Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Rio indo

2,704 views

Published on

Grupo

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Rio indo

  1. 1. Instituto Federal do Rio Grande do SulAssunto: Rio Indo GOL INomes: Joel Paulo Rafael
  2. 2. Aspectos Físicos O Rio Indo tem origem no planalto tibetano, atravessa o distrito deLadakh na Caxemira e nas Áreas do Norte na direção sul, cortando oPaquistão de norte a sul até desaguar no mar Arábico perto da cidadepaquistanesa de Karachi. Seu comprimento é de 3200 km e sua baciahidrográfica totaliza mais de 1 165 000 km². O fluxo anual estimado do rio é decerca de 207 km³. Desde sua origem no topo do mundo, em meio a geleiras,aquele curso de água alimenta um ecossistema de florestas temperadas,planícies e campos áridos. Juntamente com os rios Jilum, Chenab, Rauí,Beás, Satle e o extinto Sarasvati, o Indo forma o chamado delta do SaptaSindhu ("Sete Rios") na província paquistanesa de Sind. Alimentado, em grande medida pela neve e geleiras das cordilheirasde Caracórum, Hindu Kush e Himalaia no Tibete, em Caxemira e nas Áreas doNorte (Paquistão), o fluxo do Indo varia conforme as estações do ano: reduz-sedurante o inverno e chega a extravasar durante o período das monções (julho asetembro). (Anexos: mapa 01.) Aspectos Históricos O vale do Rio Indo se desenvolveu através da Civilização Harappeana,surgida por volta de 7000 A.C. A cultura urbana era desenvolvida, e o comérciointernacional também. Era um povo misto, e não composto apenas por umaraça. A arte de Harappa é representada pela arquitetura, escultura, selos,jóias e vestuário. A arquitetura não mostra templos ou palácios grandiosos,mas casas amplas e confortáveis construídas em ruas largas. A maiorconstrução é a dos reservatórios e banhos, e ignora-se em que medida seriameles ligados a um aspecto sagrado. As roupas eram sofisticadas, comomostram os vários selos, usados no comércio marítimo com outros países. Aspectos Economicos O Paquistão é o país que melhor utiliza as fontes naturais do Indo, umavez que a maior porção do rio fica dentro desse território, portanto o comércioao longo do Rio é feito quase que exclusivamente na moeda local, a RúpiaPaquistanesa. Praticamente 50% da população ribeirinha trabalha na agricultura, 28%do território paquistanês esta cultivado e irrigado por um dos maiores sistemasfluviais do mundo. Os maiores cultivos são os de arroz, trigo, açúcar e algodão(maior produto de exportação daquela economia). Existe também o cultivode cana-de-açúcar, frutas e hortaliças. O couro e os produtos têxteis tambémsão uma grande fonte de divisas.
  3. 3. Reservas minerais, entre elas as de grafite, silício, gesso, carvão, cobre,ferro e manganês são encontradas ao longo do rio. A Produção de petróleo épequena, desse modo, o Paquistão tem de importar a maior parte do óleo queconsome. Máquinas, petróleo e produtos químicos somam três quartos do queo país gasta com importações. As indústrias mais consolidadas são as demateriais de construção, produtos têxteis, a de processamento de alimentos, ade bebidas e a indústria papeleira. (Anexos: mapa 02.) Investimentos RealizadosPortos, Hidrelétricas e Barragens Ao longo do Rio Indo não existem portos, uma vez que a inconstância doseu volume de água o torna inavegável a grandes embarcações. O Paquistãoutiliza os portos de Karachi, Port Muhammad e Bin Qasim na Cidade deKarachi como modo de escoamento de produção ao Mercado Externo, sendo amanufatura de têxteis, armas e tapetes os carros chefes da exportação. No percurso total do rio existem 06 Hidrelétricas: Chashena, Punjanad,Guddu, Trimmu, Ghulan Muhammad e Tarbela, sendo esta última a maisimportante, pois regula o volume maior de água durante o derretimento da nevee das geleiras no verão e é a usina com