Com a Vida
Resultados Parciais ,[object Object],[object Object],[object Object],* Grupo de Bem Com a Vida Atendimentos Realizados - 2010 Período Pacientes Atendidos 2ºsemestre de 2010 (Out. a Dez) 30 10 1ºsemestre de 2011 30 13 2ºsemestre de 2011 (até Agosto) 30 15 30 30 30 10 13 15 2010 1º semestre 2011 2º Semestre 2011 Total de Pacientes Atendimentos Realizados

More Related Content

What's hot

Relatório De Visita Ao CAD Nise Da Silveira
Relatório De Visita Ao CAD Nise Da SilveiraRelatório De Visita Ao CAD Nise Da Silveira
Relatório De Visita Ao CAD Nise Da SilveiraLiliam Da Paixão
 
Maria lucia
Maria luciaMaria lucia
Maria lucia32162118
 
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes HipertensosReabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes HipertensosMelissa Possa
 
HUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIA
HUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIAHUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIA
HUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIAIago Brito
 
Cuidados paliativos...nanci
Cuidados paliativos...nanciCuidados paliativos...nanci
Cuidados paliativos...nanciNanci Rocha
 
FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015
FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015
FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015Mirella Dias
 
Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...
Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...
Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...Associação Viva e Deixe Viver
 
Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso Camila Caleffi
 
Palestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoPalestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoFabiano Ladislau
 
O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...
O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...
O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...Laratc Ifpi
 

What's hot (20)

Relatório De Visita Ao CAD Nise Da Silveira
Relatório De Visita Ao CAD Nise Da SilveiraRelatório De Visita Ao CAD Nise Da Silveira
Relatório De Visita Ao CAD Nise Da Silveira
 
Tempo de despertar
Tempo de despertarTempo de despertar
Tempo de despertar
 
Maria lucia
Maria luciaMaria lucia
Maria lucia
 
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes HipertensosReabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
Reabilitação Cardiovascular em Pacientes Hipertensos
 
HUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIA
HUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIAHUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIA
HUMANIZAÇÃO NO SETOR DE RADIOLOGIA
 
Apresentação - Cuidar da Saúde é Coisa de Macho
Apresentação - Cuidar da Saúde é Coisa de MachoApresentação - Cuidar da Saúde é Coisa de Macho
Apresentação - Cuidar da Saúde é Coisa de Macho
 
Cuidados paliativos...nanci
Cuidados paliativos...nanciCuidados paliativos...nanci
Cuidados paliativos...nanci
 
FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015
FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015
FITOTERAPIA - JUNHO DE 2015
 
Apresentação - Atenção Primária Integrada, Cuidado Continuado Oportunizado
Apresentação - Atenção Primária Integrada, Cuidado Continuado OportunizadoApresentação - Atenção Primária Integrada, Cuidado Continuado Oportunizado
Apresentação - Atenção Primária Integrada, Cuidado Continuado Oportunizado
 
Psicodinamica
Psicodinamica   Psicodinamica
Psicodinamica
 
Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...
Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...
Grupo de Acompanhantes da UTI: Estratégia de Intervenção Terapêutica em Hospi...
 
Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso Trabalho de Conclusão de Curso
Trabalho de Conclusão de Curso
 
ppt farmaeduca (joparpet)
ppt farmaeduca (joparpet)ppt farmaeduca (joparpet)
ppt farmaeduca (joparpet)
 
Apresentação Associação Cuidado Humano 2016
Apresentação Associação Cuidado Humano 2016Apresentação Associação Cuidado Humano 2016
Apresentação Associação Cuidado Humano 2016
 
Caderno ms
Caderno msCaderno ms
Caderno ms
 
Jose_Clemente_Apoio_matricial
Jose_Clemente_Apoio_matricialJose_Clemente_Apoio_matricial
Jose_Clemente_Apoio_matricial
 
Palestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoPalestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no Atendimento
 
Texto 4 protocolo ghc has
Texto 4   protocolo ghc hasTexto 4   protocolo ghc has
Texto 4 protocolo ghc has
 
O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...
O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...
O conhecimento e o uso de humanização pelos profissionais das técnicas radiol...
 
