Jornalismo de revista capas 1

1,347 views

Published on

Jornalismo de revista - estilo magazine - modelo

Published in: Education
3 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Agradeço sua participação Fabio Poletto.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Agradeço Fábio. São registros usados com os alunos na UFRN. Abraço, Emanoel Barreto
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Muito obrigado por compartilhar essa sequência de slides, professor. Brilhante, esclarecedor. Parabéns pela iniciativa, muito útil, mesmo!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
1,347
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
242
Actions
Shares
0
Downloads
60
Comments
3
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Jornalismo de revista capas 1

  1. 1. Prof. Dr. Emanoel Barreto e.barreto@ufrnet.br @VelhoBarreto Monitora: Silvia CorreiaESTILO MAGAZINE – Conceito | CAPAS
  2. 2. JORNALISMO DE REVISTAO que diferencia uma revista dos outros meios?  ESPECIALIZAÇÃO  FORMATO  PERIODICIDADE MISSÃO DAS REVISTAS: “Destinar-se a REVISTAS públicos específicos e aprofundar os assuntos – mais que jornais, menos que os livros”. (SCALZO, 2006, p. 19)
  3. 3. JORNALISMO DE REVISTAESTILO MAGAZINERevistas preenchem os vazios informativos da cobertura de jornais, rádio etelevisão;Analisam o fato (jornalismo interpretativo);Apresentam o texto com estilo e criatividade (jornalismo literário);Jornalismo de maior profundidade, mais interpretativo e documental;São visualmente mais sofisticadas (tempo de produção, apuração e redação); Nova Era das Revistas  Introdução de novas técnicas conduz a uma maior profissionalização;  Muitas ilustrações, fotografias, diagramação mais leve e agradável;
  4. 4. JORNALISMO DE REVISTATipos de leitores de revista: Gostam muito: compram não importa o que está na capa; Interessados: só deixam de comprar se a revista não possuir nada que os atraiam; Moderadamente interessados: compram metade das edições de um ano; Marginais: compram um ou duas edições por ano, quando são atraídos por um assunto de interesse ou apenas por terem sido atraídos por uma boa capa em uma banca qualquer.  Este grupo é o que geralmente garante o lucro da edição;  Criar uma capa que os atraia é um dos maiores desafios.
  5. 5. JORNALISMO DE REVISTACAPA - Maior recurso de venda É a apresentação de uma publicação impressa; Nela deve estar explícita a linha editorial do veículo e qual o assunto principal da edição; Síntese irresistível de uma edição; Anúncio importante que, quando competente, faz o leitor comprar o exemplar da revista; É ela quem faz o assinante abri-la no meio da correspondência e desperta o interesse de novos anunciantes;  Tem papel importante no lucro da publicação, pois boa parte da compra de revistas ocorre por impulso; impulso  Uma capa tem a função de “vender” a edição para seu leitor. Na maioria das vezes, é ela quem determina se o exemplar será aberto imediatamente, mais tarde ou nunca.
  6. 6. JORNALISMO DE REVISTACAPA - Maior recurso de venda Não existe uma fórmula exata ou regra para se produzir uma boa capa, mas deve-se ter em mente que:  Notícias quentes e exclusivas não existem para todas as capas;  O mercado encontra-se acirrado e competitivo portanto, cada publicação deve deixar sua marca;  A capa deve ser pautada, com igual importância, pela foto ou imagem;  Uma boa imagem será sempre importante: é ela o primeiro elemento que prenderá a atenção do leitor;  Por melhor que seja a imagem escolhida, o fundo não pode atrapalhar a legibilidade das chamadas.  Foto/figura no sentido vertical: SEMPRE.
  7. 7. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - ELEMENTOS LEGENDA: LOGO CHAMADA PRINCIPAL CHAMADAS SECUNDÁRIAS DESTAQUE
  8. 8. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA
  9. 9. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA FORMATO:  A escolha do formato ideal é um dos fatores mais fortes de uma capa;  Juntamente do logotipo, compõe a base da identidade da revista, dá sentido de continuidade edição após edição;  Ao longo do tempo, torna-se tão familiar que o leitor reconhece a revista mesmo sem ver o logotipo;  Mudanças no formato devem ser realizadas com cuidado e só depois de ter público leitor estabelecido;  Mudar só pela mudança pode irritar o leitor habitual. RECONHECIMENTO DO FORMATO - Logotipo - Imagem - Design - Planejamento
  10. 10. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA MARCAS INCONFUNDÍVEIS Símbolo f amoso: desde a pr imeir a edição, o coelhinho f az par t e da capa da Pl oy e aj udou a cr iar a ident idade da ayb r evist a. Logo no início, er a f r equent e “esconder ” o símbolo em