maior capacidade de produção deenergia. Além de serem produtoras de energia, estas hidrelétricas têm acapacidade de irrigar as vastas plantações ao longo do rio. Com o intuito deaumentar o abastecimento de energia elétrica, o governo Paquistanês iráaumentar a capacidade de Tarbela em 27%, ou seja, 960 MW de potência,sendo que a hidrelétrica atua hoje com capacidade de 3.478 MW. Aperspectiva para 2012 é que se inicie licitação para a criação de uma novaunidade (Diamer Basha) que atuará com capacidade de 4.500 MW e seráimplantada à 400 km ao sul de Tarbela. Barragens são encontradas em rios afluentes ao Indo, pois gerenciandoo fluxo destes, o governo contem um pouco a vazão do Rio Indo nos meses demonções, e é em virtude destas cheias que o Governo Paquistanês veminvestindo em obras nestas instalações, pois a população sofreconstantemente com os alagamentos. (Anexos: mapas 03 e 04.) Atual ImportânciaEconômica O Indo é a principal fonte de água para a economia do Paquistão, emespecial nas províncias de Panjabe, localizada no leste do país, que é a maiorprodutora agrícola da nação, e Sind, localizada ao sul do país, que abriga boaparte das indústrias.
  4. 4. É a maior fonte de água potável paquistanesa e sua economia ébaseada da seguinte forma:Agricultura: algodão em pluma, arroz, trigo, milho, cana-de-açúcar.Pecuária: búfalos, ovinos, caprinos, aves.Pesca: 597,2 mil t (1997).Mineração: petróleo, gás natural, carvão.Indústria: têxtil, alimentícia, refino de petróleo. EUA, Alemanha, Reino Unido, Japão, Arábia Saudita e Emirados Árabessão os principais parceiros comerciais do Paquistão, em virtude do rio concederao país a melhor irrigação e condição ao plantio.Social Atualmente 50% da população paquistanesa vive as margens do Indopor causa da facilidade de trabalho nas plantações. Os outros 50% estão nasgrandes cidades onde a oportunidade de emprego no setor de serviçosaumentou consideravelmente nos últimos anos. Os povoados do Indo, assim como de todo o país, são em sua maioriaMuçulmanos, chegando a abranger quase 95% de toda a população.Político O fato das terras do Indo serem totalmente férteis implica em guerraspolíticas entre Paquistão e Índia. O vale da Caxemira localizado ao nordeste doPaquistão e o noroeste da Índia é constante alvo de conflitos por parte dos doispaíses, uma vez que boa parte do rio passa por ele. Cabe ressaltar tambémque a questão religiosa é bem preponderante ante ao fato e que os dois vivemuma ameaça nuclear, pois as forças armadas de ambos manejamintegralmente com armas deste tipo. Cada governo quer na realidade aintegração do território aos seus países e uma das causas é a dominação pormaior fluxo de água.Ambiental A flora e a fauna são imensamente ricas durante o percurso do Indo,plantas medicinais que são comercializadas à Alemanha, e javalis e cervosdurante a temporada de caça que são procurados por sua carne exótica epeles, são alguns dos exemplos mais importantes. Porém a intensa atividadeagrícola com fertilizantes e agrotóxicos, o lançamento de dejetos na água porparte das indústrias e as erosões das margens por causa das represas estãocontribuindo para a extinção de vários animais e plantas. O governo vem aalguns anos criando leis e maneiras de proteger o ecossistema, punições temsido realmente aplicadas aos que tentam infligir as ordens.
  5. 5. AnexosMapa 01.Mapa 02.
  6. 6. Mapa 03.Mapa 04.
  7. 7. Bibliografiahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Indohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Harappahttp://www.infoescola.com/paquistao/economia-do-paquistao/http://conflitosnacaxemira.blogspot.com.br/http://mikamienvironmentalblog.blogspot.com.br/2010/03/introducao-ao-meio-ambienteenvironmenta_31.html?z#!/2010/03/introducao-ao-meio-ambienteenvironmenta_31.html

×