Homero_Saude_bucal
Homero_Saude_bucalHomero_Saude_bucal
Homero_Saude_bucal
 

Viewers also liked

A cibercultura e as teorias pedagógicas modernas
A cibercultura e as teorias pedagógicas modernasA cibercultura e as teorias pedagógicas modernas
A cibercultura e as teorias pedagógicas modernasAnaandrade316
 
Teorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmon
Teorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmonTeorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmon
Teorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmonrangelcalmon
 
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura Bartor
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura   BartorTeorias pedagógicas no contexto da cibercultura   Bartor
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura BartorCunnha
 
Ficha Analitica Atpmrdce
Ficha Analitica AtpmrdceFicha Analitica Atpmrdce
Ficha Analitica Atpmrdceguestdb5a489
 
Teorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo LibâneoTeorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo LibâneoThaís Razuki
 

Viewers also liked (8)

Tarefa 2 informática educativa
Tarefa 2 informática educativaTarefa 2 informática educativa
Tarefa 2 informática educativa
 
20 pedagogia e cibercultura
20   pedagogia e cibercultura20   pedagogia e cibercultura
20 pedagogia e cibercultura
 
A cibercultura e as teorias pedagógicas modernas
A cibercultura e as teorias pedagógicas modernasA cibercultura e as teorias pedagógicas modernas
A cibercultura e as teorias pedagógicas modernas
 
Teorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmon
Teorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmonTeorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmon
Teorias pedagógicas modernas e cibercultura rangel calmon
 
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura Bartor
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura   BartorTeorias pedagógicas no contexto da cibercultura   Bartor
Teorias pedagógicas no contexto da cibercultura Bartor
 
O papel da filosofia
O papel da filosofiaO papel da filosofia
O papel da filosofia
 
Ficha Analitica Atpmrdce
Ficha Analitica AtpmrdceFicha Analitica Atpmrdce
Ficha Analitica Atpmrdce
 
Teorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo LibâneoTeorias sociocríticas segundo Libâneo
Teorias sociocríticas segundo Libâneo
 

Similar to Grupo de bem com a vida

Processo Saúde-doença e Higiene Dental
Processo Saúde-doença  e Higiene DentalProcesso Saúde-doença  e Higiene Dental
Processo Saúde-doença e Higiene DentalRômulo Augusto
 
Anais Fórum Saúde Mental Infantojuveni
Anais  Fórum Saúde Mental InfantojuveniAnais  Fórum Saúde Mental Infantojuveni
Anais Fórum Saúde Mental InfantojuveniCENAT Cursos
 
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermCapacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermmanoelramosdeoliveir1
 
Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...
Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...
Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...Jessica Mendes
 
Trabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptxTrabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptxssuser51d27c1
 
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULARDISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULARCristianeNogueiradaC1
 
Projeto intervenção saude mental
Projeto intervenção saude mentalProjeto intervenção saude mental
Projeto intervenção saude mentalCristiane Dactes
 
Serviço social e alcoolismo
Serviço social e alcoolismoServiço social e alcoolismo
Serviço social e alcoolismoCarol Alves
 
Diretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamentoDiretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamentoTânia Souza
 
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)marcelaenf
 
A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico
A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico
A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico vanessa silveira
 

Similar to Grupo de bem com a vida (20)

Processo Saúde-doença e Higiene Dental
Processo Saúde-doença  e Higiene DentalProcesso Saúde-doença  e Higiene Dental
Processo Saúde-doença e Higiene Dental
 
Grupo de autocuidado
Grupo de autocuidadoGrupo de autocuidado
Grupo de autocuidado
 
Anais Fórum Saúde Mental Infantojuveni
Anais  Fórum Saúde Mental InfantojuveniAnais  Fórum Saúde Mental Infantojuveni
Anais Fórum Saúde Mental Infantojuveni
 
Saude bucal1.ppt odonto soc
Saude bucal1.ppt odonto socSaude bucal1.ppt odonto soc
Saude bucal1.ppt odonto soc
 
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enfermCapacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
Capacitacao a distancia para atencao basica hipertensao aux enferm
 
Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...
Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...
Educação em Saúde Baseado nas necessidades da clientela atendida pelo Program...
 
Trabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptxTrabalhando em Grupos na AB.pptx
Trabalhando em Grupos na AB.pptx
 
aula 0001.pptx
aula 0001.pptxaula 0001.pptx
aula 0001.pptx
 
Revista holiste
Revista holisteRevista holiste
Revista holiste
 
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULARDISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
DISSERTAÇÃO PROJETO TERAPEUTICO SINGULAR
 
Nasf orientações
Nasf orientaçõesNasf orientações
Nasf orientações
 
Jornal CEASA PARA A VIDA -Edição 2
Jornal CEASA PARA A VIDA -Edição 2Jornal CEASA PARA A VIDA -Edição 2
Jornal CEASA PARA A VIDA -Edição 2
 
Projeto intervenção saude mental
Projeto intervenção saude mentalProjeto intervenção saude mental
Projeto intervenção saude mental
 
I.P.O.
I.P.O.I.P.O.
I.P.O.
 
