Planejamento para a Copa de 2014 - Secretaria de Turismo da Bahia

8,602 views

Published on

Published in: News & Politics
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
  • Gostaria de obter informações sobre hospedagem durante os jogos copa da copa do mundo. Se Salvador esta inserida no programa 'Cama e Café' , caso não esteja , qual o órgão que eu possa me inscrever. nocasamartins@hotmail.com
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
8,602
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
95
Actions
Shares
0
Downloads
229
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Planejamento para a Copa de 2014 - Secretaria de Turismo da Bahia

  1. 1. Secretaria de Turismo e Bahiatursa
  2. 2. Planejamento
  3. 3. <ul><li>Salvador e a Copa </li></ul><ul><li>Preparar Salvador e o seu entorno para receber os turistas na Copa de 2014 é hoje uma das prioridades da Secretaria de Turismo e da Bahiatursa. </li></ul><ul><li>A partir das projeções de fluxo turístico, estamos trabalhando e planejando nossas ações em cinco vertentes: </li></ul><ul><ul><ul><li>Investimento público em infraestrutura turística </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Atração e requalificação de empreendimentos privados </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Qualificação dos serviços turísticos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Marketing e promoção do destino turístico Bahia </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Receptivos </li></ul></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>Salvador e a Copa </li></ul><ul><li>Nesses últimos meses, temos elaborado diversos projetos e planejado ações para que possamos suplantar as projeções de fluxo turístico tanto internacional quanto doméstico. </li></ul><ul><li>Neste momento, estamos priorizando os projetos de implantação e requalificação da infraestrutura turística e de qualificação dos serviços turísticos. </li></ul><ul><li>Ou seja, estamos preparando a cidade de Salvador e o seu entorno para possibilitar a atração de um número maior de turistas e o aumento da sua permanência no estado. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Salvador e a Copa </li></ul><ul><li>A capital baiana é considerada um dos quatro hotspots do Brasil. </li></ul><ul><li>Ou seja, junto com Rio de Janeiro, Manaus e Porto Alegre, Salvador é reconhecida pelo trade turístico nacional como uma das cinco cidades-sedes com maior capacidade de atrair turistas internacionais. </li></ul><ul><li>Pela sua história, diversidade cultural, belezas naturais e a hospitalidade do seu povo, a Bahia exerce um fascínio especial nas pessoas. </li></ul>
  6. 6. Salvador e a Copa <ul><li>Esse fascínio pode ser aferido, recentemente, na pesquisa do MTur/Vox Populi que apontou a Bahia como destino preferencial dos brasileiros. </li></ul><ul><li>O nosso estado foi também o único destino turístico do Brasil incluído na indicação dos jornais The New York Times e The Guardian, como lugar que não se poderia deixar de visitar em 2010. </li></ul><ul><li>Nossa arquitetura barroca, expressa no Conjunto do São Francisco, foi eleita pelos portugueses, uma das Sete Maravilhas Portuguesas no mundo. </li></ul><ul><li>Por tudo isso, acreditamos que, seguramente, devemos superar o fluxo turístico projetado para a Copa de 2014. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>1 – Interiorização das Ações de Turismo </li></ul><ul><li>A ideia é planejar as ações de interiorização em função dos principais mercados emissores a serem definidos quando os países participantes da Copa ficar mais delineados. </li></ul><ul><li>Essa ação terá como objetivo investir no aumento da permanência do turista no Estado, oferecendo opções de roteiros adequadas ao perfil dos potenciais visitantes. </li></ul><ul><li>Forte promoção de “press-trip” e “famtours ” para jornalistas especializados e operadores dos países participantes da Copa. </li></ul><ul><li>2 – Ações de Articulação </li></ul><ul><li>São ações que a Setur e a Bahiatursa pretendem desenvolver junto a outros órgãos governamentais (federais, estaduais e municipais) e privados, a exemplo de: </li></ul>Planejamento
