Trabalho Sobre Os VíRus

1,796 views

Published on

Published in: Technology, Design
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,796
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Trabalho Sobre Os VíRus

  1. 1. Área de projecto Tecnologias de informação e comunicação
  2. 2. <ul><li>Professora : </li></ul><ul><li>Liliana Monteiro </li></ul><ul><li>Alunos : </li></ul><ul><li>Ana Rita Santos </li></ul><ul><li>8ºB nº3 </li></ul><ul><li>Cláudia Margarida Silva </li></ul><ul><li>8ºB nº4 </li></ul>
  3. 3. Introdução
  4. 4. Finalidade : - ficar a conhecer a história dos vírus, como são, como os detectamos e como os podemos eliminar. Ordem de trabalho : - esclarece o conceito da história do vírus informático; - enuncia-se quais são os vírus informáticos que se podem encontrar num computador.
  5. 5. <ul><li>- Os vírus informáticos apareceram nos finais dos anos 80; </li></ul><ul><li>- Antes de 1980, os computadores quase não existiam. Os computadores reais eram raros e estavam reservados a utilizadores experientes. </li></ul><ul><li>- Meio mais fulcral para a propagação do vírus : </li></ul><ul><li>disquete. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>- Nos anos 80, os programas eram pequenos sistemas operativos. O processador de texto e alguns programas e documentos cabiam dentro de uma ou duas disquetes. Muitos computadores não tinham disco rígido e quando a máquina era ligada, carregava o sistema operativo e tudo o resto através das disquetes. </li></ul>A história do vírus informático (2/2)
  7. 7. <ul><li>-   O vírus informático é um programa que pode danificar programas ou arquivos afectando o rendimento ou segurança do computador. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>- A forma mais comum de se transmitir o vírus é por transferência de arquivos, downloads ou execução de arquivos e anexos em e-mails. Também se pode encontrar um vírus simplesmente visitando certos tipos de páginas Web que utilizam um componente chamado ActiveX ou Java Applet . </li></ul>
  9. 11. <ul><li>- Os primeiros são os que afectam os arquivos e anexos, por exemplo, os programas ordinários, embora alguns possam afectar qualquer arquivo. Um vírus que actua logo e que entra no computador selecciona um ou vários programas para afectar cada vez que o programa for executado. Os segundos são os que afectam arquivos de sistema de arranque. Este vírus afecta a área de sistema em um disco. </li></ul>
  10. 13. <ul><li>- A maior parte dos vírus produzem um som ou mostram uma mensagem. </li></ul><ul><li>- Também é comum que um vírus não mostre sinais da sua presença. Os vírus designam-se de diferentes formas e não existe um sinal indicador que nos avise da sua presença. </li></ul><ul><li>- Um anti-vírus actualizado é o único que nos indica se temos um vírus. </li></ul><ul><li>issuu </li></ul>
  11. 15. <ul><li>- Algumas pessoas formam os vírus pelo desafio que implica. Criar uma ameaça que seja a única que não se detecta ou simplesmente que seja devastadora para sua vítima. O criador espera que o vírus se espalhe por todo o lado até que se torne famoso. </li></ul>
  12. 17. <ul><li>- A melhor ferramenta para combater um vírus é saber como agem e como se propagam. Muitas páginas da Internet permitem o download de programas e arquivos aos computadores dos usuários. Existe a possibilidade que estes arquivos estejam infectados com vírus. </li></ul><ul><li>- O correio electrónico é o meio de transmissão preferido pelos vírus, portanto, há que ter bastante cuidado com a sua utilização. </li></ul>
  13. 19. Como funciona um anti-vírus? (1/2) - A chave dos anti-vírus reside nuns arquivos de configuração onde se armazenam uma série de padrões que servem para identificar os vírus. O anti-vírus analisa cada um dos correios no sistema, arquivos, disquetes, entre outros e procura dentro deles esses padrões. Se o arquivo ou o correio sob análise tiver algum desses padrões, então detectou-se o vírus.
  14. 20. Como funciona um anti-vírus? (2/2) - Dependendo da configuração do anti-vírus, este informará ao usuário ou simplesmente o apagará. Por esta razão é muito importante que os arquivos de dados do anti-vírus estejam permanentemente actualizados. - Em geral, os anti-vírus modernos actualizam-se automaticamente cada vez que se inicia uma conexão com Internet.
  15. 22. <ul><li>-A realização deste trabalho permitiu-nos compreender que há vários tipos de vírus, que se podem eliminar facilmente. No entanto, também rapidamente se pode ser infectado por um vírus. </li></ul><ul><li>- Para além disso, também compreendemos que estes diversos tipos de vírus se podem propagar por diversos meios. </li></ul>
  16. 23. Bibliografia
  17. 24. <ul><li>- DOMINGUEZ GALINDO, Yareli – o que são vírus informáticos? [Consulta: 6 de Dezembro de 2008]. Disponível em http://www.criarweb.com/artigos/703.php </li></ul>
  18. 25. <ul><li>Não criem vírus, tu também podes ser afectado.  </li></ul>Fim

×