Serviço social e alcoolismo
Serviço social e alcoolismoServiço social e alcoolismo
Serviço social e alcoolismo
 
Jornal (3)
Jornal (3)Jornal (3)
Jornal (3)
 
Diretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamentoDiretrizes aconselhamento
Diretrizes aconselhamento
 
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
Aula consulta de enfermagem-UFF (Monitora Marcela)
 
Prontuario
ProntuarioProntuario
Prontuario
 
A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico
A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico
A atuação do Cirurgião Dentista na Inclusão Social um novo olhar humanístico
 

More from Associação Viva e Deixe Viver

Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de HistóriasExposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de HistóriasAssociação Viva e Deixe Viver
 
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015Associação Viva e Deixe Viver
 
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...Associação Viva e Deixe Viver
 
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...Associação Viva e Deixe Viver
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalAssociação Viva e Deixe Viver
 
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanenteOs serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanenteAssociação Viva e Deixe Viver
 
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento maternoOs saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento maternoAssociação Viva e Deixe Viver
 

More from Associação Viva e Deixe Viver (20)

Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de HistóriasExposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
Exposição Virtual Viva e Deixe Viver - 22 anos de Histórias
 
Sacola literária cch 2015
Sacola literária cch 2015Sacola literária cch 2015
Sacola literária cch 2015
 
Pesquisa hospital menino jesus
Pesquisa hospital menino jesusPesquisa hospital menino jesus
Pesquisa hospital menino jesus
 
Administando melhor o tempo
Administando melhor o tempoAdministando melhor o tempo
Administando melhor o tempo
 
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
Apresentação valdir principios e diretrizes curso 2015
 
Aniversário 7 anos do rio de histórias 12.10.12
Aniversário 7 anos do rio de histórias   12.10.12Aniversário 7 anos do rio de histórias   12.10.12
Aniversário 7 anos do rio de histórias 12.10.12
 
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 2
 
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1
Formatura voluntários Rio de Histórias - parte 1
 
Cuidado de enfermagem doença cronica
Cuidado de enfermagem doença cronicaCuidado de enfermagem doença cronica
Cuidado de enfermagem doença cronica
 
Você faz a diferença!
Você faz a diferença!Você faz a diferença!
Você faz a diferença!
 
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
O Programa Universidade sem Fronteiras, a enfermagem da UEL e a cumunidade: A...
 
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
Diabetes mellitus intervenção de saúde na comunidade da unidade básica de saú...
 
Teleconsulta isis bertoncini
Teleconsulta   isis bertonciniTeleconsulta   isis bertoncini
Teleconsulta isis bertoncini
 
Situação de saúde em idosos acometidos pelo avc
Situação de saúde em idosos acometidos pelo avcSituação de saúde em idosos acometidos pelo avc
Situação de saúde em idosos acometidos pelo avc
 
Significado de humanização
Significado de humanizaçãoSignificado de humanização
Significado de humanização
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
 
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanenteOs serviços de saúde qualificados pela educação permanente
Os serviços de saúde qualificados pela educação permanente
 
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento maternoOs saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
Os saberes de jovens do ensino fundamental sobre o aleitamento materno
 
O enfermeiro como mediador do processo da mulher.
O enfermeiro como mediador do processo da mulher.O enfermeiro como mediador do processo da mulher.
O enfermeiro como mediador do processo da mulher.
 
MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.
MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.
MATERNARTES - Maternidade, arte e Saúde.
 

Grupo de bem com a vida

  • 1. Grupo de Bem Com a Vida Neves, Joseli. Coy,Jacyara. Fonseca, Maíce Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes – OSID
  • 2. Introdução A iniciativa de desenvolver este projeto partiu da observação da Assistência Social que, após anamnese social, constatou o alto índice de pacientes dependentes químicos que eram internados nas enfermarias masculinas do Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes (CMSALP). A partir desta constatação, o projeto foi desenvolvido através das visitas aos pacientes, questionando a necessidade de informações sobre o assunto e o interesse dos mesmos em discutí-los nos grupos. * Grupo de Bem Com a Vida
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Conclusões Preliminares Esse trabalho tem demonstrado o quanto se faz necessário a abertura para o diálogo, a mudança e valorização da vida, despertando o conhecimento ajustado do cuidar da saúde, do corpo, valorizando e adotando hábitos saudáveis como um dos aspectos básicos da qualidade de vida e agindo com responsabilidade em relação à sua saúde e a saúde coletiva. Além destes aspectos, também percebemos a mudança de comportamento dos pacientes na aceitação do tratamento e da intervenção dos profissionais que os atendem diariamente, mais atentos a rotina hospitalar, maior socialização com outros pacientes. Nas relação com seus familiares, apresentando maior afetividade entre eles, comunicação, solidariedade e, sobretudo , um melhor acompanhamento dos familiares durante o processo de internamento, minimizando casos de abandono, pois a família começa a perceber a possibilidade de reintegração social, e até mesmo, laboral. * Grupo de Bem Com a Vida
  • 8.

Editor's Notes

  1. Centro Médico Social Augusto Lopes Pontes – OSID/SECULT
  2. Alfabetização de Adultos