Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Actividades Económicas

5,767 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Actividades Económicas

  1. 2. <ul><li>Agricultura </li></ul><ul><li>Indústria </li></ul><ul><li>Exploração Mineira </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Os novos proprietários </li></ul><ul><li>1ª metade do século XIX: Tentativa de alterar a situação </li></ul><ul><li>Acabar com os morgadios </li></ul><ul><li>Redução dos impostos dos camponeses </li></ul><ul><li>Distribuição de terrenos baldios pelos camponeses </li></ul><ul><li>Venda de terras das classes privilegiadas, para serem cultivadas </li></ul>
  3. 4. <ul><li>As novas técnicas </li></ul><ul><li>2ª metade do século XIX: Introdução de novas técnicas agrícolas </li></ul><ul><li>Alternância das culturas </li></ul><ul><li>Utilização de novas alfaias e máquinas agrícolas </li></ul><ul><li>Selecção de sementes e utilização de adubos químicos (Exº Guano do Peru) </li></ul>
  4. 5. <ul><li>As culturas </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Regiões de cultivo </li></ul><ul><li>- Arroz - Litoral; </li></ul><ul><li>- Trigo - Sul; </li></ul><ul><li>- Batata - Norte e Nordeste; </li></ul><ul><li>- Milho - Noroeste; </li></ul><ul><li>- Centeio - Nordeste e Centro Norte Interior </li></ul><ul><li>- Azeite - Por todo o País; </li></ul><ul><li>- Vinho - Junto a costa do rio Douro, Minho e Tejo; </li></ul><ul><li>- Figos, Amêndoa, Alfarroba - Sul </li></ul>
  6. 8. <ul><li>Foi no séc. XVIII, em Inglaterra, </li></ul><ul><li>que surgiu a máquina a vapor. </li></ul><ul><li>Uma só máquina punha em movimento muitas máquinas. </li></ul><ul><li>Ela trouxe uma transformação muito grande na maneira de produzir: surgiram as fábricas . </li></ul>
  7. 9. <ul><li>A maior parte das indústrias, concentrava-se no litoral, sobretudo em duas regiões a norte e no centro-sul. </li></ul><ul><li>As fábricas instalaram-se principalmente nestas regiões porque nelas existia muito mão-de-obra e bons portos </li></ul><ul><li>Os principais sectores: têxteis; tabaco; moagens, conservas de peixe; vidros e cerâmicas; cimento e produtos químicos. </li></ul>
  8. 10. <ul><li>Na segunda metade do século XIX, o desenvolvimento do País, levou ao aparecimento de um novo grupo social: o Operariado. </li></ul><ul><li>Homens, mulheres e crianças trabalhavam nas fábricas em muito más condições. </li></ul><ul><li>Sujeitos a um horário, que podia ir até às 16 horas diárias, recebiam salários miseráveis </li></ul><ul><li>Devido ao êxodo rural, muitas famílias chegaram às cidades do litoral, para nas fábricas aí localizadas </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  9. 13. <ul><li>No início da industrialização o carvão era a principal fonte de energia. </li></ul><ul><li>A extracção mineira tornou-se fundamental </li></ul>
  10. 14. <ul><ul><li>O desenvolvimento da indústria exigiu grandes quantidades de carvão. </li></ul></ul><ul><ul><li>As máquinas a vapor funcionavam através da pressão de vapor. </li></ul></ul><ul><ul><li>Foi no séc. XVIII, em Inglaterra, que surgiu a máquina a vapor. Uma só máquina punha em movimento muitas máquinas. Ela trouxe uma transformação muito grande na maneira de produzir: surgiram as fábricas. </li></ul></ul>
  11. 15. <ul><ul><li>Até meados do século XIX as minas quase não eram exploradas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Entre 1850 e 1890 forma concedidads cerca de 600 licenças de exploração. </li></ul></ul><ul><ul><li>O carvão, o ferro e cobre eram minerais mais pretendidos porque eram os que serviam de matérias primas e combustível para as fábricas </li></ul></ul><ul><ul><li>Apesar de isto tudo, continuou a ser necessário importar carvão e produtos de ferro e aço. </li></ul></ul>
  12. 16. <ul><li>Nesta altura, um dos principais problemas da nossa exploração mineira e indústria eram os transportes </li></ul><ul><li>Em certos casos era mais barato importar carvão de Inglaterra </li></ul><ul><li>Tornou-se muito importante desenvolver os transportes </li></ul>
  13. 17. <ul><li>A exploração mineira levou ao aparecimento de novas aldeias. </li></ul><ul><li>E a que se escavassem montes, alterando assim a paisagem natural. </li></ul><ul><li>As fábricas trouxeram barulho e poluição às cidades. </li></ul>
  14. 18. <ul><li>O progresso da segunda metade do século XIX, devido à modernização da rede de transportes e comunicações: estradas, caminho-de-ferro, pontes, túneis e portos e ao início da utilização de máquinas na indústria, só foi possível graças à utilização do carvão como principal fonte de energia. Por isso, a exploração mineira foi fundamental. </li></ul>
  15. 19. <ul><li>http://br.geocities.com/hupomnemata/industrias1.jpg consultado 8 de Fevereiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://br.geocities.com/mcrost00/20040711a_capitalismo_2.jpg consultado 8 de Fevereiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://hgp-recursos.blogspot.com/2008/04/portugal-na-2-metade-do-sculo-xix.html consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://images.google.pt/images?q=maquina+a+vapor&hl=pt-PT&um=1&ie=UTF-8&sa=X&oi=images&ct=title consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://janeladaturma.blog.com/ consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/5284.pdf consultado 8 de Fevereiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://museu.marinha.pt/NR/rdonlyres/594B1716-46B0-4ED1-A23C-39CA556CB936/2170/25610178pequenaMestreseoper%C3%A1riosdaCNN1.jpg consultado 8 de Fevereiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://nautilus.fis.uc.pt/cec/designintro/industrial.html consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://turma.sapo.pt/Xz4134/636516.html consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://www.educacao.te.pt/jovem/index.jsp?p=117&idArtigo=429 consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://www.es-pr.net/~minasaodomingos/historia.htm consultado 8 de Fevereiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://www.resumos.net/files/mudancasnacidade.ppt consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://www.ribatejo.com/hp/ consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul><ul><li>http://www4.crb.ucp.pt/Biblioteca/GestaoDesenv/GD9/gestaodesenvolvimento9_255.pdf </li></ul><ul><li>www.avelagos.net/departamentos/humanidades/historia/o_trabalho_infantil_no_sec_xix.pdf consultado em 17 de Janeiro de 2009 </li></ul>

×