Gestão da Informação na AP - Luis Vidigal - e-Government

422 views

Published on

Documentação do curso sobre Gestão da Informação na AP - e-Government

Published in: Education
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
422
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gestão da Informação na AP - Luis Vidigal - e-Government

  1. 1. Gestão  da  informação   e  conhecimento  na  AP    Luís  Vidigal  
  2. 2. E-Government Inovação em Serviços Públicos Luís Vidigal
  3. 3. Inovei!?   A  Inovação   não  é  apenas  fazer   coisas  diferentes  e  cria=vas   É  criar  valor   ouvindo  os  outros   e  aproveitando  o  que  está  feito   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  4. 4. Inovar  é  abrir  a  mente   •  Um  modelo  é  um  buraco  de  fechadura   que  nos  orienta  a  visão  e  só  nos  deixa   ver  o  que  ele  quer   •  A  Ciência  só  sobrevive  “viva”  enquanto   pesquisa  fora  dos  “buracos  da   fechadura”,  numa  ac=va  mul=-­‐ sensibilidade   •  Quem  sai  dos  modelos  ganha  Prémios   “Nobel”   Nelson  Trindade  2010:  Aprender  na  complexidade   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  5. 5. O  que  é  desejado   pelos  U=lizadores   Inovação   O  que  é  possível   com  a  Tecnologia   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   O  que  é  viável   para  a  Sociedade  
  6. 6. Convergência   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  7. 7. O  percurso  para  o  sucesso  na  UE   EU  (2013).  Public  Services  Online  “Digital  by  Default  or  by  Detour?":  Assessing  User  Centric  eGovernment   performance  in  Europe  –  eGovernment  Benchmark  2012.  Final  Insight  Report.  A  study  prepared  for  the  European   Commission  DG  Communica7ons  Networks,  Content  &  Technology.   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  8. 8. Tendências  da  Reforma  do  Estado   Presidência  dinamarquesa  da  UE  -­‐  2012   IPSG  -­‐  InnovaIve  Public  Services  Group       •  Medidas  de  gestão  do  desempenho  e   da  austeridade     •  Foco  no  cidadão  e  seu  envolvimento   para  melhorar  a  definição  de   prioridades   •  Digitalização  e  e-­‐Government  para   reduzir  o  custo   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  9. 9. Oportunidade  da  Crise   A  crise  é  uma  coisa  terrível  para   ser  desperdiçada     OECD  (2010),  Making  Reform  Happen  -­‐  Lessons  from  O9ECD  Countries.   Online:  hfp://www.oecd.org/site/sgemrh/46159078.pdf   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  10. 10. O  e-­‐Government  é  prioritário   para  a  Reforma  do  Estado   O  e-­‐Government  é  visto  mais  do  que  nunca  como  o   cerne  das  reformas  do  sector  público  e  os  agentes   polí=cos  consideram-­‐no  como  uma  ferramenta  políIca   essencial  para  permi=r  que  os  governos  façam  mais  com   menos.   As  estratégias  de  e-­‐Government  visam  explorar  novas   eficiências,  criar  maneiras  mais  eficazes  de  trabalho  e   melhorar  a  produIvidade  no  sector  público.   OECD  (2011).  Government  at  a  Glance   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  11. 11. Nova  Gestão  Pública   New  Public  Management   (Anos  80  e  90)   “Verdadeiramente  a  primeira   revolução  na  Era  da  Informação”              (Donald  Kefl,  1997)   Mãe e Madrasta do e-Government Donald  F.  KeBl  ,  The  Global  Revolu=on  In  Public  Management:  Driving  Themes   Missing  Links,  Journal  of  Policy  Analysis  and  Management,  1997,  16:  446   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  12. 12. Tecnologias  para  quê?   “Eu  quero  que  perguntemos  todos  os  dias,  como   é  que  estamos  a  usar  as  tecnologias  para   melhorar  efeKvamente  a  vida  dos  cidadãos.”            Presidente  dos  EUA  Barack  Obama       DIGITAL  GOVERNMENT:   Building  a  21ST  Century  PlaZorm  to  Be[er  Serve  the  American  People    23  de  Maio,  2012     Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  13. 