Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Trabalho de Semiologia: médico e paciente na sociedade atual

Trabalho de Habilidades Médicas (Semiologia), sobre a relação médico-paciente na sociedade atual.
Alunos de Medicina da UniRV Aparecida.
Matheus Borges Guimarães
Natasha Alvarenga Siqueira
Thiago Melanias Araujo de Oliveira
Vanessa Camilo Ferreira

  • Be the first to comment

Trabalho de Semiologia: médico e paciente na sociedade atual

  1. 1. Médicoepacientenasociedadeatual Alunos: Matheus BorgesGuimarães Natasha Alvarenga Siqueira Thiago Melanias Araújo de Oliveira Vanessa Camilo Ferreira FAMED – Faculdade de Medicina UniRV Aparecida
  2. 2. Sociedade Profissionalizada •Profissões como rótulos pessoais •O status profissional
  3. 3. A escolha da profissão •Escolha: harmonia entre talento individual (vocação) e as projeções pessoais para o futuro •Imposições sociais: até que ponto essa é uma escolha livre?
  4. 4. Émile Durkheim Sociólogo, psicólogo social e filósofo francês
  5. 5. Émile Durkheim •Organização profissional: modelo social capaz de gerar a solidariedade orgânica •Solidariedade: modo como a sociedade se organiza; modo como as pessoas se relacionam ou se interligam na sociedade •Solidariedade orgânica: característica de uma sociedade individualista
  6. 6. O médico e o seu paciente •A profissão médica no contexto de sociedade individualista •Relação deteriorada •O médico visto como um vilão
  7. 7. O médico e o seu paciente
  8. 8. Patch Adams: O amor é contagioso
  9. 9. Definindo profissão
  10. 10. Definindo profissão •Definição parsoniana: “tradição” intelectual •Conhecimento especializado e autoridade sobre o cliente •Médico/Paciente x Profissional/Clientela
  11. 11. Definindo profissão •Processo de profissionalização: - Ocupação em tempo integral - Escolas de treinamento profissional - Organização em associações profissionais (interesses) - Regulamentação - Código de conduta profissional (Código de ética)
  12. 12. Definindo profissão •Credibilidade junto à sociedade •Sucesso da profissionalização: Estado + Sociedade + Qualificação profissional
  13. 13. Ética profissional • Profissão médica: projeto profissional bem sucedido - Aliança entre a elite e o Estado - Profissionais médicos: buscam assegurar o monopólio
  14. 14. Ética profissional •Características especiais da profissão médica -Trabalho coletivo pouco desenvolvido - Competitividade: necessidade constante de renovar conhecimentos - Alta responsabilidade
  15. 15. Ética profissional - Conhecimento complexo e profissionalizado - Pagamento por qualquer ato médico - Espírito sacerdotal: alta confiança junto a sociedade - Paciente: confiança e obediência
  16. 16. Ética profissional Elementos mais importantes da ética 1) Relação médico-paciente: segredo e respeito 2) Relação médico-médico: respeito e reconhecimento profissional 3) Honestidade na conduta:Ter coragem de dizer que não sabe Elementos que contrariam a ética 1) Exercício da medicina visando o lucro (mercantilização) 2) Problemas de caráter do profissional 3) Falta de respeito ao colega e ao paciente Faltas éticas mais graves 1) Atender um paciente sem ter pleno conhecimento do assunto 2) Negligência 3) Omissão de socorro
  17. 17. Abalos na relação médico-paciente •Pacientes mais exigentes e médicos insatisfeitos Tradução: “Desculpe doutor, mas de novo tenho que discordar”
  18. 18. Abalos na relação médico-paciente •Relação conflituosa - Aumento das denúncias - Erros médicos - Consultas com cobranças abusivas
  19. 19. Abalos na relação médico-paciente •Razões do conflito - Novas escolas com formação deficiente - Más condições de trabalho - Distanciamento do médico: excesso de tecnologia - Carga horária sobrecarregada
  20. 20. Abalos na relação médico-paciente •Valores fundamentais na relação médico-paciente - Confiança mútua - Capacidade do médico de adequar-se às características de cada paciente - Boa comunicação - Beneficência, não-maleficência e respeito à autonomia do paciente
  21. 21. Abalos na relação médico-paciente

×