Adolf Loos

11,964 views

Published on

1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
  • Muito bom o trabalho.. parabens
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
11,964
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
44
Actions
Shares
0
Downloads
291
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Adolf Loos

  1. 1. Faculdades COC<br />Arquitetura e Urbanismo<br />História da Arte II<br />Professora Rita<br />
  2. 2. GRUPO<br />Ana Carolina Brunelli – Código: 6445<br />Isadora Dalmazo – Código:<br />Lucas Corrente Luz – Código: 6971<br />Karina Parra – Código: 7137<br />Mariana Coutinho – Código: 6547<br />Maristela Monteiro – Código: 6440<br />Meire T. de O. Deroldo – Código: 6843<br />Vinicius Bocchi – Código: 6499<br />
  3. 3. NASCIMENTO, EDUCAÇÃO E INFLUÊNCIAS INICIAIS<br />Nascido na República Tcheca, filho de pais alemães, um escultor e pedreiro.<br />Freqüenta escolas técnicas austríaca e tcheca, incluindo a Universidade Técnica de Arquitetura de Dresden.<br />Viaja para os EUA, onde trabalha como pedreiro, e encanta com a eficiência da arquitetura norte americana. Em particular, passa a admirar o trabalho do arquiteto Louis Sullivan, cuja estética era baseada na premissa de que a forma deve seguir a função.<br />1870<br />1880-1893<br />1893-1896<br />Primeiro trabalho solo no Ebenstain Couturier, início da atividade teórica e crítica.<br />1897<br />Louis Sullivan, 1896<br />Prudential Building, Buffalo NY<br />
  4. 4. NASCIMENTO, EDUCAÇÃO E INFLUÊNCIAS INICIAIS<br />Café, em Viena, denominado &quot;Café Niilismo&quot; pelos críticos.<br />Publicado o &quot;Ornamento e Crime&quot; um debate contra o lendário adorno em design<br />Looshaus, Viena; Goldman & Salatsch loja de departamento em estilo moderno construído em frente ao Palácio Imperial de Hofburg, em Viena, grande escândalo na época, provocou o imperador austríaco, que ficou enfurecido.<br />1898<br />1908<br />1910<br />Steiner House, Viena; Raumplan conceito de quartos com terraços primeiro emprego.<br />1910<br />Michaelerhaus/ Looshaus/ The Goldman & Salatsch Building 1909-1911<br />
  5. 5. NASCIMENTO, EDUCAÇÃO E INFLUÊNCIAS INICIAIS<br />1922<br />Submissão Notorious concurso para Chicago Tribune, sua torre de proposta é uma coluna dórica gigante.<br />Loos considerou esta realização o final do seu anti-estético ornamentais e Raumplan.<br />Nos últimos anos de sua vida, Loospassouvárias temporadas em sanatórios, afetado de uma doença nervosa e faleceu no sanatório Kalkoburg perto de Viena.<br />1930<br />1933<br />Villa Müller, cuidadosamente restaurada, aberta ao público como um museu dedicado à vida e obra de Adolf Loos.<br />2001<br />Loos’ entry for Chicago Tribune<br />competition, 1920<br />
  6. 6. CONTEXTO HISTÓRICO<br />Modernidade -&gt; Mundo Iluminista<br /><ul><li>Revolução Industrial
  7. 7. Movimento Arts & crafts
  8. 8. Design</li></li></ul><li>CONCEITO<br /><ul><li> A ornamentação é uma prática de povos selvagens, criminosos e outros animais degenerados, ao contrário, as sociedades mais evoluídas rejeitam o uso da ornamentação.
  9. 9. Para serem igualmente avançados, os arquitetos modernos devem aplicar o mesmo princípio à construção de casas contemporâneas. Implícitos neste argumento estão idéias de igualdade entre evolução biológica e social, criminalidade congênita, superioridade de algumas sociedades humanas em relação a outras, o valor universal do progresso e o perigo de “degeneração” social.
  10. 10. Para Loos, a evolução tinha uma direção e essa direção era o progresso. EVOLUCIONISTA E SEMPERIANO, Loos adotou uma espécie de olhar “etnográfico”, (estudo de um objeto por vivencia direta, você entende os aspectos de outra cultura vivenciando-a).
  11. 11. Loos concebia cultura como sinônimo de civilização, um conceito que para ele significava “aquele equilíbrio humano interno e externo que só era concedido pelo pensamento e ações racionais”.</li></li></ul><li>RAUMPLAN<br /> O &quot;Raumplan&quot; (espaço planejado) - TERMO E CONCEITO concebidos por Loos, é a resolução do plano em espaço-volume, em 3 dimensões; por outras palavras, é um plano de ordenamento do espaço, um sistema complexo de organização interna que joga com as diferenças de níveis e alturas do teto, a fim de adaptar o volume de cada divisão à sua finalidade. <br />