  8. 8. Planejamento <ul><li>2.1 Estruturas básicas de transporte </li></ul><ul><ul><li>2ª Pista Aeroporto de Salvador </li></ul></ul><ul><ul><li>Dragagem dos cruzeiros 1,2 e 3 do Porto de Salvador para receber transatlânticos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Articulação do Metrô com áreas hoteleiras e praças de esporte (ônibus, vans, etc) </li></ul></ul><ul><ul><li>Ampliação das Marinas e estruturas náuticas </li></ul></ul><ul><ul><li>Implantação da Base de Charters Marítimos (público / privado) </li></ul></ul><ul><ul><li>Duplicação completa da Linha Verde até o município de Esplanada (Baixios) </li></ul></ul><ul><ul><li>Articulação com iniciativa privada para a garantia de transporte rodoviário de qualidade inter-municipal ligando Aeroporto / Litoral Norte / Centro de Salvador / Recôncavo </li></ul></ul><ul><ul><li>Linha de financiamento para renovação da frota de taxi condicionando a qualificação profissional (domínio de língua estrangeira, curso de receptivo turístico, etc) </li></ul></ul><ul><ul><li>Articulação com estruturas da PMS e das Prefeituras do entorno de Salvador sobre fiscalização de serviços ou criação de órgão metropolitano de transporte. </li></ul></ul><ul><ul><li>Via de contorno da Baía de Todos-os-Santos </li></ul></ul>
  9. 9. Planejamento <ul><li>2.2 Ampliação de estrutura de entretenimento de Salvador e entorno (Cidade da música, Parque de Exposição, Casas de Espetáculos privadas) </li></ul><ul><li>2.3 Requalificação do Centro Histórico com valorização dos monumentos, serviços de transporte turístico específico, serviços especiais de receptivo, estabelecimento de circuitos turísticos e históricos integrados às principais concentrações hoteleiras, aos cruzeiros marítimos e as áreas de entretenimento e esporte. </li></ul><ul><li>2.4 Estímulo a proprietários de oficinas , depósitos, vidraçarias, para transformar seus negócios em atividades ligadas ao turismo e ao entretenimento (bares, música, lojas de artesanato, etc) e ao esporte (lojas de artigos esportivos e saveiros) </li></ul>
  10. 10. Projeções
  11. 11. Projeções <ul><li>Pelas nossas projeções, Salvador deve receber, no período da Copa, um fluxo de aproximadamente 750 mil turistas. </li></ul><ul><li>Desse total, 80,7% são domésticos e 19,3% estrangeiros </li></ul><ul><li>434 mil devem chegar no mês de junho, representando um acréscimo de 114,3% das projeções feitas para o mesmo período sem a Copa do Mundo. </li></ul><ul><li>No mês de julho, as projeções indicam que o número de turistas será de 326 mil, equivalendo a um incremento de 15,4% das projeções para o mesmo mês, sem a Copa do Mundo. </li></ul>
  12. 12. Projeções
  13. 13. Projeções
  14. 14. Projetos de Infraestrutura
  15. 15. Infraestrutura <ul><li>Para suplantar essas projeções, porém, precisamos preparar Salvador para receber bem os turistas. </li></ul><ul><li>Precisamos adequar a cidade às exigências da Fifa e às prioridades apontadas pela Ministério do Turismo. </li></ul><ul><li>Nesse sentido, já estamos com alguns projetos de infraestrutura turística em curso e outros tantos sendo elaborados para oferecer ainda mais atratividade e opções de lazer e entretenimento. </li></ul>
