Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
Modalização do discurso
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

1

Share

Download to read offline

ModalizaçãO Nos GêNeros

Download to read offline

A modalização nos gêneros textuais icônico-verbais - PPt sobre o texto de Audria Leal e Rosalice Pinto - aula de Argumentação e Gêneros textuais

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

ModalizaçãO Nos GêNeros

  1. 1. A modalização nos gêneros textuais icônico-verbais Audria Leal e Rosalice Pinto Seminário Argumentação e Gêneros Textuais Unisinos - Abril de 2008 Vanessa Dagostim
  2. 2. <ul><li>Gêneros textuais podem ser analisados a partir de textos empíricos que correspondem a unidades comunicacionais globais que interpretam a atividade de linguagem em que se inserem; </li></ul><ul><li>Todo texto adota e adapta modelos de texto/gênero já existentes; </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Bronckart: as modalizações, que fazem parte dos enunciativos integrantes da arquitetura textual, são coibidas por ordem genérica; </li></ul><ul><li>Pretende-se, neste artigo, demonstrar a correlação entre a seleção ou não de um tipo de modalidade lingüística/marcador de ponto de vista e as coerções contextuais presentes em um gênero icônico-verbal. </li></ul>
  4. 4. Perguntas <ul><li>Como encontrar caminhos para análise dos mecanismos enunciativos em gêneros plurisemióticos? </li></ul><ul><li>Como lidar com a complexidade de instâncias de produção em gêneros que poderiam ser considerados não-autorais? </li></ul><ul><li>Como classificar valores modais implícitos? </li></ul>
  5. 5. Metodologia <ul><li>Análise de um cartoon de Luís Afonso, de 24 de janeiro de 2006; </li></ul><ul><li>Análise de um outdoor político do Partido Nacional Renovador (PNR) de março e 2007; </li></ul>
  6. 6. Fundamentação teórica <ul><li>Arquitetura textual (folhado textual): organização interna dos textos </li></ul><ul><li>Possui 3 níveis hierárquicos </li></ul><ul><li>Nível mais superficial: </li></ul><ul><ul><li>Mecanismos enunciativos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Voz supra-ordenada (rege as vozes do texto; expositor, narrador); </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vozes infra-ordenadas (autor, personagens, instâncias sociais. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Modalizações: traduzem comentários acerca de elementos de conteúdo temático. </li></ul></ul></ul>
  7. 7. ISD <ul><li>4 funções da Modalização : </li></ul><ul><ul><li>Lógica : avaliação do conteúdo temático a partir do mundo objetivo ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Deôntica : avaliação do conteúdo temático a partir do mundo social ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Apreciativa : avaliação do conteúdo temático a partir do mundo subjetivo ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Pragmática : responsabilidade de uma entidade constitutiva do cont. temático (personagem, grupo, instituição) que atua como agente. </li></ul></ul>
  8. 8. ISD <ul><li>O ISD relacionou o estudo das modalizações aos gêneros textuais; </li></ul><ul><li>Bronckart (1999: 334) – p. 2; </li></ul><ul><li>Os textos a serem analisados mesclam unidades plurissemióticas (verbais e não-verbais); </li></ul><ul><li>Consideraremos que poderão existir marcadores de ponto de vista não-verbais; </li></ul><ul><li>Diferente da ISD, provaremos que qualquer asserção, mesmo não instanciada por um marcador lingüístico, pode vir a apresentar implicitamente uma modalização . </li></ul><ul><li>Mesmo gêneros mais instituídos podem apresentar certo grau de modalização; </li></ul><ul><li>As modalizações e os marcadores de pontos de vista podem ser oriundos de qualquer voz enunciativa . </li></ul>
  9. 9. Análise 1 - cartoon <ul><li>Mendonça (2002): </li></ul><ul><ul><li>Atividade comunicativa que tem por objetivo expressar idéias e opiniões sejam elas políticas, religiosas, esportivas ou mesmo sociais através de uma imagem ou seqüência de imagens. </li></ul></ul>
  10. 10. Análise 1 - cartoon <ul><li>Gênero icônico ou icônico-verbal, devido a presença da imagem; </li></ul><ul><li>Texto e desenho desempenham papel fundamental (muitas vezes há somente o desenho); </li></ul><ul><li>Ação comunicativa condicionada pelo contexto sociocultural; </li></ul><ul><li>p.4 – Bartoon (Jornal Público, 24/01/06) </li></ul>
  11. 11. Cartoon <ul><li>O cartoon traz o mundo real ao texto: </li></ul><ul><ul><li>Os diálogos nos dão acesso ao momento da produção em cena; </li></ul></ul><ul><ul><li>A imagem nos dá acesso à situação de produção física e social. </li></ul></ul>
  12. 12. Bartoon <ul><li>Conteúdo temático: </li></ul><ul><ul><li>cenário: bar, garçom, visitante lendo um jornal; </li></ul></ul><ul><ul><li>Cartoon diário publicado em um jornal; </li></ul></ul><ul><ul><li>Época de eleição presidencial. </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>Modalidade: conhecimento que o enunciador tem sobre um acontecimento. </li></ul><ul><li>Valor modal : atitude e opinião do sujeito enunciador sobre o acontecimento, e se realiza através de diversas unidades, lingüísticas ou não. </li></ul><ul><li>Bronckart (1999): a modalidade apreciativa marca-se pela presença de uma ou mais avaliações sobre alguns aspectos do conteúdo temático. </li></ul>
  14. 14. Marcas de modalização no cartoon analisado : <ul><li>1º balão: “considera”, “ter sido”, “essencial”; </li></ul><ul><li>Vozes: </li></ul><ul><ul><ul><li>Gênero autoral – presença do nome e assinatura do autor; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vozes: garçom, visitante e mídia (jornal) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Jornal – a responsabilidade enunciativa é dada ao jornal. </li></ul></ul></ul><ul><li>Aspas no 3º balão: “outro partido” – para Maingueneau (2002): a colocação das aspas é considerada uma marca de modalização autonímica , sendo uma das mais freqüentes e mais discretas, deixando o elemento do texto sobre o qual incide vazio de significado. </li></ul>
  15. 15. Análise 2 – Outdoor partidário <ul><li>Contexto de produção: </li></ul><ul><ul><li>o país votava na época a Lei de Imigração; </li></ul></ul><ul><ul><li>Campanha polêmica contra os imigrantes no país; </li></ul></ul>
  16. 16. Vozes <ul><li>Supra-ordenadas: PNR e marketeiro; </li></ul><ul><li>Infra-ordenadas: </li></ul><ul><ul><li>a) diretor de arte responsável pela escolha da foto, que está em sintonia com o enunciado “Basta de Imigração”, pode ser considerada marca de ponto de vista; </li></ul></ul><ul><ul><li>b) redator (junto ou não a do candidato) </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Modalizações deônticas – “Basta de Imigração” e “Façam boa viagem”; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Modalizações lógicas – “Nacionalismo é a solução” </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>c) voz social (partido de extrema direita) – “Portugal para os portugueses”. </li></ul></ul>
  • JosRicardoCarvalho1

    Aug. 4, 2013

A modalização nos gêneros textuais icônico-verbais - PPt sobre o texto de Audria Leal e Rosalice Pinto - aula de Argumentação e Gêneros textuais

Views

Total views

16,823

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

56

Actions

Downloads

227

Shares

0

Comments

0

Likes

1

×