Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Confissão de um traidor

403 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Confissão de um traidor

  1. 1. Confissão de um traidor (quanto vale a confissão daquele que traiu?) Dizem que Judas foi o traidor! Pode ser que sim, mas ele foi sincero, oseu beijo foi único e o seu coração decidiu e foi até o fim. Ele não foiperfeito, mas não se escondeu. “Quem irá te trair Senhor?” Todosperguntaram, mas só um no silêncio da decisão foi capaz de se aproximar edividir o “pão amargo” com o sabor de rejeição. “Ai daquele por quem o filho do homem for entregue, melhor seria quenão tivesse nascido!” Que situação a sua ó Judas, ou estás condenado pelodestino, pois as “Escrituras” deveriam se cumprir, e como o seria se vocênão fosse sincero e rejeitasse o fardo da hipocrisia, fazendo-se entãoinstrumento da “traição”, ou, sendo traído por si mesmo, pregando umadoutrina sem a preocupação de vivê-la? Quem é o maior traidor, aquele quetrai o outro ou a si mesmo? Oh! Judas, vês? Vós não estais sós, quantoshipócritas te seguem e são por natureza “ética” os mais perversos que ofilho da própria perversão! Judas, eu vou lhe contar um segredo... Você levou a culpa, toda aculpa! Mas fomos nós que O crucificamos. Você traiu o Filho de Deus, masnão o enganou. Talvez a tua maior maldade tenha sido não ter escolhidomelhor a quem o iria entregar. O entregou a nós, essa humanidade ferida porinveja e falseada de soberbas, especialista em produzir os próprios dejetosque, cedo ou tarde, irão nos afogar em nossos próprios leitos.Mas o maior dos males, não foi você Judas que o fez, Jesus foi entregue anós e, os assassinos foram os mesmos que a pouco gritaram “Hosana nasalturas, bendito o que vem em nome do Senhor”. Você partilhou da mesma refeição, nós o açoitamos! Você apontou odedo e indicou quem era Jesus, nós colamos em suas costas um madeirocom o peso da mediocridade do mundo e o fizemos arrastar pelas veredasda vergonha de ser um justo em meio a tantos mentirosos! Você o beijou,nós cravamos pregos em suas mãos, atravessamos o seu corpo com umalança, à lança da covardia. Agora te pergunto Judas, quem aqui é o traidor? Grite Judas! Quem pode te acusar sem tentar compreender? Agoravou te deixar descansar em paz, mas cuidado, pois acordar deste “sonoculposo” pode ser perigoso por que a realidade aqui é um tanto quanto cruel.Estamos disfarçados e mascarados, impregnados pela arte de “fingir”,munidos da capacidade de ser “indiferente” e, finalmente silenciados pelatraição de si mesmos. E sabe o que é pior? Muitas vezes fazemos tudo issoem nome do Evangelho... Quanto vale a confissão daquele que traiu? Vale a dignidade do perdão de quem foi traído (Um velho da esquina)

×