  16. 16. Projetos em curso <ul><li>Em curso hoje, já estão em execução grandes </li></ul><ul><li>projetos de requalificação turística, entre eles, se destacam: </li></ul><ul><ul><li>Requalificação da Feira de São Joaquim </li></ul></ul><ul><ul><li>Requalificação do Terminal Náutico para turistas e transporte intermunicipal </li></ul></ul><ul><ul><li>Obras de Recuperação do Patrimônio Histórico e Cultural, como esta Igreja do Rosário dos Pretos, Casa das Sete Mortes, etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>Estudos e projetos do Oceanário de Salvador </li></ul></ul>
  17. 17. Projetos em curso <ul><li>Implantação da Cidade da Música - Arena de espetáculos no Parque de Exposições da Bahia </li></ul><ul><li>Projeto de Requalificação do Centro Histórico : </li></ul><ul><ul><li>Recuperação da Igreja do Boqueirão – Obra já concluída. </li></ul></ul><ul><ul><li>Recuperação do P. Rio Branco – Obra já concluída. </li></ul></ul><ul><ul><li>Recuperação da C.das Sete Mortes – Obra já concluída </li></ul></ul><ul><ul><li>Recuperação da I. do R. dos Pretos – Em execução </li></ul></ul><ul><ul><li>Recuperação do Cemitério e da I. do Pilar – Em execução. </li></ul></ul><ul><ul><li>Portal da Misericórdia – Em negociação com Ipac e Prefeitura </li></ul></ul>
  18. 18. Projetos em curso <ul><li>Climatização do Centro de Convenções – A licitar pela Bahiatursa </li></ul><ul><li>Infraestrutura Urbana na Orla de Salvador - 2ª Etapa (Jardim dos Namorados, Jardim de Alah, Passarela Costa Azul, Ponte sobre o Rio Camurujipe, Armação) – Em licitação pela Conder </li></ul><ul><li>Projeto de Acessibilidade Arquitetônica e Urbanística - Em licitação </li></ul><ul><li>Implantação de Sinalização Turística nos principais portões de entrada da Bahia – A licitar </li></ul><ul><li>Construção do Centro de Qualificação Profissional em Ecoturismo, no Parque de Pituaçu- em negociação com a SEMA </li></ul><ul><li>Construção do Palco Articulado do Pelourinho – projeto sendo finalizado e construção a ser licitada </li></ul><ul><li>Requalificação urbana do Largo de Roma – em execução </li></ul>
  19. 19. Projetos em curso <ul><li>Entorno de Salvador: </li></ul><ul><li>Urbanização do Centro Histórico e da Bica de Itaparica – Em execução pela Conder. </li></ul><ul><li>Urbanização e Drenagem Pluvial de Imbassaí – Em execução pela Conder. </li></ul><ul><li>Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Imbassaí – Em execução pela Conder </li></ul><ul><li>Construção do Centro profissional de Turismo da Costa dos Coqueiros – Projeto em elaboração na Conder </li></ul><ul><li>Construção do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT) de Imbassaí - Em licitação na Conder. </li></ul><ul><li>Construção do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT) de Praia do Forte - Em licitação na Bahiatursa. </li></ul><ul><li>Urbanização do Cais de Nagé – Em licitação na Conder </li></ul><ul><li>Pesquisa da Produção Associada ao Turismo – em licitação </li></ul><ul><li>Elaboração de estudos e projetos para o Atracadouro Marítimo de Mar Grande – em licitação </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Interior: </li></ul><ul><li>Reforma de espaço para eventos e receptivo de turistas. Paulo Afonso </li></ul><ul><li>Implantação de centro de recepção ao turista e infra-estrutura urbana de apoio turístico ao Cânion do Rio do Sal. Paulo Afonso </li></ul><ul><li>Implantação de infraestrutura urbana na localidade de Banco da Vitória, município de Ilhéus </li></ul><ul><li>Atracadouro na Baia de Camamu – 1a etapa </li></ul><ul><li>Implantação de infraestrutura turística de apoio a