Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Terceirização

3,125 views

Published on

Um breve resumo sobre terceirização

Published in: Marketing
  • Be the first to comment

Terceirização

  1. 1. TERCEIRIZAÇÃO
  2. 2. PRELIMINAR Terceirizar, em verdade, é uma tecnologia conhecida, embora com outros rótolos ou sem rótolo algum, e empregada em empresas desde a revolução industrial.
  3. 3. A TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL A terceirização é uma das formas de contratação flexível que mais avançou no Brasil a partir dos anos 1990, sendo, hoje, prática corrente em quase todos os segmentos econômicos das esferas pública e privada. Podendo expressar tanto um fenômeno interno quanto externo ao contrato de trabalho, vem sendo adotada como estratégia utilizada pelas empresas para reduzir custos, partilhar riscos e aumentar a flexibilidade organizacional . A partir de 1990, com a atuação de governos neoliberais no Brasil, houve maior pressão para flexibilização do mercado de trabalho, com reflexos nos regimes de contratação. Nesse contexto, ganhou maior dimensão o movimento de terceirização da mão de obra.
  4. 4. A TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL Quanto à terceirização, uma das dificuldades de conceituá-la reside nas distintas formas por meio das quais se vem apresentando no mundo do trabalho, bem como na multiplicidade de conceitos que lhes são atribuídos por autores de diversas áreas do conhecimento. Com contornos variados e, por vezes, de forma simulada, a terceirização pode ser reconhecida, dentre outras, segundo Krein:
  5. 5. A TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL * Através da contratação de redes de fornecedores com produção independente; * Através da contratação de empresas especializadas de prestação de serviços de apoio; * Por meio da alocação de trabalho temporário através de agências de emprego; * Nos trabalhos a domicílio; pela via das cooperativas de trabalho;
  6. 6. CONCEITO Terceirizar significa passar adiante (para terceiros e pagando) a responsabilidade pela execução de determinada atividade ou de conjunto de atividades. No meio empresarial, a aplicabilidade do conceito é extensa, uma vez que empresas entenderam que outras empresas especializadas na prestação de determinados serviços poderiam assumir o controle por tarefas não essenciais ao próprio negócio.
  7. 7. TIPOS • Funções da área tecnológica.
  8. 8. TIPOS • Funções da área administrativa.
  9. 9. CARACTERISTICAS * Processo de interferência externa: Terceirizar é buscar, em empresas especializadas externas, as soluções para os problemas de gestão organizacional.
  10. 10. CARACTERISTICAS * Funções de apoio: a terceirização, age apenas sobre as denominadas funções de apoio da empresa, isto é, sobre funções que não influenciam diretamente o negócio central da empresa.
  11. 11. CARACTERISTICAS * Continuidade: as funções passadas à responsabilidade de outras empresas não deixa de existir na empresa contratante, elas somente deixam de estar sobre sua execução e responsabilidade direta.
  12. 12. CARACTERISTICAS * Supervisão: como dito, não implica o abandono completo de atividades de apoio pela empresa contratante. Ela continua supervisionar a execução do serviço.
  13. 13. CARACTERISTICAS *Qualidade: terceirizar não é deixar de lado as funções de apoio por completo. Tais funções, se não forem corretamente administradas, podem vir a influenciar negativamente no andamento e outras funções mais importantes.
  14. 14. O QUE NÃO É TERCEIRIZAÇÃO * Usá-la como desculpa para desobrigar a empresa de encargos sociais e legais ou reduzi-los; * Usá-la para reduzir benefícios concedidos às pessoa da organização; * Demissão; e * Redução salarial.
  15. 15. BENEFÍCIOS Segundo Queiroz (1992) as vantagens para as empresas são: *Desburocratização; * Alívio para estrutura organizacional;
  16. 16. BENEFÍCIOS * Maior eficácia organizacional; * Mais qualidade para serviços delegado e produto final da empresa;
  17. 17. BENEFÍCIOS * Mais flexibilidade para empresa a empresa enfrentar adversidades ambientais; * Mais agilidade decisória e administrativa;
  18. 18. BENEFÍCIOS * Simplificação na produção; * Economia (redução) de recursos humanos, materiais, instrumental, equipamentos, financeiros; * Incremento da produção, baseado no momento que a empresa pode dedicar-se às suas atividades principais.
  19. 19. FATORES INIBIDORES Segundo Queiroz (1992) . * Falta de critérios adequados para avaliação: fruto de falta de planejamento do processo, análises errôneas na fase de planejamento gera inviabilidade da tecnologia; * Custo das demissões: em muitos casos, recorre à terceirização com fins apenas de redução com empregados cria justamente o efeito oposto, ou seja a empresa termina por arcar com custos mais altos.
  20. 20. FATORES INIBIDORES Segundo Queiroz (1992) . *Insucesso de projetos de terceirização anteriores: que pode afastar as empresas de outsourcing; e * Entendimento de que a terceirização é mais um risco a ser administrado pela empresa.
  21. 21. REFERÊNCIAS BIOGRAFICAS QUEIROZ, Carlos Alberto Ramos. Manual de terceirização. São Paulo: STS, 1992 PAGNONCELLI, Dornizo. Terceirização e parceirização: estratégia para o sucesso empresarial. Rio de Janeiro: D Pagnoncelli, 1993
  22. 22. FIM QUEIROZ, Carlos Alberto Ramos. Manual de terceirização. São Paulo: STS, 1992 PAGNONCELLI, Dornizo. Terceirização e parceirização: estratégia para o sucesso empresarial. Rio de Janeiro: D Pagnoncelli, 1993

×