O que pensa a Geração Y

5,301 views

Published on

Keynote do Grupo Tom de Estudos realizado no dia 8/6/2010.

Relatoras: Adriana Machado (Sócia e Diretora de Planejamento da Tom Comunicação) e Maria Elisa Brandão (Proprietária da Katalysis, empresa de consultoria em Estratégia Empresarial)

Published in: Business, Technology

O que pensa a Geração Y

  1. 1. GRUPO TOM DE ESTUDOS Maria Elisa Brandão Bernardes Adriana Machado
  2. 2. • Cultura • Geração • Baby Boomers e Geração X • Condições que criaram a Geração Y • Trabalhando com a Geração Y • Os consumidores da Geração Y
  3. 3. Camadas de Influência Cultura como Programação Mental Personalidade Cultura Natureza Humana (Hofstede, 1983)
  4. 4. Grupos de Influência no Comportamento das Pessoas (a partir de Hofstede, 1983) Organização Classe Social Geração Gênero Regional/Lingüístico/Religiosos/Étnico Nacional
  5. 5. Diferenças em geração
  6. 6. Diferenças em geração • Pessoas que nasceram na mesma época tendem a se comportar de maneira semelhante
  7. 7. Diferenças em geração • Pessoas que nasceram na mesma época tendem a se comportar de maneira semelhante • Eventos históricos (ex: guerras) afetam gerações
  8. 8. Diferenças em geração • Pessoas que nasceram na mesma época tendem a se comportar de maneira semelhante • Eventos históricos (ex: guerras) afetam gerações • Desenvolvimentos tecnológico afetam gerações
  9. 9. Diferenças em geração • Pessoas que nasceram na mesma época tendem a se comportar de maneira semelhante • Eventos históricos (ex: guerras) afetam gerações • Desenvolvimentos tecnológico afetam gerações • Diferenças em símbolos, heróis, rituais afetam diferentemente as gerações
  10. 10. Diferenças em geração • Pessoas que nasceram na mesma época tendem a se comportar de maneira semelhante • Eventos históricos (ex: guerras) afetam gerações • Desenvolvimentos tecnológico afetam gerações • Diferenças em símbolos, heróis, rituais afetam diferentemente as gerações • Obs: Alguns atributos são mais típicos das diferentes idades (fases da vida) do que de novas gerações
  11. 11. Gerações anteriores Baby Boomers Geração X • Frutos de educação excelente • Vídeo game, PC e CD • TV e telefone • Viveram a crise econômica e presenciaram ondas de demissões • Conciliadores e politicos (reengenharia, downsizing) • Valorizam o sucesso na carreira • Céticos e individualistas (competição e promoçoes) • Não se enquadram em ambiente de • Economizar é importante trabalho muito descontraído • Sentem-se confortáveis em pedir • Não se sentem confortáveis com a ajuda para lidar com a tecnologia tecnologia (e é embaraçoso pedir • Foco na família ajuda) • Sentem grande pressão na revisão do papel masculino (deveres paternos)
  12. 12. A Geração Y
  13. 13. Quem são • Nascidos entre 1977 e 1997 • Diversificada, adaptável e confiante • Menos de 2/3 são brancos, mais de 25% criados em lares de pais solteiros, 3/4 são filhos de mães que trabalham* • Nos Estados Unidos, somam 84 milhões pessoas * Dados norte-americanos. Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  14. 14. Características • Mais próximos dos pais • Mais ligados a imagens do que ao texto • 70% brincam com jogos desde a infância - Games are a way of life • Gostam de dar feedbacks e expressar opinião • Criados em shopping centers
  15. 15. Marcados por grandes mudanças culturais e econômicas, pirotecnias tecnológicas e pelo “movimento da auto-estima” Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  16. 16. Duas principais influências • Pais apaixonados (“kid centricity”) • Um mundo digital Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  17. 17. Geram 4 grandes características • Confiança • Conectividade • Gerenciamento de grande quantidade de opções de escolha • Velocidade da vida Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  18. 18. Trabalhando com a Geração Y