visitantes de Itacaré </li></ul><ul><li>Requalificação da Orla de Morro de São Paulo </li></ul><ul><li>Elaboração do Projeto de Urbanização da Orla de Guaibim </li></ul><ul><li>Sinalização Turística da Costa das Baleias </li></ul><ul><li>Sinalização Turística da Chapada Diamantina </li></ul><ul><li>Pavimentação de ruas em Porto Seguro, Paulo Afonso e Lençóis </li></ul><ul><li>Construção e implantação do Centro de Cultura Casa do Carnaval – Nordeste de Amaralina </li></ul><ul><li>Terminal Turístico Rodoviário de Lençóis – 1a etapa </li></ul><ul><li>Revitalização do Parque das Águas de Caldas do Jorro </li></ul>Projetos em curso
  21. 21. Prodetur Nacional <ul><li>Estamos pleiteando recursos da ordem de US$ 86 milhões, do Prodetur Nacional, para a implementação das ações previstas no Planejamento Estratégico de Turismo Náutico na Baía de Todos-os-Santos </li></ul><ul><li>A Carta-Consulta da Bahia já foi aprovada pelo Cofiex. Estamos na fase de apresentação de proposta e preparação da visita técnica do BID </li></ul><ul><li>As obras a serem executadas com recursos do Prodetur Nacional se concentram no Polo Baía de Todos-os-Santos, com foco no segmento do Turismo Náutico. </li></ul>
  22. 22. Prodetur Nacional <ul><li>Cabe destacar que já iniciamos alguns projetos que constam da matriz de investimento do Prodetur Nacional, como a requalificação do Terminal Náutico, o projeto do Oceanário de Salvador, a Pesquisa da Produção Associada ao Turismo, entre outros. </li></ul><ul><li>Com a assinatura do contrato, iniciaremos os seguintes projetos, já previstos no Planejamento Estratégico do Turismo Náutico na BTS: </li></ul><ul><ul><ul><li>Construção, reforma e ampliação de marinas, atracadouros e piers flutuantes </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Implantação da Guarda Costeira ou Polícia do Mar </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Criação da Brigada de Incêndio para o Centro Histórico </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sinalização Turística Terrestre e Marítima </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Trem Cultural e Turístico de Santo Amaro-Cachoeira </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Construção da Via de Contorno </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Implantação do Centro de Pesquisa e Referência em Arqueologia e Etnografia do Mar (ARQUEMAR) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Implantação da Via do Mar </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Estudo para a implementação de bases de charter e desenvolvimento da náutica na Baía de Camamu e na BTS </li></ul></ul></ul>
  23. 23. Outros projetos <ul><li>Paralelamente, apresentamos ao Ministério do Turismo projetos, para preparar Salvador para receber os visitantes e adequar a cidade às exigências da Fifa, a saber: </li></ul>
  24. 24. Fan Parks <ul><li>Pelo número de habitantes e expectativa de fluxo turístico, precisamos estruturar, no mínimo, cinco locais que, durante a Copa, funcionem como Fan Parks. </li></ul><ul><li>Já identificamos cinco áreas em Salvador, localizadas em pontos estratégicos, que permitirão a desconcentração dos tradicionais pontos de encontro de transmissão de jogos. </li></ul><ul><li>São locais que podem abrigar um grande número de pessoas e também suportar a estrutura provisória de telões, banheiros públicos e pequenos espaços para comercialização de comidas, bebidas, artesanato e peças promocionais da Copa. </li></ul><ul><li>No interior, serão implantados outros cinco Fan Parks em localidades turísticas estratégicas. </li></ul>
