Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Pesquisa qualitativa

91,036 views

Published on

  • Be the first to comment

Pesquisa qualitativa

  1. 1. Pesquisa Qualitativa Enf. a Vanessa Cristina Mauricio Mestranda UERJ/FENF; Especialista em Clinica Médica-Cirúrgica e Terapia Intensiva Adulto; Enfermeira do HGG e do INTO(MS).
  2. 2. Pesquisa Qualitativa <ul><li>Definição </li></ul><ul><li>Emerge de uma interação intensa com pessoas, fatos e locais que constituem objetos de pesquisa; </li></ul><ul><li>Extraem significados visíveis e invisíveis , que somente são perceptíveis a uma atenção sensível ; </li></ul><ul><li>Apresenta um amplo foco de interesse no qual são obtidos dados descritivos mediante o contato direto e interativo do pesquisador com a situação objeto do estudo </li></ul><ul><li>Frequentemente o pesquisador procura entender os fenômenos de acordo com as perspectivas dos participantes da situação encontrada. </li></ul>
  3. 3. Pesquisa Qualitativa <ul><li>Logo, a Pesquisa Qualitativa: </li></ul><ul><li>Estuda o que não pode ser quantificado; </li></ul><ul><li>Investiga os fenômenos humanos; </li></ul><ul><li>Investiga o mundo dos Significados; </li></ul><ul><li>Emoções e Sentimentos; </li></ul><ul><li>Interações Sociais; </li></ul><ul><li>Expressa os fenômenos do mundo social; </li></ul><ul><li>Interpreta fatos que ocorrem no cotidiano das pessoas; </li></ul><ul><li>Dotado de Simbolismo. </li></ul>
  4. 4. Pesquisa Qualitativa Histórico <ul><li>Constitui-se em 5 grandes marcos: </li></ul><ul><li>Primeiro Marco: </li></ul><ul><li>Surge com o romantismo e idealismo no final do século XIX, reivindicando uma metodologia autônoma para as “ciências do mundo da vida”; </li></ul><ul><li>Foram muito utilizadas nas pesquisas sobre o trabalho dos operariados demonstrando as precárias condições laborais, mostrando sua vida dramática; </li></ul><ul><li>Utilizado para estudar as diversidades sociais e culturais. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Segundo Marco: </li></ul><ul><li>Primeira Metade do Sec. XX tem-se a antropologia estudando como vivem os grupos humanos; </li></ul><ul><li>Investigação de fatos humanos e sociais; </li></ul><ul><li>Costumes; Práticas Sociais; </li></ul><ul><li>Profissionalização da Pesquisa: Criação da Etnografia- Malinowski(1976). </li></ul><ul><li>Terceiro Marco: </li></ul><ul><li>Pós 2ª Guerra até 1970: é a fase áurea e de consolidação de pesquisa qualitativa; </li></ul><ul><li>São reelaborados criterios de objetividade, validade e fidedignidade. </li></ul><ul><li>Criação de Novas Escolas Teóricas. </li></ul>Pesquisa Qualitativa Histórico
  6. 6. <ul><li>Quarto Marco: </li></ul><ul><li>Década 70/80: ampliação de investimentos e recursos para as pesquisas; </li></ul><ul><li>ampliação das equipes de pesquisadores; </li></ul><ul><li>Surgimento de novas orientações e paradigmas. </li></ul><ul><li>Surgem novos temas de pesquisa: gênero, classe, etnias, culturas, feminismo, terceiro mundo, ética, multidões excluídas. </li></ul><ul><li>As pesquisas tendem a estudos de populações delimitadas, locais, realizadas com os sujeitos no próprio ambiente em que vivem, suas relações interpessoais e sociais que são permeadas de significados e que constroem a realidade; </li></ul><ul><li>Fusão transdisciplinar das áreas das ciências humanas e sociais, buscando ampliar e legitimar os temas estudados. </li></ul>Pesquisa Qualitativa Histórico