  11. 11. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA MARCAS INCONFUNDÍVEIS Moldura amarela: Exemplo de ident if icação edit or ial que
  12. 12. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA MARCAS INCONFUNDÍVEIS Ilustrações que são obra de arte: Desde 1925 Th N Y kert em e ew or capas cr iadas por gr andes ilust r ador es, com imagens bem- humor adas que t ocam a essência da cidade e seus habit ant es.
  13. 13. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA MARCAS INCONFUNDÍVEIS Sacadas brilhantes: A pr incipal mar ca das capas da e conomisté a compet ência par a Th E analisar os acont eciment os da semana e t ir ar conclusões per spicazes e agudas. As imagens são apr esent adas de f or ma bem-humor ada. -A capa ao lado r epr esent a a união de duas empr esas. Essa edição ger ou muit a polêmica, pois muit os achar am a capa ousada demais par a uma
  14. 14. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA MARCAS INCONFUNDÍVEIS Fotos inesquecíveis: A ident idade da V Fair desde seu anity , lançament o em 1983, est á dir et ament e r elacionada com as excepcionais f ot os de celebr idades f eit as, pr incipalment e,
  15. 15. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA FOTOGRAFIA X ILUSTRAÇÃO FOTOGR AFIA: Um r ost o com o olhar f ixo no leit or é magnet izant e e poder oso. Por isso, é t ão ut ilizado nas capas. Roling Stone t em a t r adição de apr esent ar r et r at os or iginais de l ar t ist as; Peopl ut iliza vár ias imagens, dest acando-se uma das e
  16. 16. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA FOTOGRAFIA X ILUSTRAÇÃO ILUSTR AÇÃO: Capas cr iat ivas e de impact o visual podem ser f eit as com f ot oilust r ação, mont agee ou j ust aposição de imagens, como essas da V eja e É poca. Out r a t écnica de
  17. 17. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA CAPAS HISTÓRICAS - VEJA
  18. 18. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA CAPAS DE IMPACTO – UMA SÓ COR IMP ACTO: Uma capa limpa com uma única imagem em uma só cor / t onalidade pr edominant e t em dest aque gar ant ido na banca, em cont r ast e com out r as capas cheias
  19. 19. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA REVISTAS POTIGUARES
  20. 20. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - CHAMADAS Quantas chamadas devem compor uma capa?  LEVAR EM CONTA:  Posição da revista na banca;  Legibilidade;  Matérias com apelo de venda;  Dedicar tempo ao texto das chamadas  Chamadas claras e objetivas;  Chamada principal + imagem da capa: devem se complementar, passando mensagem coesa e coerente;O QUE FUNCIONA NAS CHAMADAS:- Palavras da moda atraem os leitores;- Trocadilhos, normalmente, não funcionam;- Positividade vende mais: optar por soluções ao invés de problemas;- Sutileza e ironia não vendem.
  21. 21. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - LOGOTIPO TÍTULO LOGOTIPO  É a expressão mais forte do conceito, da  Deve ser: proeminente, descritivo e legível; identidade e do posicionamento da revista;  Na maioria das revistas se mantém igual em todas as edições; Não há regras para sua criação;  Há casos em que se muda de cor ou de posição ou é em parte coberto pela imagem Algumas vezes é a primeira coisa que surge no da capa; nascimento de uma revista, em outros casos pode  Depois de certo tempo, a logo torna-se um ser o último item a ser definido; selo de identificação; Não existe maneira eficaz de medir sua influência no sucesso da revista;  Curiosidade: várias revistas têm seu logo do lado esquerdo para serem facilmente Diz logo a que vem a revista; visualizados na arrumação da banca; Curiosidade: um bom designer pode criar um  A cor deve ter suficiente contraste para se bom logo tanta para um título curto como para destacar, mesmo quando visto a uma certa um longo. Porém, o longo com certeza é mais distância; difícil;  A mudança da logo deve ser feita aos Como existem diversas revistas de mesmo poucos para atualização e reforço de sua assunto, um título diferente ajuda ao leitor a não identidade; confundir uma revista com sua concorrente.  Mudança abrupta e radical deve ser evitada ao máximo.
  22. 22. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - LOGOTIPO SERIFADAS – TRADIÇÃO E ELEGÂNCIA
  23. 23. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - LOGOTIPO SEM SERIFAS – MODERNIDADE E CLAREZA
  24. 24. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - LOGOTIPO BOX E FAIXAS – GARANTIA DE VISIBILIDADE
  25. 25. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - LOGOTIPO MANIPULADAS E DESENHADAS – UMA LOGO ÚNICA
  26. 26. RECURSOS PARA UMA BOA CAPA - LOGOTIPO DESIGN DIFERENTE - BRINCAR COM A LOGO

×