Luana - Aula 10 artigo 1

556 views

Published on

Artigo "Nonfunctional Requirements: From Elicitation to Conceptual Models"

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
556
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
51
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Luana - Aula 10 artigo 1

  1. 1. Artigo: Cataloguing Non Functional Requirements as Softgoal Networks
  2. 2. Introdução  Bases de conhecimento e catálogos facilitam a utilização de NRF.  Os catálogos não são estáticos.  O artigo tem como objetivo:  Catalogar NFR como rede de “softgoals”  Utilizam abordagem orientado a domínio  Modelo de dados para armazenar e recuperar conhecimento embutido nos catálogos NFR
  3. 3. NFR Framework  Cada NFR é visto como objetivos que podem conflitar.  Os NFR podem ser decompostos
  4. 4. Exemplo de Grafo NFR  Circulo Negrito – Operacionalização estática  Circulo pontilhado – Operacionalização dinâmica
  5. 5. Representação de Rede de Softgoals  Exemplos para NFR: privacidade, rastreamento e performance
  6. 6. Rede para Rastreamento
  7. 7. Problemas nos Catálogos  O framework NFR propõem três catálogos diferentes:  Tipo -> Armazena os tipos de NFRs.  Método -> Refinamento de NRF  Correlação -> Relação operacionalizações de diferentes NFR.  Todos eles foram propostos sem nenhuma organização.  O conhecimento de tipos, metodos e correlação apresentada como uma rede de softgoals, geram catálogos.  Esses são embutido em uma mesma rede de acordo com seu domínio.  Os softgoals estão organizados por domínio, tipo e tópico.
  8. 8. Soluções sobre Catalogar NFR  Semelhança com o problema de reuso de componentes fora de uma biblioteca.  Utilizar classificação por facetas  Vantagens:  Reduz a necessidade de palavras chaves, mesmo tendo que nomear as facetas.  Organizar os NFR como uma classificação facetada.
  9. 9. Soluções sobre Catalogar NFR  Problemas de utilizar classificação facetada.  Vocabulário:  Os tipos de NFR tem um vocabulário bem definido, tendo um vocabulário controlado (controlled vocabulary)  As operacionalizações não tem vocabulário definido.  O topico deve ser nomeado de acordo com o dominio. O uso de LEL para integrar NFR e funcionalidade mostrou que o topico também tem um vocabulário controlado.  Evolução
  10. 10. Soluções sobre Catalogar NFR  Facetas utilizadas para classificar softgoals:  Tipo, Lista de tipos relacionados, lista de operacionalizações e tópico.  Exemplos:
  11. 11. Soluções sobre Catalogar NFR
  12. 12. Conclusão  Foi proposto um catalogo organizado por facetas e armazenado num banco.  O catalogo não foi integrado com outros artefatos de software.

×