  12. 12. ORNAMENTO E CRIME<br />&quot;A evolução da cultura, com marchas. Eliminação de ornamento de objetos úteis.&quot;<br /> Em 1908, escreveu o ensaio/manifesto intitulado &quot;Ornamento e Crime&quot;, no qual criticava o uso abusivo da ornamentação na arquitetura européia do final do século XIX. <br /> Loos acreditava que &quot;quando uma cultura evolui, ela gradativamente abandona o uso do ornamento em objetos utilitários&quot;. <br /> O modernismo procurou deliberadamente destruir todos os vínculos e reminiscências da arquitetura histórica&quot;. <br /> OBJETIVO: criação de espaços e objetos abstratos, geométricos e mínimos.<br />
  13. 13. ESTILO: MOBILIÁRIO<br />Banquinho Tripé, 1905<br />Cadeira Café Capua ,1913<br />Cadeira Turnovsky, 1898<br />
  14. 14. ESTILO: MOBILIÁRIO<br />Aparador Hoffstäter, 1903<br />Toucador Löwenbach, 1913<br />Gabinete Schmidt, 1901<br />
  15. 15. ESTILO: MOBILIÁRIO<br />Mesas laterais nogueira Hoffstäter , 1910<br />Luminária Woka, 1910<br />Mesa Dobrável Turnovsky,<br /> 1898<br />
  16. 16. MUSEU DO CAFÉ, VIENA 1899<br />Cadeira para o Museu do Café,<br />1899<br />
  17. 17. VILLA KARMA – MONTREAUX 1904<br />
  18. 18. VILLA KARMA: INTERIOR<br />
  19. 19. AMERICAN BAR, VIENA 1907<br />
  20. 20. LOOS HAUS, MICHAELERPLATZ 1909-1911<br /> O famoso edifício sem ornamentos de Adolf Loos – a Loos Haus, de 1911 – irá perceber em primeiro lugar a importância do contexto urbano onde a obra está inserida – no Michaelerplatz, Áustria, em frente ao Palácio Imperial, terminado alguns anos antes, a partir de desenhos da época barroca – para a compreensão do papel desta obra para a história da arquitetura. <br />Michaelerhaus/ Looshaus/ The Goldman & Salatsch Building 1909-1911<br />
  21. 21. LOOS HAUS: INTERIOR<br />
  22. 22. STEINER HOUSE, VIENA 1910<br />
  23. 23. STEINER HOUSE, VIENA 1910<br />Primeiras pesquisas sobre o Raumplan.<br />
  24. 24. STEINER HOUSE, VIENA 1910<br />Primeiras pesquisas sobre o Raumplan.<br />
  25. 25. CHICAGO TRIBUNE TOWER<br /> Dentre seus trabalhos, destaca-se o projeto para a competição para o Chicago Tribune, realizado em 1922, quando trabalhava com Louis Sullivan, e que consiste numa enorme coluna dórica assente sobre uma base cúbica.<br />O desenho vencedor de Raymond Hood<br />e John Mead<br />
  26. 26. VILLA MÜLLER, PRAGA 1930<br />
  27. 27. VILLA MÜLLER, PRAGA 1930<br />
  28. 28. VILLA MÜLLER<br />Pleno desenvolvimento do conceito Raumplan.<br />
  29. 29. VILLA MÜLLER<br />Pleno desenvolvimento do conceito Raumplan.<br />
  30. 30. VILLA MÜLLER, INTERIOR<br />
  31. 31. VILLA MÜLLER, INTERIOR<br />
  32. 32. VILLA MÜLLER, INTERIOR<br />
  33. 33. VILLA MÜLLER, INTERIOR<br />
  34. 34. LOOS CHAISE, 1930<br />
  35. 35. INFLUÊNCIA NA ARQUITETURA MODERNA<br /> Adolf Loos não é visto como o maior arquiteto do século XX. A influência que teve no desenvolvimento de uma concepção de arquitetura Moderna, capaz de construir os edifícios adaptados à realidade da era tecnológica, tem muito a ver com a obra literária que produziu. Loos foi um importante teórico da arquitetura. Mas a sua obra arquitetônica é, também ela, um bom exemplo de como se pode passar da teoria à prática com coerência e eficácia. O seu grande objetivo foi o de despojar os objetos do quotidiano de sobrecarga decorativa, que ele considerava mais do que inútil, dando-lhes uma carga estética, funcional e social apropriada.<br /> Esta perspectiva funcionalista da arquitetura e do design será uma das imagens da marca do Modernismo. <br />
  36. 36. “QUERO QUE MINHA TUMBA SEJA UM CUBO DE GRANITO. MAS NÃO MUITO PEQUENO, POIS PARECERIA UM TINTEIRO.” <br />1870-1933<br />DESENHO DE SUA PRÓPRIA TUMBA, LOOS 1931.<br />
  37. 37. ADOLF LOOS 1870-1933<br /> “ Ao meditar sobre a arte, o homem mais moderno passeia pelas ruas. De repente pára, transfigurado. Encontrou aquilo que há tanto tempo vinha procurando.”<br />

×