  19. 19. • Tecnologias digitais influenciam como estabelecem relações interpessoais e suas visão de mundo: • Desempenham diversas tarefas simultaneamente • Possuem baixa tolerância a atrasos na comunicação. • Querem assumir papeis ativos e não apenas de espectadores. Fonte: Tapscott, 1997
  20. 20. • Tecnologias digitais influenciam como estabelecem relações interpessoais e suas visão de mundo: • Desempenham diversas tarefas simultaneamente • Possuem baixa tolerância a atrasos na comunicação. • Querem assumir papeis ativos e não apenas de espectadores. Fonte: Tapscott, 1997
  21. 21. • Tecnologias digitais influenciam como estabelecem relações interpessoais e suas visão de mundo: • Desempenham diversas tarefas simultaneamente • Possuem baixa tolerância a atrasos na comunicação. • Querem assumir papeis ativos e não apenas de espectadores. • Esperam retornos rápidos. Fonte: Tapscott, 1997
  22. 22. • Tecnologias digitais influenciam como estabelecem relações interpessoais e suas visão de mundo: • Desempenham diversas tarefas simultaneamente • Possuem baixa tolerância a atrasos na comunicação. • Querem assumir papeis ativos e não apenas de espectadores. • Esperam retornos rápidos. • Burocracias tradicionais os restringem. Fonte: Tapscott, 1997
  23. 23. • Valorizam o livre fluxo de idéias. Fonte: Tapscott, 1997
  24. 24. • Valorizam o livre fluxo de idéias. • Esperam receber prêmios e reconhecimento. Fonte: Tapscott, 1997
  25. 25. • Valorizam o livre fluxo de idéias. • Esperam receber prêmios e reconhecimento. • Raramente o trabalho é o centro de suas vidas – buscam manter um equilíbrio entre trabalho e diversão. Fonte: Tapscott, 1997
  26. 26. • Valorizam o livre fluxo de idéias. • Esperam receber prêmios e reconhecimento. • Raramente o trabalho é o centro de suas vidas – buscam manter um equilíbrio entre trabalho e diversão. • Baixa tolerância levando-os a rupturas. Fonte: Tapscott, 1997
  27. 27. • Valorizam o livre fluxo de idéias. • Esperam receber prêmios e reconhecimento. • Raramente o trabalho é o centro de suas vidas – buscam manter um equilíbrio entre trabalho e diversão. • Baixa tolerância levando-os a rupturas. • Possuem passatempos e interesses tão ecléticos como seu histórico de navegação na Internet. Fonte: Tapscott, 1997
  28. 28. Vendendo para a Geração Y
  29. 29. • Amam as marcas Embora se considerem imunes aos esforços de marketing/branding/propaganda. Marcas oferecem credibilidade rápida e fácil em um mundo TMI As marcas mais bem sucedidas não são apenas as que oferecem os melhores produtos, mas que têm o poder de unir, inspirar e falar por seus consumidores As marcas que não compram dizem tanto deles quanto as que compram Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  30. 30. • Confiam no seu poder de escolha Cartões “vale-presentes” têm sido o principal presente nas festas de fim de ano nos EUA Como eles amam comprar, o vale-presente é mais do que o dinheiro, é a permissão para comprar. Ou melhor, é presentear com o ato de comprar Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  31. 31. • Confiam no seu poder de escolha Cartões “vale-presentes” têm sido o principal presente nas festas de fim de ano nos EUA Como eles amam comprar, o vale-presente é mais do que o dinheiro, é a permissão para comprar. Ou melhor, é presentear com o ato de comprar Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  32. 32. O consumo (a compra e o ato de comprar) é um elo que une muitos membros da Geração Y
  33. 33. • “Social Retailing” Muito da emoção da compra tem um caráter social, mas para essa turma, isso significa obter a aprovação dos pares antes e/ou durante da compra. 68% dos Y’ers compram com outras pessoas, pelo menos na metade das vezes. Somente 44% dos consumidores mais velhos fazem o mesmo Isso tem provocado mudanças no planejamento da experiência de compra e até na arquitetura das lojas Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009
  34. 34. Por fim, mais três peculiaridades do consumidor Y • Vendo estrelas • Moda rápida • Comprando high & low Fonte: Gen BuY, Kit Yarrow e Jayne O’Donnell, 2009

×