  7. 7. <ul><li>Quinto Marco: </li></ul><ul><li>Década de 90 em diante: intensificação do capitalismo, neoliberalismo, inovações tecnológicas, aumento das desigualdades; </li></ul><ul><li>Logo, o autor passar a ter uma posição social nas pesquisas, a onipotência descritiva nos textos, embasamento em uma teoria, e uma posição no contexto político, sem perder a objetividade; </li></ul><ul><li>As pesquisas adequam-se aos temas atuais e são amplamente utilizadas. </li></ul>Pesquisa Qualitativa Histórico
  8. 8. <ul><li>Características </li></ul><ul><li>Flexibilidade; </li></ul><ul><li>Mistura de Várias Estratégias de Coletas de Dados; </li></ul><ul><li>Holístico; </li></ul><ul><li>Envolvimento do Pesquisador; </li></ul><ul><li>O ambiente natural como fonte direta de dados; </li></ul><ul><li>Caráter Descritivo; </li></ul><ul><li>Exigência de uma análise contínua dos dados; </li></ul><ul><li>O significado que as pessoas dão às coisas e à sua vida como preocupação do investigador; </li></ul><ul><li>Enfoque indutivo; </li></ul><ul><li>O pesquisador deve ter um planejamento antecipado para nortear seu estudo; </li></ul>Pesquisa Qualitativa
  9. 9. <ul><li>Características </li></ul><ul><li>Este tipo de pesquisa não possui uma forma exata porém, progride através de três grandes etapas quando o pesquisador está no campo: </li></ul><ul><li>a) Orientação e visão geral: nesta etapa o pesquisador se preocupa em identificar os aspectos mais importantes do estudo de interesse; </li></ul><ul><li>b) Exploração concentrada que consiste na exploração profunda dos fenômenos; </li></ul><ul><li>c) Confirmação e encerramento são esforços dos pesquisadores para estabelecer confiabilidade dos dados do estudo. </li></ul>Pesquisa Qualitativa
  10. 10. <ul><li>Tipos de Pesquisas Qualitativas </li></ul><ul><li>Existem controvérsias para suas determinações; </li></ul><ul><li>Existem pelo menos 5 possibilidades: </li></ul><ul><li>1) Pesquisa Documental- exame de materiais, permite o estudo de pessoas as quais não temos acesso físico. </li></ul><ul><li>2) Estudo de Caso- é a análise profunda de uma unidade de estudo(de uma situação em particular). </li></ul><ul><li>3) Etnografia- longo período de estudo, onde o pesquisador fixa-se a um determinado local observando o comportamento dos indivíduos, tem o contato direto e participa das atividades. O que importa são os sentidos dos dados coletados. </li></ul>Pesquisa Qualitativa
  11. 11. Tipos de Pesquisas Qualitativas 4) Fenomenologia- A fenomenologia é uma maneira de pensar sobre as experiências de vida dos indivíduos e acredita na existência de uma essência que permeiam as questões 5)Teoria Fundamentada em Dados- sistemático que enfoca a maneira pela qual as pessoas dão sentido as interações sociais e as interpretações que atribuem os símbolos sociais gerando dados abrangentes dos fenômenos baseado na realidade. Pesquisa Qualitativa
  12. 12. QUANDO USAR PESQUISA QUALITATIVA? O QUE DEFINIRÁ O TIPO DE PESQUISA A SER UTILIZADO NO ESTUDO?
  13. 13. Procedimentos da Pesquisa Qualitativa <ul><li>Definição do Problema; </li></ul><ul><li>Formulação das Questões Norteadoras, objetivos; </li></ul><ul><li>Referencial Teórico; </li></ul><ul><li>Coleta de Dados; </li></ul><ul><li>Análise dos Dados; </li></ul><ul><li>Relatório Final </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Coleta de Dados </li></ul><ul><li>Entrevista; </li></ul><ul><li>Observação; </li></ul><ul><li>História de Vida; </li></ul><ul><li>Testemunho; </li></ul><ul><li>Questionário; </li></ul><ul><li>Formulário; </li></ul><ul><li>Pesquisa Documental. </li></ul>Pesquisa Qualitativa