  25. 25. Fan Parks <ul><li>Salvador: </li></ul><ul><li>Aeroclube , na orla atlântica da BTS </li></ul><ul><li>Praça Castro Alves , no Centro Antigo da cidade </li></ul><ul><li>Largo de Roma – não será mais aqui em função do projeto de requalificação do memorial Irmã Dulce </li></ul><ul><li>Praça da Revolução , em Periperi, no Subúrbio Ferroviário de Salvador </li></ul><ul><li>Praça da Pronaica , no bairro de Cajazeiras, na área periférica da cidade </li></ul><ul><li>Interior: </li></ul><ul><li>Praia do Forte </li></ul><ul><li>Lençóis </li></ul><ul><li>Morro de São Paulo </li></ul><ul><li>Ilhéus / Itacaré </li></ul><ul><li>Porto Seguro </li></ul>
  26. 26. Fan Parks <ul><li>Devemos trabalhar em parceria com o Iphan, a Secretaria da Cultura e a Prefeitura de Salvador na implantação dessas praças. </li></ul><ul><li>Mas já iniciamos alguns estudos, como o Projeto de Requalificação da Praça Castro Alves, que envolve a implantação de uma arena de espetáculos e intervenções físicas importantes para possibilitar o seu aproveitamento turístico. </li></ul><ul><li>Trata-se de um local hoje bastante degradado, em cujo entorno estão previstas a instalação de quatro grandes hotéis de alto luxo, como o Hilton e o Fasano. </li></ul>
  27. 27. Praça Castro Alves
  28. 28. Fotografia atual
  29. 29. Estudos preliminares
  30. 32. Aeroclube Plaza Show
  31. 33. Cajazeiras
  32. 34. Urbanização <ul><li>Ainda no que se refere à urbanização de sítios turísticos, estamos elaborando três projetos de fundamental importância: </li></ul><ul><ul><li>Urbanização e paisagismo da colina da Igreja do Bonfim </li></ul></ul><ul><ul><li>Paisagismo do Terreiro de Jesus </li></ul></ul><ul><ul><li>Requalificação da Orla de Salvador, abrangendo a Orla Atlântica e a Orla da BTS </li></ul></ul>
  33. 35. Colina do Bonfim
  34. 36. Terreiro de Jesus
  35. 37. Orla Atlântica
  36. 38. Mobilidade <ul><li>Construção da Via de Contorno da BTS </li></ul><ul><li>O projeto prevê a elaboração de estudos ambientais, projeto básico, projeto executivo de engenharia e estudo de viabilidade socioeconômica e implantação de um anel de contorno rodoviário a ser construído no entorno da Baía de Todos-os-Santos. </li></ul><ul><li>A região, apesar de muito próxima a Salvador, sofre com a deficiência de acesso que permita a integração dos diversos municípios e atrativos turísticos. </li></ul>
  37. 39. Mobilidade <ul><li>Isto dificulta o desenvolvimento de roteiros e produtos turísticos, reduzindo o aproveitamento do potencial existente, que é disperso por todo o território da região e é composto por rico patrimônio natural e cultural - material e imaterial. </li></ul><ul><li>Considera-se a Via de Contorno da BTS como um projeto estruturante para o desenvolvimento da zona turística Baía de Todos-os-Santos. </li></ul><ul><li>Será o eixo rodoviário principal da região, do qual deverão partir acessos secundários às localidades, atrativos e aos píeres e rampas que conectam a borda com o ambiente náutico da baía. </li></ul>
  38. 40. Via de Contorno da BTS
  39. 41. Mobilidade <ul><li>Projeto Cidade Bicicleta </li></ul><ul><li>No âmbito das propostas de Mobilidade Urbana Sustentável para o Estado encontra-se em andamento pela Conder o Projeto Cidade Bicicleta que cria maiores possibilidades para o calendário turístico baiano. </li></ul><ul><li>A estratégia de implantação de um sistema cicloviário para o estado é modular e valoriza: municípios turísticos e destinos turísticos consolidados; cidades de porte médio; a integração intermunicipal como: Valença/Nilo Peçanha/Taperoá, Ilhéus/Itabuna/Olivença/Lagoa Encantada/Itacaré, Caraíva/Trancosos/Arraial d`Ajuda/Porto Seguro/Santa Cruz Cabrália; a integração de Salvador e sua macrorregião envolvendo o Recôncavo, municípios da RMS, Baía de Todos os Santos e Feira de Santana; as rotas ciclísticas turísticas. </li></ul><ul><li>A Setur, juntamente com outros órgãos estaduais, deverá assegurar a implementação dos projetos e atividades nas zonas turísticas. </li></ul><ul><li>Metas: captação de recursos e o desenvolvimento das ações de suporte à implantação do Projeto; assessorar prefeituras na viabilização de seus respectivos projetos e fazer a articulação intermunicipal e regional dos trajetos das rotas ciclísticas turísticas. </li></ul>
