Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O que é delirium em idosos?

78 views

Published on

Arquivo de vídeo aula de Dr. Hewdy Lobo Ribeiro sobre o que é delirium em idosos.

Published in: Healthcare
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

O que é delirium em idosos?

  1. 1. O que é delirium em idosos? Hewdy Lobo Ribeiro Médico Psiquiatra e Psicoterapeuta ABP/AMB CREMESP 114681 Diretor Vida Mental Coordenador Pós-Graduação VM/UNIP
  2. 2. Critérios Diagnósticos • De acordo com o DSM-5 (APA, 2014) A. Perturbação da atenção (i.e., capacidade reduzida para direcionar, focalizar, manter e mudar atenção) e da consciência (menor orientação para o ambiente). B. A perturbação se desenvolve em um período breve de tempo (normalmente de horas a poucos dias), representa uma mudança da atenção e da consciência basais e tende a oscilar quanto a gravidade ao longo de um dia. C. Perturbação adicional na cognição (p.ex. déficit de memória, desorientação, linguagem, capacidade visuoespacial ou percepção).
  3. 3. Critérios Diagnósticos D. As perturbações dos critérios A e C não são mais bem explicadas por outro transtorno neurocognitivo preexistente, estabelecido ou em desenvolvimento e não ocorrem no contexto de nível gravemente diminuído de estimulação, como no coma. E. Há evidências a partir da história, do exame físico ou de achados laboratoriais de que a perturbação é uma consequência fisiológica direta de outra condição médica, intoxicação ou abstinência de substâncias (i.e., devido a uma droga de abuso ou medicamento), de exposição a uma toxina ou de que ela se deva a múltiplas etiologias.
  4. 4. Características • É o distúrbio psiquiátrico mais comum em pacientes idosos hospitalizados • Em geral é secundário a doença física grave, intoxicação medicamentosa e abstinência de psicoativos • 70% dos pacientes idosos não são diagnosticados adequadamente com delirium na admissão hospitalar (confundido com depressão, demência ou psicose) (Meira, 2002) • A prevalência de delirium quando as pessoas são admitidas em hospitais varia de 14 a 24%, acometendo 15 a 53% entre idosos no pós-operatório, e em 70 a 87% daqueles em unidades intensivas (APA, 2014) • O quadro de delirium pode ser manejado medicamentosamente, e o haloperidol é o mais estudado, frequentemente usado, e a primeira escolha (Markowitz, 2008, Povinelli, 2008)
  5. 5. Contatos Hewdy Lobo lobo@vidamental.com.br (11) 9 9622-8835 Pós-Graduação Vida Mental cursos@vidamental.com.br (11) 99901-6189 Universidade Paulista-UNIP (11) 2166-1066 / 0800-010-9000

×