13. Princípios  Estratégicos   •  Centrados   na   Informação   (“InformaKon-­‐Centric”)   Deixar   de   ter   uma   abordagem   orientada   aos   “documentos”   para   passar   a   gerir   dados   e   conteúdos   que   podem   ser   indexados,   par=lhados,   garan=dos,   misturados   e   apresentados  de  uma  forma  que  seja  mais  ú=l  para  o  u=lizador;   •  Plataforma   ParIlhada   (“Shared   PlaUorm”)   -­‐   Trabalho   colabora=vo,   intra   e   interorganizacional,   reduzindo   custos,   desobstruindo   processos,   aplicando   normas   e   assegurando   consistência   na   forma   como   se   cria   e   distribui   informação;   •  Centrados   no   Cidadão   (“Customer-­‐Centric”)   -­‐   Influencia   o   modo   como   criamos,  gerimos  e  apresentamos  os  dados  através  dos  sí=os  Web,  aplicações   móveis,   dados   em   bruto   e   outras   formas   de   distribuição,   permi=ndo   aos   u=lizadores   configurar,   par=lhar   e   consumir   informação   quando   e   como   eles   quiserem;   •  Segurança   e   Privacidade   (“Security   and   Privacy”)   Assegura   que   a   inovação   aconteça   de   modo   seguro,   usando   os   serviços   digitais   para   proteger   a   informação  e  a  privacidade.   DIGITAL  GOVERNMENT:  Building  a  21ST  Century  PlaZorm  to  Be[er  Serve  the  American  People  -­‐  23  de  Maio,  2012     Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  14. 14. Princípios  chave  do  e-­‐Government   Irlanda  –  2012-­‐2015   •  As  necessidades  dos  cidadãos  e  das  empresas  estão  no  centro  do  e-­‐ Government;   •  Os  serviços  públicos  devem  ser  facultados  através  dos  canais  mais   adequados;   •  O  e-­‐Government  deve  reduzir  os  encargos  administraIvos  para  os   cidadãos  e  empresas;   •  Os  projetos  de  e-­‐Government  devem  refle=r  melhorias  nos  processos,   garan=ndo  efe=vamente  ganhos  de  eficiência,  eficácia  e  retorno  do   invesImento;   •  Os  organismos  devem  trabalhar  para  assegurar  que  o  canal  digital  seja   a  opção  mais  atraente  para  os  cidadãos.   República  da  Irlanda  -­‐  Suppor=ng  Public  Service  Reform:  eGovernment  2012  –  2015   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  15. 15. Administração  em  Rede?   p…!   Interoperabilidade?   Joined  u …!   É aqui que tudo falha le  of !   Who rm… ansfo Tr Organizacional “Peopleware” (Querer) Informacional / Semântica “Infoware” (Língua) Technological “ Software” e “Hardware” (infrastrutura) Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   al…!   Digit
  16. 16. Interoperar  para  servir   Interoperabilidade  SemânIca   Interoperabilidade  Organizacional   Processo  Básico   Interoperabilidade  Tecnológica   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   Cidadãos Empresas
  17. 17. Holes  in  the  Whole  of  Government   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  18. 18. Holes  in  the  Whole  of  Government   Velocidade  de  caracol   300   5   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   300   5  
  19. 19. Uma  visão  alargada  e  horizontal  dos  serviços  públicos  –  Os”buracos”     Realidade  do  “Ser”  (Fechado)   Ministério  2   Ministério  3   NPM  Fechado   Ministério  n   Estágios  de  maturidade   para  o  e-­‐Government   Andersen  e  Henriksen  (2006)   Layne  e  Lee  (2001)   Que  estratégia?   Que  liderança?   Empresarialismo   Audiências   x x x x   Dep.  A   Tempo   Custo   Qualidade   Dep.  B   Dep.  C   Life  Events   Norma=vidade  do  “Dever  ser”  (Shared)   Ministério  1   x x x x   x x x x   x x x x   x x x x   Dep.  n   x x x x   Co-­‐produção  de  valor   John  Alford  (2009)   Fechado  “Consultocracia”  Denis  Saint  Mar=n  (2000;  2007)   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  20. 