  40. 42. Projeto Cidade Bicicleta
  41. 43. Patrimônio Histórico <ul><li>No que se refere à recuperação/ restauração do Patrimônio Histórico e Cultural, estamos elaborando três projetos de suma importância: </li></ul><ul><li>A recuperação da Igreja da Conceição das Praia, recentemente atingida pelo desabamento do casario ao lado. </li></ul><ul><li>A recuperação da Catedral Basílica </li></ul><ul><li>Junto com a Secretaria de Cultura, pretendemos elaborar um projeto conjunto para recuperar e requalificar as Ladeiras da Montanha, da Conceição e da Preguiça, dotando-as de infraestrutura turística. </li></ul>
  42. 44. Igreja da N.S. da Conceição da Praia
  43. 45. Igreja da N.S. da Conceição da Praia
  44. 46. Igreja da N.S. da Conceição da Praia
  45. 47. Ladeira da Conceição
  46. 48. Ladeira da Conceição
  47. 49. Ladeira da Montanha
  48. 50. Trens Turísticos <ul><li>A implantação de trens turísticos e culturais também estão previstos nos projetos elaborados pela Secretaria de Turismo e a Bahiatursa. </li></ul><ul><li>Pelo menos duas linhas deverão ser implantadas até 2014: </li></ul><ul><li>A implantação da linha turística Calçada-Paripe, em Salvador </li></ul><ul><li>A implantação da linha turística Cachoeira-Santo Amaro, no Recôncavo Baiano. </li></ul>
  49. 51. Linha Calçada-Paripe <ul><li>A implantação da linha Calçada-Paripe consiste no aproveitamento turístico da linha já existente, com a implantação de locomotivas e de roteiros turísticos. </li></ul>
  50. 52. Simulação do Trem Turístico da Baía de Todos-os-Santos (Calçada- Paripe)
  51. 53. Linha Santo Amaro-Cachoeira <ul><li>O projeto consiste na realização de um serviço de transporte turístico usando a ferrovia que liga Santo Amaro a Cachoeira, passando pelo litoral da Baía de Todos-os-Santos (aproximadamente 60 km) </li></ul><ul><li>O trem turístico cultural operará 03 dias por semana e contará com equipamentos de multimídia para apresentar aos visitantes os principais atrativos culturais e turísticos da região. </li></ul><ul><li>O trem turístico cultural será histórico (ou standard) composto de 02 vagões de passageiros e uma locomotiva. A capacidade total do trem será de aproximadamente 200 passageiros por viagem e considerando o atual fluxo turístico o trem deveria estar em serviço para passageiros turísticos durante a alta estação por um período de 06 meses ao ano, aproximadamente. </li></ul>
  52. 54. Trem Turístico-Cultural Santo Amaro-Cachoeira
  53. 55. Museus Turísticos <ul><li>Em 2012 e 2013, estaremos comemorando o centenário de nascimento de dois dos nossos mais importantes artistas: Jorge Amado e Dorival Caymmi. </li></ul><ul><li>Para marcar as duas datas, estamos elaborando os projetos de dois memoriais, dotados de recursos multimídia, em homenagem a esses grandes artistas que tanto difundiram as belezas naturais e a cultura da Bahia. </li></ul><ul><li>E, dentro das ações de interiorização do turismo, já temos pronto, em parceria com a Universidade Estadual da Bahia (Uneb), o projeto da Cidade Cenográfica de Canudos, onde anualmente será encenada, a céu aberto, a história de Antonio Conselheiro, nos mesmos moldes do espetáculo da Paixão de Cristo, em Nova Jerusalém, Pernambuco. </li></ul>
