Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
NISE DA SILVEIRA
E A EMOÇÃO DE LIDAR
A revolução da psiquiatria tradicional
brasileira através da terapêutica
Valentina Me...
Nise da Silveira: Biografia
 Os anos iniciais
 As causas sociais
 A revolução da psiquiatria tradicional
A terapêutic...
 Os anos iniciais e a faculdade de medicina
 Nasce em fevereiro de 1905, em Maceió – AL
 Burlou regras para ingressar n...
Desde cedo, a preocupação com as causas sociais
Nise participa do Partido Comunista Brasileiro por pouco
tempo e ingress...
 A revolução na psiquiatria tradicional brasileira
 Ao ter contato com os métodos vigentes de
tratamento, revolta-se.
 ...
“Os médicos dão muito remédio e as enfermeiras para não terem trabalho só ficam gritando
vou dar choque vou dar amarra ser...
Desenho de Raphael,
antes do primeiro surto
esquizofrênico
Desenho de Raphael
enquanto estava
internado – imagens
múltiplas sobrepostas
Pintura de Raphael
durante o tratamento
- A reconstrução da
personalidade
“Ninguém mexe com fogo ou veneno sem ser atingido em algum ponto vulnerável;
assim, o verdadeiro médico não é aquele que f...
Jung: a produção de um
paciente como acesso à
sua psique
Psique com potencial
autocurativo: busca
compensar a situação
c...
 O estudo de séries de imagens:
acompanhando o desdobramento de
processos intrapsíquicos
Pinturas de EmygdioPinturas de E...
 As mandalas
 Tendência do inconsciente de
compensar o caos consciente
 Temas míticos universais
INTERNAÇÃO
“Ele entrava em surto
E o pai o levava de
carro para
a clínica
ali no Humaitá numa
tarde atravessada
de brisas ...
 “Impossível sair das malhas do hospital psiquiátrico”
 Casa das Palmeiras fundada em 23 de Dezembro de 1956
 Degrau in...
 Terapêutica ocupacional, animais e relações interpessoais
RaphaelRaphael
Pintura de EmygdioPintura de Emygdio
 A Oficina de Criatividade foi criada em 1990 inspirada na experiência
de Nise da Silveira
 Inicialmente, atendia apenas os moradores
Aos poucos, o trabalho passou a ser aplicado no
tratamento de pessoas internadas na área hospitalar, no
ambulatório, e em...
 Equipe multidisciplinar
 Parcerias com universidades e projetos de pesquisas
Giselle Sanches, psicóloga cooredanora da ...
 Realização de eventos e mostras
Sérgio Dório, artista plástico coordenador do ateliêSérgio Dório, artista plástico coord...
 Análise das manifestações expressivas
Obras do mesmo paciente em diferentes momentos do tratamento para esquizofreniaObr...
 Loja: fonte de renda para os pacientes
Os pacientes mantêm e cuidam da lojaOs pacientes mantêm e cuidam da loja
"A idéia é desmistificar a loucura,"A idéia é desmistificar a loucura,
proporcionar o convívio com asproporcionar o convív...
““Senhora das mentes e da paz”Senhora das mentes e da paz”
Paulo DelgadoPaulo Delgado
Nise da Silveira e a Emoção de Lidar
Nise da Silveira e a Emoção de Lidar
Nise da Silveira e a Emoção de Lidar
Nise da Silveira e a Emoção de Lidar
Nise da Silveira e a Emoção de Lidar
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Nise da Silveira e a Emoção de Lidar

552 views

Published on

A obra de Nise da Silveira tem uma reverberação tão grande entre os mais variados grupos sociais que o alcance de seu trabalho é inestimável. Seu vigor ético, aliado a uma incrível persistência, além de todo o seu embasamento teórico, contribuíram em muito para que fosse modificado o modo de tratar as pessoas em cuidado psiquiátrico no Brasil. A maneira de reavaliar a Terapia Ocupacional, o Museu de Imagens do Inconsciente e Casa das Palmeiras refletem a essência do esforço de Nise na verdadeira revolução em defesa da dignidade do paciente esquizofrênico e, sobretudo, da vida.

Published in: Health & Medicine
  • DOWNLOAD FULL BOOKS, INTO AVAILABLE FORMAT ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. doc Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... 1.DOWNLOAD FULL. doc Ebook here { https://tinyurl.com/y3nhqquc } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Nise da Silveira e a Emoção de Lidar