20. Estruturas  e  Processos   Estruturas In Um  p apel   dual   Out Processos Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  21. 21. Fatores  críIcos  de  sucesso  para  o   e-­‐Government  em  Portugal   1.  Visão  estratégica   ade   2.  Apoio  polí=co   abilid   oper onal nter I izaci rgan 3.  Orientação  ao  cidadão   o 4.  Visão  interdepartamental   5.  Liderança  operacional  ("champion")     Ques=onário  a:  80  peritos  do  setor  público  e  do  setor  privado   membros  do  Grupo  de  Reflexão  para  a  AP  (APDSI,  2013)     Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  22. 22. Silos  Ver=cais   Cheios  de  Poder  e  Vaidade   ra  a   ont sto  c ónica   nife Ma Eletr cia   00)   ocra gal  (20 Bur Vidi Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  23. 23. Silos  Horizontais   Cheios  de  “gordura”  e  desperdício   ra  a   ont sto  c ónica   nife Ma Eletr cia   00)   ocra gal  (20 Bur Vidi Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  24. 24. Par=lhar  dados  e  serviços   “Government  by  Network”   Recursos  e  serviços  comuns  (SOA)   Território Pessoas Empresas ce   k  On   As any se  M U Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   Veículos
  25. 25. Burocracia   DeburocraIzação   reduzindo  as  garanIas  democráIcas   Zona  de   Risco   GaranIas   democráIcas   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  26. 26. Aceleração   eletrónica   DeburocraIzação   acelerando  serviços   Recuperar   •  Accountability   •  Coordenação   •  Transparência   •  Equidade   •  Imparcialidade   Com   •  Menos  Tempo   •  Menos  Custo   •  Mais  Qualidade    da   avor o  a  f fest nica   ani letró M cia  E 005)   rocraidigal  (2 Bu V GaranIas   democráIcas   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  27. 27. Administração  Pública   sem  cer=dões  nem  arbitrariedades   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  28. 28. ParIlha  da  Informação   Grau  de   parIlha  da   informação   Qualidade  do  Serviço   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  29. 29. Acabar  com  cer=ficados  e  comprovantes!   Ask once Use many Pessoas   Prove-­‐me  quem  é  você   Prove-­‐me  que  não  é  um   criminoso   Prove-­‐me  que  não  me   deve  nada   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   Empresas   Território   Veículos   Cer7ficados  e   comprovantes   são  web  services   a  bases  de   dados  
  30. 30. Remover  as  arbitrariedades   A  verdadeira   lei  é  o   algorítmo   Recuperar   •  Accountability   •  Coordenação   •  Transparência   •  Equidade   •  Imparcialidade   New  Weberian   e  post  NPM     Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  31. 31. Remover  as  arbitrariedades   “Licenciamento  Zero”     Da incerteza do Mais ou Menos Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   à  certeza  do  Sim  ou  Não  
  32. 32. Tempo Alargar  o  tempo  e  o  espaço  o  mais  cedo  possível   Espaço Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  33. 33. Estratégia  e  liderança  para  um  novo  modelo   Balancear  o  poder  e  a  evidência  dos  protagonistas   Serviç credib o  e   ilidad e  a   par=r  do  to po   Estrelas   solitárias   e   Galáxia   Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal  
  34. 34. Onde  estão  as  poupanças?    ou   ução?   ma Sol oble Pr Incomes   Inputs   Eficiência   Outputs   Outcomes   Eficácia   Redusir   Demasiado   558  M€  /  ano   em  TIC   Pouco   Value  for  money  
  35. 35. Cost  or  Investment?   Investment Cost Redundancies Disintegration Incoherencies Incompatibilities Conflicts of Power Waste … Gestão  da  informação  e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   Interoperability Sharing Reutilization Transparency Speed Rigour …
  36. 36. Apagão!   Imaginem acabar com as TIC na Administração Pública Quanto  vai  custar?   Gestão  da  Luis  Vidigal   e  conhecimento  na  AP  -­‐  Luís  Vidigal   EGPA  2013  –   informação  

×