  54. 56. Maquete da Cidade Cenográfica de Canudos
  55. 57. Sinalização Turística e Acessibilidade
  56. 58. Sinalização Turística <ul><li>Meta: Sinalização Turística em todos os Polos Turísticos do Estado </li></ul><ul><li>Em andamento : Litoral Sul, Chapada Diamantina e principais portões de entrada </li></ul>
  57. 59. Acessibilidade <ul><li>Projeto de Acessibilidade para as 13 Zonas Turísticas do Estado </li></ul><ul><li>Em andamento : licitação para contratação dos projetos </li></ul><ul><li>Projeto de Acessibilidade nos principais pontos turísticos da BTS e da Costa dos Coqueiros </li></ul>
  58. 60. Hospedagem Alternativa
  59. 61. Hospedagem alternativa <ul><li>Ampliação e requalificação do Camping de Salvador </li></ul><ul><li>Implantação de áreas para caravanistas e motor home </li></ul>
  60. 62. Receptivo Especial
  61. 63. Receptivo <ul><li>Essa estratégia está centrada em três eixos básicos: </li></ul><ul><li>Ampliação e melhoria do Sistema Integrado de Informações Turísticas (portais e sites da Internet + Disque Bahia Turismo + Postos e SATs) </li></ul><ul><li>Implantação de nos Centros de Atendimento ao Turista nos principais portões de entrada e pelo menos em cada zona turística: Arena Fonte Nova, Aeroporto (ampliação), Rodoviária, Porto de Salvador, Terminal Marítimo do Cais da Bahiana, Terminal de Bom Despacho, Terminal do Ferry-boat (Salvador). </li></ul><ul><li>Realização do projeto Guias e Monitores do Carnaval durante o período da Copa. </li></ul>
  62. 65. Qualificação
  63. 66. Qualificação <ul><li>Em parceria com o MTur, a Secretaria de Turismo já vem executando os programas de qualificação empresarial e profissional. </li></ul><ul><li>Para a Copa, a nossa meta é atingir 10 mil profissionais e pequenos e médios empresários do setor, em Salvador, no seu entorno e nos 5 Destinos Indutores da Bahia. </li></ul><ul><li>Com o intuito de qualificar profissionais que estão direta e indiretamente ligados ao turismo, o Programa, pretende adotar metodologia presencial dos cursos de língua estrangeira com foco no evento, direcionados a cada área de ocupação: </li></ul><ul><li>Nossa proposta é trabalhar com uma média de 83 turmas ao ano, no período de 03 anos, distribuídos conforme a ocupação. </li></ul><ul><li>Paralelamente à capacitação em receptivo e idiomas, a Setur vai lançar um novo projeto, com vistas à qualificação de pequenos e médios empresários em ferramentas multimídia e Internet. </li></ul><ul><li>Este projeto será lançado ainda em novembro deste ano, com um seminário em Salvador. </li></ul>
  64. 67. Qualificação <ul><li>Alimentos e bebidas </li></ul><ul><li>Hotelaria </li></ul><ul><li>Receptivo </li></ul><ul><li>Comercialização </li></ul><ul><li>Transportes </li></ul><ul><li>Gestores públicos </li></ul><ul><li>Segurança </li></ul>
  65. 68. Linhas de Financiamento
  66. 69. Financiamentos <ul><li>Ponto de situação </li></ul><ul><ul><li>30 estabelecimentos já manifestaram interesses nas linhas de crédito do BNB </li></ul></ul><ul><ul><li>Para atender, seriam necessários recursos da ordem de R$ 150 milhões </li></ul></ul><ul><ul><li>Mas expectativa é de que esse número seja triplicado, se a demanda abaixo for atendida </li></ul></ul><ul><ul><li>BNB divulgou que a Bahia poderá contra com R$ 300 milhões, através do Proatur </li></ul></ul><ul><li>Reivindicações do trade: </li></ul><ul><ul><li>Maiores prazos para o pagamentos dos financiamentos – de 15 para 20 anos </li></ul></ul><ul><ul><li>Abertura de linhas de crédito específicas, visando as Olimpíadas de 2016 </li></ul></ul>

×