  1. 1. NISE DA SILVEIRA E A EMOÇÃO DE LIDAR A revolução da psiquiatria tradicional brasileira através da terapêutica Valentina Metsavaht Cará Leonardo Mazzochi Orientador: Prof Luis Gustavo Guilhermano 13 de Abril de 2016 – FAMED UCS
  2. 2. Nise da Silveira: Biografia  Os anos iniciais  As causas sociais  A revolução da psiquiatria tradicional A terapêutica ocupacional  Museu de Imagens do Inconsciente e a Casa das Palmeiras Reflexos regionais – A influência do trabalho de Nise da Silveira no Hospital Psiquiátrico São Pedro
  3. 3.  Os anos iniciais e a faculdade de medicina  Nasce em fevereiro de 1905, em Maceió – AL  Burlou regras para ingressar na faculdade aos 15 anos  Única mulher na turma de aproximadamente 150 alunos
  4. 4. Desde cedo, a preocupação com as causas sociais Nise participa do Partido Comunista Brasileiro por pouco tempo e ingressa na UFB (União Feminina do Brasil) A UFB vincula-se à ALN (Aliança Nacional Libertadora) e seus membros são perseguidos. O período do cárcere: 18 meses Seu grande envolvimento político no período da ditadura Vargas e suas experiências na prisão contribuíram para suas futuras concepções psiquiátricas.
  5. 5.  A revolução na psiquiatria tradicional brasileira  Ao ter contato com os métodos vigentes de tratamento, revolta-se.  Ateliês de pintura no lugar das tradicionais tarefas de limpeza  O contato com Jung  Busca do sentido das vivências dos pacientes  Disseminadora das ideias de Jung no Brasil
  6. 6. “Os médicos dão muito remédio e as enfermeiras para não terem trabalho só ficam gritando vou dar choque vou dar amarra ser louco é uma barra.” Beta, interna Uma porta de entrada ao mundo interno do psicótico A psiquiatria tradicional não oferece suporte para o entendimento dos acontecimentos intrapsíquicos As imagens produzidas pelos doentes ajudariam a traduzir conflitos internos, universos e vivências Pulsão configuradora de imagens mesmo quando a personalidade estava desagregada
  7. 7. Desenho de Raphael, antes do primeiro surto esquizofrênico
  8. 8. Desenho de Raphael enquanto estava internado – imagens múltiplas sobrepostas
  9. 9. Pintura de Raphael durante o tratamento - A reconstrução da personalidade
  10. 10. “Ninguém mexe com fogo ou veneno sem ser atingido em algum ponto vulnerável; assim, o verdadeiro médico não é aquele que fica ao lado, mas sim dentro”. C. G. Jung  Motivado pela compreensão do processo psicótico e pelo valor terapêutico da atividade, nasce em 20 de Maio de 1952
  11. 11. Jung: a produção de um paciente como acesso à sua psique Psique com potencial autocurativo: busca compensar a situação caótica da mente por meio da produção de símbolos
  12. 12.  O estudo de séries de imagens: acompanhando o desdobramento de processos intrapsíquicos Pinturas de EmygdioPinturas de Emygdio
  13. 13.  As mandalas  Tendência do inconsciente de compensar o caos consciente  Temas míticos universais
  14. 14. INTERNAÇÃO “Ele entrava em surto E o pai o levava de carro para a clínica ali no Humaitá numa tarde atravessada de brisas e falou (depois de meses trancado no fundo escuro de sua alma) pai, o vento no rosto é sonho, sabia?” Ferreira Gullar
  15. 15.  “Impossível sair das malhas do hospital psiquiátrico”  Casa das Palmeiras fundada em 23 de Dezembro de 1956  Degrau intermediário entre rotina hospitalar e vida em família e sociedade
  16. 16.  Terapêutica ocupacional, animais e relações interpessoais
  17. 17. RaphaelRaphael Pintura de EmygdioPintura de Emygdio
  18. 18.  A Oficina de Criatividade foi criada em 1990 inspirada na experiência de Nise da Silveira
  19. 19.  Inicialmente, atendia apenas os moradores
  20. 20. Aos poucos, o trabalho passou a ser aplicado no tratamento de pessoas internadas na área hospitalar, no ambulatório, e em serviços de saúde mental da rede do Serviço Único de Saúde (SUS).
  21. 21.  Equipe multidisciplinar  Parcerias com universidades e projetos de pesquisas Giselle Sanches, psicóloga cooredanora da oficina; Neusa Viapiana, agente deGiselle Sanches, psicóloga cooredanora da oficina; Neusa Viapiana, agente de saúde pública; Clarisse Totti, auxiliar administrativa e as pacientes Nilza Ferrão esaúde pública; Clarisse Totti, auxiliar administrativa e as pacientes Nilza Ferrão e Maria da GlóriaMaria da Glória
  22. 22.  Realização de eventos e mostras Sérgio Dório, artista plástico coordenador do ateliêSérgio Dório, artista plástico coordenador do ateliê
  23. 23.  Análise das manifestações expressivas Obras do mesmo paciente em diferentes momentos do tratamento para esquizofreniaObras do mesmo paciente em diferentes momentos do tratamento para esquizofrenia
  24. 24.  Loja: fonte de renda para os pacientes Os pacientes mantêm e cuidam da lojaOs pacientes mantêm e cuidam da loja
  25. 25. "A idéia é desmistificar a loucura,"A idéia é desmistificar a loucura, proporcionar o convívio com asproporcionar o convívio com as diferenças. As pessoas do HPSP sãodiferenças. As pessoas do HPSP são cheias de vida"cheias de vida" (Giselle Sanches)(Giselle Sanches)
  26. 26. ““Senhora das mentes e da paz”Senhora das mentes e da paz” Paulo DelgadoPaulo Delgado

×