  15. 15. <ul><li>Existem Inúmeras Formal de Analisar os dados Qualitativos </li></ul><ul><li>Análise de Conteúdo; </li></ul><ul><li>Grounded Theory </li></ul><ul><li>Indução analítica </li></ul><ul><li>Análise Lógica </li></ul><ul><li>Quase-estatísticas </li></ul><ul><li>Hermenêutica </li></ul><ul><li>Análise do Discurso </li></ul>Pesquisa Qualitativa Análise de Dados
  16. 16. Pesquisa Qualitativa <ul><li>Questões Importantes </li></ul><ul><li>Pesquisador Experiente; </li></ul><ul><li>Decodificar as Idéias; </li></ul><ul><li>Captar símbolos; </li></ul><ul><li>Manter objetividade; </li></ul><ul><li>Análise trabalhosa e individual; </li></ul><ul><li>Mais tempo; </li></ul><ul><li>Existem vieses na interpretação dos dados; </li></ul><ul><li>Confiabilidade e Validação dos Resultados: </li></ul><ul><li>1) Conferir credibilidade do material analisado; 2) zelar pela fidelidade no processo de transcrição; 3) considerar os elementos do texto e 4) assegurar a possibilidade de confirmar os dados pesquisados posteriormente. </li></ul>
  17. 17. Qual as Diferenças Entre Pesquisas Qualitativas e Quantitativas?
  18. 18. Exemplo de Pesquisa <ul><li>Tema: S uspensões cirúrgicas em um Centro Cirúrgico de um Hospital Universitário </li></ul><ul><li>2) Problema de Pesquisa: quais são as determinantes para as suspensões cirúrgicas eletivas em um centro cirúrgico de um hospital universitário do Rio de Janeiro? </li></ul><ul><li>3) Objetivos: identificar o quantitativo de cirurgias eletivas suspensas num recorte temporal de nove meses; descrever as determinantes para tais suspensões cirúrgicas; e analisar as determinantes. </li></ul>
  19. 19. Exemplo de Pesquisa <ul><li>Tema: O cliente Estomizado e o Trabalho. </li></ul><ul><li>2) Problemas de Pesquisa: 1) O cliente estomizado quer retornar ao trabalho? 2) Quais as facilidades e dificuldades do estomizado me voltar ao trabalho? </li></ul><ul><li>3) Objetivos: - Identificar as facilidades e dificuldades dos clientes estomizados para inserção ou reinserção no mercado de trabalho. </li></ul><ul><li>- Analisar as dificuldades e facilidades dos clientes estomizados para inserção ou reinserção no mercado de trabalho. </li></ul><ul><li>- Discutir as possibilidades de inserção ou reinserção do estomizado no mundo do trabalho. </li></ul>
  20. 20. Bibliografia <ul><li>MARCUS,M.T;LIEHR,P.R.Abordagens da Pesquisa Qualitativa. In: LOBIONDO-WOOD,G.;HARBER,J. Pesquisa em Enfermagem: métodos, avaliação crítica e utilização . 4 ed.; Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001, p. 122-139. </li></ul><ul><li>POLIT, D.F.; BECK,C.T.; HUNGLER, B.P. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem- Métodos, avaliação e utilização . 5 ed.; Porto Alegre: Artmed, 2004. 487p </li></ul><ul><li>NEVES, J.L. Pesquisa Qualitativa- Características, usos e possibilidades. Disponivel em: http://www.ead.fea.usp.br/cad-pesq/arquivos/c03-art06.pdf </li></ul><ul><li>Chizzotti, A. A pesquisa qualitativa em Ciencias humanas e Sociais. Revista Portuguesa de Educação, año/vol. 16, número002 Universidade do Minho Braga, Portugal pp. 221-23 </li></ul><ul><li>TURATO, Egberto Ribeiro. Métodos qualitativos e quantitativos na área da saúde: definições, diferenças e seus objetos de pesquisa. Rev. Saúde Pública ,  São Paulo,  v. 39,  n. 3, June  2005 </li></ul>
  21. 21. OBRIGADA!!!!

×